Análise do Emmy 2016 – Coadjuvantes de Drama

31 de agosto de 2016 Por:

Por muitas vezes, eles roubam a cena (e a série) pra eles. São mais queridos que os protagonistas e muitos até se recusam a entender porque concorrem nessa categoria. E em um ano onde a Academia do Emmy parece disposta a apostar em mudanças e quase metade das vagas são preenchidas por alguém de Game of Thrones, as duas categorias de coadjuvantes de drama estão entre as mais abertas do ano.

Ator Coadjuvante 

atores-coadjuvantes

A categoria de ator coadjuvante em drama traz figurinhas repetidas, mas que nunca venceram ou tiveram seu merecido reconhecimento, como Jonathan Banks, de Better Call Saulque vem merecendo desde os tempos de Breaking Bad, justiça seja feita, e Michael Kelly (House of Cards) e seu Doug, um dos melhores e mais deliciosos personagens do drama político da Netflix. Algum dos dois tem chance de levar a estatueta esse ano? Banks bem mais que Kelly, mas nada está definido ainda.

Favorito da crítica ano passado, Ben Mendelsohn retorna esse ano concorrendo mais uma vez pelo disfuncional Danny, o personagem que, há que se dizer, dá o tom e a alma a Bloodline (sim, a gente também ama Kyle Chandler, mas não há como negar que os conflitos da série existem por causa de Danny) em uma atuação avassaladora e que se não ganhar seus louros agora (o que provavelmente), um dia o fará.

Mas para saírem vitoriosos, Banks, Kelly e Mendelsohn vão ter que enfrentar a espada o hype enorme em cima de Kit Harington e seu Jon Snow. Protagonista do maior episódio do ano até agora (a famosa Batalha dos Bastardos), capa de revista internacional divulgando sua ressurreição, inúmeras participações em programas de TV falando sobre como teve que guardar o segredo de sua volta e uma temporada irretocável, com uma quase unanimidade crítica a seu favor. Jon Snow pode até não saber de nada, mas uma coisa a gente sabe: Harington é o nome a se bater na categoria.

Correndo por fora, temos dois nomes: Peter Dinklage, atual vencedor e mais um representante de Game of Thrones e Jon Voight, de Ray Donovan. Dinklage vem de uma temporada sensacional, mas onde Tyrion esteve mais apagado do que nunca, brilhando apenas no season finale, em sua conversa com Daenerys sobre finalmente servir a uma rainha que acredita – o que, claro, pode muito bem convencer a Academia a lhe dar mais um prêmio, o que eu não acredito. Já Voight, por melhor que seja, não tem o suficiente de hype e apoio crítico para competir com nenhum dos outros  5 e é o grande azarão da categoria.

Quem deve levar: Kit Harington

Quem deveria levar: Ben Mendelsohn

Quem faltou: Como assim vocês esqueceram do Christian Slater (Mr. Robot)?????

 

Atriz Coadjuvante 

atrizes coadjuvantes

Melhor atriz coadjuvante ou melhor atriz de Game of Thrones, fica a dúvida. Mesmo no melhor ano da série, ter 3 indicadas em uma categoria com 6 vagas é algo MUITO grande e já dá prévias da força avassaladora que a série da HBO adquiriu e que deve lhe render a maioria dos prêmios da noite. Quem pode barrar uma vitória aqui? O saudosimo em torno da temporada final de Downton Abbey e da sempre sensacional Maggie Smith. A Condessa Violet era sem dúvida alguma a melhor personagem da série britânica e, talvez, a despedida traga consigo o gosto da vitória.

Quem também pode surpreender é Maura Tierney. Se no primeiro ano de The AffairRuth Wilson colheu (merecidamente) todos os elogios pela sua atuação como protagonista, a segunda temporada focou mais em Helen e elevou Tierney a um novo nível. De personagem escada, ela passou para o centro da ação, sempre com competência, força dramática e cenas avassaladoras, que colocaram a crítica aos seus pés e representam, aqui, sua chance de vitória. Vale lembrar ainda que essa foi a única indicação da série da Showtime nas categorias principais, o que significa que a Academia olhou com carinho para Maura.

Uma das séries mais elogiadas do último ano, UnReal está aqui representada por Constance Zimmer, outra favorita de público e crítica que pode surpreender e arrematar a estatueta. Não é fácil ser indicada pela primeira temporada de um show de um canal um tanto quanto fora do radar, mas a atuação de Zimmer como Quinn foi suficiente para quebrar esse tabu e lhe garantir uma vaga entre os indicados. Tem muita gente apostando em uma provável vitória da produtora. Mais alguém torcendo?

Porém, se tudo sair como esperado, uma das meninas de Game of Thrones leva essa. Qual? Bom, a única coisa que sabemos é que não será Emilia Clarke. Por mais destaque que Dany tenha tido nessa temporada, ainda não é o suficiente para fazê-la digna sequer de uma indicação, o que dirá da vitória. A briga mesmo está entre Lena Headey e Maisie Williams, com Headey ganhando muita vantagem devido ao hype construído desde o ano anterior e a walk of shame e sequências de tirar o fôlego no season finale desse ano. Demoramos a dormir depois do sorriso diabólico de Cersei ao ver seus inimigos pegando fogo e sentando-se, finalmente, no Trono de Ferro. Claro, Maisie também teve destaque (seu encontro com Walder Frey foi inesquecível), mas nessa guerra, os Lannister devem ganhar.

Quem deve ganhar: Lena Headey

Quem deveria ganhar: Lena Headey

Quem faltou: Joanne Froggatt (Downton Abbey)


Agora é sua vez. Conta pra gente quais suas apostas e não deixe de acompanhar a cobertura do Apaixonados por Séries do Emmy 2016!

Jornalista, nerd, viciado em um bom drama teen, de fantasia, ficção científica ou de super-herói. Assiste séries desde que começou a falar e morria de medo da música...

Ler perfil completo

Petrolina / PE

Série Favorita: One Tree Hill

Não assiste de jeito nenhum: The Big Bang Theory

  • Angelo Bruno Rabelo Batista

    Na categoria de ator coadjuvante provavelmente quem vai ganhar vai ser o Kit Harington. Como o sistema de votação do Emmy mudou (hoje em dia é mais por popularidade) tudo aponta para o Kit. Para mim ele não foi o melhor na categoria dele. Quem deveria levar era o Michael Kelly (House of Cards) que faz um trabalho excelente, e também porque ele deveria ter ganhado ano passado e não o Peter Dinklage. Na categoria melhor atriz coadjuvante eu discordo completamente do que você disse sobre a Emilia, ela teve uma ótima temporada e o episódio em que ela esta concorrendo muitas pessoas elogiaram a atuação dela. E se for considerar o voto por popularidade ela tem grandes chances de ganhar. No meu ranking a Lena Headey estaria em ultima posição como favorita para ganhar. A Maura Tierney faz um trabalho sensacional em the affair e a Constance Zimmer também em unreal. Quem provavelmente vai ganhar vai ser a Maggie Smith, quem deveria ganhar é a Maura Tierney.
    PS: Quem faltou na categoria masculina: Joshua Jackson, Clayne Crawford , Eddie Marsan e o James Norton.
    Ps2: Quem faltou na categoria na categoria feminina: Billie Piper ,Regina King ,Paula Malcomson ,Melissa McBride e Abigail Spencer.
    Ps3: eles deveriam aumentar o número de indicações.

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

5 dias atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

5 dias atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

5 momentos incríveis da 2ª temporada de Master of None

6 dias atráscomentarios

Somos apaixonados por Master of None por aqui. Depois de uma primeira temporada sucinta, porém arrebatadora, esperamos quase dois anos (ou foi mais que isso?) para reencontrarmos Dev em um novo momento da sua vida. E, ao longo de dez episódios, tivemos a oportunidade de passear por muitos momentos incríveis na companhia do personagem, com um roteiro extremamente crítico e que faz com que a gente pare, reflita e mude algumas atitudes tão intrínsecas do nosso ser. Por isso, separamos (só) cinco dos grandes momentos dessa nova temporada, para revisitarmos e te convencermos de que, se você ainda não viu, essa é a hora para parar tudo que está fazendo e devorar o segundo ano de Master of None.   […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter