Angel From Hell

11 de janeiro de 2016 Por:

Imagine alguém que o acompanhou sua vida inteira. Participou dos momentos importantes, sabe seus segredos mais íntimos e, por isso, pode te ajudar a tomar decisões mais sábias para o futuro, basicamente seu anjo da guarda. Utilizando dessa premissa, Angel From Hell estreou na CBS na última quinta, pegando o lead in de Mom, e trouxe Jane Lynch de volta as telas da TV (mas com poucas mudanças comparado a quando a vimos pela última vez).

angel-from-hell-allison

Allison (Maggie Lawson) é uma médica bem sucedida que cai no maior clichê possível da sociedade atual: feliz para o mundo, infeliz internamente. Decidida a viver uma relação conjugal com seu namorado Evan (David Denman), ela prepara uma grande (re)inauguração para a casa dos dois e é durante os preparativos que esbarra com Amy (Jane Lynch), uma mulher que nunca viu na vida, mas que parece a conhecer nos mínimos detalhes. Tudo soa muito esquisito, uma espécie de perseguição impossível, fazendo com que Allison chegue a duvidar daquela que Amy coloca como verdade: ela é seu anjo da guarda.

Em meio as muitas tentativas de comprovação das palavras do anjo, a série depende totalmente do humor sarcástico de Lynch, que praticamente reutiliza a personalidade que criou para Sue Sylvester (Glee), aplicando aqui com um pouco mais de leveza e ressaltando ainda mais o humor. Poderíamos a definir como um anjo às avessas: se preocupa com sua protegida, mas tem meios bastante atrapalhados de levá-la para o melhor caminho – isso quando não se precipita e acaba influenciando de maneira incisiva demais nas escolhas de Allison.

angel-from-hell-amy

A relação das duas ainda é pouco trabalhada, principalmente quando consideramos o choque que envolve conhecer seu anjo da guarda, porém existe um potencial bacana a ser explorado. Difícil dizer se conseguiremos nos divertir com Allison, mas talvez seja na influencia distorcida de Amy que a personagem ganhe sua graça. Os coadjuvantes tem pouquíssimo apelo e pouco agregam para o timing da comédia. Evan, o namorado, é um encostado que vive do sonho de ter um negócio próprio por meio do lançamento de um app. A melhor amiga, Kelly, tem carisma zero e sua participação se limitou a três falas, totalmente dispensáveis.

Ainda com muito a ser melhorado, Angel From Hell nasce na emissora errada. Os personagens precisam de um tempo para estabelecer uma amizade melhor e ganhar um timing interessante para a comédia, só que a CBS não é famosa pela sua paciência no desenvolvimento das suas atrações, cancelando a maioria delas prematuramente. Apesar disso, a estreia da série marcou 1.6 na principal faixa de audiência, segurando bem os espectadores de Mom, que marcou 1.8 – talvez muitos órfãos de Sue Sylvester tenham ido conferir o novo programa. Com o tempo, a série pode se tornar um divertimento bacana e sem muita pretensão. Por hora, é só mais uma comédia recheada de clichês e personagens que abusam das caricaturas.

Caiçara, viciado em cultura pop e uns papo bobo. No mundo das séries, vai do fútil ao complicado, passando por comédias com risada de fundo e dramas heroicos...

Ler perfil completo

Santos - SP

Série Favorita: Arrow

Não assiste de jeito nenhum: The Walking Dead

1 Contra Todos

1 semana atráscomentarios

Com a lei de incentivo à produção nacional, várias produções poderiam sair do papel. Muitas delas não têm a menor pretensão de introduzirem uma ideia nova ou em mesmo de fazer sucesso. É por isso que uma série estoura na medida em que 1 Contra Todos fez, a gente tem que prestar atenção e dar os louros. Cadu (Júlio Andrade) é um advogado de Taubaté que será pai pela segunda vez, mas perde o emprego devido seus princípios éticos. Para piorar sua situação, é injustamente preso ao ser confundido com o Doutor do Crime, maior traficante do país. Para tentar sobreviver, e com o apoio de sua esposa Malu (Julia Ianina), ele decide se passar pelo criminoso como única forma […]

Leia o post completo

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars – Parte 2

1 semana atráscomentarios

Comemorando que RuPaul’s Drag Race acaba de conquistar o Emmy de Melhor Apresentador de Reality, Melhor Edição de Fotografia e Melhor Figurino (pelo episódio: Oh! My! Gaga!), além da VH1 não perder tempo em agendar a próxima edição All Stars para Janeiro de 2018 (está quase chegando!), em breve teremos a lista oficial das queens que estarão retornando para brigar por um lugar no Hall Of Fame do programa e ter a oportunidade de reescrever parte da sua história na competição. Assim como na primeira parte desse especial, eis aqui uma outra lista de participantes que não conseguiram atingir seu potencial e chegar longe na competição. Então, shall we begin? Trixie Mattel – Temporada 7 (Top 6) Oh honey! Quem não […]

Leia o post completo

Stephen King na televisão

1 semana atráscomentarios

Stephen Edwin King sem dúvida alguma é um (se não for “o”) maior escritor de terror e suspense de todos os tempos. Nascido em Portland, no estado de Maine, cenário da maioria das suas histórias, em 21 de setembro de 1947, teve uma infância complicada, tendo seu pai abandonado a família quando ainda tinha dois anos, e testemunhou um acidente com a morte de um amigo. Já escrevia desde criança, e vendia suas histórias aos amigos. Estudou inglês na Universidade do Maine, casou-se com Tabitha Spruce, em 1971, e lecionou sua formação em Hampden, enquanto isso escrevia para revistas masculinas. Teve problemas com álcool, e em 1999 sofreu um acidente sério, em que foi atropelado enquanto caminhava aos arredores de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter