Animal Kingdom – 1×06 Child Care

16 de julho de 2016 Por:

“Don’t you mistake my generosity for weakness.” – Smurf

A frase, uma das mais emblemáticas da série até o momento, sintetiza a ideia do episódio desta semana de Animal Kingdom. Que desde a exibição de Flesh is Weak parece ter encontrado o próprio ritmo, ao decidir que finalmente é chegada a hora de apresentar um pouco mais da história e do modus operandi dos Cody.

Child Care dá sequência ao encontro entre a professora de J e a recém-chegada, na série, detetive Yates. Que aqui desempenha o papel importante de desmistificar a ideia, pelo menos minha, de que os Cody na verdade – salvo Pope e Janine – estavam longe de terem que ser temidos. E é justamente ao descortinar esta ideia que a série finalmente encontra seu caminho trazendo ótimos momentos e reviravoltas na história. E se Animal Kingdom sempre falou sobre o amor em família, o episódio da semana deixa claro de que não existem limites em se tratando da família de Janine. Que finalmente demonstra sem precisar muito, a força de Smurf.

25695_012_1662_R_595_Mini Logo TV white - Gallery

A recente prisão de Pope devido aos remédios que Janine estava colocando na comida de Andrew reacende a constante desconfiança de Andrew. Que desde sua saída da prisão carrega a dúvida entre ter sido abandonado pelo grupo ou de fato se sacrificado pelo bem dos negócios da família. E ainda que a intenção de Smurf com os medicamentos tenha a ver com resguardar as relações entre os irmãos e controlar o inconstante Pope. A reação de Janine, ao ter sido chamada para resgatar Craig das mãos dos primos da ex-namorada, deixa claro o posicionamento da protetora mãe dos Cody: siga a risca o código de conduta proposto por ela para manter-se nos negócios da família ou esqueça que um dia esta família se quer existiu. Tudo isso, de certa forma, prepara espaço para a grande incógnita da trama: qual o real papel de J na estrutura dos Cody?

E ainda que o próximo trabalho de Baz e seu grupo tenham a ver com um roubo a uma base militar. As ações praticadas pelo grupo e que visavam ter acesso aos documentos do pai de Nicky, acaba desencadeando o conflito pessoal de J que na verdade ainda não tem muito claro qual caminho deve seguir. Já que mesmo morando sob o mesmo teto de Smurf e os tios, os Cody são estranhos para J. O que justifica o desespero do adolescente ao se enxergar usado como parte do esquema de mentiras e manipulação de Janine e Baz.

25695_012_1873_R_FULL

A falha de J na tentativa de proteger Nicky e sua família ao se afastar da garota, acabou levando-o direto para Baz. Provando o amadorismo e despreparo do rapaz em lidar com pessoas já tão habituadas à arte de mentir. E se antes Baz parecia ser um dos poucos a dar o benefício da dúvida a J, pode ser que de agora em diante o adolescente esteja de fato sozinho – e daqui nasça um futuro conflito entre pai x filho (já que muito do que foi dito sugere que Baz seja o pai de J). Na realidade, Child Care representa o início dos conflitos morais entre J e os Cody. Mais que isso, reforça parte das razões para que a mãe do adolescente tenha decidido se afastar por tantos anos de Smurf e os tios. E mesmo que tenhamos visto por outros episódios muito se falar a respeito do banimento da própria filha promovido por Janine. O episódio de estreia nos apresentou, durante o enterro da mãe de J, que na verdade o afastamento do mais novo membro dos Cody estava na verdade relacionado ao medo da má influência de Janine e seu grupo na vida de J.

E se no começo das reviews esperava por episódios que me fizessem aguardar pela chegada das terças, posso falar que finalmente isto começou a acontecer. E você o que tem achado dos últimos episódios de Animal Kingdom? Não deixa de comentar aqui embaixo.

Paulista que puxa o erre pra falar, PHD em Análise do Drama pelas novelas mexicanas reprisadas no SBT e designer de homens palito. Com sérios problemas em se...

Ler perfil completo

Rio Preto/SP

Série Favorita: Sex and the City

Não assiste de jeito nenhum: Teen Wolf

Primeiras Impressões: Atypical

4 dias atráscomentarios

Estreou ontem na Netflix a comédia Atypical, que conta a vida de Sam (Keir Gilchrist), um garoto autista que chega a idade adulta e passa a ter uma série de necessidades/curiosidades para descobrir quem realmente é. E nesse caminho de descobertas vamos entendendo mais sobre a sua personalidade, suas limitações e como tudo isso afeta a sua família e a todos que o cercam. Trazer o universo adolescente parece ter sido uma maneira do canal de streaming se aproximar do seu público, trabalhando pautas mais complicadas através de uma abordagem diferente. Foi assim com o suicídio em 13 Reasons Why e agora com o autismo em Atypical. Mas o que chama atenção mesmo é que, apesar de todas as limitações do […]

Leia o post completo

Primeiras Impressões: Mr. Mercedes

5 dias atráscomentarios

A Audience Network estreou, no último dia 9, Mr. Mercedes, um suspense baseado na obra de Stephen King. A série é estrelada por Brendan Gleeson e Harry Treadaway, dirigida por Jack Bender e tem como roteiristas David E. Kelley e o próprio Stephen King. A primeira temporada terá dez episódios. A história começa em uma madrugada de frio, com dezenas de desempregados fazendo fila em frente ao local que, no dia seguinte, vai sediar uma feira de empregos. Conhecemos uma mãe que levou sua bebê porque não tinha dinheiro para pagar uma babá, um rapaz gentil que empresta seu saco de dormir para que ela troque as fraldas e amamente a criança, e um homem meio ranzinza que faz algumas […]

Leia o post completo

Class

6 dias atráscomentarios

Class é um spin-off de Doctor Who, mas é preciso dizer, antes de mais nada, que não é preciso ter assistido ao seriado para entender a trama. Na verdade, a série tem mais semelhanças com Torchwood, outra derivada do seriado do Doutor, do que com a original, já que mostra as consequências dos eventos extraterrestres no planeta. A produção da BBC, em parceria com a BBC America, foi criada por Patrick Ness, também produtor da série-mãe, e estreou em 2016. Com apenas oito episódios, a série se passa no Coal High School, escola icônica no universo de Doctor Who, já que apareceu no primeiro episódio da série em 1963. Mais recentemente, esse era o colégio onde trabalhavam Clara Oswald e […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter