Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Animal Kingdom – 1×08 Man In

Por: em 29 de julho de 2016

Animal Kingdom – 1×08 Man In

Por: em

“Qualquer coisa boa, eles destroem. Eles usam todo mundo.” (Joshua“J” Cody)

Man In pode não ter superado a qualidade do episódio anterior, mas realizou um bom trabalho em dar continuidade às tramas deixadas em aberto. Entrando na reta final da temporada, todo o foco da narrativa foi direcionado para os preparativos da execução do grande plano de golpe proposto pelo Baz. Ainda assim, os conflitos familiares não foram deixados de lado, mostrando, mais uma vez, que a série tá trilhando um caminho consciente do destino a qual se propõe a chegar.

1. Alexa e J

Apesar de resoluto, Paul aceita entrar no time e dar dicas e informações sobre a base militar que os Cody pretendem invadir. Obviamente essa união não tem a menor perspectiva de dar certo e não demora muito para entrar em atrito. Paul quer realizar o serviço com um risco mínimo de se comprometer no processo, inclusive colocando o uso de armas de fogo como objeção.

Enquanto o planejamento corria solto na casa dos Cody, no colégio J ficava frente a frente com Alexa após absorver a informação de que ele e sua família estavam sendo investigados. O crescimento de J na série é visível e, desde o piloto, ele não era colocado numa posição central e de importância na trama. Enquanto Alexa pensa apenas em livrar o seu da reta, se livrar do processo e manter seu emprego, J tem a consciência de que não é tão simples. Entregar Smurf e crias não é apenas trair sua família; as consequências poderão ser terríveis e não há serviço de proteção de testemunhas eficaz o suficiente para mantê-lo longe e a salvo.

Nicky voltou a ter mais destaque nesse episódio (para meu profundo desgosto). Ao observar a conversa entre Alexa e J, já pressupõe o caso entre os dois e sai correndo, sabe lá Deus porque, para a casa dos Cody e quase topa com toda família reunida com seu pai planejando a realização de um crime. Graças a um Deran muito perspicaz, ela é avistada pelo monitor do vídeo de segurança e Craig é incumbido da tarefa de ser babá por um dia de uma adolescente chata e chorosa por que levou o primeiro pé na bunda do namorado adolescente (quem nunca? Rs).

Na casa, surge um impasse imposto pelas rígidas regras de segurança para entrar no complexo da base militar. Segundo Paul, somente pessoas com filha limpa consegue autorização, o que definitivamente não é o caso dos membros do clã Cody. A solução encontrada então pelo grupo é aliciar J para o plano. A sequencia do J entrando na base foi tão brilhante, que eu não imagino como o Baz planejava fazer isso sem ajuda do garoto (ou seja, ele não tinha plano nenhum!). Realmente fiquei aflito da possibilidade do garoto ser preso a qualquer minuto, o uso da câmera acoplada (é uma gopro? Haha) foi uma ótima sacada na montagem da cena e, passado o susto final ao ser pego pelos dois militares a paisana, todo processou correu bem e a primeira parte do plano foi executada com êxito.

2. Smurf e Vin]

Baz e Pope entenderam que suas rixas internas deveriam ser tratadas apenas em casa e se uniram em uma tentativa de tentar dar um fim às chantagens de Vin, ex-parceiro de cela do Pope. Foi interessante acompanhar a revelação de novos detalhes do tempo do Pope na prisão. Frente a essas revelações, não me surpreende o fato do irmão mais velho se recusar a voltar para detrás das grades. Além de torturas físicas, ele passou por provações psicológicas terríveis induzidas por carcereiro em particular. A conversa entre Baz e Pope no “galpão da moeda” foi sincera e com um melancolismo tão latente, que é difícil acreditar que algo não via vai muito errado nessa missão. E o que dizer do talento e paciência do Pope para passar notas de dólares, hein? Haha.

Apesar da viagem da Smurf no episodio anterior não ter sido abordada diretamente, ficou claro que ela saiu bem abalada do encontro que teve com Isaiah. Espero que eles não corram com esse plot, pois tem um material muito rico a ser explorado e é nessas cenas de contemplação que o talento da Ellen se sobressai. O momento em que Vin chega ao portão da casa e joga o pacote de dinheiro, ameaçando Pope, proporcionou um dos melhores embates do episódio. Usando o trocadilho permitido pelo título da série, vimos na Smurf uma verdadeira leoa protegendo seu reinado.

A detetive Yates comprova sua total incapacidade e falta de tato em tentar aliciar alguém para sua investigação contra os Cody ao abordar Katherine. Mas uma revelação muito importante é feita: o casal morto incinerado no incêndio criminoso atribuído aos Cody eram os pais da Katherine. Pope, não apenas teria sido o responsável por iniciar o incêndio, como também teria tido ajuda do Baz e Smurf. Se todos os indícios contra Pope realmente forem verdade, fica difícil acreditar que Pope realmente se livrou do indiciamento apenas porque se recusou a falar no interrogatório. Fica a sensação que a detetive está deixando alguma motivação em oculto nessa perseguição implacável contra Smurf e sua família.

Só que estamos falando da chatinha da Katherine né? A pessoa muda mais de ideia mais vezes do que Taylor Swift troca de namorado; e uma hora ela é contra delatar seu marido, mas no momento está questionando Baz acerca dos acontecimentos pertinente a morte de seus pais. Mesmo tendo respostas tão evasivas do parceiro, ele procura os policiais para dizer que ama Baz desde os 19 anos de idade e que nunca irá entrega-lo. Obviamente, não demora muito tempo pra ela mudar de ideia e arrumar suas malas. Infelizmente não é para longe da série, mas vamos manter as esperanças.

Mas se tem alguém que se destacou nesse episódio foi o Baz. Não apenas por comandar o planejamento a invasão, mas por protagonizar dois excelentes diálogos com J e seu pai. No momento em que J aborda Baz e o convida para conversar em particular, eu imaginei que ele fosse informar que a família estava sendo investigada. Fiquei surpreso com a pergunta direta de que o Baz seria seu pai. Nesse momento o Baz tira sua máscara de bom moço e deixa claro que, pra ele, não faz a mínima diferença ele ser ou não ser; J já é um garoto crescido e conforme já tinha provado ao invadir a base militar, tinha plenas capacidades de cuidar de si próprio. Realmente foi indigesto para o J ouvir aquilo, assim como para eu assistir ele proferindo essas palavras tão ríspidas, apesar de não ser surpreendente observando o contexto de uma família tão disfuncional. O próprio Baz não tem uma referência paternal para se inspirar.

3. Baz

Alias, foi com seu pai que ele teve seu momento mais emblemático. Para Baz, ver seu pai sóbrio e tentando levar sua vida com tranquilidade é uma infelicidade. Ele quer ver o pai sujo, bêbado e na sarjeta. Contemplar o pai nessas condições é uma vingança pessoal por toda a infância infeliz causado pelo velho. Jogar na cara as surras, o desprezo e o abandono afetivo e ouvir de volta que tudo isso foi uma forma de prepara-lo para a vida, não deve ser fácil. O embate culminou com Baz avançando para cima do pai e o obrigando a ingerir a garrafa de bebida e dar um fim em seus 11 dias sóbrio.

J, após ser preterido por Baz, procura Nicky a fim de alertar do perigo da aproximação dela e seu pai com sua família. Nicky então confessa que fumou cocaína e transou com Craig, deixando o J desolado.

Ps1: Baz ficou absurdamente lindo usando esse lenço palestino camuflado! <3

Ps2: Indo contra as orientações do Paul, Pope e Baz resolveram levar armas para a base militar.

Ps3: Deran bem apagado nesse episódio, nem pra passar nota de papel foi útil. Coitado!

Ps4: Onde foi parar a mexicana que o Baz tem um caso? Inclusive já esqueci o nome da chica, haha.

Ps5: A vida não está sendo fácil para Pope. Qual dessas músicas foi utilizado na prisão por Hilty para torturar ele?

Ps6: Craig deixou bem claro que não transou com a Nicky, indo contra a crença de todos. Como não gosto da garota, eu vou apoiar o Craig nessa. Haha

Nos minutos finais os irmãos conseguem passe livre para entrar na base, disfarçados de militar. Finalizando o episodio com o quote que abre a review, deixa para os dois episódios finais o desenrolar e consequências do plano proposto pelo Baz. Com o caminho trilhado até aqui, principalmente na segunda parte da temporada, temos motivos de sobra para nos mantermos bastantes positivos nessa reta final. Catherine e J irão aceitar as propostas de testemunharem contra Smurf e seus filhos? Até 9 de agosto teremos essa resposta.


Wander Alves

Série Favorita: The Good Wife

Não assiste de jeito nenhum: The Leftovers

  • paty92_35

    A série ta ficando boa demais!!! Eu acho q vai dar alguma coisa errada nesse plano deles! Espero q o J não traia a família!

    • Wander

      Olá. A evolução da série, desde o piloto, é gritante! Também mantenho minhas apostas que a execução desse plano não vai ser nada fácil e que teremos surpresas no processo (não quer dizer que sejam boas, rs).

  • Camila Marques

    O que foi aquela sequencia da cena do J entrando na base para colocar fogo, a jogada de câmera me deixou bem tensa, a trilha sonora, tudo naquela cena funcionou muito bem.
    Olha, confesso que eu gostei mais desse episódio que o anterior, essa serie tá muito boa.
    Realmente aquela cena em J e Baz foi de partir o coração, mas algo já esperado né, mas o que o Baz fez com o pai dele, só mostra do que o Baz é capaz.
    Katherine não entregou a família mas arrumou as malas para fugir? não to entendendo, ela acha que consegue ir muito longe?
    Tudo nesse episódio me agradou *-*
    Ah quase ia esquecendo, da cena da Smurf, eu achei que ela ia atirar naquele cara, agora fica o questionamento, to achando que esse maluco ai vai fazer alguma coisa no próximo episódio e pode acabar com os planos dos irmãos.

    • Wander

      Olá Camila! Essa sequência foi realmente de tirar o fôlego, uma montagem exemplar, onde tudo funcionou muito bem. Com certeza um dos pontos altos do episódio.
      Acredito que gostei mais do anterior por causa das cenas envolvendo o encontro entre Smurf e Isaiah, e o excelente trabalho da Ellen Barkin. Mas esse também não deixa nada a dever, e manteve a sequencia ascendente da qualidade da série.
      Eu concordo com você nesse ponto referente a atitude do Baz em relação ao J. Ele veio de uma infância extremamente disfuncional e talvez sua negação em aceitar o J vem, talvez, de distanciar cada vez mais da figura que representa seu pai.
      Eu também não sei o que a Katherine pretende; meu medo é ela ir procurar o policial. Já que, fora uma amiga que apareceu em algumas cenas nos episódios iniciais, ela não parece ter alguma referência.
      Vin é aquele tipico de personagens que surge nessas séries, que representa tudo de detestável. Torci muito para que Smurf apertasse aquele gatilho, rs. Obrigado pelo comentário.

  • Felipe Borges

    Haha.. que ótima review!
    A série está me surpreendendo, mas acho que dentro desse jogo quem vai fazer todos se darem mal é o J. Achei a Katherine super sensata, descobriu quem matou seus pais, e por mais que não teve uma certeza, Baz deu indícios bem claros de que ele sabia a causa do incêndio. Apesar de não entregar eles, ela optou por fugir, o que prova mais uma vez que ela não é burra de pôr sua vida e de seu filha em risco por conta da família do Baz.
    Por outro lado, J já foi choramingando pra Alexa só porque a Nicki disse que transou com o Craig, que – também estou com você rs – aposto que disse a verdade quando falou que eles não fizeram nada. Então minhas fichas estão que ele entrega os Cody.

    • Wander

      Obrigado Felipe. A série vem surpreendendo bastante, principalmente pela estrutura da trama. Acho que falta coerência a Katherine; não sabemos exatamente se podemos confiar na palavra da detetive. Mas não deve ser facil para Katherine dormir ao lado de um cara que, possivelmente, foi cumplice na morte de seus pais.
      Essa atitude da Nicky é bem tipico de adolescente de série da ABC Family haha. J vai ter que apostar muito alto se resolver entregar a avó e tios; ele também tem muito a perder no processo. Vamos ficar no aguardo até o próximo episódio. Abçs.

×