As séries com viagens no tempo

14 de janeiro de 2017 Por:

Como meu amigo Wander comentou quando compartilhou com a gente suas primeiras impressões de Timelessviagens no tempo is the new blackDoctor Who é a série de ficção científica mais longa do mundo. 12 Monkeys já vai para a terceira temporada, Legends of Tomorrow já exibiu na metade da segunda.

A canadense Travelers já exibiu uma temporada. Continuum durou quatro temporadas, assim como a querida Being Erica. As novatas Timeless e Frequency exibem a temporada de estreia e, com a baixa audiência, lutam pela renovação. Time After Time e Making History são outras produções do gênero com estreia marcada e garantida.

Ao perceber a maioria dessas séries na minha watchlist e muitas fazendo sucesso com os telespectadores, comecei a me perguntar: Por que amamos séries com viagens no tempo? Não sei se sou capaz de apontar uma resposta segura, mas um debate com os leitores do Apaixonados por Séries parece interessante. Vamos lá?

Minha primeira lembrança de viagens no tempo vem do filme De volta para o futuro, um clássico da sessão da tarde nos anos 90. Só que, enquanto no filme Marty McFly vai parar no passado acidentalmente e precisa lutar para assegurar seu nascimento (e consequentemente seu futuro), na maioria das séries os personagens tentam mudar o passado para assegurar um futuro melhor para a humanidade.

Em Frequency, a policial Raymy, em 2016, consegue contato com o pai, falecido em 1996, usando um velho rádio. À medida que os dois conversam e ele interfere no passado, o futuro muda de forma assustadora com a morte de outro ente querido. A partir disso, pai e filha tentam desesperadamente impedir essa morte eminente. Será que eles vão conseguir ajustar o futuro?

O futuro da humanidade em 12 Monkeys  é catastrófico, com grande parte da população mundial dizimada por um vírus. A máquina do tempo é construída para que James Cole volte no tempo e impeça esse vírus de causar a tragedia. Mas as coisas não são tão simples quanto se pensava e mesmo depois de várias viagens, o futuro ruim está cada vez mais próximo.

Completando a lista de desastres, temos a canadense Travelers, distribuída pela amada Netflix. Os viajantes que dão título à série retornam ao passado como “consciências” que assumem os corpos de pessoas comuns para evitar eventos que tornaram o mundo um lugar difícil de ser vivido. Só que nem tudo sai como planejado…

Doctor Who é uma das séries mais interessantes de viagens no tempo, onde acompanhamos os protagonistas dando rolés pelo passado com vida de turistas, ou seja, não precisam impedir ou tentar mudar nada, apesar de encontrarem desafios em muitas viagens.

Em Timeless, Lucy é uma professora de história que, a pedido do governo americano, viaja ao passado acompanhada de um cientista e um militar, com o objetivo de capturar um vilão que roubou outra máquina tempo sabe-se lá por qual motivo. Diferente da maioria já citada, a missão é prevenir qualquer alteração no passado que possa afetar o futuro de maneiras imprevisíveis.

Legends of Tomorrow se assemelha a Timeless quanto ao objetivo das viagens. No drama da CW os protagonistas também precisam proteger os grandes momentos do passado para garantir que o futuro não mude para algo imprevisível. Esporadicamente, The Flash, que originou LoT também mostra viagens no tempo.

Já em Being Erica, a protagonista volta no tempo para reviver um momento difícil de sua vida em cada episódio, numa espécie de terapia de auto conhecimento. O interessante é que Erica, apesar de conseguir mudar a forma como os acontecimentos se desenrolam, não consegue mudar o resultado final ao seu redor. As mudanças são apenas dentro dela mesma.

Será que, voltando no tempo, faríamos coisas diferentes mudaríamos nosso presente e nosso futuro? Quem nunca se viu diante de um pensamento assim? Aliás, o público ama tanto a ideia do “What If” que várias séries já apresentaram episódios sobre o tema, o que inclusive gerou um especial aqui no blog.

Uma personagem de um filme, que não me recordo nome, questionada sobre destino, retrucou “Não gosto da ideia de uma vida sobre a qual não tenho controle.” Será que temos algum controle?  O que está escrito vai acontecer? Quem saberia essas respostas?

De qualquer forma, acredito que as séries com viagens no tempo causam fascínio porque aguçam nossa curiosidade sobre o reflexo de atitudes do passado em nosso futuro . Talvez não seja muito inteligente viver o presente pensando no passado, mas pelo menos nas séries podemos nos divertir com o tema.


E você, curte séries com viagens no tempo? Conta pra gente!

Mineira apaixonada por séries policiais, dramas jurídicos e séries teen de qualidade (Saudades, Greek!).

Belo Horizonte - MG

Série Favorita: Grey´s Anatomy

Não assiste de jeito nenhum: House

  • Aomame Kawana

    Todo mundo tem um momento na própria vida que questiona. “Se eu tivesse feito tal coisa” ou “Se eu não tivesse feito de tal forma”, da mesma forma, que todo mundo já pensou, ou foi direcionado a pensar em aula/série/filme sobre o que aconteceria com a história se algum evento tivesse sido diferente.

    Acho que existe um pouco de remorso nisso ou uma insatisfação com algo na vida, mas também um pouco de curiosidade e um desejo que querer imaginar uma realidade melhor do que a atual. Além disso, acho também que tem a questão/dúvida de se somos tão livres assim no nosso livre arbítrio ou se somos só engrenagens da roda do destino.

    Uma coisa muito comum nas séries/filmes de viagem no tempo, que na minha opinião segue a linha do remorso, é que quase sempre a volta no tempo tinha um objetivo de melhorar algo, mas causa mais problemas e piora de alguma forma a situação.

    E isso leva a outra viagem para tentar “consertar” e deixar como antes. No final, o viajante acaba fazendo tudo voltar em algo próximo do normal e aceitando que aquela vida, com todos os defeitos e qualidades, é a vida dele.

    Parabéns pela matéria. ^^

    • Andrezza

      Oi, Aomame Kawana!
      Muito bacana o seu comentário.
      Concordo contigo.
      Esse tema desperta muitos sentimentos. e, pra nossa alegria, muitas séries. rs

  • Renata

    Muito bom o texto! Outras séries de viagem no tempo que estão na minha lista de preferidas são 11.22.63 e Outlander.

    • Andrezza

      Oi, Renata!
      Obrigada pelo comentário.
      Eu li que 11.22.63 e Outlander. também tinham viagens no tempo, mas como nunca assisti, nem mencionei no post.
      Bom saber que também são queridas.
      Vou colocar na minha lista.
      =)

      • Reader

        Quando puder assista Outlander, apesar do final da primeira temporada ser meio pesado, essa série é ma-ra-vi-lho-sa e a segunda temporada foca muito nessa questão de alterar o futuro.

        • Andrezza

          Ótimo saber.
          Valeu pela dica

      • Renata

        Assistir 11.22.63 é bem fácil, pois só tem 8 episódios. Não atrapalha o cronograma já lotado de séries…

        E Outlandar é um amor! Descobri essa série no ano passado e me apaixonei por tudo: do cenário ao enredo. Essa série é muito boa. Vale a pena!

        • Andrezza

          No próximo feriado eu vou procurar ao menos alguma delas pra assistir! =)

  • Sempre que paro pra pensar nessa de “se eu pudesse voltar no tempo faria diferente?” chego a conclusão de que se eu fizesse diferente talvez as coisas não seriam do jeito que são hoje, e como eu gosto de como as coisas são é melhor não mudar nada rs.

    Mas que eu ando muito gostando das séries com viagens no tempo, isso sim!

    • Andrezza

      Louise, essa sua conclusão foi a mesma da Jenna, no episódio de What If em Awkward.
      Achei muito bacana quando ela escreveu “Se não tivesse confiado em meus instintos, teria perdido experiências maravilhosas e muito dolorosas. Experiências que me fizeram ser quem eu sou.” (texto completo aqui: http://apaixonadosporseries.com.br/series/review-awkward-2×09-2×10-e-2×11/) Guardei no coração e levo pra minha vida.
      Muito amor por séries com viagens no tempo. =)

  • Alice Reis

    Adorei o post, Dezza. Fiquei interessada em ver Being Erica. Acho que gostamos de séries com viagem no tempo porque, na vida real, não podemos fazer isso. Talvez seja a mesma lógica para o sucesso de séries com super-heróis.

    • Andrezza

      A sua lógica faz muito sentido, Alice.
      Being Erica é uma delícia. Pra mim, foi uma espécie de terapia.
      Muita coisa da vida da Erica também acontecia comigo, então me identifiquei bastante com a personagem.
      Na época queria fazer posts de maratona junto com a Bianca, mas eu empolguei muito, deixei ela pra trás e não demos seguimento ao plano.
      Se assistir, me conta se curtiu.
      Bjos

      • Aline Almeida

        Being Erica é muito bom mesmo estou na ultima temporada. Comecei assistir por dica do site e gostei.

        • Andrezza

          Que bom saber disso, Aline!
          Abraços

      • Dani Miguel

        Eu não conheço essa Being Erica, mas pela sua descrição, ela é semelhante a Efeito Borboleta, é isso?

        • Andrezza

          Oi, Dani!
          No caso das Érica não é bem efeito borboleta pq não muda o presente.
          Só muda ela mesma. A forma como ela enxerga a vida e como vai construir o futuro a partir do presente. Essa é a parte mais bacana da história pra mim.

    • Denia Karru

      É uma série maravihosa, vc não vai se arrepender…

  • Diego Rodrigues

    Tem 12 monkeys também, muito bom o post

    • Andrezza

      Diego, 12 Monkeys é uma das minhas preferidas!

      • Diego Rodrigues

        Igualmente, vc já assistiu o filme? Tava querendo assistir só q tô sem paciência rs

        • Andrezza

          Não vi o filme.
          Será que vale a pena? Aliás, o tempo? rs

          • Diego Rodrigues

            blz vou assistir

          • Andrezza

            não esquece de vir comentar depois que assistir.

        • Karine

          12 Monkeys (o filme) é ótimo, mas tem que prestar muita atenção nos detalhes para entender bem hahah

          • Andrezza

            Agora eu até anime, Karine.
            Valeu pela dica.
            Verei num dia muito tranquilo e com bastante calma pra não perder nada.
            Bjs

  • Nat

    Na minha opinião, a melhor série sobre viagens no tempo da atualidade é a espanhola El Ministerio del Tiempo. E a melhor de todos os tempos: Quantum Leap (no Brasil, chamava-se Contratempos), do início da década de 90. Também gostei muito de Being erica 🙂

    • Andrezza

      El Ministerio del Tiempo.

      Nunca ouvir falar dessa, Nata.
      Vou procurar pra assistir.
      Valeu pela dica.
      Abraços

      • Nat

        Andrezza, assista, pois é fantástica! Já foram duas temporadas (possuem ótimas legendas em PT-BR) e a 3ª deve estrear entre março e abril. Recentemente, a Netflix comprou os direitos de transmissão fora de Espanha. Nota 8,2 no IMDB. Abraços!

        • Andrezza

          Então deve passar na Netflix logo, logo.
          Que ótimo!

  • nnaa

    Doctor Who ♥♥♥

  • Dani Miguel

    O meu interesse em viagens no tempo e que me motivou a começar a assistir a quase perfeita Doctor Who, é que eu gosto muito de história, e acho interessantíssimo ver alguém do nosso tempo interagindo com pessoas do passado, já que a mentalidade coletiva mudou tanto com o passar do tempo.

    Por isso que eu gosto mais desse tema quando envolve viagens ao passado, de preferência a momentos impactantes da nossa história, e não a um futuro que provavelmente será bem diferente do mostrado na obra de ficção (já é 2017 e nada de roupas prateadas, carros voadores, nem hoverboard funcionando plenamente).
    Tanto que alguns dos meus episódios favoritos de Doctor Who são aqueles em que tem um encontro com grandes personalidades da história, para o bem ou para o mal, tipo Van Gogh, Churchill, Agatha Christie, Marco Polo, Charles Dickens, e mesmo Hitler.
    Quanto ao “e se”, acho que o mais interessante que eu vi foi um episódio de Além da Imaginação em que uma moça volta no tempo incumbida da missão de matar a criança Adolf Hitler. É de arrepiar! E tem no youtube, super recomendo.

  • Adorei esse post. <3
    Meu interesse por viagem no tempo começou com "Efeito Borboleta", achei muito legal a ideia de mostrar como determinada atitude se fosse tomada ou não pudesse mudar tudo. É um dos meus filmes favoritos junto com "O Exterminador do Futuro 2".
    Também gosto da ideia de interagir com o passado e ver figuras históricas. Acho que a regra nº 1 do que uma pessoa faria se viajasse no tempo era impedir o Hitler kkkkkkk
    Eu adoro Being Erica, série linda e acho que todo mundo precisa ver. Também curto Timeless, Outlander e quero assistir essa Time After Time. Outra que quero conferir é 11.22.63.

  • Cristhianny Abreu

    Faltou citar Outlander

    • Denia Karru

      Outlander é vida!!! Boa lembrança.

  • Luciano Steffen

    Being Erica…Perfect!

  • Luciano Steffen

    Para quem é apaixonado pelo tema como sou, impossível não pôr no Google volta e meio “séries com viagem no tempo”, apenas para ver se tem algo novo no mercado. Minha iniciação foi com “O Túnel do Tempo” creio que ninguém aqui assistiu, é da década de 70 e eu via os reprises na infância. Depois, obviamente vieram os filmes, como já citados pelos amigos nos comentários. Porém, difícil encontrar uma que aborde o tema com o capricho e a riqueza de detalhes no tocante a paradoxos. Sim, via de regra, sempre erram aqui e ali e para nós amantes do tema, nada escapa. 12 Monkeys é excelente por ir além do filme e se superar em expectativas, muito recomendo. Continuum, deveria ter tido mais dinâmica e teria ganho mais temporadas. Mas minha última paixão…Being Érica, que por recomendação daqui fui lá assistir. Vejo que se tivesse passado em um canal de maior penetração, ainda estivesse na grade. Porém, se alguém aqui já fez terapia, vai entender que a série terminou com maestria, assim como evoluiu!
    Diferente das demais temáticas de viagem no tempo, a personagem é deslocada para seus traumas e arrependimentos e pode re-significá-los (linguagem terapêutica) e desta forma, tirar aprendizado sobre o momento vivido e crescer. Quem viu as 4 temporadas, percebe o crescimento e amadurecimento da personagem e sua coroação final.
    Muito recomendo, em ver, rever e refletir…

    • Denia Karru

      Eu assisti as 4 temporadas de Being Erica muito rápido Luciano, qualquer minutinho livre eu corria assistir, kkkk. É uma série fantástica demais, sensível e apaixonante tb. Por mim poderia ter mais dez temporadas.

      Aqui nos comentários tb citam El Ministerio Del Tiempo. Vc viu essa? Outra que tb me apaixonei. Eles já começaram as gravações da terceira temporada, tomara que saia logo.

  • Paulo Reis

    Faltou a excelente série Fringe.

    • Gustavo Aparecido

      Mt boa, seras tu walternativo. ^.^

  • Paulo Reis

    Tenho todas as séries citadas aqui em Hd e mais 106 filmes com o tema viagem no tempo.
    No momento estou baixando Time and Again ( liftime). Todo dia vasculho a Net em busca de
    novidades

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

5 dias atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

5 dias atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

5 momentos incríveis da 2ª temporada de Master of None

6 dias atráscomentarios

Somos apaixonados por Master of None por aqui. Depois de uma primeira temporada sucinta, porém arrebatadora, esperamos quase dois anos (ou foi mais que isso?) para reencontrarmos Dev em um novo momento da sua vida. E, ao longo de dez episódios, tivemos a oportunidade de passear por muitos momentos incríveis na companhia do personagem, com um roteiro extremamente crítico e que faz com que a gente pare, reflita e mude algumas atitudes tão intrínsecas do nosso ser. Por isso, separamos (só) cinco dos grandes momentos dessa nova temporada, para revisitarmos e te convencermos de que, se você ainda não viu, essa é a hora para parar tudo que está fazendo e devorar o segundo ano de Master of None.   […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter