Brooklyn Nine-Nine – 4×19 Your Honor / 4×20 – The Slaughterhouse

18 de maio de 2017 Por:

Há uma semana da season finale de Brooklyn Nine-Nine, tivemos uma grande e grata surpresa. Uma visita que nem nos nossos melhores sonhos poderia acontecer. Mas aconteceu. E a mãe do Holt nos deu o ar da graça, dando vida também a um dos maiores sonhos de Jake. Por breves vinte minutos, ele teve a oportunidade de ser amigo de Laverne e conhecer um pouco mais de seu capitão.

Reprodução/FOX

O caso do roubo foi um pretexto bem bobo para a participação da mãe do Holt, mas acabou se saindo bastante promissor. Na busca pelo ladrão, Jake descobriu que o principal suspeito não só era inocente do crime, era também o affair de dois anos de Laverne. É compreensível que ela tenha escondido isso do filho e dar uma informação dessas a Peralta era o mesmo que contar diretamente ao Holt – talvez, no fundo, tenha sido essa a intenção dela. Está na cara a lealdade de Peralta a seu capitão e uma hora ou outra ele deixaria escapar a verdade. Foi interessante ver como mãe e filho se reconciliaram e, claro, ver que Holt tem mesmo para quem puxar (olha só, eles demonstram extremo choque da mesma forma: não demonstrando!).

Do outro lado da narrativa, Amy tentava ensinar Gina o quanto as mulheres podem ser empoderadas e independentes. No entanto, já é de conhecimento geral da nação que Gina não é ensinada, mas sim professora. Na escola de malandragem ela já tem diploma e, inclusive, phd. Mesmo não dando a mínima para Amy, ela provou que sabe botar a mão na massa sem medo. Tanto que ela deixou o carro da colega todo despedaçado para demonstrar seu ponto. Que bom que Santiago fica felizinha com essas coisas, né?

Se Amy não brigou pelos seus direitos de ter o carro arrumado, Scully e Hitchcock quase começaram uma revolução por causa da “reforma” da sala de descanso. Terry, Rosa e Boyle bem que gostaram de dar uma de design de interiores, mas não se mexe em time que está ganhando. O bom e velho sofá era bem mais confortável e fazia parte da história da delegacia, quase uma segunda casa para Scully e Hitchcock. Foi um plot bem esquecível, então vamos fazer jus a ele parando de comentar por aqui.

Reprodução/FOX

Em The Slaughterhouse, mais uma vez vimos que policiais podem ser corruptos tanto aqui quanto no Brooklyn. Em mais um caso de “plot twist” previsível, a adorada Lieutenant Melanie Hawkins é na verdade tão culpada quanto os casos que ela própria conduz. Da moral dessas histórias todas, podemos presumir que não se deve jamais confiar em seus ídolos – provavelmente eles são responsáveis por um crime ou, em menor escala, são apenas babacas. Utilizando como exemplo, lembra quando Rosa e Terry conheceram seus ídolos? É, boa coisa é que não foi.

Mas voltando ao episódio, Peralta e Rosa se juntaram novamente para mais uma missão, dessa vez não envolvendo Amy. Após serem acusados por Hawkins de sabotar o grande caso dela, eles tentaram ao máximo desvendar os mistérios para impressionar a mulher e, quem sabe, ganhar um lugar na equipe de força tarefa dela. Eles bem que tentaram não ser competitivos, mas era óbvio que iam chegar num ponto em que isso seria inevitável. Afinal, são Jake e Rosa, a natureza deles é completamente competitiva, já vimos várias vezes.

No fim das contas, os dois tiveram mais um momento bonitinho de amizade e lealdade. Eles são amigos e querem o sucesso um do outro – o que foi bom, já que essa qualidade colocou os dois na equipe de Hawkins. A cena final do episódio é a deixa para que o arco da season finale seja explicado – só resta saber quem vai ser exilado do convívio da 99 dessa vez (e possivelmente porque vai ser o Jake…).

Reprodução/FOX

Na delegacia, Holt tentava soltar a fera que existe dentro de Amy. Ele estava visivelmente frustrado pela incapacidade dela de ficar brava com ele, mesmo com a atrocidade que ele cometeu com a melhor amiga dela (isso mesmo, a caneta!). Pode parecer bobo, mas são pequenas coisas assim que mostram o quanto Holt está treinando bem a Amy. Agora ela deu os primeiros passos para ser mesmo a mulher independente que ela se diz ser no episódio anterior, a mulher que não baixa a cabeça para homem, nem quando é seu superior. Se a situação exige repreensão, ela precisa ser firme e se impor, e ela o fez graciosamente. Muito orgulho da Santiago!

Enquanto isso, Scully e Hitchcock mais uma vez davam trabalho a Terry, dessa vez por conta de suas brigas constantes. O sargento e Boyle tentaram o episódio todo resolver a picuinha tratando-os como crianças, quando na verdade eles deveriam ser tratados como animais, segundo Gina. Vou guardar meus comentários no coração só para não fazer um textão sobre como esse plot foi absurdo e idiota. Mas fica aqui meu protesto silencioso e a esperança de que não queimem mais nossos olhos com isso novamente. Para não dizer que foi completamente inútil, pelo menos teve uma referência sensacional a Gilmore Girls, com Boyle reconhecendo que Lorelai é a melhor mãe de todas.

Reprodução/FOX

Gostou dos episódios de Brooklyn Nine-Nine? Quais as expectativas para a season finale na próxima semana? Vem comentar com a gente!

Jornalista apaixonada pela cultura pop e pela tecnologia, Descobriu a paixão pelas séries um pouco tarde, com Chuck - mas desde então não parou mais. Nutre um carinho...

Ler perfil completo

Passos/MG

Série Favorita: Doctor Who

Não assiste de jeito nenhum: Game Of Thrones

Guia da Trilha Sonora: Parenthood – 4ª temporada

2 semanas atráscomentarios

Parenthood é o tipo de série que sempre nos emociona de alguma forma: seja com o clima familiar, com os dramas dos personagens ou com a alegria de suas conquistas. E na 4ª temporada a gente sofreu bastante com alguns personagens, e claro que a trilha sonora contribuiu bastante pra que tivéssemos o maior impacto possível de tudo que a temporada queria nos passar. Abertura: Forever Young – Bob Dylan Abertura Internacional: When We Were Young – Lucy Scwartz 4×01 – Family Portrait Just As Loud – PAUL MCDONALD Corner – ALLIE MOSS Call Me the Breeze – BETH ORTON Amen – ROCCO DELUCA A Little One – PEASANT Counting Stars – PAUL MCDONALD T-Bone Shuffle – T-BONE WALKER 4×02 […]

Leia o post completo

Maratona Parenthood – 6ª temporada

2 semanas atráscomentarios

Pegar a última temporada de Parenthood para fazer o post de maratona foi um imenso desafio. A expectativa era grande, junto com o medo de não conseguir terminar o texto. Mas é isso que uma série faz conosco, não é? Nos encher de emoções e deixar aquele gelinho na barriga no final. Família é uma coisa difícil. Você não vive sem ela e não consegue, muitas vezes, ficar perto dela. Talvez porque família não tenha o dever de ser um amigo e dizer que certas atitudes estão corretas. Ela tem o dever de apoiar, apesar dessas atitudes e estar ao lado nas horas mais importantes, sejam elas felizes ou tristes. E isso define bem o que os Braverman são. O sexto ano da […]

Leia o post completo

The Good Fight

2 semanas atráscomentarios

The Good Wife é uma das séries jurídicas mais queridas dos fãs do gênero. Mesclando casos jurídicas repletos de reviravoltas com escândalos políticos num roteiro afiado com protagonistas cativantes e coadjuvantes de luxo, os contornos da vida pessoal e profissional de Alicia Florrick e cia conquistaram nossa atenção. Mas como tudo que é bom tem um fim, a série acabou caindo na qualidade e foi cancelada após sete temporadas. Era o fim da criatividade? Graças a Deus (e aos King), não. Menos de um ano após o final de The Good Wife foi lançada The Good Fight, um spin off dos mesmos produtores e que não deixou a desejar comparando com a série mãe. TGF deu sinais de que seria interessante logo […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter