CCXP Tour – Dia #1 – 13/04 – Diário de Bordo

13 de abril de 2017 Por:

Cá estamos nós, em mais uma CCXP. A terceira do blog, a segunda minha. E assim como fizemos no primeiro ano, além da cobertura nas redes sociais (siga a gente no instagram para ficar por dentro de tudo em tempo real), vamos fazer esse tipo de post pra deixar você informado (de uma maneira menos informal e mais pessoal) das nossas impressões a respeito da primeira edição da feira de cultura pop fora de seu habitat natural (São Paulo).

A primeira impressão que fica é de que, no que tange ao credenciamento e acesso de imprensa, as coisas melhoraram bastante. Com um portão específico de fácil acesso, cheguei ao centro de Convenções de Olinda às 10h15 e 10h30 já estava dentro da feira, credenciado – que foi aberto ao público às 12h. Durante esse tempo todo, pude dar uma volta pelo local relativamente vazio e, já de cara, ficou claro o quanto mesmo sendo um local relativamente menor, a organização do evento não poupou esforços para que, em questão de qualidade, nada ficasse devendo quando em comparação com o evento “base”. 

No que diz respeito ao nosso meio de maior interesse (os seriados), a Netflix – maior atração da feira dentre os canais de “televisão” -, mesmo com um estande consideravelmente menor do que o da última edição da CCXP, conseguiu entreter, manter a qualidade e ser responsável pela melhor diversão desse primeiro dia.

As atrações do stand se dividem em:

    • karaokê expandido (com músicas de Sense8¸Orange, Shadowhunters, Nina Simone e Stranger Things);
    • a prova dos cubos de 3%;
    • quizz interativo acontecendo de 10 em 10 min,
    • um jogo da memória baseado em Stranger Things.  

O estande conseguiu ser, a visíveis olhos, um dos mais procurados. Os nerds das filas sempre cheias podiam ganhar de camisas a cartelas de adesivos e bottons, como dá pra gente ver na foto abaixo (Sim, passei quase 2 horas lá e ganhei tudo isso. O mais bacana é que, mesmo para os perdedores, há prêmios, como diversos posteres das séries.

O grandioso Trono de Ferro também marcou presença, mas diferente da edição em SP, estava no estande da editora LeYa (que publica aqui no Brasil os livros de George R R Martin), o que resultou em filas bem menores que as costumeiras e muitas fotos. Além do trono de Game of Thrones, as pessoas ainda podiam sentar e se deixar ser fotografados em outros dois tronos: O trono da deusa Atena, personagem do anime de Cavaleiros do Zodíaco e, claro, o famoso trono de Sansão – o que nos dá a deixa para o painel de Maurício de Souza, provavelmente a principal atração do dia. (Também tirei fotos em todos, claro, mas vou poupar vocês dessas imagens).

Além de confirmar a grande simpatia de sempre e de mostrar o quanto continua querido por todas as idades, Maurício trouxe ótimas notícias para os fãs da Turma da Mônica. Não apenas um, mas 2 filmes live-action dos personagens serão produzidos em 2018: Um baseado nas aventuras da Turma da Mônica Jovem e outro com foco na história que é contada na HQ “Laços”, uma das mais famosas dos últimos tempos, lançada em 2015, com assinatura de Vitor Caffagi (que também estava presente no Artist’s Valley, vale mencionar).  A outra grande atração do dia (com respeito a paineis) foi o casal de atores Lázaro Ramos e Taís Araújo, que trouxeram material inédito e novidade sobre Mr. Brau, série que os dois estrelam na Rede Globo.

Para os fãs de Alien, a FOX trouxe um pequeno painel, onde alguns trailers eram exibidos (como o do novo Planeta dos Macacos ) e era possível tirar uma foto com uma máscara de Alien (que recentemente ganhará um novo filme pelo estúdio).  A Warner veio com um vasto estande com referências a filmes como Liga da Justiça, mas a gente fala disso amanhã, porque no dia de hoje, as filas quilômétricas não nos deixaram curtir muito bem tudo que ele tinha a oferecer.

Lojas como Mundo Geek, Riachuello e outras como estandes da Panini (HQ’s) e JBC (mangás) também estão presentes, expandindo o leque de opções para quem vai a feira com o intuito de comprar coisas. Além disso, outros estandes, como o dos 20 anos de Star Wars, dão posteres de brinde para quem fizer coisas simples, como tirar uma foto com uma réplica de BB-8 (coisa que, quem é nerd e fã, faz até de graça!)

Com umas bolhas nos pés, várias fotos e bottons, mas ainda muito estandes a visitar (e painéis para esperar – vem Netflix!), as expectativas do primeiro dia de evento foram superadas. Como pernambucano que sou, fico bem feliz de ver que pouca coisa ficou devendo quanto à CCXP de SP (a praça de alimentação não tem tantas opções, mas isso até faz sentido, já que o porte do evento é menor) e, ao menos hoje, ainda não haviam tantos cosplays empolgantes como é de costume, mas… foi apenas o primeiro dia.

Se a tendência de evolução das CCXP’s se seguir, não resta dúvidas que, mais uma vez, o lema “vai ser épico” fará todo sentido.


E você, está na feira? Se não, o que mais quer saber de específico? Me conta aqui que, nos próximos dias, eu trago pra você!

Jornalista, nerd, viciado em um bom drama teen, de fantasia, ficção científica ou de super-herói. Assiste séries desde que começou a falar e morria de medo da música...

Ler perfil completo

Petrolina / PE

Série Favorita: One Tree Hill

Não assiste de jeito nenhum: The Big Bang Theory

  • Lorena Guimarães Dias

    Eitah que essa CCXP começou com o pé direito!!!! Do jeito que você relatou, esse primeiro dia foi um evento bem refinado, imagina os próximos dias?

Misfits e o uso de poderes em benefício estritamente próprio

2 semanas atráscomentarios

O tema dos super-heróis tem sido bastante explorado nos moldes atuais, existem por ai séries de bastante qualidade e que fazem a cabeça de um grande público onde o enfoque são os indivíduos/as que ganham poderes e os usam para salvar o mundo, só que muito antes disso tudo uma série britânica teve a audácia de retratar um cenário onde jovens deturbados e a margem da lei ganham poderes bizarros e os usam para os mais egoístas e cômicos interesses,  criando situações inimagináveis. Esta é Misfits, uma série britânia que foi ao ar entre os anos de 2009 e 2013, totalizando 5 temporadas de grande sucesso ao mesclar com eficiência, humor, comédia e ficção científica. A série narra as peripécias […]

Leia o post completo

Girlboss: guia do que NÃO fazer na vida adulta

2 semanas atráscomentarios

Teve gente que gostou de Girlboss, teve gente que achou a série fraca. Mas em uma coisa todo mundo certamente concorda: Sophia é um dos piores seres humanos que já vimos como protagonista de uma série. E com ela a gente pode aprender muito sobre o que não fazer para ser uma pessoa melhor. 5. Não roubar Em GirlBoss, uma das primeiras coisas que descobrimos sobre Sophia é que ela acha normal roubar. Não, ela não rouba porque precisa, porque quer ajudar alguém, ou se quer por uma questão de princípios contra uma sociedade capitalista. Sophia rouba porque se sente superior e simplesmente não respeita os outros, – muito menos suas propriedades. 4. Não ser egoísta com a melhor amiga […]

Leia o post completo

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter