Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

#CCXP2016 Painel da Netflix

Por: em 6 de dezembro de 2016

#CCXP2016 Painel da Netflix

Por: em

Salve, salve, Apaixonados por Séries!

Foram muitos os painéis que rolaram durante toda a Comic- Con Experience de 1 a 4 de dezembro e você não achou que a gente ia deixar de compartilhar um pouco de tudo isso com você, não é mesmo? Diferente do último ano, nesse não tivemos perguntas da plateia, o que restringiu bastante os assuntos que eram discutidos em palco e fez perder um pouco do brilho da atração e de momentos de emoção do público presente. Mas como já tá feito, vamos dar uma passada pelos painéis mais legais e o que foi conversado por lá?

Cara, que loucura foi o painel da Netflix. 

Confesso para vocês que eu cheguei cedo na feira para poder entrar na fila só para viver a experiência desse painel, que no último ano tinha sido um dos melhores de muito longe. Em 2016, não foi diferente. O streaming preparou nada menos que 4 horas de entretenimento para o público, valendo a pena cada segundo de espera.

O painel começou com a exibição de um trailer que destacava todas as produções originais da Netflix, fazendo a galera ir a loucura, cada um gritando quando a sua preferida aparecia em tela. Depois rolou uma cena inédita de Punho de Ferro, que também fez todo mundo surtar. Não bastasse isso, vimos Danny Rand se juntar aos astros de Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, dando a deixa para Os Defensores, série que também estreia em 2017 na plataforma (mas, infelizmente, não vimos nenhum material exclusivo). Depois foi exibido um trailer de The OA, nova série original, que parece tratar da drama do desaparecimento de uma garota, envolvendo doses de suspense e ficção científica. Agora o que fez a galera dar uma boa pirada foi um teaser de uma série original sobre Star Trek. Mesmo com nada revelado no teaser, foi o suficiente para gritos ensandecidos.

sense8

Então foi a vez de chamar os primeiros convidados. Antes do elenco de Sense8 entrar no palco, uma curta cena do especial de final de ano da série, que entra na plataforma no dia 23 de dezembro, foi exibida, onde pudemos ver Wolfgang ativando sua conexão com Sun e Will para dar umas boas porradas em uma gangue alemã. Brian J. Smith (Will), Miguel Angel Silvestre (Lito) e Tina Desai (Kala) chegaram em meio a muitos gritos. Muitos mesmo. Os atores eram pura simpatia e conversaram sobre como a série consegue abordar minorias de um jeito tão bonito e único, como a atração se tornou um grande sucesso e a dinâmica das gravações, pergunta bastante recorrente em qualquer entrevista que fazem a eles. O que chamou atenção foi que eles estavam realmente confortáveis, citando São Paulo como um dos lugares que mais gostaram de gravar.

Miguel (Lito) disse que um dos maiores presentes que já recebeu atuando foi ouvir o silêncio da Avenida Paulista na hora que gritaram ação para a gravação que fizeram por lá. Claro que a plateia foi a loucura com isso. Sobre a segunda temporada, que foi confirmada para o mês de maio e vem com 10 episódios, cada um contou um pouco dos rumos de seu personagem. Kala estará lidando com o fato de ter que escolher entre dois homens e isso impactará muito na sua vida e na cultura que está estabelecida. Para Lito, a grande problemática será acerca da sua sexualidade, que será exposta para o mundo propositalmente pela mídia. Will terá que vencer uma batalha contra o mal que o acometeu no final da primeira temporada, sendo que veremos o personagem drogado na maior parte do tempo, o que o ator promete ser uma excelente trama que irá nos surpreender. Todos eles ressaltaram como é incrível trabalhar com as irmãs Wachowski e todo o processo mágico que envolve estar no set com uma delas. Mas não poderíamos deixá-los ir embora sem dar uma sambadinha ao som de dança da vassoura. Que momento!

3-por-cento

Depois foi a vez do elenco de 3% tomar o palco.

Eu não sei se você já assistiu a série (eu estou no quarto episódio atualmente – escolhi ela para ser o meu teste na plataforma offline da Netflix e isso vem sendo meu divertimento nas viagens de ônibus que faço todos os dias), mas vimos muita crítica por aí (você pode conferir nossas primeiras impressões aqui). Temos que admitir que esta aquém do que esperávamos? Um pouco, mas ainda é um entretenimento bem razoável. Só que tudo muda quando você conhece o elenco e vê o brilho nos olhos deles por estar vivendo aquele momento. Sério, eles não acreditavam que a plateia estava os ovacionando. Foi emocionante ver a maneira como eles reagiam, alguns tímidos, outros sem saber o que fazer. A atriz Vaneza Oliveira, que vive Joana na série, começou a chorar e precisou de abraços dos colegas para conseguir voltar a si. O interprete de Rafael, Rodolfo Valente, estava tão nervoso que se tremia todo falando.

Eles contaram um pouco de como cada um chegou até o projeto e como o processo de gravações teve um longo tempo de preparação. Foram feitas algumas comparações entre a produção de uma novela e de uma série também. Depois eles falaram sobre a loucura que é ter um conteúdo disponível mundialmente, comentando que já foram checar as dublagens em outras línguas e que também receberam mensagens de fãs ao redor do mundo (alguns nudes? com toda certeza segundo o elenco!). Mas o momento mais emocionante ficou quando o Vice-Presidente da Netflix Brasil entrou no palco para anunciar que a série estava renovada para uma segunda temporada. Os bichinhos pulavam tanto, era uma emoção tão real, que não tem como não comprar o projeto. De verdade, amo esse elenco e vou protegê-los. Aceitem (depois disso, ficou impossível que eles falassem mais qualquer coisa!).

jace

Preparem suas runas que chegou a hora de falarmos de Shadowhunters.

Eu pensei que seria a única pessoa naquele auditório que via essa série, porque né, só falam mal dela por aí. Mas não é que estava cheio de malucos que nem eu por lá? Estavam no painel: Dominic Sherwood (Jace), Matthew Daddario (Alec), Emeraude Tobia (Izzie), Katherine McNamara (Clary) e Alberto Rosende (Simon). Todos lindos demais. E estou falando sério. A beleza deles foi algo que me impressionou demais, além claro da amizade super bonita que o elenco nutre. Você consegue sentir que é de verdade, que todos ali são realmente amigos e não simplesmente pousam para agradar os fãs. Rolou até manequin challenge nesse painel, um momento bem legal de interação com a plateia, além da tradicional selfie.

Durante a entrevista, os atores comentaram um pouco dos rumos de cada um dos seus personagens na segunda temporada, que estreia 3 de janeiro na plataforma. Jace estará enfrentando um momento muito difícil na sua vida, depois de descobrir que é filho de Valentim e ter que lidar com tudo que está mudando ao seu redor. Segundo o ator que o interpreta, Jace será aquele cara que precisa de um abraço o tempo todo e que nos surpreenderemos com tudo que pode derivar dessa trama. Dominic também contou que um dos seus episódios preferidos da nova temporada é o terceiro, quando veremos o encontro de Jace e os Lightwood pela primeira vez, quando ainda eram crianças (fiquei ansioso para caramba!). Sobre Alec, podemos esperar mais aprofundamento na sua relação com Magnus (querido pela plateia – como não, né?) e como o personagem lidará com os problemas do seu parabatai. Izzie terá uma série crise que a levará a questionar toda sua autoconfiança. Segundo Emeraude, veremos um lado mais frágil da personagem, o que será muito interessante. Ela também deu a entender que podemos esperar por um envolvimento amoroso com um certo vampiro… será?

Clary estará no meio de uma erupção com a volta da sua mãe, Jocelyn, e o afastamento de Jace. Será um ano de descobertas para a personagem que, apesar de ter muitos a sua volta, se sentirá sozinha e terá que aprofundar ainda mais seus conhecimentos no mundo dos caçadores de sombras. Por fim, Alberto contou que Simon lidará mais de perto com seu lado vampiro, o que será diferente, já que todo o processo de aceitação ainda não aconteceu. O elenco também comentou como a saga de livros serve de inspiração para as camadas de seus personagens e como a reação do público com a série tem sido demais. No final do painel, a Aline Diniz, do Omelete, propôs um bate-bola que rendeu momentos bem engraçados, como Dom e Matthew trocando palavras de amizade no meio da brincadeira ou então Emeraude pedindo ajuda da plateia para um personagem que deveria viver em outra saga adaptada. Foram 40 minutos muito divertidos. E de muita beleza também.

neil-ccxp

Por fim, tudo que demora vira lendário!

Neil Patrick Harris levou a Comic-Con abaixo. É sério. Enquanto os outros painéis rolavam, era possível ouvir os gritos frenéticos pela passagem do ator no “tapete vermelho”. E que simpatia, quanta graça. Tudo que você espera de Neil, ele é. Com seu novo projeto, “Desventuras em Série“, que estreia dia 13 de janeiro, ele vai nos mostrar um pouco mais das suas muitas facetas. O ator contou que apesar de aparentar uma temática infantil, a série é muito mais adulta do que todo mundo pensa e falou também que o processo de adaptar uma obra tão rica para as telas vem sendo um trabalho incrível. Segundo ele, veremos um livro a cada dois episódios.

Claro que foi impossível não tocar no assunto “How I Met Your Mother“. Neil contou que curtiu bastante o final e achou que foi adequado para a história que vinha sendo contada durante nove anos. Ele também se mostrou muito grato pelo trabalho e sabe que foi uma oportunidade de trazê-lo para a frente das câmeras de uma maneira definitiva. Um dos momentos mais fofos foi quando ele decidiu gravar uma mensagem para seus filhos (se você não conhece a família do Neil, faça-se esse favor e cheque o instagram do ator @nph). Ele falou algumas coisas como estou com uns amigos aqui, eles são muito divertidos e virou o celular para a plateia. Sério, tem como aguentar uma fofura dessas?

Ele também falou como o processo de produção da série da Netflix é rico e como todos os cenários eram criados para durar dois episódios apenas, sendo destruídos logo em seguida. Confessou que pegou alguns objetos dos sets de gravação para guardar como recordação, levando a plateia aos risos. O ator trouxe consigo um trailer inédito da atração, mas que acabava não mostrando nada muito além do que já vimos nos vídeos divulgados. Foi uma noite e tanto. Depois disso, o painel da Netflix finalizou com a exibição de Caçadores de Trolls, animação de Guilhermo Del Toro, que chegou a plataforma recentemente e era bastante esperada pelos fãs do gênero.

Foram quatro horas de muitas risadas e emoções fortes por estar ali pertinho de pessoas que a gente curte tanto, mas só vê nas nossas telas. Que delícia de dia, que delícia de evento. A gente já está na contagem regressiva para a Tour Nordeste da Comic-Con, mas enquanto ela não chega, fica de olho que a gente terá uma série de especiais sobre o evento de São Paulo ao longo dessa semana. Até mais!


Leandro Lemella

Caiçara, viciado em cultura pop e uns papo bobo. No mundo das séries, vai do fútil ao complicado, passando por comédias com risada de fundo e dramas heroicos mal compreendidos.

Santos/SP

Série Favorita: Arrow

Não assiste de jeito nenhum: The Walking Dead

×