Chicago Med – 2×21 Deliver Us

3 de maio de 2017 Por:

Qual o limite para o que um pai e uma mãe podem fazer por seus filhos? Nesse episódio de Chicago Med, esses limites foram testados e os resultados nem sempre foram exatamente os esperados. Confiar e ouvir o outro não é fácil quando as emoções estão acima de qualquer racionalização.

Robyn seguiu em frente com a decisão de buscar ajuda psiquiátrica, mas para seu pai isso não foi suficiente. Dr. Charles não só deu um jeito de colocar a Dra. Reese no caso, como também invadiu o apartamento da filha para ter certeza que ela estava melhor. Vendo que a situação era preocupante, ele tomou a decisão de internar a médica compulsoriamente para um acompanhamento mais intensivo.

Foi triste mesmo ver aquele apartamento destruído, todo cheio de ratoeiras, na busca por ratos que não existem. Dá para entender o desespero de um pai ao ver que sua filha está passando por uma situação perturbadora com essa, mas ele foi muito impulsivo.

Divulgação/NBC

Além de ter abalado a sua já frágil relação com a filha, Dr. Charles também foi bastante injusto com a Dra. Reese. Não duvido que ele a considere sim uma excelente estudante, mas ficou claro que ele só a colocou no caso para poder acompanhar de perto o tratamento. Fazendo isso, ele prejudicou a abordagem da Sarah no caso e isso, certamente, vai pesar na ótima relação que eles tem. A Goodwin foi bastante compreensiva com o psiquiatra, mas não sei de o Dr. Rhodes terá a mesma atitude. Acho que ele vai ficar bem irritado com o que aconteceu.

Falando em Dr. Rhodes, ele e a Dra. Manning também tiveram que lidar com um caso delicado envolvendo mãe e filha. A mulher estava gerando um bebê que seria um doador de medula para a irmã mais velha, que tinha leucemia. A gravidez, no entanto, estava causando sérios problemas cardíacos para a mãe, que corria risco de morte.

Os dois tentaram de tudo para salvar a mãe e o bebê, mas no fim não conseguiram que a gravidez fosse adiante. Foi muito triste ver que a mãe, embora estivesse, claro, pensando em salvar a filha mais velha, não estava se dando conta que a vida dela importava mais para todos os integrantes da família. Como bem disse a Natalie, essa criança teria pela frente uma batalha impossível contra o câncer, mas pelo menos sua mãe estaria ao seu lado.

Divulgação/NBC

April foi outra que percebeu que ficar ajudando o irmão em tudo só estava prejudicando o crescimento profissional dele. Desde que apareceu na série, Noah sempre pareceu se apoiar nos outros para resolver seus problemas, mas foi melhorando no decorrer da trama. Agora ele está brigando por uma vaga de residente e isso só depende dele. Com um empurrão do Dr. Choi e outro da irmã, ele conseguiu resolver o teste e mostrou que pode se tornar um bom médico. Ficamos sabendo pela conversa dele com a Sarah que ela terminou com o rapaz da patologia, mas isso não significa, pelo menos agora, que os dois irão engatar um romance.

E a Nina hein? Achei tão bobo o que ela fez com a Natalie! Entendo ela sentir ciúmes do Will, mas conversasse com ele. Para o azar dela, essa atitude acabou fazendo a Natalie jogar limpo com o Will e questioná-lo se eles são mesmo apenas bons amigos. Será que o fato dela ter aceito o convite do irmão dele para o jogo de hóquei vai colocar mais lenha nessa fogueira? Veremos.


E vocês, o que acharam do episódio? Será que a Robyn vai perdoar o pai? Deixem seus comentários!

Jornalista, mãe, apaixonada por séries desde a época da Sessão Comédia, Gosto de dramas que emocionam e de comédias inteligentes. Também sou fã dos seriados de super-heróis.

São Bernardo do Campo, SP

Série Favorita: Outlander

Não assiste de jeito nenhum: The Blacklist

  • porlapazyporlavida lc

    Espero que Will fique com Nina. Detesto manstead haha.
    Fiquei com o coração apertado com Charles chorando no final do episódio. S2

    • Thais Gonzaga De Oliveira

      Eu gosto da ideia de Will e Natalie, mas não sei se daria certo rs. Charles, melhor personagem S2

  • Yara Gomes

    Eu fiquei preocupada com a Natalie e o Jay. Pelo amor de Deus, se ele fica com ela? quero nem pensar!

    • Thais Gonzaga De Oliveira

      Nossa, também Yara!

    • Alexandra Silva

      Também não gosto da idéia.

  • Alexandra Silva

    Nada ver a Nat sair com o irmão do Will, e que chata essa Nina aff

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

5 dias atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

5 momentos incríveis da 2ª temporada de Master of None

5 dias atráscomentarios

Somos apaixonados por Master of None por aqui. Depois de uma primeira temporada sucinta, porém arrebatadora, esperamos quase dois anos (ou foi mais que isso?) para reencontrarmos Dev em um novo momento da sua vida. E, ao longo de dez episódios, tivemos a oportunidade de passear por muitos momentos incríveis na companhia do personagem, com um roteiro extremamente crítico e que faz com que a gente pare, reflita e mude algumas atitudes tão intrínsecas do nosso ser. Por isso, separamos (só) cinco dos grandes momentos dessa nova temporada, para revisitarmos e te convencermos de que, se você ainda não viu, essa é a hora para parar tudo que está fazendo e devorar o segundo ano de Master of None.   […]

Leia o post completo

Gypsy

6 dias atráscomentarios

Confesso que a princípio eu achei que Gypsy fosse um filme, afinal Naomi Watts e Billy Crudup são atores que estamos mais acostumados a ver na telona. Estranho ter um casal desse porte em uma produção para telinha do Netflix. De fato, Gypsy não é como a maioria das séries que estamos acostumados. Tem uma cinematografia de tirar o fôlego e um enredo que se desenvolve sem qualquer pressa. Com episódios de 50 minutos em média, Gypsy é quase um estudo de personalidade da sua protagonista, Jean Holloway, vivida por Naomi Watts. Ela é uma psicóloga, casada com Michael, um advogado que parece ter uma vida normal no subúrbio dos EUA. Tudo é muito sútil no início, mas vamos notando […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter