Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Chicago Med – 2×22 White Butterflies

Por: em 10 de maio de 2017

Chicago Med – 2×22 White Butterflies

Por: em

Continuamos com o drama de Robyn, internada à força pelo pai no episódio anterior de Chicago Med, e devo dizer que a situação está mais feia do que podíamos imaginar. Connor resolveu se meter e o resultado não poderia ser pior. Sério, foi desesperador ver ela surtando e se trancando na sacada!

É compreensível que o Connor tenha tentado resolver a situação, mas ele se aproveitou do fato da sua família ser uma das mantenedoras do hospital para encurralar a direção e fazer a namorada ser liberada. A discussão dele com o Dr. Charles no corredor do hospital foi, de longe, uma das melhores cenas já exibidas em Chicago Med. Os dois tem suas razões, mas ambos estão errados, o que infelizmente só vai prejudicar a Robyn. Aliás, Oliver Platt é uma ator fantástico e o Colin Donnell já provou em The Affair que manda muito bem, que os roteiristas percebam isso e usem mais esses talentos.

A Sarah, que acabou no meio dessa história toda involuntariamente, tentou explicar para o Connor a situação, mas ele não quis ouvir. Ela também não gostou da atitude do Dr. Charles, mas sabe que o tratamento da esquizofrenia é delicado, que a medicação nem sempre funciona logo de cara, e foi exatamente isso que aconteceu quando ela voltou para casa. Foi de cortar o coração ver o psiquiatra arrasado e dizendo para ela que pode trocar de orientador se quiser. Sarah, não faça isso!

Divulgação/NBC

E agora? Será que o Connor vai dar o braço a torcer e pedir ajuda para o Dr. Charles? Os dois vão brigar de novo ou vão entender que precisam se unir para ajudar a mulher que eles amam? Só posso dizer que essa é a melhor trama de Chicago Med nessa segunda temporada.

Enquanto isso, no dia a dia do hospital, Will e Natalie trabalharam juntos no caso de uma adolescente que foi estuprada num consultório dentário. O caso foi interessante e tal, mas o mais importante aqui foi o relacionamento dos dois. Depois do ultimato dela, sobre eles serem somente amigos, parece que nada mudou. Ele continua com a Nina e até convidou a Natalie para se juntar a eles num happy hour. Com a presença do irmão, Jay (Chicago PD). Sério mesmo que estão tentando formar esse casal? Mil vezes ela com o Jeff, mas esse parece que vai deixar a série, indo trabalhar no Hawai.

Não entendi muito bem essa história do Jeff. Não pareceu no começo que ele tinha sido o escolhido para ser residente na emergência? Ficou meio mal explicado isso aí, porque até o Dr. Sthol cumprimentou ele. De repente o Noah aparece todo feliz, dizendo que foi selecionado. E o Jeff foi embora sem nem se despedir da Natalie, o que é estranho, mas compreensível. Fico triste se ele não aparecer mais mesmo, gostava do personagem.

Divulgação/NBC

Em outro caso do dia, Dr. Choi e April tiveram que lidar com um paciente que preferia doar seus órgãos a viver mais tempo com uma doença degenerativa. A enfermeira, ainda sentindo o luto pela perda do bebê, não se conformou com isso, mas acabou sendo uma bela lição. O mais chocante nessa história acabou sendo o quase beijo dos dois. Ainda não processei aquilo.

E o que foi a April falando em português borboletas brancas e dizendo que é uma superstição brasileira ser sinal de sorte encontrar com uma? Eu nunca ouvi falar disso! Se alguém conhece essa história, coloque nos comentários.


E vocês, o que acharam do episódio? Estão gostando dessa história envolvendo a família Charles? E a April com o Choi, será que rola? Deixem seus comentários!


Thais Gonzaga

Jornalista, mãe, apaixonada por séries desde a época da Sessão Comédia, Gosto de dramas que emocionam e de comédias inteligentes. Também sou fã dos seriados de super-heróis.

São Bernardo do Campo, SP

Série Favorita: Outlander

Não assiste de jeito nenhum: The Blacklist

  • porlapazyporlavida lc

    Não curto Manstead. Volta Clarkkkk!

    • Thais Gonzaga De Oliveira

      Odiei a saída dele!

  • Kelly Matos

    Também nunca ouvi a história da borboleta branca!

  • Priscilla VTO

    A superstição de fato existe sim (é bem antiga, eu a conheço dos meus tempos de criança), mas não é necessariamente com borboletas brancas e sim com qualquer borboleta. Uma borboleta aparecer (geralmente em situação ou local onde não seria óbvio ter borboletas) é visto como sorte, e também quando a borboleta pousa na pessoa diz-se que traz sorte a essa pessoa. Tb existe essa superstição com joaninhas e com um inseto pequenininho verde chamado esperança.

    • Thais Gonzaga De Oliveira

      Bom saber que não tiraram essa história do nada. Obrigada Priscila!

×