Como superar um coração partido em 6 séries

14 de fevereiro de 2017 Por:

Hoje é o dia de São Valentim, em muitos lugares do mundo é a data mais romântica do ano, e isso inclui as nossas queridas séries. Este é o dia no qual os namorados trocam presentes, comemoram o romance e tudo fica lindo, cor de rosa, com muitos corações e glitter em tudo.

Mas se você não está nesse clima romântico, acabou de terminar um relacionamento e o seu partido é um coração partido, ajudamos você a superar essa fase, passando por vários passos acompanhados de séries para sair dessa e sorrir novamente (quem sabe já com um novo alguém).

1º Passo: Chorar

Faz parte do processo chorar e deixar doer um pouco, afinal, foi um relacionamento que acabou. Pra isso, aconselhamos a ver:

Grey’s Anatomy


Está certo que a série é longa, muita gente já viu. Mas nada melhor que o drama nº 1 da Shonda Rhimes para nos fazer chorar com as idas e vindas de vários namoros que acontecem no hospital mais “romântico” de Seattle. Com todas as tragédias que acontecem nos corredores, com os namoros que não dão certo, as traições, a vida louca da Meredith, impossível resistir ao choro ao longo das temporadas. Os casos médicos só ajudam a trazer uma visão diferente e reflexão em torno da vida pessoal dos médicos, para o desenvolvimento de cada um. Talvez seja bom rever as primeiras e passar para a próxima etapa.

Mas se está buscando uma série menor pra ver toda antes de prosseguir, veja Downton Abbey!

Downton Abbey


A série acompanha uma família da aristocracia inglesa no início do século 20, onde os namoros e casamentos ainda eram arranjados entre famílias, e as moças Crowley sofreram muito para quebrar esse padrão e poderem casar por amor. Não sem passar por anos (temporadas) de tragédias, que acompanharam os romances e o desenvolvimento de cada um dos personagens, da ala da aristocracia ou dos funcionários da família.

2º Passo: Aceitar

Aceitar que as pessoas mudam, os planos alteram e os caminhos não seguem sempre juntos. É um bom momento para se conhecer melhor, e para isso é bom assistir:

Being Erica


Being Érica é a terapia que falta pra você se conhecer melhor, se entender melhor e se tornar uma pessoa mais bacana, pronta seguir em frente sozinha ou com um novo amor. Na série, a protagonista faz viagens no tempo até momentos chave no seu passado, revivendo cada um deles. Durante 4 temporadas, acompanhamos Erica evoluindo tanto no nível pessoal quanto profissional. É impossível não crescer junto.

3º Passo: Rir

The Mindy Project


Com a ginecologista Mindy a gente aprende a rir de diversas situações do dia a dia, da gente mesmo, e pra que isso dê certo o principal é a gente saber se valorizar. Isso a médica sabe fazer bem ou aprende ao longo dos seus relacionamentos. Apesar de estar sempre buscando um romance de cinema, e de diversas vezes ela fantasiar as coisas e parecer irreal, Mindy sabe bem se posicionar e lidar com as adversidades que encontra, tanto no lado amoroso quanto no profissional.

4º Passo: Partir pra outra

A sua dor já está cicatrizada, está pronta pra partir pra outra? Quem sabe então está na hora de assistir

Signed, Sealed, Delivered


Signed, Sealed, Delivered é aquela série que você assiste pra ficar bem e lembrar que ainda existe bondade nesse mundo. Depois de ter o coração partido, nada melhor do que ter fé nas pessoas e em bons relacionamentos. A série celebra esse sentimento bom e não apenas no campo do amor. Também mostra momentos fofos entre amigos e parentes. É pra aquecer o coração e as vezes os olhos de lágrimas! E vale cada minuto!

5º Passo: Lidar melhor com sexo

Já está em busca de um novo relacionamento, está tendo encontros com outras pessoas, já voltou a gostar mais de si e rir? Então esta série é pra você:

Secret Diary of a Call Girl

Com a Belle a gente aprende que pode sim gostar de sexo, e ela dá um certo glamour pra profissão que escolheu justamente por gostar de sexo, e não faz isso ser um tabu. Belle é uma prostituta de luxo em Londres, mostra os seus clientes e sua vida, como ela concilia a profissão com a sua vida pessoal, seus amigos e namorados. É uma comédia que apresenta casos engraçados da vida e das taras das pessoas.


Mas se você não está com o coração partido, esta talvez ainda seja uma boa lista de séries fofas e românticas para fazer maratona.

Mineira, designer, professora que gosta tanto de séries que as utiliza como material didático.

Belo Horizonte/MG

Série Favorita: Fringe

Não assiste de jeito nenhum: Supernatural

  • Ivy

    Ironicamente a série que eu assisto sempre que estou na bad é Gilmore Girls hahahahahaha Não sei explicar o porque, mas a Lorelai e a Rory sempre me fazem me sentir melhor quanto a não estar em um relacionamento.

    • milatelcontar

      Sim, é uma série boa pra levantar o humor. Tem episódios bem bons pra rir e ficar de alto astral.

  • Andrezza

    Adorei o post.
    Com ou sem coração partido, são ótimas dicas!

    • milatelcontar

      Sim!

  • Jéssica Cândido

    Muito legal…não conhecia várias séries e deu vontade de ver

    • milatelcontar

      Oi Jéssica, veja algumas e depois volte pra comentar com a gente!

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars – Parte 2

1 semana atráscomentarios

Comemorando que RuPaul’s Drag Race acaba de conquistar o Emmy de Melhor Apresentador de Reality, Melhor Edição de Fotografia e Melhor Figurino (pelo episódio: Oh! My! Gaga!), além da VH1 não perder tempo em agendar a próxima edição All Stars para Janeiro de 2018 (está quase chegando!), em breve teremos a lista oficial das queens que estarão retornando para brigar por um lugar no Hall Of Fame do programa e ter a oportunidade de reescrever parte da sua história na competição. Assim como na primeira parte desse especial, eis aqui uma outra lista de participantes que não conseguiram atingir seu potencial e chegar longe na competição. Então, shall we begin? Trixie Mattel – Temporada 7 (Top 6) Oh honey! Quem não […]

Leia o post completo

Stephen King na televisão

1 semana atráscomentarios

Stephen Edwin King sem dúvida alguma é um (se não for “o”) maior escritor de terror e suspense de todos os tempos. Nascido em Portland, no estado de Maine, cenário da maioria das suas histórias, em 21 de setembro de 1947, teve uma infância complicada, tendo seu pai abandonado a família quando ainda tinha dois anos, e testemunhou um acidente com a morte de um amigo. Já escrevia desde criança, e vendia suas histórias aos amigos. Estudou inglês na Universidade do Maine, casou-se com Tabitha Spruce, em 1971, e lecionou sua formação em Hampden, enquanto isso escrevia para revistas masculinas. Teve problemas com álcool, e em 1999 sofreu um acidente sério, em que foi atropelado enquanto caminhava aos arredores de […]

Leia o post completo

Os piores plots das melhores séries

2 semanas atráscomentarios

Nós podemos até ser Apaixonados por Séries, mas vamos encarar a realidade: se tem uma coisa que não falta neste mundo são séries ruins. Tem aquelas que a gente sabe que são ruins, mas ama mesmo assim, tem aquelas que ficaram ruins por esquecerem da hora de acabar, e tem aquelas que são ruins porque são ruins mesmo. Mas já reparou como mesmo as séries muito boas – recheadas de prêmios e consagradas pelo público e pela crítica – têm aqueles momentos horrorosos, que a gente precisa aturar só porque o resto da trama vale a pena? Neste post, você vai reviver momentos de dor e sofrimento que já passou assistindo àquelas séries que só costumam trazer alegria. Aqueles plots […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter