Os indicados ao Globo de Ouro 2018

As nomeações à 75ª edição do Globo de Ouro foram anunciadas nesta segunda-feira pela manhã por…

Primeiras Impressões: Dark

Dark é uma produção alemã de suspense e terror, criada por Baran do Odar e Jantje…

Conviction – 1×08 Bad Deals

Por: em 5 de dezembro de 2016

Conviction – 1×08 Bad Deals

Por: em

Mais um ótimo episódio de Conviction. Dessa vez com o foco voltado para Sam, o que estávamos pedindo já faz algumas semanas. Além da ótima investigação e da reviravolta inesperada, teve a continuação da investigação contra Wallace e a volta de Naomi. Muitas emoções nesse episódio de tirar o fôlego, vamos rever o que aconteceu em Bad Deals.

O caso da semana é extremamente controverso. Sierra Diaz (Allie MacDonald, de Orphan Black), uma vitima de sequestro, consegue escapar (após seu captor morrer de ataque cardíaco) depois de 10 anos em cativeiro. Tudo seria boas notícias caso outra pessoa não estivesse presa por esse crime. Josh Fleck (Sean Kleier, de Odd Mom Out), ex professor de Sierra, foi a última pessoa a vê-la, sendo o único suspeito encontrado na época, corroborado pelo sangue que Sierra que foi encontrado na porta de sua pick-up. Para melhorar a situação, o promotor responsável pela sua prisão foi Sam. Drama!

Conviction 1x08 Sam precisa rever seu próprio caso

Nenêm fez caquinha!

Muito interessante ver toda a dinâmica da equipe, que não concorda com a participação de Sam na investigação, afinal, ele é emocionalmente ligado ao caso. Desde o primeiro comentário, teimosamente agindo de modo a manter seu julgamento inicial. A primeira entrevista com Josh é muito tensa, não apenas pelo seu ressentimento por estar preso por algo que ele diz não ter cometido, como pelo fato de Sam continuar agindo com um promotor de acusação, tentando provar que Josh sequestrou Sierra e a entregou para seu abusador. Maxine age como intermediadora entre eles, mas não consegue esconder que ainda tem ressentimentos pelo que Sam disse durante a entrevista.

Mas o melhor confronto é quando Sam e Hayes vão conversar com Sierra e sua mãe. Deu para sentir o tapa que Sam levou daqui. A dor da mãe de Sierra é totalmente justificada. Imagina você fazer um funeral para sua filha, guardar luto por um década, apenas para descobrir que ela estava presa em um porão sendo abusada todo esse tempo? E o homem que a convenceu a parar com as buscas aparece com um mísero pedido de desculpas, insistindo que sua convicção era correta. Mais uma vez Hayes consegue informações com Sierra, ela se cortava quando estava estressada, sendo essa a explicação para seu sangue no carro de Josh. Infelizmente, Sierra não se lembra da noite em que foi sequestrada, pois ela provavelmente foi drogada, mas ela tem certeza que Josh não foi seu abdutor.

Maxine e Tess conversam com a única testemunha de acusação, que diz ter visto Sierra e Josh saindo juntos no mesmo carro, mas Tess consegue provar, por fotos, que seria impossível ela ter visto essa cena de dentro do restaurante onde estavam. Eu fiquei um pouco confuso aqui. Já que ela assumiu ter cometido perjúrio, porque não foi presa? Tudo bem que ela diz ter dito aqui por instruções do detetive da época, mas mesmo assim imagino que ela deveria ter sido presa. A situação de Sam apenas piora, já que o detetive trabalhava sob seu comando. Ao confrontá-lo, o detetive entrega para Sam mais evidências para provar que fizeram o que deveria ser feito para manter um criminoso preso. Uma queixa de abuso sexual de menores foi feita contra Josh, mas não foi descoberta na época por ele ter admitido culpa pelo caso de Sierra, fazendo com que as investigações fosse encerradas.

A relação entre Wallace e Hayes vai de mal a pior, com ele deixando claro que não precisa da ajuda dela, pois tem Naomi. Por isso a visita dela deixa Hayes confusa. A situação é que um caso em que Hayes e Wallace estavam em lados separados pode fazer com que Wallace seja preso, caso fico comprovado que ele vazou o nome de sua principal testemunha de acusação para Hayes, fazendo com que ele seja preso e, consequentemente, acabando com sua futura carreira política. Mas Hayes não hesita em garantir que Wallace não cometeu esse crime e garante para Naomi que testemunhará a seu favor, colocando sua carreira em risco.

Conviction 1x08 Maxine confronta Sam por sua mentira

Nenêm tem que crescer e limpar a própria caquinha!

Mais uma vez Sam parece agir a seu favor, tentando usar a acusação de abuso sexual como ligação para o sequestro de Sierra. As explicações de Josh fazem sentido, mas não o exime do fato de ter se relacionado com uma menor, porém, esse não é o caso pelo qual ele está preso. Sam mente descaradamente, fazendo com que Josh e Maxine percam a compostura. A confiança entre os amigos fica totalmente quebrada, fazendo com que Maxine se entregue e volte a tomar pílulas.

Começa a parte mais estranha do episódio. Toda série investigativa apresenta métodos totalmente irreais para conseguir evidências, mas drogas experimentais que fazem lembranças reprimidas voltarem à tona é um pouco de exagero. Mas serve para provar que Sierra saiu do restaurante com Josh, mas foi ao banheiro e é lá que ela é drogada, com uma injeção no pescoço. Ela não se lembra de rostos, mas lembra ter sido jogada em um porta-malas e depois ficar vendada por dias, apenas ouvindo badalos suaves e constantes, sendo entregada para seu abusador dias depois. O carro de Josh, uma pick-up, não tem porta-malas.

Muito boa a conversa de Hayes com um Sam bêbado e tomado pela culpa. Sam sempre agiu como se fosse o bastião da justiça, mas todos somos vilões na vida de alguém, nesse caso, Josh. Mas a conversa serve para colocar Sam em ação, dessa vez descobrindo que talvez a mãe de Sierra estivesse escondendo algo, nesse caso, seu namorado na época. Ele encontra provas que colocam Liam, o ex-namorado, no caminho para a cativeiro de Sierra. Além disso, encontram uma compra feita em dinheiro por ele, semanas após o sequestro, colocando como suspeito de ter vendido Sierra. Quando confrontado, Liam nega veementemente, sobrando como única alternativa, conversando com a testemunha, para verificar se ela se lembra do rosto dele.

Hayes não compreende porque Wallace não aceitaria que ela provasse sua inocência e se colocasse na linha de fogo, é seu irmão que a faz entender que sua frustração é pelo fato de não conseguir usar a situação para conquistá-lo. Adorei como ela chega lindamente durante a reunião com o investigador de Wallace apenas para entregar a maravilhosa bomba de que um outro advogado teria entregue as informação para ela como forma de se vingar sendo impossível corroborar essa informação, pois ele está morto. Foi uma saída brilhante, mas obviamente uma mentira, mas para quem está acostumado a ver How To Get Away With Murder, é até bem leve.

Frankie chega com a bombástica prova de que o abdutor de Sierra não tem nenhuma ligação nem com Josh ou Liam, mas com a única testemunha de acusação, a mesma que Sam foi entrevistar. A cena já causa estranheza logo do começo, com a jogada de câmera, mas é quando Sam vê os sinos na janela que percebe que ela é a sequestradora. Eu achei que ela tentaria drogá-lo com a bebida que oferece, mas ela prefere apontar uma arma na cara dele. A chegada de Maxine com o esquadrão foi muito rápida, a menos que Sam tenha conversado muito tempo com a mulher, mas pelo menos ele está vivo e pode provar que Josh é sim inocente.

Josh pode ser um homem livre, mas não é mais a mesma pessoa. Ele jamais poderá trabalhar como professor, assim como será muito difícil conseguir um novo emprego após ser preso. As vezes a sede por provar a culpa de alguém pode cegar uma pessoa e destruir a vida de outra. A única coisa que Josh tem agora é a amizade e compreensão de Sierra e sua mãe. Pelo menos Sam conseguiu restaurar sua amizade com Maxine, mas ela não está nada bem, cada vez mais rápida na recaída.

Conviction 1x08 Hayes exige que Wallace diga a verdade

Naomi, esse macho não está dando química, quer ficar com ele?

A última conversa de Hayes com Wallace é reveladora. Como eu imaginava, aqui fica claro que ele não se relaciona com ela por sentir algo, mas por ser filha de um ex presidente. Pelo menos ela percebeu qual é o jogo dele. Caso ele fosse honesto desde o início, talvez ela o perdoasse, mas sua constante sede por poder assim como a necessidade em satisfazer os pedidos de seu pai são a gota d’água para que Hayes desista de Wallace. Esse é um pedido constante do público, que não gostou nada do casal, portanto, pode ser que eles realmente não voltem com esse arco.

Para a trilha da semana, temos essas 2 delicinhas para ouvirmos:

Infelizmente, a audiência respondeu mal, com perda de quase 800 mil expectadores. Essa queda pode ser justificada pelo fato de Conviction ter sido preempted em alguns estados. Preempted é quando um programa é substituído por outro que se acredita dar mais audiência – nesse caso, uma partida de futebol local. Talvez essa seja a razão para a mudança de horário para os 4 episódios finais. A partir de janeiro, Conviction troca de lugar com Quantico, sendo exibida aos domingos. Caso consiga manter os mesmos números, isso pode ser positivo, pois Quantico tem quase metade da audiência atual de Conviction. Teremos que acompanhar o desempenho ano que vem para ver se haverá possibilidades de uma segunda temporada.


O que achou desse episódio de Conviction? Acha que a mudança de horário pode ser positiva ou é apenas o prego final no caixão da série? Deixe suas opiniões nos comentários.


Paulo Halliwell

Professor de idiomas com mais referências de Gilmore Girls na cabeça do que responsabilidade financeira. Fissurado em comics (Marvel e Image), Pokémon, Spice Girls e qualquer mangá das Clamp. Em busca da pessoa certa para fazer uma xícara de café pela manhã.

São Paulo / SP

Série Favorita: Gilmore Girls

Não assiste de jeito nenhum: Game of Thrones

×