Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

Dia da Saudade

Por: em 30 de janeiro de 2015

Dia da Saudade

Por: em

Não há muita certeza acerca da origem da palavra saudade. Há quem diga que o termo foi criado na época do Descobrimento do Brasil e definiria a solidão que os portugueses tinham de sua terra e das pessoas que lá deixaram. A palavra saudade foi considerada por uma empresa britânica de tradução como a sétima palavra mais difícil de se traduzir para o inglês, não havendo consenso sobre seu significado em inglês.

Dia 30 de janeiro é comemorado o dia da Saudade e para não deixar esse dia passar em branco, nós do Apaixonados por Séries vamos contar para vocês o que nos aperta o peito, ou seja, do que temos saudades no mundo das séries.

 

Dexter

dexter Por Marina

Poucas séries me fizeram tão feliz por tanto tempo quanto Dexter. Arrisco dizer que esta foi a minha primeira paixão depois de Friends. Sabe aquela série que se eu perdesse um episódio era quase como perder um dia da vida? Pois é. Mas eu não sinto saudade de todas as temporadas de Dexter. Eu sinto falta mesmo é daquela história contada até o final do 4ª ano da série, que sabia mesclar muito bem tensão, terror e drama com um gota indispensável de humor ácido. Sinto falta de ver o Dexter ter prazer na caça por suas vítimas e em preparar seu ritual de assassinato a cada episódio. Não sinto falta do Dexter emocional e apaixonado, já que eu preferia suas ações frias e destemidas, mesmo que isto envolvesse colocar a vida de sua esposa e de seu filho em risco. Este era o Dexter que eu gostava de assistir. Este é o Dexter que eu quero homenagear no dia da saudade.

A trilha sonora de Smash

Smash - Season 2

Por Laís

Smash já foi cancelada há quase dois anos, mas provavelmente ninguém conseguiu apagar completamente da memória – e da playlist – os hits deliciosos que a série lançou. Música boa é a alma de qualquer musical, e esse foi com certeza o maior acerto do drama da NBC durante as suas duas temporadas. Tanto as composições originais de Bombshell e Hit List quanto os covers mantiveram um padrão de qualidade pra ninguém botar defeito! De Let me Be Your Star a Big Finish foram gravadas dezenas de canções inesquecíveis, e dificilmente outra série conseguirá reunir as melhores vozes da Broadway e da música pop como Smash fez, então o jeito é deixar a trilha sonora no repeat pra matar um pouquinho da saudade!

As cinco primeiras temporadas de Greys Anatomy

Greys-anatomy-season-1-gizzie-2256777-1500-1126

Por Janaina

É possível sentir saudades de uma série que ainda não terminou? Sim, é possível! Sinto saudades de quando George, Izzie,  Meredith, Cristina e Karev eram internos, de quando os dilemas e incertezas do início da profissão os atormentavam. Sim, eu sinto saudades das cinco primeiras temporadas de Greys Anatomy e de como sua criadora Shonda Rhimes trabalhava bem seus  personagens. Quando George sai da série até imaginei que fosse possível continuar com a mesmo ritmo e qualidade, mas a necessidade de criar situações e matar personagens para prender o telespectador mostrou que hoje Greys Anatomy tem mais compromisso com o lado rentável e financeiro a despeito da qualidade. Confesso que continuo assistindo a série, muito por apego mesmo e não por achar a quinta maravilha do mundo televisivo.!

Dawson’s Creek

dawsons

Por Joanna

I don’t want to wait for our lives to be over, I want to know right now what will it be“. Ai que saudade de cantar com vontade essa música de abertura de Dawson’s Creek! Quando a série começou em 1998, eu nem via seriado, só comecei a ver Dawson’s Creek beeeeeem depois. Mas como não se apegar as chatices da Joey, as maletices do Dawson, a lindeza da Pacey e de toda a galera de Capeside? Eta série boa de acompanhar! Dawson’s Creek é aquela série para ver e rever, sem cansar. Chorei litros no último episódio, de saudade antecipada! Hoje adoraria saber como está a carreira de Dawson e a vida do casal Pacey e Joey.

Chuck

Chuck-Especial-Dia-da-Saudade

Por Giovanna

Se tem uma série de que sinto muita saudade, pode saber que é Chuck. Além de ter sido responsável por me apresentar ao mundo das séries, foi capaz de me conquistar mesmo com a dublagem do SBT. Ela já deixava saudade ainda antes de ser finalizada, quando estava a beira do cancelamento e os fãs lutaram para mantê-la no ar. Personagens lindos e bem construídos como Sarah Walker, Morgan Grimes, a Ellie com seu Capitão incrível, John Casey e o próprio Chuck Bartowski são realmente inesquecíveis. Isso sem falar na General Beckman, o Big Mike e os hilários Jeff Barnes e Lester Patel. São cinco temporadas de muito amor, comédia, tecnologia, aventuras com a galera da CIA e as mais loucas trapalhadas na Buy More.

Gossip Girl

Bass family

Por Lívia

Uma das séries que eu mais tenho saudade é Gossip Girl, primeiramente porque ela foi a primeira que eu acompanhei do início ao fim e que me incentivou a virar essa seriadora louca que sou hoje; segundo porque eu até hoje sou apaixonada pelo figurino, estilo, cabelos, tudo do gênero que a série nos ofereceu – além da Blake Lively ainda continuar sendo uma das mihas divas de beleza (se eu nascesse de novo, gostaria de ser igual) e por último e não menos importante: o casal que me ensinou o que é shippar desesperadamente personagens de um seriado – Chuck e Blair. #Blair.Chuck foi também a minha primeira crush televisiva e marcou a minha vida. Sei que a série se perdeu, chegamos à uma final risível, mas nada apaga o glamour e a forma que ela marcou no quesito referência, uma geração (ser dramática: Pode sim!). Ainda estou esperando um spinoff mostrando o cotidiano da família Bass.

Leverage

Leverage_elenco

Por Andrezza

Leverage sempre foi uma série leve que me deixava mais feliz durante os 40 minutos de episódio. Seja nos momentos de tensão quando ficava aquela dúvida se eles iam conseguir finalizar o job com sucesso, seja nos vários momentos de alívio cômico ou nas pitadas dos romances que cresciam dentro da equipe. Sinto falta de reclamar do cabelo comprido do Eliot e de torcer pra ele cantar mais músicas durante a série. Sinto falta de querer sacudir o Nate quando ele se afogava na bebida e dar um grande beijo por cada plano perfeito que ele elaborava. Sinto falta da Sophie, vigarista diva linda do improviso. E mais que tudo, sinto falta de shippar Parker e Hardison e das frases sem noção da Parker. Muito amor e muita saudade, ainda não encontrei outra série pra amenizar a dor que sinto pelo seu cancelamento, Leverage!

The O.C

Theoc

Por Amanda
California here we come, right back where we started from, Californiaaaaaaaaaaaaaa”. Ao ouvir os primeiros acordes dessa música, é impossível não ficar com o coração apertadinho de saudades. The O.C, que na época era “Um estranho no Paraíso”, já que eu assistia no SBT, foi a primeira – de muitas – série que eu acompanhei, me apaixonei, ri e chorei. Seguir o Ryan tentando se adaptar naquele estilo de vida dos adolescentes de Orange County era completamente encantador! Os personagens também eram memoráveis, como o casal Seth e Summer, que eu shippo até hoje e me serviu de inspiração para batizar a minha cadelinha, a Marissa problemática, Sandy e Kirsten, os pais que todo mundo queria ter… Isso sem falar em outro grande astro da série, a trilha sonora. Quem não morria de chorar toda vez que tocava “Hallelujah”? Teve até show do The Killers, uma banda não muito conhecida até então, no Bait Shop. Depois de resgatar todas essas lembranças, só me resta fazer uma coisa: comprar um DVD e fazer uma maratona nesse Dia da Saudade. Vou estar em ótima companhia!

Lorelai Gilmore

lorelai2-1

Por Julia

Se tem algo que eu sinto muita falta na TV, é da Lorelai Gilmore. Não tem como não sentir saudade do seu bom humor infinito, suas piadas irônicas maravilhosas e suas referências culturais intermináveis. Com certeza ela foi uma das melhores personagens de séries americanas – senão A melhor. Saudades eternas! Uma pena que Gilmore Girls acabou de repente sem um final mais concreto – sou super curiosa pra saber qual seria a tão famosa “fala final” da Lorelai que a Amy Palladino (criadora da série) disse que tinha para ela… Oi with the poodles already.

Lost

lost

Por Leandro

Eu lembro do dia que vi Lost pela primeira vez. Era uma tarde e eu peguei os DVD’s com um amigo meu. Coloquei pra rodar e, depois de 120 minutos, eu estava pirado. Assim foi se desenvolvendo uma paixão insana por uma série que muitos insistem em negas os méritos. Mas ame ou odeie, é inegável que Lost mudou o jeito que todo mundo via séries e é disso que eu, definitivamente, sinto muita saudade. Aquela sensação de ver o episódio e precisar discutir com alguém tudo de informação que foi dado ou então ter que consultar os posts em diversos blogs para pegar cada um dos easter eggs que os produtores jogavam. Aqueles vídeos promocionais de tirar o fôlego ou então buscar a escalação de elenco de cada episódio para ter ideia do que poderia acontecer. Sério, queria muito que uma série mexesse comigo de novo assim, mas pelo menos, fica essa saudade boa.

The Newsroom

The-Newsroom

Por Bianca

The Newsroom, mal terminou, mas já estou morrendo de saudade. Depois de assistir à series finale, a minha vontade foi de assistir tudo de novo. O mais engraçado é que, embora eu gostasse muito de The Newsroom, não imaginava que essa seria uma das séries que hoje eu mais sinto falta, talvez por eu ser jornalista. Sinto falta dos diálogos rápidos e inteligentes, dos personagens multifacetados, de ver a forma como as notícias poderiam ter sido feitas e qual o resultado final. Ajuda muito a gostar mais da série se você acompanhou (ou participou de algum processo de fabricação) as notícias que estavam sendo retratadas. Era quase como ver o “jornalismo perfeito”, aquela utopia que você cria na faculdade e não vê aplicado à vida real. Não lamento a longevidade curta da série, porque ela terminou de uma ótima maneira e era mesmo o momento. Mas que Will, MacKenzie, Maggie, Jim, Neal e Sloan deixaram saudades, deixaram.

One Tree Hill

oth

Por Renata

Sabe aquela série que te fez bem por tanto tempo? Que te ensinou muitas coisas, abriu seus horizontes e que, quando você acha que nada mais poderá te animar, assistir alguns episódios aleatórios faz com que seu coração bata mais rápido e que você fique mais feliz? One Tree Hill é essa série para mim. Mesmo em seus piores momentos (ou temporadas), ela consegue me fazer bem. E, na época da exibição, aguardar uma semana pelo próximo episódio, ao mesmo tempo que era uma tortura, era uma alegria infinita. E o que dizer dos personagens que foram tão bem escritos por Mark Schwann? Você tem vontade de ser metade deles e quer se relacionar com a outra metade (exceto os psycho, tenho que esclarecer), porque são tão interessantes, cada um a seu jeito. Para explicar a saudade que eu sinto de One Tree Hill, eu precisaria de mais de um post e de algumas horas. Mas, tenho que confessar que, apesar da saudade, meu coração fica sempre mais feliz quando eu lembro que apesar de todas as ameaças de cancelamento, a série do meu coração chegou à 9ª temporada e teve um fim digno, escrito especialmente para cada fã.


E você tem saudade de que? conte aqui para gente nos comentários e obrigada por acompanhar o blog!

 


Janaina Helena

Mineira vivendo em Maceió. Viajante por vocação. Advogada por profissão. Séries, cinema, livros, corrida e torresmo!

Maceió-AL

Série Favorita: The Good Wife e Gilmore Girls

Não assiste de jeito nenhum: Arrow

  • Joanna Saldanha

    Muitos corações para esse post! <3 <3 <3 <3
    Amanda, compartilho essa saudade de The OC tbm! E curiosamente começamos os nossos textos com as músicas de abertura!

  • Lucas

    One Tree Hill <3
    Sinto saudades de How I Met Your Mother, Everwood e The O.C.

    "É possível sentir saudades de uma série que ainda não terminou?" Sherlock define.

  • Fernanda

    muita saudade!!!!!! The O.C., Dawson’s Creek, One Tre Hill (I don’t wanna be anything / Other than what I’ve been trying to be lately…), Chuck!!!!!! Séries que marcaram muito, mas pra mim faltou Smallville (somebody save meeeeeeeee), que me fez a viciada em séries que sou hoje, foi meu primeiro amor, inesquecível!!!!!!!!!!

  • Flavia

    Adorei o post, concordo: é possível sentir saudade de algo que ainda nem acabou, Pretty Little Liars está aí como prova.
    Alias, foi uma série única, tenho saudade dos personagens e de séries assim atualmente.
    How I Met Your Mother, dói lembrar que acabou :'(
    Six Feet Under, Law & Order e Breaking Bad <3

  • Maria Leonor

    Ai, OTH e Dexter … que saudades <3 Outra série que eu amava demais e que até hoje não superei o final: Merlin <3 Era uma alegria só esperar pelo sábado á noite só para ver o novo episódio <3

  • Lívia

    Everwood foi uma das minhas primeiras séries também. Acompanhei todinha pela Warner, sem downloads e etc.

  • Jane

    FRIENDS S2 S2 S2

    Com certeza a melhor série de todas!
    Seus episódios atemporais, que envolviam uma comédia saudável e engraçadíssima.

    ONE TREE HILL é a minha segunda série favoria, Bruke Davis é apaixonante e linda demais!!

    Por ultimo e não menos importante GILMORE GIRLS, que simplesmente mostra uma relação mãe e filha que todos queríamos ter.

  • Catarina Reis

    The O.C <3

  • Nyk

    FRIENDS, GOSSIP GIRL ♥

  • edimar

    faltou felicity

  • Daniela

    Friends, as cinco primeiras temporadas de Sobrenatural, Arquivo X (até a saída do agente Mulder).
    De personagens, sinto falta da Katherine (The Vampire Diaries), do Eric (True Blood), e saudades de doer do 10º Doctor, 11º Doctor, Donna Noble, Jack Harkness e dos Ponds (Doctor Who). :´(

×