Os indicados ao Globo de Ouro 2018

As nomeações à 75ª edição do Globo de Ouro foram anunciadas nesta segunda-feira pela manhã por…

Primeiras Impressões: Dark

Dark é uma produção alemã de suspense e terror, criada por Baran do Odar e Jantje…

Dia do Orgulho Nerd – As séries que todo nerd deveria assistir!

Por: em 25 de maio de 2013

Dia do Orgulho Nerd – As séries que todo nerd deveria assistir!

Por: em

Hoje, dia 25 de maio, nerds ao redor do mundo comemoram o Dia do Orgulho Nerd. Como já explicamos ontem, na nossa promoção (já está participando?), a data foi estabelecida inicialmente pela estreia do primeiro filme da trilogia clássica de Star Wars, A New Hope, mas hoje é mais conhecida pela ligação com O Guia do Mochileiro das Galáxias, clássica série de Douglas Adams, e o Dia da Toalha, que leva diversas pessoas as ruas usando… toalhas!

Então, se no dia de hoje, você esbarrar com alguém usando uma, don’t panic! É apenas mais um dos tantos nerds espalhados pelo planeta, externando a cultura da qual faz parte. Antigamente, ser nerd era visto como um xingamento por muitos. Porém, com o passar dos anos e a evolução da sociedade, hoje, nerd é quase sinônimo de cool. 

Mas cuidado! O nerd não é apenas aquele que usa óculos de fundo de garrafa ou entende tudo de computadores. E nem todos são desajeitados socialmente ou passam o dia falando de física quântica. São pessoas como qualquer outra, mas que compartilham o mesmo sentimento de empolgação com videogames, jogos de cartas, de tabuleiros, E.T’s, astrologia, ficção científica e outros assuntos um tanto quanto… nerds! 

Pensando nisso, a ala nerd aqui do Apaixonados por Séries decidiu se reunir e fazer uma lista daquelas séries que não podem faltar na watchlist de quem se considera um tal. O resultado você confere abaixo.

 

Arquivo X (finalizada, 9 temporadas, 202 episódios, 1993-2002) – por Maura

the-x-files
Se tem um gênero que é querido pelos nerds, é a ficção científica (sci fi para os íntimos). Tem alguma coisa sobre a combinação da ciência com a mente fértil de criativos roteiristas que faz com que o coração dos nerds dê pulinhos de alegria a cada novo lançamento. E um dos expoentes do gênero na televisão é a já clássica série Arquivo X (ou The X-Files).

A série de Chris Carter, que foi ao ar de 1993 a 2002, com 9 temporadas ao todo, tem todos os elementos para agradar aos nerds: tramas intrincadas, personagens enigmáticos, frases de efeito (para serem estampadas em todo e qualquer lugar, deixando claro o nosso amor pela série), o confronto entre a ciência e o paranormal e teorias da conspiração. Durante estes 9 anos, acompanhamos a trajetória dos agentes do FBI, Fox Mulder e Dana Scully, que cuidam de casos atípicos que envolvem atividade paranormal. Mulder é o crente, aquele que quer acreditar que existem coisas que o conhecimento humano não é capaz de explicar e Scully sendo o seu contraponto, tendo a ciência quase como uma religião e acreditando que tudo pode ser explicado por ela. Apesar da série ter tido seus percalços (principalmente em seus anos finais), Arquivo X continua altamente relevante e um programa obrigatório para quem gosta de histórias bem contadas.

 

Arrow (em andamento, 1 temporada, 22 episódios, 2012 – ?) – por Alexandre

Arrow

A “caçula” dessa lista surgiu ano passado, mas apresentou uma primeira temporada tão surpreendentemente cheia de qualidades que não é cedo para incluí-la nesta lista. Baseada nos quadrinhos da DC Comics, a nova série de super herói da CW chegou a ser vendida como a nova Smallvillemas em pouco tempo encontrou seu próprio caminho e arrebatou uma legião de fãs. Arrow conta a história do playboy milionário Oliver Queen, que após passar 5 anos preso em uma ilha, retorna a Starling City e se torna o Arqueiro Verde, o vigilante solitário que protege a cidade na calada da noite.

A série já seria dever de casa para qualquer nerd que se preze pelo simples fato do Arqueiro ser um dos personagens clássicos da Liga da Justiça nos quadrinhos e nos desenhos, mas ela ainda tem o diferencial de dar a Oliver e os personagens ao seu redor um tratamento mais humano. Arrow é uma série sem superpoderes, mostrando que qualquer um de nós pode ser o super herói do dia de alguém. Dentre os fóruns pela internet afora, o clima da série é muito comparado ao de um filme que todo nerd que se preze já assistiu: Batman Begins, o pontapé inicial da trilogia do morcego sobre o comando de Nolan.

 

Battlestar Galactica (finalizada, 4 temporadas, 73 episódios, 2004-2009) – por Alexandre

Battlestar-Galactica

Naves espaciais e robôs humanóides. Precisa falar mais alguma coisa? Em 4 quase irretocáveis temporadas, Battlestar Galactica conseguiu se tornar um clássico da ficção científica e uma série obrigatória para todos os que se dizem fãs do gênero. A dura jornada dos humanos que sobreviveram ao massacre das Doze Colônias tem todos os elementos para chamar a atenção  de nerds (e também não nerds): Uma história com pegada forte na ciência (o clichê, porém bem usado como nunca, argumento de criador x criatura), personagens que renegam o maniqueísmo clássico de séries sci-fi, cenários de encher os olhos, batalhas espaciais épicas, deuses e tudo o mais.

Battlestar conseguiu construir uma mitologia sólida, envolvendo deuses, colônias, cylons, humanos, anjos… Tudo sustentado pela luta por sobrevivência, busca por um novo lar e as dificuldades de uma vida em naves espaciais. A série ainda era ousada ao ponto de dar um giro completo quando precisava e mudar tudo. Os cliffhangers eram cruéis e de se explodir cabeças. Obrigatória para qualquer seriador.

 

Chuck (finalizada, 5 temporadas, 91 episódios, 2007-2012) – por Aline

Chuck

Chuck é uma série que trata da vida de um nerd que foi expulso de Stanford e ganha a vida como técnico de computadores em uma loja de departamentos na Califórnia. Do dia pra noite a vida de Chuck Bartowski muda completamente quando recebe um e-mail de um ex-colega de faculdade onde estão todos os segredos do governo e eles são implantados em sua mente através de um programa secreto chamado Intersect. A partir daí o personagem de Zachary Levi deve usar o conhecimento que recebeu por engano para ajudar a CIA e a NSA a combater terroristas e assassinos internacionais.

Porque todo nerd deve assistir? Isso é simples… Chuck usa toda a sua referência em quadrinhos, filmes, internet e informática para ajudar a resolver os casos da semana de maneira improvável e atrapalhada. E é aí que ele vê sua vida dividida entre nerd de computador e agente especial do governo (que deve permanecer em segredo). A série também conta com a presença da linda Yvonne Strzechowski, como Sarah, que foi inspiração em voz e aparência para uma personagem no jogo de Video Game Mass Effect. Do mais, uma série de drama que mistura comédia e romance com uma trilha sonora impecável que leva grandes nomes como Whitesnake, Journey e Radiohead.

 

Community (em andamento, 4 temporadas, 71 episódios, 2009 – ?) – por Maura

Community
Community pode não parecer uma série nerd aos olhos dos não iniciados. No entanto, para aqueles que a assistem, a série poderia ser considerada tão nerd quanto The Big Bang Theory. Embora seus personagens não sejam acadêmicos como na série dos cientistas, Community se passa em uma faculdade (tudo bem que é uma community college, mas vamos relevar) e tem um dos personagens mais nerds da Tv atual, o aficionado por entretenimento Abed.

Abed extrai todo o seu conhecimento de vida das inúmeras horas passadas em frente a Tv, assistindo aos seus filmes e séries favoritas. Tem como não se identificar? Além disso, o número de referências de Community ao mundo nerd é absurdo. Já tivemos alguns episódios homenageando vários gêneros cinematográficos, outro que se passa inteiro durante uma partida de RPG, outro que lida com realidades alternativas, outro que usa a estética de videogames para contar a sua história, etc, etc. Assistir a Community é praticamente como ver uma junção de tudo que os nerds amam condensado em uma série muito engraçada. E, embora a última temporada tenha sido um pouco decepcionante, eu desafio algum nerd a não se divertir com as primeiras três temporadas da série.

 

Doctor Who (em andamento, 7 temporadas, 91 episódios*, 2005-?) – por Camila

Doctor-who

Doctor Who é uma série que conta as maravilhosas viagens que o alienígena Doctor e suas companhias terrestres fazem pelo universo agora e através do tempo, dentro de uma caixa azul. A Tardis pode levá-los para onde eles quiserem, quando eles quiserem, mas acaba fazendo suas próprias vontades e os levando aos lugares errados, para salvar alguém, algo, ou um planeta inteiro. Aventura é o que não falta em todos os episódios.

Tudo isso faz com que a série seja obrigatória nas watchlist de todo nerd, afinal, quem não gosta de ver uma versão diferente de alguém ou de um fato histórico? Ou visitar planetas estranhos e ainda ver como foi o fim da terra, mesmo que seja pela tela da tv? Há quase 50 anos as pessoas acompanham estas viagens fantásticas, e todo bom nerd aguarda ansiosamente as comemorações de 50 anos de Doctor Who.

*Contando apenas a nova série, em 2005. Pegando a clássica, lá se vão 700 e tantos episódios…

 

Friends (finalizada, 10 temporadas, 236 episódios, 1994-2004) – por Micael

Friends

Friends é daquelas séries que se você diz que não gosta a maioria dos seus amigos começa a discutir com você. Isso porque Friends é provavelmente a série mais popular da história da televisão. Eu faço coro à maioria aplaudindo a genialidade da série. O que colocou Friends nesse post foi exatamente isso, afinal, tanto eu quanto você concordamos que a trama não tem muita relação com o termo nerd. A série se tornou referência, e ninguém pode se declarar apaixonado por série de verdade sem ter assistido Friends.

 

Fringe (finalizada, 5 temporadas, 100 episódios, 2008-2013)- por Camila

Fringe

A primeira temporada de Fringe começou devagar, apresentando casos da semana investigados pelo FBI, mas eles não eram casos quaisquer. Eram casos que as leis da física e biologia como conhecemos hoje não podiam explicar. Para isso, a agente Olivia contava com a ajuda do cientista Walter Bishop e seu filho Peter. Mas é uma série do J.J.Abrams, e a gente sabe que as coisas não são tão simples quando ele comanda um show. Em breve a trama fica complicada e os casos da semana são paralelos a um desenvolvimento profundo da trama e dos personagens.

Fringe questiona os limites de tudo o que conhecemos, quem conhece de física quântica reconhece como Walter trabalha no seu laboratório e como a ficção se desenvolve a partir dali. Então podemos esperar de tudo na série e as vezes desejar que a gente chegue num mundo onde seja possível atravessar entre universos paralelos e conhecer como seríamos se tivéssemos tomado uma decisão diferente. Em Fringe isso é possível, assim como vemos também pessoas com habilidades especiais, pessoas vindas do futuro, e uma grande conspiração para dominar o mundo. A série acabou na 5ª temporada deixando saudades.

 

Game of Thrones (em andamento, 3 temporadas, 28 episódios, 2010 – ?)  – por Micael

Game-of-Thrones

Nada melhor que uma série de livros para inspirar uma série de televisão, não é? É, na maioria das vezes. Game of Thrones é um exemplo de série que, até agora, conseguiu adaptar com razoável fidelidade o escrito nos livros que inspiram a série. Muito disso se deve pelo fato de George R. R. Martin estar envolvido, mesmo que discretamente, na equipe de produção. A série se tornou sucesso muito antes de exibir seu episódio piloto, afinal o roteiro de fantasia, misturado a um clima medieval, chamou a atenção de muita gente, em especial aqueles que estavam carentes de literatura e mesmo televisão que tratasse de fantasia. Comparado com ninguém menos que J. R. R. Tolkien, Martin construiu um universo paralelo riquíssimo, inclusive (ou principalmente), de personagens, inovando ao escrever uma fantasia mais adulta, tratando de temas antes raramente explorados no gênero fantástico, como, por exemplo, sexo, guerra e política.

 

Smallville (finalizada, 10 temporadas, 218 episódios, 2001-2011) – por Renata

smallville

Chega a ser pecado fazer um especial sobre séries nerds e não mencionar uma série que foi adaptada dos quadrinhos. Bom, não de qualquer quadrinho, mas das histórias do super herói mais conhecido do mundo. Smallville, série da The WB, tinha como objetivo apresentar ao público a vida de Clark Kent (isso, esse mesmo) adolescente. Seu primeiro amor, a descoberta dos seus poderes e de sua origem, seus primeiros inimigos, suas primeiras alianças com outros heróis.  Tudo isso foi mostrado na série que durou 10 temporadas – e sobreviveu à fusão da The WB com a UPN, que resultou na CW – e exatamente 218 episódios – uma marca bem louvável.

Também tivemos a oportunidade de ver o início do trabalho de Clark no Daily Planet, sua relação com Lois Lane, embates históricos com seu maior inimigo, Lex Luthor – chegamos também a entender um pouco das motivações do vilão –, e a formação de algo que se consideraria a Liga da Justiça, na mitologia da série, claro. Verdade seja dita, em algumas temporadas o roteiro derrapou, mas é natural que em 10 temporadas aconteçam altos e baixos na história, que de tão boa acabou adicionando Chloe Sullivan, o braço direito de Clark desde as épocas do colégio, à mitologia dos quadrinhos. Como você pode ver, muita coisa do universo dos quadrinhos foi levada para as telas da TV e isso torna Smallville uma série obrigatória para os nerds e amantes de histórias em quadrinhos e super heróis, nem que seja para fazer comparações.

 

The Big Bang Theory (em andamento, 6 temporadas, 135 episódios, 2007 – ?) – por Marina

TBBT

É impossível falar de séries nerds sem falar de The Big Bang Theory. A série da CBS que estreou em 2007 é um sucesso em todo o mundo, chegando a bater recordes de audiência do canal em 2009. E por que ela é obrigatória para nerds? A começar pelos elaboradíssimos e complexos diálogos sobre física, biologia, matemática, química, história, geografia e filosofia desenvolvidos pelos os personagens. É impossível não rir com as piadas cientificamente corretas de Sheldon e companhia (por mais que a gente não entenda 90% delas). O segundo bom motivo para ela se tornar obrigatória é o fato dela ser estrelada por um doutor em Física (Sheldon Cooper), um doutor em Astrofísica (Raj Koothrappali), um doutor em Física Experimental (Leonard Hotstadter) e um mestre em engenharia (Howard Wolowitz). Quer elenco mais qualificado que este?

O terceiro bom motivo são as participações especiais que alegram qualquer nerd de plantão. Já passaram por lá Stephen Hawking, Stan Lee, Steve Wozniak (co-fundador da Apple), Will Wheaton (imperdível no programa “Fun With Flags” de Sheldon), Neil deGrasse Tyson (diretor do Planetário Hayden), George Smoot (Astrofísico do modelo do “Big Bang“), George Takei (Hikaru Sulu de Star Trek) e vários outros ícones nerds. E o quarto, mas não o menos importante, motivo para assistir esta série: o fantástico vestuário nerd elaborado pelos figurinistas, variando do clássico nerd de sueter, camisa e calça bege de Raj para as camisetas de super heróis e logos de Sheldon e Leonard. Todos estas características poderiam ser motivo de desastre em qualquer série, mas não em The Big Bang Theory, a sitcom obirgatória para nerds e, porque não, para não-nerds.

 

The Walking Dead (em andamento, 3 temporadas, 35 episódios, 2010 -?)  – por Micael

Walking Dead

The Walking Dead éhoje, fenômeno mundial. Disso ninguém duvida. Porém, poucos sabem o que muitos defendem: o grande sucesso da série depende, em parte, da fidelidade dos fãs da HQ que deu origem à série. É certo, tanto quanto um mais um é dois, que a AMC desde o início fez um grande marketing da série, mas foram os fãs que já eram fãs da história do apocalipse zumbi que muito contribuíram para a divulgação da série. Hoje, muitos dos leitores da HQ já abandonaram a série, seja por não concordarem com os rumos de seus personagens prediletos, seja por não gostar de televisão. Mesmo assim, é inegável que The Walking Dead tornou-se a série nerd de maior sucesso da atualidade e, dependendo do andar das próximas temporadas, tem tudo para ser uma das mais importantes séries de conteúdo cult da história.

 

Warehouse 13 (em andamento, 4 temporadas, 41 episódios, 2009 – ?) – por Laís

Tv_warehouse_13_01

A série do Syfy é praticamente uma caixinha de referências à cultura nerd em geral. Quando estreou, em 2009, a trama de ficção científica já mostrava ao público uma premissa que remete aos clássicos do gênero, com uma dupla de agentes federais (Myka Bering e Pette Latimer) trabalhando em um armazém que guarda artefatos de origem sobrenatural ou alienígena com estranhos poderes. A narrativa é leve, e apesar de ter um quê de Fringe e Arquivo X, por exemplo, Warehouse 13 aposta em um tom mais bem humorado para resolver os mistérios que surgem ao longo das temporadas.

Além da fácil identificação com a trama principal, os nerds de plantão têm um grande motivo para acompanhar a série: as inúmeras alusões a elementos familiares ao universo geek, que vão desde citações famosas de obras como “Star Wars” e “Scarface” reproduzidas em diálogos dos personagens, até referências históricas, literárias e teorias da física para contextualizar os poderes dos misteriosos artefatos. A série tem ainda alguns episódios crossover com Eureka, também do Syfy, e outros com uma estética bastante experimental, como quando os personagens são enviados para dentro de um jogo de videogame. E se nada disso foi convincente o bastante, a hacker Claudia Donovan pode ser uma excelente motivação! Além de ser um gênio da informática que se conecta naturalmente com as telespectadoras do mesmo estilo, a musa nerd arranca suspiros dos rapazes em sequências como a que aparece bem excitada com um tech talk ao pé do ouvido. Aproveite, porque a série exibirá sua quinta e última temporada com apenas 6 episódios no ano que vem.

 

Quantas destas séries estão na sua watchlist? Acha que existe mais alguma que é dever de casa para os nerds? Sempre vale lembrar que não assistimos todas as séries do mundo, então se acha que falta alguma na lista, conta pra gente. Algumas séries como Lost Supernatural também trazem em sua trama diversos elementos que podem agradar!

Até mais e obrigado pelos peixes!


Alexandre Cavalcante

Jornalista, nerd, viciado em um bom drama teen, de fantasia, ficção científica ou de super-herói. Assiste séries desde que começou a falar e morria de medo da música de Arquivo X nos tempos da Record. Não dispensa também um bom livro, um bom filme ou uma boa HQ.

Petrolina / PE

Série Favorita: One Tree Hill

Não assiste de jeito nenhum: The Big Bang Theory

  • Caroline

    Onde está STARGTE?!

    • Caroline

      *Stargate

  • Andrezza

    Que post lindo, repleto de séries imperdíveis!
    Bateu uma saudade enorme de Chuck…

  • “E nem todos são desajeitados socialmente ou passam o dia falando de física quântica.” Um belo exemplo disso é o Ted, de How I Met Your Mother, que tem uma vida social bem agitada…

    Tirando Warehouse 13, eu já vi (ou quero ver) todas as outras >< USHUAHU

    • Rafael Vale

      Douglas,a lgum motivo específico pra não querer ver Warehouse 13?

      • Ah, a série só não me atrai (apesar de eu não ter visto nenhum vídeo promocional dela).

        Além disso, eu não gostei muito da última série do Syfy, Defiance… Mas talvez, ALGUM DIA muito distante, eu de uma chance pra série.

  • Aline

    Saudades FRINGEEE s2

    • Erika Camille

      tb sinto muita saudade,melhor serie q já assisti e olhe q assisti muitas,agora vai demorar pra aparecer uma série tão viajada quando Fringe

  • Rafael Mattos

    Utopia, série britânica que estreou esse ano, é o cúmulo da nerdice para os que leem HQs, ainda mais as independentes. Valeu muito ser citada.

    E olha, já que citaram até Friends, eu também citaria Arrested Development, porque a série tem auto-referência de sobra, piadas recorrentes e cheia me meta-linguagem. Quem vira fã, adora caçar as referências durantes os episódios.

  • Cagaram com Arrow e Smallville. Um Nerd que se preze julga consistência e qualidade. Coisas que as duas séries não apresentam.

    Faltou, obviamente, Stargate e, quem sabe, Sherlock como a mais novinha da lista.

    Sinto muito por vocês. Pensei que iriam fazer um lista realmente significativa.

    • Thiago, gosto é gosto e nenhuma lista pode agradar todo mundo. Na minha opinião, por exemplo, The Big Bang Theory não deveria estar nesse post, nem Friends. Mas aqui no blog a gente tem espaço pra opinião de todo mundo.

    • Rafael Vale

      Arrow e Smallvile tinham um belo potencial e na minha opinião acabaram se perdendo. Triste ver séries assim se mantendo enquanto tanta produção boa acaba cancelada(como 4400, Monday Mornings, etc)…

      Mas como a Cristal disse cara, opinião é opinião. Não ‘sinta muito’ e não julgue a opinião de quem escreveu isso aqui. É impossível que todo mundo goste exatamente das mesmas coisas q vc =)

    • Rafael Vale

      Até fiquei curioso… Aonde vc aprendeu essas definições de ‘Nerds que se prezem’ ?

    • Clauciana

      Smallville de jeito nenhum foi cagada. Pode ter tido, COMO TODAS AS SÉRIES LONGAS, momentos chatos, mas foi um seriado realmente interessante. O problema é que muitos nerds (ou que assim gostam de se chamar) é que eles querem repetição. Querem exatamente o que leram nos quadrinhos ou que leram em livros transportados para as telas. Esse tipo de fã que não sabe lidar e nem apreciar uma releitura. Quer apenas reprise. Tirando a Lana, a série foi ótima.

  • Samuel

    Firefly merecia ta ai também. Uma série que tinha muitoo potencial.

  • Rafael Vale

    Obrigado Alexandre! Da sua lista ainda não tinha parado pra ver Warehouse nem Doctor who. Como estou em um período meio ‘órfão’ de séries, caiu como uma luva!

    Abraços

  • Bruno

    Acho que estão confundindo “nerdisse” com “sci-fi”, são coisas diferentes!

  • SARA

    poxa, eu acho que supernatural é uma serie bacana e deveria ser citada, se TWD esta ai, pq não supernatural ‘-‘?

  • Laura

    Nossa..que saudade de friends!!Tudo que vcs disseram foi excelente..qdo alguém me diz que não gostou da série..dá vontade de discutir com a pessoa…A MELHOR SÉRIE DO MUNDOOOO!!!!
    A melhor da atualidade pra dar muuuita risada é the big bang theory…Será que não faltou Grimm?Mto boa tb para esses requisitos….

  • Junior

    Gostei da lista.. Quanto a The Big Bang Theory, acho q faltou um motivo imprescindível aí… Se a dica fosse de um nerd do sexo masculino aposto que colocaria a Penny como um dos motivos! rsrs
    No ofense, Marina, gostei da sua abordagem também 🙂
    Blog show de bola!

  • Legal, mas vejam tabém meu top 10 seriados Nerds, dá uma força ai, pois sei que a força está com vocês
    veja meu top 10

  • Ana

    “ASTROLOGIA” KKKKKKK Não seria ASTRONOMIA?! Mds

  • Assim como a colega acima, estranho a menção à Astrologia como um interesse nerd. Mas incluo ainda a menção ao seriado Friends, que apesar de episódios interessantes e engraçados, está mais pra comédia romântica para moças do que seriado nerd.

  • Rogerio

    trocaria friends por sobrenatural

  • Leandro

    Todas são “show”, mas nao podemos retratar o mundo nerd sem citar “Star Trek”.

  • Péricles Poquemão

    olá, parabéns, bela lista

×