Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

Dirk Gently’s Holistic Detective Agency – 1×07 Weaponized Soul

Por: em 9 de dezembro de 2016

Dirk Gently’s Holistic Detective Agency – 1×07 Weaponized Soul

Por: em

Eu estou tonto! Alguém me traz um chá e um ibuprofeno, por favor! Dirk Gently’s Holistic Detective Agency prometeu responder várias perguntas e não apenas cumpriu, como resolveu nos esbofetear com informações até estarmos em posição fetal no chão implorando por misericórdia. Esse foi mais um episódio expositivo, para entendermos o que de fato está acontecendo, portanto tivemos pouca ação real, mas deixou pronto o terreno para season finale. Vem comigo tentar entender o que aconteceu em Weaponized Soul. Lembrando que 11 de dezembro a Netflix vai liberar a série completa, portanto, se quiser esperar, deixe para ler essa review depois, ok?


Dirk Gently 1x07 Rainey morta

Gastei tanto tempo nessa maquiagem para terminar borrada. #Morta!

Eu ainda não havia comentado sobre a cena de abertura com os televisores, que sempre mostram partes do que vai acontecer no episódio. Dessa vez, temos apenas 1 figura que já conhecemos, Zackariah Webb, mas parece entrecortada com outras. Todas essas introduções foram muito bem feitas, eu gostei de voltar após o termino do episódio para entender o significado de cada imagem. Um presentinho a mais para apreciarmos a série.

Nossa dupla dinâmica volta 1 semana no tempo, exatamente onde toda essa bagunça começou. Acompanhamos o momento da troca de almas entre Lydia e Rapunzel. Gordon não está exatamente iniciando uma rebelião, mas está agindo pelas costas da Alma Suprema. Alguém me explica qual é a necessidade de maquiar uma runa no rosto? Ok, eu entendi, você é a sacerdote desse culto, mas não é meio ridículo acordar mais cedo apenas para fazer esses riscos apenas para pegar um insubordinado no flagra? Rainey fica com Rapunzel mas Gordon leva a máquina e Lydia para fazer a troca pela máquina de Patrick Spring. Eu ainda não entendi qual é a necessidade de terem as 2 máquinas, já que a que eles tem funciona normalmente. Precisamos de foquem um pouco mais nessa explicação.

A chegada da pessoa com a armadura deixa claro que estamos perto do chefe final, só depois de muito tempo de jogo conseguiríamos juntar todas as peças para forjar esse equipamento tão maravilhoso! E vamos combinar uma coisa, se uma máquina assassina chega para você e pergunta se você é tal pessoa, a resposta é sempre: “NÃO! NUNCA OUVI FALAR!” Mereceu mesmo o terceiro olho na testa.

Agora é a hora das explicações. Quem está na armadura é Patrick Spring, ou melhor, Zackariah Webb, que também é Edgar Spring. Ele está viajando no tempo tentando consertar os erros que causou mandando a máquina acidentalmente para o futuro. Mas acho que a maior surpresa é Dirk ter adivinhado toda a estória sozinho. Seria seu lado holístico em funcionamento? O problema da galera toda é que eles preferem agir antes de pensarem. Spring sai correndo encontrar seu outro eu que será assassinado, Todd faz várias presunções achando que tudo não passa de destino e Gordon acha que conseguirá fazer um acordo com apenas metade da Lydia. Pela primeira vez o experto na equação é Dirk.

Todd achar a máscara de gorila e o bilhete de loteria não são bons sinais. Significa que eles estão dentro de um looping temporal. Se eles fizerem as mesmas coisas que acham que deveriam fazer, não conseguirão mudar o futuro. Isso fica claro com o bilhete ensanguentado e a chave mestre perdida. Muito triste o futuro Patrick Spring totalmente conformado com sua morte. Mais uma excelente atuação de Julian McMahon, diferenciando os 2 Patricks tão claramente, um cheio de raiva e urgência e o outro calmo e sábio. Mas ainda acho que ele fez mais coisas que ainda não entendemos. Ele contrata Dirk pois sabe que ele deve participar da investigação, mas não sabemos como Lydia chega até Gordon.

Dirk Gently 1x07 Dirk encontra Dirk

Não é a Rutinha, é a Raquel!

Eu achei muito injusta a briga de Todd. Fica claro que Dirk não teve tempo de saber tudo o que estava acontecendo, ele claramente não sabe que se trata de um looping temporal desde o início da investigação. Eu acho que a raiva dele é maior por perceber que não há nenhuma saída para a situação em que ele se encontra. Eu achei que ele conseguiria superar após todo o discurso que fez para Patrick Spring, que parecia mais estar falando para ele mesmo, mas nem ao ouvir de Dirk que o mentiroso da dupla é ele faz Todd aceitar o amigo de volta.

De volta para o presente, temos 3 minutos de pura adrenalina! Farah está viva e bem, mais arrasadora do que sempre, afinal, não é qualquer um que consegue acertar o cara mal pelo retrovisor e com a arma de ponta cabeça saindo pelo banco traseiro de um carro. Perfeito! (RIP Agente Weedle). Estevez também chega para participar da festa e está na cola de Gordon. Nossa dupla do barulho retorna no mesmo momento em que fugiram, o que significa que estão em sério perigo, resultando em um Dirk acertado por um arpão no ombro e um Todd eletrocutado.

Como o foco foi o passado, não tivemos Amanda, Rowdy 3, Bart, Ken (apenas uma pequena menção de que um dos capangas iria encontrá-lo no deserto – e já sabemos como isso termina) e nem o pessoal militar. Muita coisa para acontecer em apenas 1 episódio. Minha aposta: teremos apenas a solução do caso Patrick Spring, mas toda a problemática militar, assim como a relação Dirk/Bart ficará para a segunda temporada, e eu não tenho nenhum problema com esse arranjo!


O que achou do penúltimo episódio do ano de Dirk Gently’s Holistic Detective Agency? Gostou desse momento flashback da vida real? Também não gostou da forma como o Todd reagiu? Deixe as suas opiniões nos comentários.


Paulo Halliwell

Professor de idiomas com mais referências de Gilmore Girls na cabeça do que responsabilidade financeira. Fissurado em comics (Marvel e Image), Pokémon, Spice Girls e qualquer mangá das Clamp. Em busca da pessoa certa para fazer uma xícara de café pela manhã.

São Paulo / SP

Série Favorita: Gilmore Girls

Não assiste de jeito nenhum: Game of Thrones

  • milatelcontar

    Achei que a forma como Todd reagiu é bem compreensiva.

    Esse episódio foi muito mais louco que os outros.
    E muito engraçado também.

    • Paulo Halliwell

      Jura? Eu achei um pouco demais, ainda mais levando em consideração ao que ele já fez com a Amanda, mas sei lá.
      Sim, total viajado, o cara devia estar bem louco quando fez o primeiro rascunho do roteiro

×