When Calls The Heart

When Calls The Heart é mais uma produção da Hallmark Channel que possui 4 temporadas já…

Primeiras Impressões: Justiceiro

Quem assitiu a 2ª temporada de Demolidor já conhece um pouco do Justiceiro, ou Frank Castle.…

Reprodução: HBO

Game of Thrones – 7×01 Dragonstone

Por: em 17 de julho de 2017

Game of Thrones – 7×01 Dragonstone

Por: em

Game of Thrones retornou para sua sétima temporada com um status de Copa do Mundo. A série superou barreiras como a de ser produto de um canal premium, ser uma série de fantasia, abusar de cenas violentas e matar personagens queridos sem a menor cerimônia e se tornou uma comoção mundial. Conseguiu chegar ao seu sétimo ano com mais fôlego que nunca, colecionando prêmios de reconhecimento da crítica e mobilizando exibições públicas em bares, praças, na casa de conhecidos ou simplesmente lotando de comentários as redes sociais. Assistir à premiére junto com todo mundo ganhou um significado maior que o de assistir TV, ganhou o significado de participar de um grande evento junto com fãs de todo o planeta, e há muitos anos não se via algo assim.

Reprodução: HBO

Reprodução: HBO

E a HBO foi muito cuidadosa para gerar esta comoção. Foi cuidadosa quando divulgou a data do lançamento em uma live participativa no Facebook, foi cuidadosa evitando vazamentos como os da quinta temporada, e até gravando diversas cenas falsas para despistar possíveis boatos. Mas acima de tudo, foi cuidadosa quando definiu o tom de Dragonstone. Um episódio extremamente otimista (para os padrões de Game of Thrones), e que serviu muito mais para recapitular o que estava acontecendo em Westeros, depois do maior hiato que a série já teve.

A vingança definitiva de Arya contra os Frey foi um presente para a audiência, que nunca vai se recuperar do Casamento Vermelho, mas pelo menos teve o gosto de ver todos eles pagando pela traição. Jogar um “O Norte se lembra” assim, de cara, é a melhor forma de deixar todo mundo empolgado pelo que vem por aí, e acreditando que finalmente o jogo virou para aqueles por quem torcemos. Mas se tem uma coisa que aprendemos depois de tanto tempo assistindo a essa série, é que se você quer justiça, veio ao lugar errado. Os planos de vingança de Arya começaram bem. Cersei está praticamente encurralada por seus inimigos em Kings Landing. Sam descobriu uma mina de ouro (ou vidro de dragão, que vale mais que um milhão de reais em barras de ouro) nos livros da Cidadela. Daenerys enfim voltou para Westeros. E sabe o que isso parece? Uma tempestade violenta se formando.

E os primeiros relâmpagos parecem ter surgido em Winterfell, com Jon e Sansa enfrentando seus primeiros conflitos internos. Aliás, a filha mais velha de Ned e Cat passou de personagem mais insuportável da série à mais sensata. Sansa estava certa sobre Ramsay, e por não tê-la ouvido, Jon quase pagou com a própria vida e a de seus aliados. Snow continua se espelhando nos homens que serviram de exemplo para sua vida, mas o problema é que eles estão mortos. Ele próprio, inclusive, também já foi morto por causa da sua ingenuidade. Sansa aprendeu melhor que ninguém a sobreviver, e aprendeu com Cersei, que não só destruiu seus inimigos, como chegou ao trono de ferro. Jon pode saber como lidar com os mortos, mas quando se trata da relação com vivos, ele realmente deveria começar a ouvir o que Sansa tem a dizer.

Reprodução: HBO

Reprodução: HBO

Euron e seu ego mais anabolizado que o Montanha-zumbi foram até a capital oferecer apoio à rainha, mas a cena pareceu muito mais com o núcleo cômico da novela das sete que com uma aliança política e formando. Mais piadas sobre a falta de mão do Jaime (já tá na hora de parar, né?), insinuações sobre ser legal matar o próprio irmão e, por enquanto, nada feito entre os Lannister e os Greyjoy. Cersei não está em posição de recusar aliados, mas seu orgulho também é uma arma. Aceitar a primeira oferta que apareceu na sua sala, ainda mais vinda de alguém com um histórico tão duvidoso, seria um claro sinal de fraqueza, e a última coisa que ela precisa neste momento é demonstrar fraqueza.

Sandor continua em uma jornada pessoal de redenção pelos pecados do passado. Acabou encontrando abrigo em um lugar conhecido e viu, justo no fogo, seu maior inimigo, a revelação de um futuro sombrio que se aproxima Além da Muralha. Pouco a pouco, as pessoas estão tomando ciência ou começando a acreditar nas histórias que, até então, não passavam de lendas contadas pelos seus antepassados sobre um inverno que parecia não voltar mais. Sabendo da ameaça, seria mais esperto da parte dele queimar os corpos em vez de enterrar. Karma não perdoa, né?

Não sei se a gangue do Ed Sheeran vai ter alguma utilidade ou se só apareceram para o cantor fazer a pontinha dele na série. Arya já tinha feito seu debut triunfal no banquete pré-créditos, e o bate-papo descontraído não acrescentou muito ao seu arco. Mas a gente nunca sabe o que vai sair desses encontros no meio da floresta, né? Jaime e Brienne cruzaram com um velhinho aparentemente inocente numa dessas e a história acabou com um rapto e uma mão decepada.

Reprodução: HBO

Reprodução: HBO

A chegada de Daenerys à sua terra natal não foi uma cena de muitas palavras, mas o que mais precisava ser dito? A garota Targaryen passou anos fazendo longos discursos, promessas e planos que de tanto serem repetidos, já estavam começando a perder o sentido e soar como as antigas histórias de Valíria. Não havia mais nada a dizer ali. Daenerys chegou com seu exército, seus navios, seus aliados, seus dragões. As portas de Dragonstone se abriram novamente para receber a sua legítima rainha. E se lá pela segunda e terceira temporada a gente já começava a dar uns bocejos quando a abertura mostrava o mapinha da Pedra do Dragão, agora a coisa muda totalmente de figura.

Com o aviso de Sam a Jon sobre onde encontrar obsidiana, o encontro do Rei do Norte com a Mãe dos Dragões parece ser só uma questão de tempo. O problema é que o grande jogo em Westeros não é tão simples quanto o que ela se acostumou a jogar em Essos. Suas frases de efeito e sua habilidade de comover as massas não serão suficientes para que ela receba o apoio que precisa das casas rivais. Tyrion teve uma participação quase nula nesta premiére, mas certamente ele será uma das peças mais valiosas no tabuleiro de Daenerys com seus conhecimentos e habilidades políticas daqui pra frente.

Quase todos os personagens que sobraram vivos na série apareceram neste episódio, com exceção de Olenna, Bronn, Melisandre e o povo mala de Dorne – que eu me lembre. Isso resultou em uma estreia meio corrida, sem grandes evoluções na trama, mas nada incomum considerando os outros primeiros episódios da série. O problema é que temos poucos episódios pela frente para encerrar todas essas jornadas, então… Vamos começar?

Reprodução: HBO

Reprodução: HBO

Algumas observações:

– Sansa tentando explicar pro Jon como a vida funciona e ele perguntando se é parecido com o Joffrey. As definições de “não é este o ponto” foram atualizadas.

– A temporada será cheia de encontros inusitados, pelo que disseram. Já começou com a mãozinha do Jorah dando susto no Sam.

– Eu sinto que não foi boa ideia deixar o Bran entrar.

– Pisa menos, Lyanna Mormont.

– Quero o mapa da Cersei pintado no chão da minha sala. Coisa linda.

Curtiu a estreia de Game of Thrones e está se segurando para não dar spoiler nas redes sociais? Pode abrir o coração aqui nos comentários! Até a próxima!


Laís Rangel

Jornalistatriz, viajante, feminista e apaixonada por séries, pole dance e musicais.

Rio de Janeiro / RJ

Série Favorita: Homeland

Não assiste de jeito nenhum: Two and a Half Men

  • Feliphe De Paiva

    agora sim a arya vingou o casamento vermelho com estilo, confesso que foi meio triste o destino daquela familia que o cão de caça conheceu, mas é como ele disse, o inverno ta aí, hironia ele ter uma visão no fogo, só acho :v
    quase certeza q o indinho vai pôr idéia errada na cabeça da sansa pra ela ser rainha do norte no lugar do jon, por ele ser um bastardo, mas quase certeza q o mindinho não passa dessa temporada.
    e a cena da dany chegando em pedra do dragão realmente não precisava de palavras, cada gesto e olhar dela ali foi meticulosamente feito e não tem como ser mais autentico que aquilo, muito ancioso pelos proximos episódios :3
    ps.: cão de caça fica bem de barba

    • Renata Carneiro

      Também acho que o Mindinho vai tentar semear a discórdia!
      Só me falta nessa altura do campeonato, com o cabaré pegando fogo, a gente ter que desviar pra briga entre Jon e Sansa! Peloamordedeus, não!!!

    • Laís Rangel

      Feliphe, tudo bem? =D Acho que o Petyr vai sim tentar colocar Sansa contra o Jon, mas o conflito entre os dois acabaria nascendo de qualquer forma. A Sansa não consegue mais confiar em ninguém, e isso inclui o Jon… e o Jon está tão focado na guerra que está chegando que não ouve nada do que ela diz. Acho que vem treta forte entre eles!

      • Feliphe De Paiva

        acho q a dinâmica deles vai mudar quando bran e arya chegarem, tô ansioso pra ver como será a interação entre eles.
        e sim moça, tô bem e você? :3

  • Renata Carneiro

    Adorei essa premiere e fiquei meio sem ar com o início… como você mesmo disse, pode ser uma doce ilusão acreditar que a vingança de Arya vai correr como o planejado e que os ventos vão continuar soprando favoráveis, mas foi bom demais viver pra ver essa vingança!! Amei
    Lyanna – mini-diva! Num dou conta dessa beiba! Ela arrasa!
    Sansa vem num crescente de maturidade e bom senso que tá difícil pro Jon Snow acompanhar, né? Ressuscitar pra pegar o bonde andando nesse nível não deve ser fácil, não. Espero que ele acorde mais rápido porque se continuar cometendo os mesmo erros da temporada passada, não vai ter Feiticeira Vermelha que dê jeito…
    Achei preguicenta a parte do Cão de Caça.. desnecessariamente longa.
    Cersei perde a vida, mas não perde a pose. Encurralada, fodida, sem apoiadores, rainha dos três reinos (como disse o Jaime… hahahahahaahha), mas segue plena e inabalável. Piro! hahahahhaaha

    • Laís Rangel

      Oi, Renata!
      Eu achei o episódio bom, mas a única parte de tirar o fôlego foi mesmo a vingança da Arya. O plot do Sandor e a cena do Ed Sheeran foram bem mais ou menos.
      Cersei é aquilo, né? Amo odiar e odeio amar aquela moliér. O que ela tem de desprezível, ela tem de badass hahaha

  • Jeane

    Aplaudi a Arya tanto, mas tanto, matando os Freys, assumindo o posto de Senhora Arya Coração de Pedra. Quanto à gangue do Ed Sheeran, acho que foi uma forma de indicar para a Arya que ainda que existam os vários soldados nos exércitos dos Lannisters (envolvidos no Casamento Vermelho), muitos deles têm uma história por trás, uma família esperando por eles; no fundo são só peões nas guerras dos senhores.
    Sobre os outros Starks, Jon continua a cometer o erro de ignorar a Sansa, acho que uma visita ao outro mundo não foi o suficiente para ele.
    O Euron não é nem um pouco confiável, mas é aquela coisa, a Cersei tá isolada e sem apoio ela não se mantém no trono, e como quero que lá ela fique por muito tempo, não deve demorar para se aliar ao Greyjoy.
    E por fim, a Danaerys. Toda aquela cena da chegada à Pedra do Dragão me fez lembrar da história dos Targaryens com o lugar e fica o sentimento de “retomando o que sempre foi meu”.
    E Cão de Caça deveria ter queimado aqueles corpos, só acho.
    Até semana que vem 🙂

    • Laís Rangel

      Oi, Jeane!
      Eu ainda fico meio frustrada com Lady Stoneheart sendo descartada da série, mas a Arya está se saindo tão bem que às vezes até esqueço ahahaha. Só acho que ela passou por muita coisa e teve tempo de aprender, pelo caminho, que de fato são todos peões, não precisava de uma cena inteira explicando o conceito… às vezes menos é mais.
      Cersei não tem muita escolha, só está fazendo charme pra conseguir tirar mais alguma vantagem, mas é questão de tempo até entrarem em um acordo.
      Até semana que vem!

  • Que delícia de episódio! Vi bastante gente dizendo que o episódio foi meio parado, o que me fez perguntar se as pessoas realmente gostam da série ou só assistem para ver destruição. Antes de tudo, Game of Thrones sempre foi sobre política e sentimentos, mesmo que eles estivessem escondidos em frases de efeito. Já teve episódios péssimos na série, mas foi bem chato ver a galera criticando uma premiere tão boa como as outras. E vamos comentar:

    GÊMEAS: “Jon Snow vingou o Casamento Vermelho”. É, parece que a galera do Norte não sabe de nada mesmo. Arya não só vingou o Casamento Vermelho sozinha, como também foi uma solução chique para D&D extinguir outra Casa do mapa. Um dos poucos pontos negativos da cena talvez tenha sido o rumo que a personagem tomou, o que me leva para…

    TERRAS FLUVIAIS 1/2: Arya sempre foi uma personagem bem construída, que ia ficando mais forte conforme as experiências que vivia. O problema começou na quinta temporada, que criou um arco completamente mal construído para a personagem. Agora, vemos ela em busca de vingança, mas e além disso? O que sobrou da personagem além da vingança? Se Cersei morrer, o que vai sobrar da personagem? Seria interessante ver a vingança tendo algum peso nela, como a cena com os soldados, na qual ela claramente pensou em matar os soldados, mas teve um pouco de compaixão. Matar nunca é fácil, principalmente para alguém mais jovem. A Senhora Coração de Pedra tinha um motivo para ser pura vingança: ela já estava morta. Arya não.

    OBS 1: E o Edmure que estava preso nas gêmeas? Arya já foi embora e nem sinal dele.

    OBS 2: Gostei de ver a série retratando os soldados e mostrando que eles tem uma vida, falam, pensam e interagem. A história vai muito além do jogo dos tronos.

    TERRAS FLUVIAIS 2/2: Sempre gostei das cenas do Cão e isso não foi diferente aqui. É ótimo acompanhar esse caminho de redenção, principalmente agora que ele está refazendo muito de seus próprios passos. E que referência maravilhosa para a cena terminar. Gosto de quando a série toca em alguns pontos dos livros, mesmo que a história venha seguindo rumos completamente diferentes. Não sei bem o que esperar dele ainda, mas acho que vou me surpreender.

    OBS 3: Se o Beric não sabe porque ainda está lá, imagina a gente que achou que a Irmandade tinha sido cortada porque tiraram todos os elementos do plot.

    MURALHA: Coitada da Meera, assumiu um peso que não era dela e ainda tem que arrumar um jeito de provar quem são de verdade. Confesso que logo que o Bran apareceu, já pensei “que merda ela vai fazer agora?”, mas ainda bem que foi só uma cena para recapitular o personagem. Tudo que indica que ele está controlando bem melhor seu poder agora (o que é estranho, porque foi muito rápido). Tudo que eu quero agora é ver essa Muralha caindo (seria pedir demais um dragão de gelo saindo de dentro? É, sou adepto dessa teoria).

    OBS 4: Eu sei que a linha do tempo é confusa, mas surgiu uma dúvida. Tirando a primeira cena da Arya, passou meses nos outros núcleos. Mas e o núcleo do Bran? Da árvore-coração até a Muralha não é tanto tempo para percorrer, então no tempo de Winterfell (principalmente quando o Jon já recebeu a carta do Sam), ele já deveria ter ido para Winterfell, não?

    PORTO REAL: É gostei em partes. Cersei continua debochada e gosto assim. Acho que meu único problema é o Jaime e a conversa dele com o Euron para ver quem foi pior adaptado. Até quando o Jaime vai continuar atrás da Cersei? Cadê meu Jaime dos livros? O Euron é bem estranho, mas está bem melhor que o da temporada passada (mais bonito, inclusive). Apesar de ser uma sucessão de piadas, gostei bastante de todo o diálogo e achei que combinou com o Euron dos livros que sempre tira sarro de tudo. Qual será esse presente que ele vai fazer? Será que as fotos do set vão se confirmar?

    OBS 5: O cara ainda estava pintando e a Cersei pisando em cima já. PISA MENOS, CERSEI.

    OBS 6: E esse navio turbo power 2000 polishop do Euron? É o silêncio? É lindo, mas ainda fica as perguntas: como eles arrumaram madeira para construir navios se retrataram as Ilhas de Ferro (ou a parte que aparece delas) como um lugar sem árvores? E como foi o tempo para construir eles?

    VILA-VELHA/CIDADELA: Que emoção ver esse local no mapa. A animação ficou linda! Eu estava com medo de resumirem o local para “Cidadela” assim como resumiram todo o sul em “Dorne”, mas que bom que não aconteceu. Gostei da sequência de cenas, que foi o que deveria ter sido o treinamento da Arya: um resumo. Logo que ele começou a ler os livros eu já pensei “qual informação aleatória vaia aparecer para salvar o dia?” e fiquei bem surpreso ao ver que a informação aleatória foi algo que o Stannis já tinha cansado de mencionar da Muralha. Mais surpreso ainda ao ver que NINGUÉM sabia disso. Desde de quando é segredo que Pedra do Dragão possui vidro de dragão?

    OBS 7: Nem vou perguntar como o Jorah chegou até lá. Fora que ainda acho que o personagem está sobrando completamente na história.

    OBS 8: Espero que Jardim de Cima e Rochedo Casterly também apareçam no mapa.

    PEDRA DO DRAGÃO: Uma cena de tirar o fôlego, mesmo sem ter nenhum dialogo. Aliás, nem precisava de palavras. Toda a sequência de entrada foi ótima e a série merece palmas pela produção que melhora cada vez mais a cada ano que passa. Agora, finalmente a sétima temporada irá começar!

    OBS 9: Esperando uma Melisandre aleatória entrar no núcleo. Certza que ela vai lá só para pegar de volta as bandeirinhas de São João que a Dany jogou no chão.

    OBS 10: Castelo completamente vazio. Não que eu fique surpreso depois que mataram os Boltons e nunca mais mencionaram Forte do Pavor.

    NORTE: Será de família a habilidade de fazer merda? Jon, pelo amor de R’hollor, escuta sua irmã! Não foi legal a Sansa discutir com ele na frente de todo mundo, mas ela está completamente certa. Pelo menos mencionaram o que vai acontecer com os castelos em questão.

    OBS 11: Brienne e Pod cumprindo as cenas do contrato antes de morrerem brutalmente.

    OBS 12. Passa os três dragões da Daenerys para a Lyanna e acaba Game of Thrones.

    No mais, foi um ótimo episódio. Fiquei bem feliz e estou esperando ansiosamente pelo próximo (#VemNymeria). Parabéns pela review, estava ansioso por ela e já com saudades. Até semana que vem!

    • Laís Rangel

      Oi, Lucas! Bom estar de volta e encontrar tantas carinhas conhecidas nos comentários =) As premiéres de Game of Thrones são sempre mais tranquilas mesmo, já foi um bônus vermos o massacre Frey assim de cara!
      A Arya realmente assumiu o lugar da mãe nesse plot da vingança na série, e acho coerente com as motivações dela que ela assuma uma postura tão dura. Como bem disse a Cersei, as duas únicas opções são vencer ou morrer, e no único momento em que Arya se permitiu ter um pouco de humanidade em Braavos, ela quase foi assassinada. Todos os personagens têm um propósito, e o dela agora é se vingar.
      A cronologia tá bem zoada mesmo. Em alguns núcleos, a passagem de meses é bem clara, em outros, parece que foram só alguns dias (pelo menos o Sam júnior já não é mais um bebê de colo, né?).
      O Stannis sempre falava sobre Dragonstone, mas acho que ele era tão mala que ninguém dava muita bola quando ele tava falando. As pessoas só acenavam com a cabeça e faziam expressões aleatórias de quem tá concordando, mas estavam pensando no que iam comer no jantar ahahah
      O Euron tá bem mais legal (e sapão) nessa temporada mesmo. Mas eu acho que a série tem dificuldade de adaptar a personalidade de alguns personagens sem cair no ridículo… vide o que aconteceu com as Serpentes de Areia, e Euron tá a um passo de ficar zoado também.
      Obrigada pelo seu comentário e até a próxima!

  • Douglas Santos

    Ué, eu estava pensando que essa seria a penúltima temporada.

    • Mas é mesmo. Vai acabar na oitava.

    • Laís Rangel

      É a penúltima sim! As duas últimas só vão ser mais curtas que as anteriores, por isso falei que temos poucos episódios pela frente =)

  • Luiz Santos

    Pontos a serem ressaltados com base apenas na série:

    1. Arya ter dado uma de Mística dos X-Men mudando toda a compleição física foi forçado, mas em um mundo que tem dragões, gigantes, morto-vivos e viagens temporais reclamar pq? Suspensão de Descrença total! No mais a parada para conversar com os soldados foi importante por faze-la ver o outro lado da guerra onde os desmandos dos lideres diferem dos pensamentos e das pessoas a ele subordinadas e faz um link entre as diferentes visões de comando entre a Sansa e o Jon;

    2. Sansa e Jon debatem duas formas de agir face a um mesmo problema a Sansa pensa em dar uma resposta e exemplo aos demais milordes de que de fato existe um Rei, traições serão punidas e valoriza as casas que lutaram ao lado do Rei. O Jon pensa em conquistar o respeito dos milordes separando os lideres anteriores dos futuros lideres, respeitando a tradição das casas traidoras mas submetendo-as ao seu comando na frente de todos os lordes. Na minha visão nenhuma das duas opções está errada. A aplicação de cada decisão depende do objetivo a ser pretendido pelo Rei: – Reinar pelo medo ou pela liderança e inspiração. Está claro que a Sansa conhece as manhas e intrigas da corte enquanto o Jon do comando de tropas. Em um mundo ideal a Sansa seria a Mão do Rei e o Jon a ouviria antes de decidir algo, pois a Sansa o respeita enquanto líder de tropa e do reino, mas o acha com muita razão crédulo demais. Esta credulidade dele já o fez morrer. Um bom líder se cerca de bons conselheiros e hoje a Sansa só perde para o Tyron;

    3. A transição de Clegane de um incrédulo e sem objetivos na vida para um homem em busca de redenção e com uma missão está sendo muito bem construída. Excepcional! e

    4. A chegada da Dany a sua casa. Ao tirar a fala das pessoas e destacar a imponência do local e a emoção dela em finalmente chegar em casa foi marcante. O castelo estar totalmente vazio dentro da proposta foi excepcional, mas difícil de crer. Tudo bem que com a derrota de Stannis em batalha e a sua consequente condição de inimigo da coroa nada mais justo do que toda a população do castelo fugir com medo da retaliação do Rei, mas o Rei não colocar um substituto para tomar conta do castelo e dos seus pertences foge, inclusive, das histórias das diversas conquistas em Westeros.

    No mais, um bom episódio para início de temporada.

    • Laís Rangel

      Oi, Luiz!
      Sobre a Arya, achei que ficou dentro do contexto. O Jaqen H’ghar também conseguia se transformar totalmente, então é de se presumir que ela também aprendeu como se faz.
      Acho que o Jon seria um bom governante no mundo em que nós vivemos hoje, com leis, democracia e tal. Mas a realidade deles é aquela em que se você dá mole, alguém te mata, então a postura de Sansa me parece o equilíbrio ideal entre fazer justiça, valorizar lealdade e desencorajar traições.
      É uma surpresa ver a série tendo tanto cuidado com a construção dessa jornada do Sandor, depois de fazer parecer que ele tinha morrido mesmo.
      O castelo deve ter ficado vazio porque a sucessão ficou confusa mesmo. Stannis foi derrotado em batalha pelos Boltons, que foram derrotados pelos Starks/Arryn, enquanto em King’s Landing estava tudo literalmente pegando fogo, com uma teocracia, um rei suicida e uma rainha louca em sequência. É esquisito, de fato, mas dá pra entender.
      Muito obrigada pelo comentário e até a próxima!

  • Nickolas Girotto

    Oi Laís, finalmente retornamos depois de uma longa espera!!
    Como você disse no inicio, realmente fazia muito tempo que eu não via uma comoção tão grande (mundial), pra ver o primeiro episodio de uma série, na real eu acho que nunca vi heheh curti de mais isso.
    Que inicio né, Arya melhor personagem, fez o que todo mundo queria fazer com aquela família, foi a melhor coisa do episodio haha.
    Falando sobre a Sansa como você disse ela era insuportável, eu tinha raiva só de ver ela em cena no inicio, e o que é mais legal é ver como ela mudou, acho que é o personagem que mais mudou de todos, mudou pra melhor, foi muito bom isso, só acho que ela e Jon tem que conversar antes de fazerem essas reuniões, não é legal eles ficarem se questionando na frente de todo mundo, não posso dizer que ela estava totalmente certa sobre a o que fazer com aquelas pessoas, talvez o Jon querer dar uma chance pra eles não seja a coisa mais errada do mundo, mas eles podiam ter falado sobre isso antes. Acho que dependendo de como vai ser o final seria muito legal que a Sansa ficasse de Rainha de Winterfell.
    Toda a parte do Cão ali foi interessante fiquei me perguntando se ele enterrou aquelas pessoas só por achar que eles deviam ser enterrados ou é porque ele viu o que esta por vir.
    Também estou meio apreensivo com esse monte de trama que vai se desenrolar esse ano, tomara que não fique confuso, tipo esses encontros que vão acontecer. Será que a Cersei vai ser tão cara de pau a ponto de pedir que o Jon compareça lá pra pedir ajuda pra ele contra a Daenerys, não duvido de nada.

    Até semana que vem, já estou aqui nervoso na espera heheh.

    • Laís Rangel

      Olá, Nickolas! Que bom vê-lo de volta por aqui =D
      Essa comoção que Game of Thrones causa em todo mundo é uma boa parte da graça de assistir à série. Metade é o que a gente vê na tela, a outra metade é o que a gente debate, compartilha, questiona e vive junto com as outras pessoas.
      Realmente a cena da Arya foi a melhor coisa do episódio. Era uma vingança que tava entalada há muito tempo na garganta de todo mundo, né?
      Eu tinha muito ranço da Sansa, muita gente defende que ela foi criada para ser daquele jeito, mas algumas atitudes dela eram questão de (falta de)caráter mesmo, então é surpreendente que ela tenha se tornado uma das personagens mais sensatas e inteligentes da série (inclusive, de uns episódios pra cá, tenho gostado mais dela até do que da Arya, por incrível que pareça).
      Acho que o Sandor enterrou as pessoas por peso na consciência mesmo, porque se fosse por esperteza, ele teria queimado os corpos pra eles não voltarem como zumbis depois ahahaha
      Até semana que vem, obrigada pelo comentário!

      • Nickolas Girotto

        Sim era a vingança que todos queriam, valeu esperar um pouco mais e ver isso logo no inicio.
        A Sansa teve que sofrer pra cair na real, ela aprendeu e mudou para melhor, acho que é por isso que a gente acaba se apegando, se ela mudou nós também podemos mudar de opinião sobre ela.

  • Mariane Lima

    Arya precisa sobreviver a essa temporada! Pleaaaaaase!

    “Snow continua se espelhando nos homens que serviram de exemplo para sua vida, mas o problema é que eles estão mortos.” Siiiiiiim! You know nothing, John Snow. Só para não perder o hábito.

    • Laís Rangel

      Acho que a Arya sobrevive, Mariane, mas tenho dúvidas sobre a Sansa. Algo me diz que essa é a última temporada dela…
      Jon Snow foi tão tombado pela Sansa que alguém devia fazer uma montagem daquela cena ao som de Sweet Dreams.

      • Mariane Lima

        Não sei hein, a Sansa é o ponto de equilíbrio entre a ingenuidade do Snow e a sede de vingança da Arya. Dos três, eu acho que ela é quem tem mais chances de sobreviver. Já sobreviveu muita coisa e já viu as consequências de cada erro dela e alheio. Acho ela a mais madura no momento.
        Quem diria que um dia eu ia vir defender a Sonsa, gente? Mas me reservo o direito de vir xingar ela depois, se cair na lábia do mindinho, pelamor. Tá que o John tá sendo babaca (de novo), mas não é hora para isso…
        Arya, nossa musa, tá no auge, quase alcançando tudo o que mais quer – a vingança-, bem como o pai e os irmãos quando morreram. Seria bem George Martin. #prayforArya

        • Raquel Bonfin

          Onde clica pra curtir o comentário?

      • Alexandre

        Sansa está fadada a sentar no Trono de Ferro ao final de toda essa peleja. Quem viver verá.
        Quanto a Arya, talvez não sobreviva no final, mas duvido muito que seja antes dela limpar a sua lista negra.

  • Leandro

    Oi, Laís!
    Que saudades que eu estava de ler os comentários, especialmente os teus, sempre bem colocados, criteriosos e reveladores, sobre essa série que amamos.
    E o episódio já começou em alto nível com a Arya massacrando aqueles escrotos dos Frey. Lavou a alma de muita gente, incluindo eu. Tomara que nessa caminhada para King’s Landing ela reencontre a Nymeria, que, se não me engano, é um dos poucos lobos sobreviventes junto com o Fantasma do Jon.
    Fantástica a cena final da Daenerys de volta a Dragonstone. Não precisou mesmo de palavras! As imagens – Lindas! – falam por si só!
    Ri muito com o Sam limpando diarreia e servindo lavagem quase sempre vomitando. Eu seria igual naquela situação! kkkk
    Aquela casa que o Cão de Caça entrou não era a daquela família que pediu ajuda a ele, quando estava com a Arya, e ele “sacaneou”? Se for, foi por culpa que ele enterrou, se bem que devia ter queimado. Burn Them All!
    E amo a Lyanna Mormont! Deviam dar o Forte do Pavor pra ela continuar tocando o terror e chutando bundas no Norte! The North Remembers! kkk Só não faço S2 pra ela porque ela ia me xingar, dizendo: deixa de ser Princesinha das antigas da Disney e vai pegar uma espada pra lutar, “Lindinho”! Tá com medinho de Pitbulls sem comer há 7 dias, Ramsay? Pede pra sair! Ahhh… a Sansa não deixa! Sacaneei! Tá com medinho de uns White Walkerszinhos, Jon Snowzinho, volta pr’aqueles filhinhos mimimis da mamãe que só ficam de pretinho básico. E tu também Negan! Tá te achando o fodão só por causa desse taco de beisebol e porque “matou” alguns Walking Deads imbecis? Quero ver encarar o Rei da Noite! Enfia esse taco no PI#@#$! kkk
    Mal posso esperar domingo para ver o 2º episódio dessa – buáááá! – curta penúltima temporada!
    Abraços aos meninos! Bjs à Laís e às outras meninas!
    Leandro

    • Laís Rangel

      Oi, Leandro! Bom ter seus comentários por aqui novamente!
      Pela promo do próximo episódio, tudo indica que o encontro da Arya e da Nymeria está pertinho de acontecer!
      Sim, aquela é a mesma casa que o Sandor esteve com a Arya, ele ficou com peso na consciência e enterrou os dois que tinha deixado pra fora da outra vez.
      Lyanna <3 <3 <3
      Obrigada pelo seu comentário! Até semana que vem!

      • Leandro

        Arya e Nymeria juntas de novo! Yeeeeessss! Mas não costumo a ver as promos com medo de spoilers! kkkk Falar nisso, vi uns posters com o Rei da Noite montado em um dragão do gelo. Então existe isso mesmo!?! Bahhhh… se já era difícil enfrentar o Rei da Noite e seu exército de mortos, incluindo aí gigantes zumbis, imagina com um dragão do gelo?
        Lyanna <3<3<3 Assino embaixo! kkk Se bem que ainda acho que ela ia nos espinafrar se mandássemos coraçõezinhos pra ela! kkkk
        Eu é que agradeço pela resposta, Laís! Até semana que vem! Bjs!

        • Laís Rangel

          Oi, Leandro! Eu vi esse pôster, sim. Mas ele não é oficial, foi feito por fãs. Mas claro, que nada está descartado, né? ahahhah

  • Solano

    Q vício é esse? Alem de ler a review eu ainda leio os comentários 🙁

    • Laís Rangel

      Hahahaha Bem vindo ao clube dos viciados em falar de séries xD

×