Os indicados ao Globo de Ouro 2018

As nomeações à 75ª edição do Globo de Ouro foram anunciadas nesta segunda-feira pela manhã por…

Primeiras Impressões: Dark

Dark é uma produção alemã de suspense e terror, criada por Baran do Odar e Jantje…

Gotham – 3×21 Destiny Calling/3×22 HeavyDirtySoul (Season Finale)

Por: em 11 de junho de 2017

Gotham – 3×21 Destiny Calling/3×22 HeavyDirtySoul (Season Finale)

Por: em

O nascimento do herói. 

Reprodução/FOX

Com o terceiro ano de Gotham finalizado, é possível afirmar que a temporada foi inconsistente em alguns momentos. Certos aspectos decepcionaram, enquanto outros acabaram surpreendendo positivamente – inclusive considero o episódio do retorno do Jerome, o 3×14, o melhor de toda a série. Independente disso, fico feliz em perceber que os dois últimos episódios foram ótimos e terminaram o arco de “Heroes Rise” (metaforicamente e literalmente) em alta.

Não que isso redima os erros cometidos ao longo do ano, pelo contrário. A Fish talvez tenha sido o maior exemplo de como a série demonstrava estar perdida às vezes. Seu retorno não teve um propósito definido, mas no início era possível aceitar pois havia a esperança de algo estava planejado. O tempo passou, ela sumiu novamente e retornou para morrer mais uma vez – pelo menos agora espero que seja definitivo, até mesmo a personagem admitiu que deveria morrer. Não me entendam mal, eu até acho a vilã interessante, principalmente na sua relação com o Pinguim, mas não havia espaço para ela na história, principalmente porque diversas tramas estavam sendo desenvolvidas paralelamente e era difícil dar o tempo necessário para cada uma.

Reprodução/FOX

Com a Fish saindo de cena, o seriado evitou cair no regresso e decidiu renovar-se. Aliás, renovação parece uma palavra que define bastante o propósito da season finale: vários personagens sofreram mudanças drásticas e isso trará novos caminhos para o próximo ano. Nygma, por exemplo, foi congelado e isso talvez indique seu afastamento por algum tempo, o que é uma decisão sábia. O nascimento do Charada foi maravilhoso, sem dúvida a melhor coisa desse arco que começou no 3×15, porém é necessário não saturar a sua imagem e afastá-lo dessa forma foi uma escolha inteligente.

A mesma coisa aconteceu com a Barbara, que terminou sendo morta. Por mais que eu amasse a vilã, fico contente vendo a série decidindo sair um pouco da zona de conforto. Quer dizer, isso se ela não retornar dos mortos daqui um tempinho, né? Isso é bem provável de acontecer. Falando nos vilões, a introdução do Ra’s Al Ghul foi excelente e traz boas expectativas para o futuro, inclusive com a inclusão do poço de Lázaro. Além disso, os produtores comentaram que a Harley Quinn seria introduzida aqui, mas obviamente isso aconteceu implicitamente. Pessoalmente acredito que seja alguma coadjuvante que apareceu em determinada cena… E você, já tem sua aposta?

Reprodução/FOX

Outra pessoa que se despediu de Gotham, pelo menos temporariamente, foi Lee. Uma cura pro vírus ter sido encontrada não foi nenhuma surpresa, ainda mais após Gordon ser infectado, mas ainda tinha minhas dúvidas se Lee voltaria a ser a pessoa de antes. No fim, ela terminou mais uma vez partindo no trem… Para quem torce para o casal Gordon e Lee, uma faísca de esperança ficou acesa após as palavras trocadas no final, os dois só precisam encontrar o momento certo.

Eis que, enfim, chegamos no Bruce.  Já acompanhamos ele evoluir em diversos aspectos durante esses três anos, mas ainda assim foi uma surpresa (positiva) ver aquela última cena – parecia algo que demoraria um pouquinho mais para acontecer. De qualquer forma, várias possibilidades foram abertas para o futuro e será muito animador assistir o herói começando a agir aos pouquinhos. O Batman em si ainda não nasceu, mas Bruce Wayne já está pronto para cuidar de Gotham. 


Douglas

Possui mais séries na grade do que tempo disponível. Viciado em cultura pop, bandas indies e, principalmente, ketchup.

Curitiba / PR

Série Favorita: Seinfeld

Não assiste de jeito nenhum: Anger Management

  • Maria Leonor

    Meu bolinho David arrasou nessa temporada, sem mais : o menino interpreta Bruce, interpreta o clone evil falso do Bruce e ainda interpreta o clone fingindo ser o Bruce . Aplausos pra menino David. E quando eu vi a cena final no sneak peek q eu vi no twitter, eu sabia logo : ”P… esse mascarado aí é o Bruce !!!” E sobre a cena de Bruce e Selina no hospital : Bruce tinha mesmo que ser tão rude com a menina u.u ? Ai, mal vejo a hora de estrear a próxima temporada da minha sériezinha <3

  • Pedro Henrique Reis

    Houve também a transformação do Butch em Cyrus Gold, que no futuro irá virar o Solomon Grand. Me deixou bem empolgado essa revelação pq Butch sempre foi um bom personagem e que veio crescendo aos poucos. A cena em que a Selina usa o chicote da Tabitha tb merece menção. Vai ser muito bom ver uma parceria entre elas. Mas também senti falta da Ivy e espero que a Barb volte sim na próxima temporada.

  • MasterX

    Não sou um grande especialista no mundo DC (nem noutro mundo qualquer, mas neste sou menos ainda), mas pelo que sei, o Joker “criou” a Harley Quinn através de tortura através de choques eléctricos. Tendo em conta que a Barbara morreu com um choque… podemos ter uma surpresa aqui e ela não ter, de facto, morrido.

    Não acredito que seja a Lee como muita gente tem dito, mas não sei se se lembra mas durante a cena de luta entre os comboios há uma mulher que diz qualquer coisa do género “parece que o comboio se vai atrasar”, mas não vemos quem diz aquilo. Seria essa a Harley Quinn?

    Teremos que esperar para ver. E, como já foi referido, faltou uma pequena referência ao Cyrus Gold que deverá ter alguma importância na próxima temporada.

×