Masterchef Brasil – 3×23 Top 4

11 de agosto de 2016 Por:

A reta final do Masterchef Brasil está mais tensa que nunca. Com quatro participantes na disputa, a internet já tem seus favoritos. Se eles vão conseguir chegar ilesos à final (que acontece daqui duas semanas), não sabemos. Mas uma coisa é certa: eles estão bem próximos de conseguir. Nesse episódio, controlar os ânimos era difícil – assim como os comentários maldosos sobre os concorrentes. Para não ser repetitiva, tenho certeza de que você está entendendo do que venho falando há várias reviews. E entende também que toda essa onda de recalque não tem dado muitos resultados.

Masterchef-Brasil-3x23-Luriana-Leo-Raquel-Bruna

Como aconteceu das outras edições, os quatro competidores tiveram que trabalhar em uma cozinha profissional com o único objetivo de impressionar críticos gastronômicos. Para isso, eles teriam que preparam um prato com conceito e que representasse sua essência enquanto cozinheiros. Bruna fez uma ótima reflexão sobre o grau de dificuldade da prova: o chef convidado já passou (e sempre passa) pela pressão da cozinha profissional. O crítico não, está ali para julgar e não tá nem aí para o que se passa nos bastidores. Para Ailin Aleixo, Arnaldo Lorençato, Luiz Américo Camargo e Maria da Paz Trefaut, de nada importava o maior problema dos competidores: a pequena cozinha para grandes egos. As brigas começaram logo de cara – isso porque eles tiveram uma diferença de vinte minutos para dar início ao trabalho. Era uma disputa por espaço no fogão, pelo uso das panelas e demais utensílios. Apesar disso, eles nunca estiveram tão organizados, deu até gosto de ver.

Ana Paula Padrão era a pessoa mais feliz daquele lugar. Depois de tanto rondar os convidados, chefs e competidores, ela finalmente teria a oportunidade de provar os pratos. É claro, se eles passassem pela aprovação dos três jurados antes. Quando essa regra foi anunciada, já esperava por algum erro colossal que deixaria algum deles de fora dessa brincadeira, mas correu tudo bem. Foi uma etapa importantíssima para que eles fizessem um teste de empratamento, dando tempo para arrumar o que não tivesse correto – como o ponto da carne e a composição do prato, por exemplo.

Masterchef-Brasil-3x23-críticos

A primeira a entregar foi Bruna. Ela tentou inovar no empratamento e o resultado foi bonito – apesar de Jacquin ter brincado que parecia o assassinato do pato por causa da cor do molho. No prato teste, o ponto da carne não chegou e, na hora do “vamos ver”, ela não conseguiu as melhores colocações porque cada prato tinha um ponto diferente. O mesmo aconteceu com Luriana. Sua releitura da comida caipira foi bastante elogiada e bem arriscada, mas enquanto dois críticos receberam uma carne desmanchando de tão macia, outros dois tiveram dificuldade para terminar de comer. Seria esse o primeiro indício da previsão do polvo Paul sobre a disputa da eliminação?

Os dois primeiros lugares ficaram para os queridinhos do público, em uma rara demonstração de que a torcida tem dado certo. Leo recebeu mais críticas do bonde do recalque que dos convidados. Bruna e Luriana não conformavam de perder para uma receita clássica. Mas vamos combinar, né. Quem não avaliaria bem aquele prato que custava um carro (com generosas porções de trufas negras)? Mesmo assim, ele acabou perdendo para Raquel. A felicidade dela nos depoimentos denunciava: ela tinha levado a prova e já tinha seu lugar garantido na semifinal. Seu prato traduziu perfeitamente sua cozinha e ela conseguiu vender muito bem o conceito. O peixe foi muito elogiado e a aparência não convencional também agradou. Ela já poderia assistir de camarote ao desespero dos amiguinhos.

Masterchef-Brasil-3x23-Daniel-Redondo

Namore alguém que te olhe como o Daniel Redondo olha para a Paola…

Com direito a aula de chef convidado, a prova de eliminação trouxe um grande desafio: o polvo. Como se não bastasse cada um ter que fazer uma receita diferente, o nível de dificuldade dos pratos parecia ser bastante desigual. Quem tirasse o prato de família já entraria na prova com uma baita (e sobrenatural) desvantagem. Mais uma vez, Leo mandou um tchau para as condições adversas e fez o prato melhor avaliado por Daniel Redondo. Durante aquele momento tenso em que os jurados experimentam a comida, nenhum deles soltava uma palavra. Já dava para ter esperanças da vitória de Leo quando Daniel deixou escapar um “que lindo esse arroz”.

Apesar de ter criado uma bela amizade com o polvo, Pablo não foi muito generoso com Bruna. Claro, nesse ponto da competição, os chefs estavam escolhendo o menos completo dos melhores pratos para decidir a eliminação. Para a sorte dela, sua migues Luriana errou um pouco mais, pesando a mão no vinagre e perdendo de 7×1 para a brasa. Isso porque ela estava super triste por ter pego o prato de execução mais simples. Mas convenhamos, não dá para fazer algo mais complexo e ter esse tamanho de ego para, no fim das contas, nem conferir como está a finalização do prato.

A trajetória de Luriana no programa durou bem mais do que todos esperavam, inclusive ela. No começo, mal dava para lembrar que ela existia. Quando ela começou a ter algum destaque, aí sim começou a ser visível o quanto ela é esforçada. Seu crescimento como cozinheira foi notório, ela claramente foi uma das participantes que mais “evoluiu” durante a edição. Novamente, enquanto cozinheira, porque em muitos momentos ela deixou as intrigas tomarem conta de sua participação. Apesar disso, chegar entre os quatro melhores já é uma glória que ela pode levar pra vida toda – e se a Bruna ganhar, certeza que ela ainda vai poder tirar uma casquinha de algum dos prêmios.

Masterchef-Brasil-3x23-Bruna-Luriana

Algumas observações:

– Raquel deu um limão pra Luriana. Já dizia o ditado.. se a vida te dá um limão, faça uma limonada.

– Ana Paula da Depressão: “caprichem, eu nunca como”.

– O prato do Leo na primeira prova custou um carro. Lee deve ter chorado no canto.

– Lembraram que os perfis dos participantes existem e resolveram mostrar o da Raquel dessa vez.

– Eu queria chorar toda vez que via a piadinha manjada do “a voz do polvo é a voz de Deus”.


Essa sequência de eliminações veio para fazer justiça e está cada vez melhor. Qual seu palpite para a grande final do Masterchef Brasil? Vem comentar com a gente!

Jornalista apaixonada pela cultura pop e pela tecnologia, Descobriu a paixão pelas séries um pouco tarde, com Chuck - mas desde então não parou mais. Nutre um carinho...

Ler perfil completo

Passos/MG

Série Favorita: Doctor Who

Não assiste de jeito nenhum: Game Of Thrones

  • Laís Rangel

    Por mais que Leo e Raquel sejam excelentes cozinheiros, não consigo torcer por eles justamente pela forçação de barra da edição pra transformar os dois em santos e os outros participantes em vilões. Na temporada passada já deu pra perceber esse viés quando esconderam o Raul da edição até o Fernando ser eliminado, já que os dois eram muito próximos, o Fernando era completamente queimado e o Raul ficou entre os finalistas. Este ano, ou eles estão preparando terreno para a final Raquel x Leo, ou querendo fazer uma final de bem contra o mal em que a Bruna compete com um deles.
    Eu tomei um Naldecon noite antes do programa, então apaguei mais ou menos na hora em que o chef convidado estava ensinando a “assustar” o polvo ahahaha mas tinha certeza de que a eliminada seria a Luriana, porque a edição está cada vez mais previsível.
    Acho que os três finalistas merecem ganhar, porque além de serem bons cozinheiros, cada um tem uma grande qualidade: Raquel pela consistência, Leo pela superação e Bruna por ser a melhor jogadora das 3 temporadas do Masterchef Brasil. E fico feliz que não tenham vazado a final como da outra vez!

    • Giovanna Hespanhol

      Eu acho que assim.. os próprios competidores vão mostrando que tipo de jogo eles querem levar e a edição se aproveita disso para colocar tudo em maiores proporções, justamente para criar personagens caricatos. Dessa vez, juntaram muitos competidores ambiciosos e montaram o cenário perfeito. Eu acredito que seja uma final Raquel e Bruna pelo que elas apresentaram até aqui. E já percebi o quanto a produção estimula as rixas e raramente mostra as duas se ajudando. Aquele dia em que a Ana Paula deu uma cutucada nas duas foi o maior exemplo disso (achei deselegante).

      Acho que, mais que a melhor jogadora, a Bruna é muito boa no que faz – claro, as vezes dá aquelas derrapadas, mas a própria Raquel teve a fase dos erros. As duas sempre pareceram mais “maduras” para a cozinha profissional. Por mais que eu torça muito pelo Leo desde o início, minha final ideal seria Raquel e Bruna haha E sim, ainda bem que não vazou! Foi muito chato ano passado, fugi tanto do spoiler e ele acabou me pegando 🙁

    • Wander

      Concordo plenamente com a Laís! Já reclamei diversas da edição do Masterchef; obviamente é um reality show, mas eles forçam demais a barra. Masterchef não é BBB.
      Minha torcida ainda é pela Raquel, porque quando a Bruna começou a se destacar, ela já tinha me conquistado. Após a saída do Pedro, eles tão forçando demais a Bruna como vilã, só porque ela é muito estrategista. Tenho certeza que eles fazem isso a fim de causar mais furor nas redes sociais e gerar maior número de tweets. Mas acredito que isso empobrece a edição.

      Fora isso, não tenho o que reclamar dos 3 finalistas dessa edição. Todos me agradam. Mas a Raquel e Bruna estão bem a frente do Léo quanto a conhecimento e habilidade na cozinha. Qualquer uma das duas que ganhar, irei ficar feliz. E ambas são mineiras <3

      • Giovanna Hespanhol

        Eles forçam a barra pro público pegar a isca e, nesse quesito, eles conseguiram o que queriam. A quantidade de gente que torce pelo Leo por causa da história do isolamento toda é fora do normal haha
        Wander, eu torço muito pela Raquel também. Ainda bem que ela deu a volta por cima naquela má fase, ela tem tudo pra ganhar esse Masterchef. Depende do ponto de vista, sabe. Foi uma escolha, como você disse, pra causar furor nas redes sociais, e deu muito certo. Eles só escolheram uma coisa meio chata pra Bruna, que acabou como vilã (ela colaborou um pouquinho também, né) – talvez pra não fazer o interesse pelo programa morrer. E não duvido que eles continuem fazendo isso em outras edições – haja estratégias pra segurar o público com duas edições por ano.
        Gosto dos três também e fiquei muito feliz com essa semifinal haha Queria uma final com as duas (apesar de amar o Leo), acho que elas estão muito preparadas pra representar todos os que foram embora. Mineiras <3

  • Artur Montenegro

    É uma pena essa eliminação da Luriana. Ela realmente evoluiu e chegou ao próprio limite, até porque os outros três também são excelentes cozinheiros, contudo, não entendo essa paixão por Raquel e Leo, principalmente por esse último. Torço(torcia) para Luriana, e ainda continuo torcendo para a Bruna, mas isso não me faz odiar os outros dois. Luriana foi vítima de tantos ataques no insta que teve que torná-la privada por alguns dias, tamanho dos ataques e dos xingamentos sofridos. O que leva um ser a perder o próprio tempo xingando a coitada? Não consigo entender. Luriana reabriu a conta, e novamente foi alvo de ataques. Bem desnecessário, não acha? Só espero que esse ano siga a mesma fórmula do ano passado: Izabel odiada acabou vencendo a temporada!

    • Giovanna Hespanhol

      Artur, nessa altura do campeonato, qualquer eliminação é uma pena. São cozinheiros muito competentes, que conquistaram aquelas posições pelo talento e pela dedicação. Gosto é uma coisa muito particular. Eu sempre gostei dos dois (e da Bruna), mesmo antes de começarem com a história de panelinhas. Mas é notório que a edição ampliou isso para dar aquela influenciada na torcida do público. Fazer a imagem do underdog é a melhor forma de conquistar o povo. Claro, tem gente que passa dos limites, mas isso em qualquer situação, né. É muito desnecessário, mesmo que ela fosse a pior pessoa do mundo (por exemplo, eu odiava o Fábio com todas as forças, só que não fui atacá-lo nas redes sociais haha). Eu aposto da vitória da Raquel desde o início, mas qualquer um que ganhar vai ser justo.

  • Bruno

    A Raquel é muito melhor que os outros, tanto em postura de cozinheira quanto em qualidade dos pratos. O Leo acho sem graça. Mas a Bruna, essa eu odeio. Só sabe falar mal e sempre quer prejudicar os outros, como da vez em que o Leo esqueceu algo no forno e ela sentiu cheiro de queimado e não avisou. Ela até é boa cozinheira, mas a Raquel é SUPREMA!

    • Giovanna Hespanhol

      Eu nunca odiei a Bruna, ela é uma das minhas preferidas desde o início. O maior problema é que deram um espaço muito grande pra ela comentar e fizeram dela a vilã do pedaço. Raquel tem mesmo um “que” a mais, aposto na vitória dela.

Painel de Con Man na Comic-Con 2017

6 horas atráscomentarios

A SyFy não é, nem de longe, uma das mais conhecidas em relação a séries. Cheia de títulos considerados “cult”, mas nenhum sucesso de audiência, a rede está comprometida em mudar sua imagem e garantir sua fatia de sucesso em um mercado cada vez mais competitivo. Uma das maiores críticas contra o canal era que sua programação havia se perdido, fugido do conceito que lhe dá nome. Agora a Syfy terá como foco quatro áreas: programação sci-fi e espacial (como The Expanse), fantasia (The Magicians), paranormal e supernatural (Channel Zero) e super-heróis e comics. Como uma das primeiras medidas da nova estratégia de negócios, foi anunciada no painel de sexta a aquisição das duas temporadas da comédia online independente Con […]

Leia o post completo

Painel de The Tick na Comic-Con 2017

18 horas atráscomentarios

Se existe algo que está em alta ultimamente são os super-heróis. Seja no cinema ou na TV, é inegável que super poderosos estão com tudo e uma gama de novas produções os envolvendo surge a cada ano. Com o reboot de The Tick – série inspirada em quadrinhos homônimos dos anos 80, que foi exibida pela Fox em 2001 – a Amazon garante que não ficará fora da tendência e traz para Comic-Con os produtores e o elenco de seu novo show. O painel, que teve início no fim da tarde dessa sexta (21/07), foi moderado pela personalidade do rádio, Ralph Garman, e contou com as presenças de Peter Serafinowicz (The Tick), Griffin Newman (Arthur), Jackie Earle Haley (The Terror), Valorie […]

Leia o post completo

Painel de Archer na Comic-Con 2017

18 horas atráscomentarios

Um dos painéis mais queridos pelos fãs que visitam a Comic-Con todos os anos em San Diego, Archer marcou presença nesta sexta (21) por lá, contando um pouco do que vamos ver na próxima temporada do show, além das brincadeiras tradicionais do elenco. Someone call Kenny Loggins. We’re heading to Danger Island next season. #ArcherFXX #SDCC2017 pic.twitter.com/PBLxWh1ePz — Archer (@archerfxx) 22 de julho de 2017 Sem dúvidas, o assunto mais importante do painel inteiro foi a revelação do tema da nova temporada: “Danger Island“. Os produtores contaram que a ação se dará em uma praia do remoto Pacífico Sul em 1939, onde Sterling estará usando um tapa-olhos e dirigindo um aquaplano – o que deixou todos muito animados com a […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter