Minisséries baseadas em livros

29 de outubro de 2016 Por:

E no dia de hoje é comemorado o Dia Nacional do Livro! Os apaixonados por séries sabem que muitas séries têm seu enredo baseado em obras de escritores famosos. Alguns livros, inclusive, ficaram mais conhecidos depois de terem uma adaptação para a televisão. Em comemoração a esse dia tão especial, resolvi fazer um Top Qualquer Número de ótimas minisséries baseadas em livros.

11.22.63

11-22-63

Baseada no grandioso livro de Stephen King, 11.22.63 foi ao ar em abril deste ano. A minissérie conta a história de Jake Epping, interpretado por James Franco (Freaks and Geeks), um professor de inglês de uma escola do Maine. Ele era um cidadão comum, enfrentando o recente divórcio e vivendo em uma cidadezinha pacata. Tudo isso muda quando Jake vai à lanchonete do seu amigo doente, Al Templeton. Al explica que aquela não era apenas uma simples lanchonete, mas que no cômodo do fundo, há uma passagem que leva de volta ao passado, mais precisamente, aos anos 60. É assim que o professor atravessa a passagem a fim de impedir uma das mortes mais enigmáticas que já ocorreu no mundo, a morte do presidente John F. Kennedy.

O melhor da minissérie, com certeza, são as conspirações que rodeiam àquele fatídico 22 de Novembro de 1963. Até hoje, foram poucas as conclusões que tiveram sobre a morte do presidente americano e é muito interessante como o personagem de James Franco vai descobrindo as informações. As viagens no tempo também são um ponto positivo, e 11.22.63 mostra que, mesmo mudando o passado, o futuro não pode ser algo determinável.

The Casual Vacancy

casual vacancy

The Casual Vacancy ou Morte Súbita, como é conhecida aqui no Brasil, foi uma adaptação do livro da escritora J.K.Rowling. Contendo apenas 3 episódios, – número que prejudicou o enredo – The Casual Vacancy foca nos problemas dos habitantes do distrito britânico Pagford, após a morte de Barry Fairbrother.

A repercussão em cima da minissérie era grande. Todo mundo esperava ver algo na televisão, com o nome de J.K. embaixo. Porém, nem com a assinatura dela, Morte Súbita conseguiu agradar a crítica. O principal ponto negativo, como sempre, foi a mudança de diversas personagens/histórias. Um claro exemplo disto foi o plot da Krystal, que tinha tudo para ser o personagem mais profundo, assim como no livro, mas acabou sucumbindo a um final rápido e sem emoção.

Já o elenco foi muito bem escolhido – Abigail Lawrie e Keeley Hawes deram um show de interpretação – e só por isso, a minissérie já merece uma conferida.

The Secret Life of Marilyn Monroe

marilyn-monroe

Como fã número 1 da Marilyn Monroe, não poderia deixar de assistir a minissérie de dois capítulos, The Secret Life of Marilyn Monroe, baseada no livro homônimo de J. Randy Taraborrelli. A minissérie aborda, desde a infância conturbada da atriz, ainda como Norma Jean (Kelli Garner, Pan Am), até os problemas com álcool, que a mesma enfrentou na vida adulta.

É maravilhoso ver que uma das maiores personalidades do mundo, teve, finalmente, a história de sua infância contada. Claro que não apresenta tudo pelo qual Marilyn passou, mas nunca entendi o motivo de tão poucas obras sobre sua vida.

Kelli tenta com esforço interpretar a protagonista, usando a voz sensual e o “caminhar nas nuvens” característico de Monroe, mas ainda prefiro a interpretação de Michelle Williams (Dawson’s Creek), no filme My Week With Marilyn. Quem brilha mesmo, é Susan Sarandon (novidade), como Gladys Monroe, a esquizofrênica mãe de Marilyn.

Ligações Perigosas

ligacoes-perigosas

Ultimamente, o canal brasileiro Globo vem se superando nas produções, tanto em novelas, quanto em minisséries. Uma das grandes obras do canal, foi Ligações Perigosas, adaptação do livro Les Liaisons Dangereuses, do escritor francês Choderlos de Laclo. Manuela Dias, criadora da minissérie, tinha uma responsabilidade, já que o romance tinha sido adaptado para o cinema inúmeras vezes e o nosso complexo de vira-lata, poderia prejudicar o novo formato. Felizmente, nada deu errado!

Ligações Perigosas contava a história sobre um casal de vigaristas (Patrícia Pillar e Selton Mello) que, através de jogos de sedução, manipulam outros personagens, sem dó algum. Apesar de ser uma produção brasileira, em nenhum momento, ela faz menção ao Brasil. A trilha sonora, locações e figurinos, remetem à produções hollywoodianas, ou seja, foi sublime e completamente diferente de tudo o que a Globo já fez. Parabéns Globo, continue assim!!


E para você, que livro merecia uma adaptação? Já assistiu alguma dessas minisséries? O que achou?

Futura jornalista. Mora em uma cidade desconhecida. Apaixonada por séries. Cinéfila e bookaholic. Sonha em um dia morar em Nova Iorque. O que ama mais do que tudo...

Ler perfil completo

Votorantim / SP

Série Favorita: Friends

Não assiste de jeito nenhum: The Big Bang Theory

  • Alice Reis

    Fiquei curiosa pra ver 11.22.63, Karine!

    • Vinícius Alves

      Assiste, é incrível

    • Karine

      Alice, pode ir assistir!! 11.22.63 mistura viagens no tempo, conspirações e fatos verídicos, não tem como ser ruim.

    • Caio Olimpio

      Ficção científica/fantasia. Faz juz ao livro. Atuações, figurino, roteiro: tudo te faz viajar de fato no tempo e sentir as surpresas e implicações da viagem. Para quem gostou, sugiro ler o livro, pois ele amplia a história para quem viu a série primeiro.

  • AlexCavalcante

    Eu AMO 11.22.63. Choro só de lembrar do final.

  • Ana Rebeca Tamandaré

    Decepcionada demais com a adaptação de The Casual Vacancy, a televisão realmente consegue estragar uma ótima obra.

    Ótimo post Karine!

    • Karine

      The Casual Vacancy tinha tudo para dar certo, mas decidiram deixa-la mais “feliz”.
      Muito obrigada Ana!!

  • Renata

    Eu só assisti 11.22.63 e adorei. A ficção misturada com a história dos EUA foi muito legal de acompanhar. E o fim foi bem satisfatório!

    Eu queria assistir The Casual Vacancy, mas, se não retrata tão bem a história, vou ficar só com o livro mesmo! hehehe

    Adorei esse post!

    • Karine

      11.22.63 é maravilhosa!!
      Se você esperar um desenvolvimento igual ao livro, vai se decepcionar, Renata. A criadora da minissérie falou que queria um final mais feliz, não sei porque né!
      Obrigada pelo comentário!!

  • Jaque

    11.22.63 era legal.
    E eu gostei muito de Pillars of the Earth também.

  • Vinícius Alves

    11.22.63 é um dos meus shows favoritos. O final é maravilhoso, o único que me emocionou ao ponto de chorar. Sensacional

  • 11.22.63 é ótima, uma das melhores que já assisti. Também gosto bastante de The Pillars of The Earth, baseada no livro de Ken Follet.

  • Thaís Medeiros

    Que posto maravilhoso! <3
    11.22.63 é incrível, The Casual Vacancy tá na minha lista há tempos e e agora fiquei louca para ver The Secret Life of Marilyn Monroe.
    Acho que acrescentaria And Then There Were None, uma minissérie maravilhosa da BBC One, baseada no livro da Agatha Christie. São três episódios e ela é incrível.

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Guia da Trilha Sonora: Scream – Season 1

2 semanas atráscomentarios

Entre os poucos pontos positivos que posso destacar em Scream, a trilha sonora fica em primeiríssimo lugar (talvez porque seja da MTV). Misturando canções atuais, dançantes e tristes, que fazem parte da vida dos jovens de Lakewood, a série soube utilizá-las para compor a história e os personagens. Assim, nada melhor do que ouvir as músicas da primeira temporada, agora disponível em uma playlist na nossa conta do Spotify!

Leia o post completo

House of Cards e a Política Brasileira

3 semanas atráscomentarios

Primeiramente, #foratemer. E se você ainda não conferiu a última temporada de House of Cards, não se preocupe, esse texto não contém spoilers, – apenas reflexões. Pra gostar de House of Cards você precisa torcer pelos Underwood. Claro, a gente sabe o quanto eles são escrotos, mas é ficção, certo? Não tem problema torcer pelos vilões. Ou pelo menos era o que pensávamos em 2013, quando a série estreou. Mas de lá pra cá a política mundial virou de ponta à cabeça. Os Estados Unidos elegeram Trump e nós tivemos Temer enfiado goela abaixo. Isso sem contar os acontecimentos dignos da ficção, como a morte de Teori Zavascki, a delação do Joesley e os testes nucleares da Coréia do Norte. […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter