Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Painel de Happy! na Comic-Con 2017

Por: em 23 de julho de 2017

Painel de Happy! na Comic-Con 2017

Por: em

Seguindo com a estratégia de expandir sua programação de torna-la mais amigável para um público nerd, a SyFy va produzir Happy!, adaptação de uma Graphic Novel criada por Grant Morrison e Darick Robertson. Com um protagonista altamente reconhecível e um plot igualmente violento e delirante, estamos diante de um sucesso em potencial.

Presentes ao painel estavam o ator Christopher Meloni, o criador da GN Grant Morrison, o produtor executivo Brian Taylor e o showrunner Patrick MacManus.

Nick Sax (Chris Meloni) é um ex-policial que se torna assassino e, durante um trabalho, sofre um ataque cardíaco. Ao acordar, descobre que agora tem a habilidade de ver Happy, o amigo imaginário de uma garotinha sequestrada, que pede sua ajuda para resgatá-la. “Ele é um Simon Cowell drogado”, diz Grant Morrison.

O painel começou com a exibição do trailer que mostra “o homem mais cínico da Terra fazendo parceria com a criatura mais improvável e otimista possível”, diz Grant. “O tema geral da série é realmente uma guerra entre a positividade e a negatividade, mas com uma boa dose de cinismo e sangue.

Após a exibição do trailer, foi anunciado que Patton Oswalt fará a voz de Happy, o unicórnio imaginário que acompanhará Nick em sua jornada. (Um pouco de fofoca do mundo de Hollywood. Originalmente, a voz de Happy seria interpretada por Bobby Moynihan, que inclusive chegou a gravar o piloto. Não foi dada uma explicação para a substituição).

Divulgação/Twitter: HappySYFY

“Antes de fazer Law & Order: SUV, eu estava em uma série chamada Oz e, bem, ele não era um cidadão do bem”, ironiza Chris Meloni. “Sempre que um personagem chega ao fundo do poço que fico esperando uma ligação”. Mas o que realmente o atraiu no papel “é que quando você encontra alguém que está no fundo do poço, eles não tem para onde ir, senão para cima, mas subida é íngreme. Você está tentando sair do buraco emocional. Eu acho que a jornada para a redenção, para a salvação, para a mudança… Eu amo essas jornadas”.

Mas a pergunta que não quer calar é qual é o sentimento em contracenar com um unicórnio imaginário? “É maravilhoso. Ele nunca está atrasado para as filmagens!” A equipe de escritores não se limitou no quesito loucura e muito menos sangue e violência na adaptação. “Há um novo tipo de séries que você vai começar a ver na SyFy que é um pouco diferente do que você está acostumado a ver”. Mas não se prendam às aparências. “É uma escuridão Niilista. É cheia de cinismo, sátira e sarcasmo. Nós nunca diríamos que é uma série dark, mas Happy! sempre tem que ser contrastada com um mundo realmente zuado para sobressair”.

Qual a maior loucura que podemos esperar da série? Como a Graphic Novel original é bem curta, muitos dos arcos serão originais, então eles não querem estragar as surpresas, mas Chris fez um convite irrecusável “Se você estiver no Brooklyn e me ver correndo por ai seminu, venha dizer oi”. Convite feito é convite aceito!

Happy! estreia na SyFy em 2018

Quer saber mais novidades da Comic-Con? Fique de olho aqui no Apaixonados por Séries e saiba todas as novidades das suas séries favoritas!


Paulo Halliwell

Professor de idiomas com mais referências de Gilmore Girls na cabeça do que responsabilidade financeira. Fissurado em comics (Marvel e Image), Pokémon, Spice Girls e qualquer mangá das Clamp. Em busca da pessoa certa para fazer uma xícara de café pela manhã.

São Paulo / SP

Série Favorita: Gilmore Girls

Não assiste de jeito nenhum: Game of Thrones

×