[Personagem/Ator] Elizabeth Jennings/Keri Russell

30 de abril de 2017 Por:

Talentosíssima e versátil, a atriz Keri Lynn Russell nasceu em 1976 no estado da Califórnia e teve uma infância marcada pela sua inclinação para a dança, ballet, jazz e street dance, um talento que lhe rendeu bolsas de estudos, reconhecimento, e oportunizou a sua entrada no universo televisivo aos 15 anos quando participou do programa ”New Mickey Mouse Club”, da Disney, por duas temporadas.

A partir daí, Keri iniciou a sua carreira cinematográfica ao atuar em alguns filmes, mas a mesma alcançou sucesso mundial mesmo em 1998, ao protagonizar a série televisiva dramática que levava o nome da sua personagem, Felicity, que tinha como narrativa central a história de uma jovem universitária de medicina em uma faculdade renomada que abandona tudo para ir atrás do seu amor de escola e continuar seus estudos em New York, o drama teve uma recepção e repercussão bastante positiva e rendeu a Keri um Globo de Ouro por melhor atriz dramática pelo seu papel. A série que a tornou mundialmente conhecida foi encerrada no ano de 2002 e a partir de então Keri oscilou entre trabalhos cinematográficos e televisivos menores.

No ano de 2013 Keri Russell engatou como co-protagonista, juntamente com Mattew Rhys, na série The Americans, um drama da FX aclamado pela crítica, ambientada nos anos 1980 narra a vida de um casal aparentemente ordinário e suburbano dos EUA, donos de uma agência de viagens e com dois filhos, mas que a verdade são espiões russos altamente treinados e letais que cumprem missões, das mais simples às mais complexas, em nome da URSS em solo americano. A qualidade da série, seus protagonistas, e o restante do elenco é constantemente afirmada nas inúmeras premiações para qual a mesma, e o seu cast, são indicadas anualmente; o drama se encontra atualmente em seu 5º ano e com a sua finalização prevista para a próxima temporada.

No que consente a sua vida pessoal, a atriz foi casada com Shane Deary entre os anos de 2007 e 2013 com quem teve dois filhos. A incrível química demonstrada em cena com o seu marido da ficção migrou para a vida real, em 2014 Keri e Mattew assumiram o seu relacionamento amoroso e os dois estão juntos desde então, inclusive, tiveram um bebê juntos no ano de 2016.

PERSONAGEM: ELIZABETH JENNINGS

Ao assumir a responsabilidade imensa da missão de trabalhar em prol do seu país na nação inimiga Nadezhda se desvinculou de suas origens, seu lar, sua mãe, propositada a se doar por uma causa maior do que ela mesma, foi preparada física e psicologicamente, desconstruindo qualquer característica que lhe ligasse a Rússia, até mesmo a língua, se casou com um semelhante que nunca antes tinha visto, que como ela foi altamente treinado para aquela missão, foram os dois então enviados para os EUA, lá eles se montaram como Elizabeth e Philip Jennings, um típico casal americano, cidadãos modelos, pais exemplares de Paige e Henry, agentes de viagem sem margem para desconfiança, mas, que conciliam esta vida com as missões em sua maioria perigosas designadas pela URSS em plena efervescência da guerra fria.

Elizabeth é apaixonada pela causa, vive e cria seus filhos em continente americano mas nutre uma forte repulsa aos costumes e ao modo de viver da população estadunidense, totalmente focada nas missões e compromissada com o seu país natural, a mesma é composta por sentimentos de razão e centralidade, ultrapassando os limites éticos e morais para conseguir o que lhe é designado. A mesma não despreza a sua infância pobre, fria e sem sentimentalismos e reflete esta característica na criação dos filhos, principalmente com a filha Paige, com quem ela é constantemente dura e contida em demonstrações de afeto.

Somente quando Elizabeth resolve dar uma chance real ao seu casamento com Philip, mais de dez anos depois do matrimônio arranjado, é que a camada grosseira da mesma vai sendo rachada pela influência dele, que é o seu oposto em muitas características, mais carinhoso com os filhos e com ela, mais ponderado na execução das missões e questionador em relação ao que deve ser realizado. É bonito de ver a evolução da relação dos dois, mesmo que permeado de tensões, é um no outro que eles encontram apoio nesta vida repleta de espionagens de todos os tipos com direito a tiros, perseguições de carro, lutas corporais, sexo com estranhos, enfim, uma verdadeira odisseia repleta por surpresas.

Portanto, a personagem interpretada por Keri Russel é por si só um atrativo principal para o drama The Americans, a atriz dá uma veracidade de força tamanha a Elizabeth, cada diálogo, cada olhar, nos momentos majoritários de tensão e nos mais espaçados e escassos de temperança e paixão, obrigam o mero telespectador a reconhecer o quanto ela é monstruosa e impactante em sua atuação (vencedora de Globo de Ouro né mores…), ainda mais acentuada pela incrível química com Mattew Rhys que interpreta Philip.


E vocês, o que acham da atriz e da personagem? Não deixem de compartilhar nos comentários…

Jovem bahiana simpática e gente boa que curte um bom número de séries e por este motivo tem a audácia de escrever suas opiniões positivas e negativas sobre...

Ler perfil completo

Itamaraju/BA

Série Favorita: How i Met Your Mother/Friends

Não assiste de jeito nenhum: The Vampire Diaries

  • Luciana Santos

    Ela é mesmo maravilhosa!

  • Janaina Helena

    Excelente post, Ana. Não sabia que eles tinham um relacionamento além da ficção. A Keri é excelente atriz.

  • Sérgio Eleutério dos Reis

    Belo texto!!! Falou tudo sobre ela!!!

Guia da Trilha Sonora: Parenthood – 4ª temporada

2 semanas atráscomentarios

Parenthood é o tipo de série que sempre nos emociona de alguma forma: seja com o clima familiar, com os dramas dos personagens ou com a alegria de suas conquistas. E na 4ª temporada a gente sofreu bastante com alguns personagens, e claro que a trilha sonora contribuiu bastante pra que tivéssemos o maior impacto possível de tudo que a temporada queria nos passar. Abertura: Forever Young – Bob Dylan Abertura Internacional: When We Were Young – Lucy Scwartz 4×01 – Family Portrait Just As Loud – PAUL MCDONALD Corner – ALLIE MOSS Call Me the Breeze – BETH ORTON Amen – ROCCO DELUCA A Little One – PEASANT Counting Stars – PAUL MCDONALD T-Bone Shuffle – T-BONE WALKER 4×02 […]

Leia o post completo

Maratona Parenthood – 6ª temporada

2 semanas atráscomentarios

Pegar a última temporada de Parenthood para fazer o post de maratona foi um imenso desafio. A expectativa era grande, junto com o medo de não conseguir terminar o texto. Mas é isso que uma série faz conosco, não é? Nos encher de emoções e deixar aquele gelinho na barriga no final. Família é uma coisa difícil. Você não vive sem ela e não consegue, muitas vezes, ficar perto dela. Talvez porque família não tenha o dever de ser um amigo e dizer que certas atitudes estão corretas. Ela tem o dever de apoiar, apesar dessas atitudes e estar ao lado nas horas mais importantes, sejam elas felizes ou tristes. E isso define bem o que os Braverman são. O sexto ano da […]

Leia o post completo

The Good Fight

2 semanas atráscomentarios

The Good Wife é uma das séries jurídicas mais queridas dos fãs do gênero. Mesclando casos jurídicas repletos de reviravoltas com escândalos políticos num roteiro afiado com protagonistas cativantes e coadjuvantes de luxo, os contornos da vida pessoal e profissional de Alicia Florrick e cia conquistaram nossa atenção. Mas como tudo que é bom tem um fim, a série acabou caindo na qualidade e foi cancelada após sete temporadas. Era o fim da criatividade? Graças a Deus (e aos King), não. Menos de um ano após o final de The Good Wife foi lançada The Good Fight, um spin off dos mesmos produtores e que não deixou a desejar comparando com a série mãe. TGF deu sinais de que seria interessante logo […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter