[Personagem/Ator] Elizabeth Jennings/Keri Russell

30 de abril de 2017 Por:

Talentosíssima e versátil, a atriz Keri Lynn Russell nasceu em 1976 no estado da Califórnia e teve uma infância marcada pela sua inclinação para a dança, ballet, jazz e street dance, um talento que lhe rendeu bolsas de estudos, reconhecimento, e oportunizou a sua entrada no universo televisivo aos 15 anos quando participou do programa ”New Mickey Mouse Club”, da Disney, por duas temporadas.

A partir daí, Keri iniciou a sua carreira cinematográfica ao atuar em alguns filmes, mas a mesma alcançou sucesso mundial mesmo em 1998, ao protagonizar a série televisiva dramática que levava o nome da sua personagem, Felicity, que tinha como narrativa central a história de uma jovem universitária de medicina em uma faculdade renomada que abandona tudo para ir atrás do seu amor de escola e continuar seus estudos em New York, o drama teve uma recepção e repercussão bastante positiva e rendeu a Keri um Globo de Ouro por melhor atriz dramática pelo seu papel. A série que a tornou mundialmente conhecida foi encerrada no ano de 2002 e a partir de então Keri oscilou entre trabalhos cinematográficos e televisivos menores.

No ano de 2013 Keri Russell engatou como co-protagonista, juntamente com Mattew Rhys, na série The Americans, um drama da FX aclamado pela crítica, ambientada nos anos 1980 narra a vida de um casal aparentemente ordinário e suburbano dos EUA, donos de uma agência de viagens e com dois filhos, mas que a verdade são espiões russos altamente treinados e letais que cumprem missões, das mais simples às mais complexas, em nome da URSS em solo americano. A qualidade da série, seus protagonistas, e o restante do elenco é constantemente afirmada nas inúmeras premiações para qual a mesma, e o seu cast, são indicadas anualmente; o drama se encontra atualmente em seu 5º ano e com a sua finalização prevista para a próxima temporada.

No que consente a sua vida pessoal, a atriz foi casada com Shane Deary entre os anos de 2007 e 2013 com quem teve dois filhos. A incrível química demonstrada em cena com o seu marido da ficção migrou para a vida real, em 2014 Keri e Mattew assumiram o seu relacionamento amoroso e os dois estão juntos desde então, inclusive, tiveram um bebê juntos no ano de 2016.

PERSONAGEM: ELIZABETH JENNINGS

Ao assumir a responsabilidade imensa da missão de trabalhar em prol do seu país na nação inimiga Nadezhda se desvinculou de suas origens, seu lar, sua mãe, propositada a se doar por uma causa maior do que ela mesma, foi preparada física e psicologicamente, desconstruindo qualquer característica que lhe ligasse a Rússia, até mesmo a língua, se casou com um semelhante que nunca antes tinha visto, que como ela foi altamente treinado para aquela missão, foram os dois então enviados para os EUA, lá eles se montaram como Elizabeth e Philip Jennings, um típico casal americano, cidadãos modelos, pais exemplares de Paige e Henry, agentes de viagem sem margem para desconfiança, mas, que conciliam esta vida com as missões em sua maioria perigosas designadas pela URSS em plena efervescência da guerra fria.

Elizabeth é apaixonada pela causa, vive e cria seus filhos em continente americano mas nutre uma forte repulsa aos costumes e ao modo de viver da população estadunidense, totalmente focada nas missões e compromissada com o seu país natural, a mesma é composta por sentimentos de razão e centralidade, ultrapassando os limites éticos e morais para conseguir o que lhe é designado. A mesma não despreza a sua infância pobre, fria e sem sentimentalismos e reflete esta característica na criação dos filhos, principalmente com a filha Paige, com quem ela é constantemente dura e contida em demonstrações de afeto.

Somente quando Elizabeth resolve dar uma chance real ao seu casamento com Philip, mais de dez anos depois do matrimônio arranjado, é que a camada grosseira da mesma vai sendo rachada pela influência dele, que é o seu oposto em muitas características, mais carinhoso com os filhos e com ela, mais ponderado na execução das missões e questionador em relação ao que deve ser realizado. É bonito de ver a evolução da relação dos dois, mesmo que permeado de tensões, é um no outro que eles encontram apoio nesta vida repleta de espionagens de todos os tipos com direito a tiros, perseguições de carro, lutas corporais, sexo com estranhos, enfim, uma verdadeira odisseia repleta por surpresas.

Portanto, a personagem interpretada por Keri Russel é por si só um atrativo principal para o drama The Americans, a atriz dá uma veracidade de força tamanha a Elizabeth, cada diálogo, cada olhar, nos momentos majoritários de tensão e nos mais espaçados e escassos de temperança e paixão, obrigam o mero telespectador a reconhecer o quanto ela é monstruosa e impactante em sua atuação (vencedora de Globo de Ouro né mores…), ainda mais acentuada pela incrível química com Mattew Rhys que interpreta Philip.


E vocês, o que acham da atriz e da personagem? Não deixem de compartilhar nos comentários…

Jovem bahiana simpática e gente boa que curte um bom número de séries e por este motivo tem a audácia de escrever suas opiniões positivas e negativas sobre...

Ler perfil completo

Itamaraju/BA

Série Favorita: How i Met Your Mother/Friends

Não assiste de jeito nenhum: The Vampire Diaries

  • Luciana Santos

    Ela é mesmo maravilhosa!

  • Janaina Helena

    Excelente post, Ana. Não sabia que eles tinham um relacionamento além da ficção. A Keri é excelente atriz.

  • Sérgio Eleutério dos Reis

    Belo texto!!! Falou tudo sobre ela!!!

Misfits e o uso de poderes em benefício estritamente próprio

2 semanas atráscomentarios

O tema dos super-heróis tem sido bastante explorado nos moldes atuais, existem por ai séries de bastante qualidade e que fazem a cabeça de um grande público onde o enfoque são os indivíduos/as que ganham poderes e os usam para salvar o mundo, só que muito antes disso tudo uma série britânica teve a audácia de retratar um cenário onde jovens deturbados e a margem da lei ganham poderes bizarros e os usam para os mais egoístas e cômicos interesses,  criando situações inimagináveis. Esta é Misfits, uma série britânia que foi ao ar entre os anos de 2009 e 2013, totalizando 5 temporadas de grande sucesso ao mesclar com eficiência, humor, comédia e ficção científica. A série narra as peripécias […]

Leia o post completo

Girlboss: guia do que NÃO fazer na vida adulta

2 semanas atráscomentarios

Teve gente que gostou de Girlboss, teve gente que achou a série fraca. Mas em uma coisa todo mundo certamente concorda: Sophia é um dos piores seres humanos que já vimos como protagonista de uma série. E com ela a gente pode aprender muito sobre o que não fazer para ser uma pessoa melhor. 5. Não roubar Em GirlBoss, uma das primeiras coisas que descobrimos sobre Sophia é que ela acha normal roubar. Não, ela não rouba porque precisa, porque quer ajudar alguém, ou se quer por uma questão de princípios contra uma sociedade capitalista. Sophia rouba porque se sente superior e simplesmente não respeita os outros, – muito menos suas propriedades. 4. Não ser egoísta com a melhor amiga […]

Leia o post completo

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter