Pretty Little Liars – 7×18 Choose or Lose

15 de junho de 2017 Por:

O jogo está acabando.

Reprodução/Freeform

Faltando exatos dois episódios para sua despedida, PLL finalmente (voltou do hiatus) esquenta o motor para seus momentos finais e passa a fechar certos ciclos e acelerar as revelações que sempre permearam suas histórias. No episódio dessa semana teve espaço para drama, perseguição, romance e aquela velha pista falsa para nos fazer teorizar sobre o envolvimento de certo personagem em toda essa saga das mentirosas.

Logo no início, tivemos a polícia confiscando os objetos pessoais de todas as meninas, pois Tanner havia tomado as rédeas da situação e chutado Marco Furey para outro lugar. Esse retorno não foi a gente que pediu, né? A mulher continua com uma sede inexplicável de colocar todas as mentirosas na cadeia. Com tudo que aconteceu na Dollhouse, ela ainda não descansou e agora fareja para finalmente prender qualquer uma delas pelo assassinato de Elliott/Dunhill, só que dessa vez elas são realmente culpadas, então vai ser interessante ver a forma que elas se livrarão dessa história. Com o mandado de revisão na casa delas, depois de tanto tempo, encontraram pedaços de vidros do pára brisas do carro no banheiro de Spencer, apertando o cerco contra elas.

Reprodução/Freeform

Ao mesmo tempo que A.D. havia dado um prazo de trinta e seis horas para que elas escolhessem entre ir para a cadeia ou escolher somente uma delas para assumir a culpa, o que nos leva finalmente ao momento de exposição das mentiras de Aria. Totalmente inspirada em Kim Kardashian, Monão tratou de alertar as garotas, que pegaram a amiga no flagra esperando por um encontro de A.D. e ficaram extremamente decepcionadas com a baixinha. Compreensível, né? Considerando que Aria havia colocado Ezra em primeiro lugar e escondido isso das meninas depois de tudo que passaram. A cena foi realmente legal, mas também quero destacar que rolou certa hipocrisia, já que todas elas já chegaram a colaborar com o stalker de alguma maneira, principalmente Spencer, e inclusive, os pais de Aria já haviam se separado depois de uma delas ter ajudado -A. Mas o que realmente incomoda e venho destacando isso há tempos aqui nas reviews é que a trajetória de Aria sempre será resumida em tentar salvar seu relacionamento com Ezra e jogaram no lixo um plot realmente muito bom da Dark Aria que poderia dar o destaque que a personagem merecia em relação ao mistério principal e resumiram ao drama do casal novamente.

Reprodução/Freeform

Enfim, os esforços para Aria tentar consertar seus erros não deram em nada, pois A.D. sempre esteve à frente dela, minando sua reconciliação com Spencer quando a livra das investigações de assassinato justamente por seu trabalho em ajudá-lo. E mesmo tentando assumir a culpa para livrar suas amigas, ela ainda cai na armadilha do vilão, que colocou o corpo de Elliott/Dunhill em seu porta-malas e certamente a polícia atrás dela. Ou seja, a vez de Aria jogar foi realmente a mais difícil de todas.

Houve também espaço para todos os casais da série acertarem os ponteiros de uma vez por todas. Amém? Emily e Alison já revelaram para suas amigas que estão juntas, o que é zero surpresa. Tivemos Hanna e Caleb oficializando o casamento de maneira concreta e confesso que esperava bem mais do que só a presença da Mama Marin e uma juiz, mas está valendo. Aria contando toda a verdade para Ezra, que já havia descobrido tudo. E, por fim, Spencer e Toby se reencontraram depois de tanto tempo e, mesmo que a série tenha desenvolvido os casais de forma errada e adicionando conflitos desnecessários, fazendo-nos perder de vista aquela magia que eles exibiam no começo quando foram formados, fiquei muito feliz que SpOby é endgame e toda a enrolação entre os dois tenha acabado.

Reprodução/Freeform

Então vamos falar sobre a dona dessa série, rainha dessa cidade e a gasolina que ainda faz PLL andar? Mona muitas vezes foi a responsável por colocar pimenta nessa história e nessa reta final não é diferente. Com Caleb e Ezra rastreando o tabuleiro que havia sido roubado, descobrimos que o jogo está com ela e o que nos deixa de boca aberta é que a Loser Mona está de volta mais louca do que nunca. Continuo achando que ela não tem nada haver com o verdadeiro vilão e que na verdade está perdendo o controle novamente ao entrar nessa sujeira, como ela mesmo havia dito que tinha medo, só que dessa vez usando toda essa inteligência para capturar o stalker e ajudar as meninas.

Observações:

  • Apesar da cena da briga entre as meninas ter sido muito boa, fico muito mal com as cenas de torta de climão que ficou entre elas e Aria nessa altura da história.
  • Tentarei não reclamar mais dos casais da série até o series finale. Então fica aqui meu desejo que HaLeb, EzRia, SpOby e EmiSon sejam muito felizes e tenham bebês muito lindos e fofos, pois que cast abençoado com beleza!
  • O que foi aquele samsumg explodindo??
  • Espero que Mona não se perca e no final de tudo retome seu controle.

Preparados para o fim? Só faltam mais dois e reclamando ou não, o coração aperta, né? Não deixem de comentar, pois semana que vem teremos véspera de series finale e, ao que parece, a revelação de quem matou Charlotte. Confere a promo!

Paulistano e nerd. Viciado em livros e séries que possuem bons dramas, seja de fantasia ou ficção científica. Apaixonado por séries desde a época das tardes de ouro...

Ler perfil completo

São Paulo - SP

Série Favorita: The Fosters & Game Of Thrones

Não assiste de jeito nenhum: CSI: Criminal Scene Investigation

O que você precisa saber de Jessica Jones antes de Defensores

6 dias atráscomentarios

A primeira série da Marvel protagonizada por uma mulher começa quando os pais de Hope Shottman (Erin Moriarty) pedem a ajuda de Jessica Jones (Krysten Ritter) para investigar o paradeiro da filha, e ela então descobre que o sequestrador da moça é ninguém mais ninguém menos que Killgrave (David Tennant): aquele que a traumatizou através de um relacionamento abusivo. A moça não é então a típica heroína a qual estamos acostumados, e algumas vezes até chegamos a duvidar se podemos chama-la assim. Por ter um passado marcado pelo abuso sua personalidade se torna um tanto ácida e sombria, além de deixar para a personagem um descontrole no consumo de álcool e a ideia de que desistir é a melhor saída, e […]

Leia o post completo

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

7 dias atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

1 semana atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter