Primeiras Impressões: Francesco – Il Papa Della Gente

22 de dezembro de 2016 Por:

Simples, tocante e, sobretudo, profunda. Simples pela humildade com que assistimos, tocante pelo assunto abordado e profunda pelos temas representados. Mesmo não sendo uma superprodução, Francesco: Il Papa Della Gente consegue cumprir seu papel e nos apresenta uma bela história de vida.

Rodrigo De La Serna - Francesco: Il Papa Della Gente

A nova série (ou minissérie) da Netflix tem a proposta de fazer o retrato biográfico de Jorge Mario Bergoglio, que mais tarde ficaria conhecido como Papa Francisco. Além de nos mostrar sua vida particular, a série consegue fugir de seu assunto principal para nos mostrar algo mais profundo que a vida de um homem: a importância da liberdade.

Antes de tudo, é importante notar o elenco principal da série. Temos Rodrigo De La Serna (Diários de Motocicleta), que divide o papel principal com Sergio Hernández (El Inquisidor), que interpretam Jorge em diferentes períodos de sua vida. Completando, temos Mercedes Morán (El Hombre de Tu Vida), Muriel Santa Ana (Lalola), Álex Brendemuhl (O Médico Alemão) e Maximilian Dirr (O Melhor Lance). E, somente por essas informações, já é possível notar a riqueza da série. A maioria dos atores já possuem muita experiência, mas alguns apenas em projetos no próprio país. Uma obra como essa, mesmo que pequena, já é uma grande oportunidade para mais reconhecimento na indústria do audiovisual. Produzir uma série do gênero não foi apenas um jeito da Netflix agradar parte de seu público, mas também de dar mais visibilidade para atores de outros países e que, mesmo sendo bons, ainda não têm um grande reconhecimento.

Seguindo com a parte técnica, é impossível não notar a importância das locações. Na maioria das vezes, vários acontecimentos são definidos pelo local onde o personagem se encontra. O cuidado com a representação e a fotografia faz com que o telespectador realmente sinta a história, enriquecendo ainda mais a obra. A trilha sonora, apesar de simples, consegue passar exatamente o sentimento expressado na cena. Juntando todos esses atributos com os rápidos diálogos, temos mais uma excelente série com o selo de qualidade Netflix.

Francesco: Il Papa Della Gente

A história, que a princípio prometia não ser algo tão grande, acaba se desenvolvendo rápido e se dividindo em várias direções. Mas, mais importante que o crescimento de Jorge, nós conseguimos entender a importância de sua vida para os outros. Antes de ser um grande líder, ele era apenas um homem comum, mas conseguiu fazer a diferença. Sendo professor em um Colégio Católico, era sua função ajudar os jovens a seguirem para o futuro, quando ele mesmo não sabia o que fazer com o seu. Essa interação não serve apenas para a evolução do personagem em si, mas também do telespectador. Vê-lo tentando entender suas próprias vontades e tentando seguir suas próprias opiniões nos faz refletir sobre nossa vida. Ignorando até mesmo seus superiores, é interessante ver um líder católico mostrando escritos contrários ao que segue, apenas para que os alunos consigam entender todos os lados para só então formarem uma opinião.

Além de constantes debates políticos, a série consegue nos apresentar dois lados de uma mesma história, mostrando a relação da Igreja com movimentos partidários e a relação de pessoas com diferentes ideologias. Mas, se sobressaindo a isso, é possível notar a verdadeira intenção do roteiro. Ele consegue nos mostrar que, mesmo que não concordemos, a necessidade de respeitar a opinião do próximo é importante. Ainda, o roteiro também aborda a Guerra Suja e o Peronismo, sendo pontos cruciais na história. Claro, como a perfeição não existe, ainda é possível notar alguns pontos negativos na série, como a dificuldade em situar quem assiste nas cenas apresentadas. Sem conhecer a história apresentada, o público acaba se perdendo no que é contado, precisando buscar entendimento por outros meios.

Esquecendo disso, ela ainda consegue passar ensinamentos que não servem apenas para quem segue o catolicismo, mas também para o público em geral. E, mesmo contando a vida de um representante da Igreja, o roteiro não deixa de mostrar momentos em que a instituição seguiu pensamentos contrários ao que pregava.

Francesco: Il Papa Della Gente

Sendo uma série de apenas quatro capítulos, Francesco: Il Papa Della Gente é uma ótima aposta para quem somente quer passar o tempo, mas que também aceita refletir e entender posicionamentos contrários. Vale lembrar que a série, antes de estrear na Netflix, foi transmitida em dois capítulos no Canale 5, da Itália. Ainda, a mesma é a versão estendida do filme Chiamatemi Francesco: Il Papa Della Gente, com os mesmos atores. Se ainda houver dúvidas entre assistir ou não, o filme é uma boa aposta para influenciar na decisão.


E você? Pretende acompanhar a série? Não se esqueça de deixar sua opinião e continuar acompanhando as reviews aqui, no Apaixonados por Séries.

Leonino. Não ligo para signo, mas sei que muita gente se importa, então fica aí a informação.

Santa Branca/SP

Série Favorita: Game of Thrones

Não assiste de jeito nenhum: Revenge

O que você precisa saber de Jessica Jones antes de Defensores

5 dias atráscomentarios

A primeira série da Marvel protagonizada por uma mulher começa quando os pais de Hope Shottman (Erin Moriarty) pedem a ajuda de Jessica Jones (Krysten Ritter) para investigar o paradeiro da filha, e ela então descobre que o sequestrador da moça é ninguém mais ninguém menos que Killgrave (David Tennant): aquele que a traumatizou através de um relacionamento abusivo. A moça não é então a típica heroína a qual estamos acostumados, e algumas vezes até chegamos a duvidar se podemos chama-la assim. Por ter um passado marcado pelo abuso sua personalidade se torna um tanto ácida e sombria, além de deixar para a personagem um descontrole no consumo de álcool e a ideia de que desistir é a melhor saída, e […]

Leia o post completo

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

6 dias atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

7 dias atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter