Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

Skins US

Por: em 18 de janeiro de 2011

Skins US

Por: em

No dia 25 de janeiro de 2007, o canal britânico E4 levava ao ar o primeiro episódio da polêmica Skins, que não tardou a ser classificada como polêmica, descolada, realista. Realista. Essa é a melhor palavra que define a Skins UK e que – talvez – possa vir a definir sua versão americana. Versão essa que, honestamente, eu ainda não entendi o motivo. Desde que a MTV anunciou que faria um remake da série, eu já fiquei com o pé atrás. Como fã incondicional da primeira geração (tanto que ainda não vi a 2ª), meu primeiro pensamento foi o de rejeitar totalmente a versão que a terra do Tio Sam produziria. Com o tempo, a ideia foi se transformando e enfim, cá estou. Não dá pra julgar muita coisa por esse episódio, já que ele foi praticamente idêntico ao piloto original. E não foi igual apenas na trama. Foi em tudo. Até mesmo os diálogos foram os mesmos. Porém, como os próprios produtores (que, aliás, são os mesmos da versão inglesa, Bryan Elsley e seu filho Jamie Brittan) já haviam dito que esse episódio seguiria assim e que a partir do próximo a história começa a tomar rumos diferentes, eu vou dar um voto de confiança e ficar pra ver o que vem adiante.

E minha razão pra isso é uma: Os personagens. Sabe-se lá porque, eu criei empatia com eles. Não conseguia, a todo momento, deixar de comparar com o fabuloso elenco britânico, claro. Mas pelo menos na parte de criar um vínculo comigo, os representantes de Skins US não falharam. Com exceções, claro. Eu só tô tentando entender ainda é o porquê da troca de alguns nomes. Sid virou Stanley, Cassie virou Cadie, Jal virou Daisy, Effy virou Eura Anwar virou Abbud e Maxxie ganhou uma versão feminina chamada Tea. O elenco estava bem e conseguiu convencer. Assim como em Skins UK, o elenco foi todo formado por rostos poucos conhecidos. As características psicológicas dos personagens também foram mantidas.

Temos Tony como – aparentemente – o manda chuva do grupo de amigos. Egocêntrico até o último fio de cabelo, mas que demonstra se importar de verdade com Stanley, seu melhor amigo. Esse é tímido e avoado, pra não dizer completamente aéreo. A boa química que Tony possuía com Sid foi trazida pra cá pelos atores James Newman como o primeiro e Daniel Flaherty como o agora Stan. A relação dos dois é, como o piloto bem mostrou, de amigos íntimos. O mote desse episódio, por exemplo, é o desejo de Tony em ajudar Stan. A longo prazo, a aparência que ficou é que os dois serão os vértices de um triângulo amoroso com Michelle (Rachel Thevernard), namorada de Tony.

Cadie (Britne Oldford) – a Cassie americana – é uma versão feminina de Stan, porém menos tímida. A relação dos dois, desenvolvida de maneira superficial aqui, promete ser levada a sério mais adiante. Os atores possuem uma química boa e eu acredito que, se tivermos boas histórias, pode se tornar uma dupla bastante interessante de se observar. Abbud (Ron Mustafaa) é indiano e ainda não mostrou a que veio, assim como Daisy (Camille Cresencia-Mills), a Jal da vez. Chris (Jesse Carere) talvez seja aquele que mais se aproximou do seu original e sua história com a professora também pode ser levada de forma diferente e criativa. Tea (Sophia Black D’Eiia) é a garota lésbica da turma, em substituição ao Maxxie do Skins UK. Ela é líder de torcida e mostrou-se uma personagem bem carismática e com um bom potencial de desenvolvimento na trama. Não sei até que ponto a MTV vai levar adiante a questão da homossexualidade, mas espero que seja de uma maneira satisfatória.

Meu maior medo e o motivo que mais me deixou (e ainda deixa) com pé atrás em relação a série é um: A ousadia. Skins UK é conhecida justamente por isso. Por não ter medo de nada. Por fazer aquilo que precisa fazer. Por não passar a mão na cabeça do telespectador e sim por dar tapas na cara. Mostrar – na carne – como é, em sua maioria, a realidade atual de jovens que estão terminando o Ensino Médio. Não tenho dúvidas de que a série da MTV vá levantar questões como homossexualidade, drogas, aceitação (e a falta da mesma), agressividade, vida intensa e muitos outros assuntos pertinentes ao tema proposto. Contudo, o som usado no lugar dos palavrões nesse episódio já ameniza as coisas de uma maneira que não condiz com a série. Se é pra mostrar tudo isso de uma maneira que se diferencie das outras séries teens, então que seja sem muita censura e com o peito aberto. Porque é nisso que tá o grande diferencial da série exibida lá nas terras da Rainha.

Enfim, o que eu tô querendo dizer é basicamente o seguinte: Skins US pode ser uma grande série? Pode. Só depende da coragem da produção de querer isso e fazer com que aconteça. Só basta ousar mais e se desenvolver, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento da trama. Sim, Tony foi praticamente uma remontagem do piloto de mesmo nome da série britânica, mas tempo pra que Skins US possa desenvolver suas próprias tramas existe. Eu tô dando um voto de confiança aos roteiristas e a MTV.

Aqueles que não assistiram a versão britânica, certamente terão mais facilidade pra gostar dessa aqui. O dever de primeiro episódio foi cumprido: Personagens carismáticos foram apresentados e as possíveis tramas também. Só fica agora a critério do espectador. Acredito que muitos fãs da série do E4 não vão passar do piloto, justamente pela pouca ousadia que ele mostrou e do desenrolar idêntico. Mas a questão é que, por isso mesmo, ainda não dá pra julgar a série. Não dá pra dizer se Skins US é pior ou melhor que Skins UK. Por agora, é apenas igual – com menos ousadia. Eu vou conferir mais uns episódios e dar uma chance à série de me fisgar. 10 episódios já foram confirmados pra essa primeira temporada. Resta saber mesmo só se a série conseguirá manter o interesse do público até lá.


Alexandre Cavalcante

Jornalista, nerd, viciado em um bom drama teen, de fantasia, ficção científica ou de super-herói. Assiste séries desde que começou a falar e morria de medo da música de Arquivo X nos tempos da Record. Não dispensa também um bom livro, um bom filme ou uma boa HQ.

Petrolina / PE

Série Favorita: One Tree Hill

Não assiste de jeito nenhum: The Big Bang Theory

  • Vi dois episódios de Skins UK — e me amarrei, não continuei por motivos inexplicáveis. E tava esperando otimista esse remake, até porque eu não cheguei a conhecer tanto da original a ponto de ficar com medo do que os US and A fossem fazer.

    E acabou que me decepcionei um pouco. Pelo próprio esquema lá do UK de trocar o elenco a cada duas temporadas, Skins me parece muito mais se apoiar no ESTILO dos adolescentes do que nas histórias deles. Então ver esse remake fazendo tudo completamente igualzinho me deixa com a impressão de desperdício. Tô na dúvida se vejo o próximo — principalmente porque a Cassie original é genial demais pra eu ver substituida.

    Outro dia eu tava discutindo com o Caio tentando defender o remake, mas ele e todas as pessoas que julgaram antes da hora tavam certos mesmos. Perdi (NÃO FALA ISSO PRA ELE).

    • Eu não fico nem com a impressão de desperdício.. É de tipo: “Pra que?”. Não tem sentido. Eu disse que ia dar mais uma chance, mas tb tô desistindo já… Ainda não sei qe fim vou dar.

      Cassie original é genial demais pra eu ver substituida.²

  • camila

    Ai se eu já tava com preconceito(pq a própria skins original não conseguiu manter o nível quando trocou de geração,imagina uma versão americana)esse piloto mostrou que tudo que chamava atenção na original falta aqui:um elenco talentoso e ousadia.O elenco todo estava péssimo,mas destaque para a Cassie que ficou a pior oscilando entre umas caras de “mãe to na tv” e de nada,sendo que a original era a melhor com umas caras totalmente junkies/surreais.E o max que virou uma cheerleader,tipo seriously?!e os palavrões sendo abafados por bips?ridículo!olha pior que isso só deve ser a versão de being human,que pelos vídeos parace ter ficado muuuito tosca.

    • Os palavrões sendo abafados foi o pior, de longe.

      E eu ainda não parei pra ver se Being Human ficou boa… PReciso fazer isso.

      • camila

        No fim Being Human acabou se saindo infinitamente melhor…

  • Marco

    Não acho que a troca de gerações de skins tenha sido uma coisa ruim. Cada personagem tinha realidades diferentes. Acredito que não tinha como seguir a padronagem da primeira geração.

    • Fi

      Claro!!!
      A 2ª geração é bem mais legal.
      A primeira é mto tosquinha pqp….

      • Não acho a 1° Temporada tosquinha “Fi”
        2° geração foi boa.. nada+… o elenco não era tão cativante quanto o da 1° temporada xD! O que me fez acompanhar a 2° geração foi a Emily e Naomy que na minha opnião foram os melhores personages dessa geração!
        Já na 1° geração não tem nenhum personagem ruim, todos tem uma boa storyline! quando terminei de assistir a 2° temporada fiquei com um sentimento estranho d+… em saber que não acompanharia o dia-a-dia daqueles personagens =/!

        • Leo

          Para mim na 2° geração as melhores era a Naomily e a Emily mesmo, na segunda geração odiei varios personagens, como a Effy , Katie, Cook , Freddie. Não me simpatizei com nenhuns desses. Até o JJ q eu não odiava era bem chato

          • Eu não posso entrar no mérito da discussão de qual é a melhor pq só vi a 1ª… e acho genial! Criativa, ousada, ótimos personagens, roteiro excelente… Tudo funcionou muito bem.

          • Camila

            NUNCA que a 2 geração é a melhhor! A não ser se você gosta de malhação pq foi malhaçãozinha, ai ta explicado! Skins primeira geração mexe muito com o emocional, e eu acredito que a 3 geração volte e mostre como a serie realmente é!!

          • Julia K.

            NUNCA que a 2 geração é melhor (2). A primeira geração mexe muito com o emocional… Concordo completamente e inteiramente com o que a Camila disse.

  • Eu nem assisti ainda, mas apenas o fato de tirar o Maxxie já fez a série perder muitos pontos cmg.

    • Eu gostei da Tea, mas concordo ctg. Tb odiei terem tirado o Maxxie.

    • Julia K.

      foi uma facada tirar o Maxxie. qualé!

  • Straus

    “a Cassie original é genial demais pra eu ver substituida” [2]
    vamos ver como eles vão levar a trama, quanto mais eles modificarem maior as chances de sucesso pois se for igual prefiro assistir a UK pela terceira vez =P

    • Concordo. Se for igual, nem tenho pq assistir tb..

    • Julia K.

      a Cassie original é muito complexa. Amo o que a Hannah Murray fez e como a vida da Cassie é abordada na série…
      muuuito genial pra ser substituída.

  • Eduardo Muniz

    Concordo com toda a review.
    Não vo começa a atira pedra sem te visto algo novo. A história inteiramente a mesma, por enquando não achei nenhum personagem realmente carismático e isso me preocupa, pq Skins é sobre a vida deles.
    Tmbm não entendo a mudança de nome. Seera pra faze uma cópia, devia se feita direito -.-
    mas né…
    Falei no twitter:a melhor coisa foi a sensação de nostalgia de olha tudo aquilo denovo. Ponto positivo.

    É espera pra ve o próximo

    • É… O próximo é o que vai decidir tudo. Os rumos que eles vão seguir que vão segurar ou afastar o público.

  • marco

    Realmente não dá pra julgar, a falta de ousadia fica clara quando os palavrões começam a ser cortados. Achei a Cadie muito forçada, alias tudo é um pouco forçado nesse primeiro ep; O jeito é ver os prox eps e ver se rola, porque se depender desse primeiro !? EU nem consegui ver ep inteiro.

    • Esse primeiro foi meio que um erro, né? A primeira impressão deveria ser boa.. E eles não conseguiram isso com qse ngm. Foi td muito igual.

  • Camilla

    Tive que pausar várias vezes e rever as cenas, me desconcentrava e começava a lembrar da cena original em Skins UK. Provavelmente não verei mais nenhum episódio e se ver será só pra saber o que farão nas cenas de sexo mais pesadinhas.

    • Eu acho que td vai ser mto amenizado 🙁 Tenho qse certeza disso.

      • Julia K.

        ainda bem que eles desistiram.

  • Patricia

    “Por agora, é apenas igual”
    Ah mas não é mesmo. Veja bem, no skins uk, eles sabem atuar. são atores mesmo.

    Nesse skins americano a impressão que dá é que os atores assistiram o piloto britânico e tentaram copiar até as expressões faciais dos outros atores originais, o tom de voz, mas copiar não é atuar.

    • Eu nem achei eles tão forçados… Acho que pq tava esperando coisa pior.

  • Ditao

    Skins pra mim é só a 1ª geração e pronto.

    Nem vou perder meu tempo com a versão americana.

    • A 1ª é realmente única… Tanto que nem peguei na 2ª ainda.

  • lila

    O que diferencia a serie UK da US é justamente a ousadia (como foi dito no texto do Alexandre)o remake censura até os palavrões. Mas não acredito que isso depende da coragem da produção, toda essa censura é pelo puritanismo estadunidense. O PTC já tá caindo em cima da Mtv. Provavelmente a série ficará como foi apresentada no 1º episódio, com o elenco fumando um baseado e falando sobre sexo, não irá muito além disso. Espero estar errada.

  • Laila

    Acredito q a ousadia nem seja o problema do skins americano. Como a lila disse eh mais pelo puritanismo estadounidense mesmo,porque se os produtores sao os mesmos q problema teria em fazer um remake igualzinho? A impressao q o skins americano passou foi q a mtv tentou fazer um seriado adolescente para o publico adolescente americano q d certa forma naum se acostumou com o fato da televisao mostrar com todas as palavras e açoes como eh a vida deles detalhadamente. E sim eles tentaram copiar a expressao facial dos atores britanicos o q so evidenciou o quanto ficou falso. Eu particularmente gostei mais da 2 geraçao quando a vi, mas um dos meus personagens preferidos da 1 geraçao era o maxxie e naum me conformo com o fato deles terem trocado ele por uma menina lesbica, parece preconceito. Axo q essa serie pode ir alem disso, mas so para os q nunca viram skins de verdade.

  • Larissa

    Seila eu nao gostei para que fazer uma coisa igual a que ja tem ? Bem que poderiam ser um pouco originais, e se fosse para copiar copiava tudo igual sei lá, e os personagem nao estao legais , oque é aquele tony vesgo? Nao gostei, sem sotaque sem originalidade sem nada , desculpa mtv mas dessa vez voces fizeram merda e muita.

  • g43riel

    aberturas do Skins UK 1-5
    http://www.youtube.com/watch?v=wziunOuw-nA
    por FAT SEAGAL

    abertura dp skins US
    http://www.youtube.com/watch?v=A7_kAZqlJOg
    “Lina Magic” por 3D FRIENDS

  • cheffer

    Asisti os quatro primeiro episodios do Skins US, gostei muito dos dois primeiros, o segundo que conta a historia da Tea foi o melhor para min, achei a Tea muito melhor que o MAxxie lá da terra da rainha, so que os episodios 3 e 4 foram intediantes, chatos e sem graça, parace que os roteristas se perderam nesses dois episodios e não conseguiram apresentar realmente os personangens, o episodio de Cadie foi horrivel pior de todos. Mas vou continuar assistir por causa do clima que eles criaram entre Tony e Tea, que deixou a mim muito curioso o que vai acontecer com esses dois. Vamos ver para frente

    • Raafa

      serteeeza, pra mim Tea é melhor q Maxxie e tals .. e esse clima Tony Tea me deixou bem intrigaada … E sinseramente eu sou muito mais a Daysi do q a Jal u.u

  • Bruno Host

    Primeiramente olá a todos, pois sou novo no site.

    Impossível falar de Skins US sem compara-lo com o UK. Diferente do Alexandre não consegui me simpatizar com os personagens do US, eles me sairam cópias baratas dos Ingleses. O melhor episódio até o momento foi o da Tea, uma ótima personagem adicionada a trama, para ser sincero com mais capacidade de aparecer do que o Maxxie, meu medo é vão mesmo “transformar” a personagem homo em hetero? A Cadie não segura a onda de ser uma nova Cassie, mas gostei da abordagem trazida a sua história.

    Quanto a Skins UK fora o mote realista da série o que eu mais gosto são essas trocas de gerações, imagino que muitos aqui já tenham saido do colégio então sabem como é fácil perder o contato com tais pessoas e como nossas vidas mudam, sempre achei forçado as séries teens sempre colocarem todos os personagens na mesma faculdade ou perto enfim, acho que skins dá uma boa solução para isso, não nego que sinto falta da primeira geração, mas acho que a segunda lida muito bem com a trama seguinte, Naomi e Emmily são ótimas assim como Effy, sinto terem dado um grande foco personagens como a Kate e esquecerem o Thomas que tinha uma grande potêncial. Enfim, complicado mesmo está a terceira geração, não estou entendedo muito bem essa 5ª temporada.

    abraços a todos e meus parabéns para o Alexandre Borges.

    Bruno Host

  • Camila

    Confesso que estou assistindo pela credibilidade que skins tem pra mim rs Também quero ver se eles vão conseguir ser originais quando disseram que só o episodio piloto seria igual!

    • Bianca

      Também não estava muito impressionada com a versão americana, porém o ultimo episodio da Daysi acho que foi o melhor, gostei da versão ela com Abbud. Mas também foi a unica coisa que chamou mesmo a atenção, oque agente não pode criticar pq querendo ou não os skins originais são insubstituiveis s2s2

  • Dennis

    Olá gostaria de saber se muda muita coisa, e qual eu deveria acompanhar, a US ou a UK. E se é legal acompanhar 1 e depois acompanhar a outra, afinal trata-se da mesma série. Obrigado.

    • Cara, eu não continuei assistindo a versão US… Mas pelo que eu andei lendo e me falaram, não melhora muito não.

      Eu te aconselho MUITO a começar UK. É realmente fantástica e eu não acho que a americana possa chegar ao mesmo nível de qualidade, sinceramente.

  • MARCOS

    eu AMOOOO skins us,os personagesms são mais bonitos mais legais e.t.c. e eu quero MMUITO a continuação

    • Raafa

      ‘~’ ta, neem é tao assim.. nao vamos exagerar neh! Skins Us é legalzinho , até q a Tea me conquistou .. mais só .

    • Julia K.

      NOSSA, ler isso quase me fez ir lá me matar.
      Tenha dó! “os personagens sao muito mais bonitos”? Vai ver gossip girl então, The Hills e 90210, camarada!

  • Mayara

    Só tenho uma coisa a comentar:

    “Effy” loira, nada haver!

    Versão UK sempre!

  • Ana

    Eu assisti toda a temporada, foi bem chata. Dei uma chance de me cativar, mas me decepcionou a cada episódio. Tirar o MAxxie tirou toda a moral que ele dava pra série. Eles colocaram uma garota muito gata por sinal pra chamar a atenção dos homens. Até pq é mais fácil ver mulher se pegando do que homem. A série inteira me pareceu muito fake. E os atores americanos não se comparam em atuação com os britânicos,no qual eu conseguia sentir o feeling, conseguia sentir a juventude a flor da pele.

    • Raafa

      aah , a Tea , eu nao entendi ainda qual é a dela .. mais eu adoorei ela ! claaro , o Maxxie é insubstituivel, mais eu nao axei ela taao ruim assim ! e na minha opiniao até q ta legal ..

  • rih

    cara que merda,UK mil vezes

  • Estela

    queria saber se vai ter a segunda temporada de skins US, eu sinceramente gostei, achei legalzinha e tals !

    • Alexandre

      Vai não, Estela. A MTV resolveu cancelar a série e não produzir uma 2ª temporada.

      • Julia K.

        AMEM! flop

  • andreia gomes

    bom o destaque de skins us e concerteza a tea porque o resto dos personagens sao uma decepcao

  • Jaqueline

    Vocês, todos hipocritas… isso é realmente o que acontece na adolescencia hoje em dia, e cancelar essa série é como tampar os olhos ao ver os adolescentes hoje em dia. Sei que minha opinião não vale a nada, mais me diz algum adolescente que ta lendo o meu comentario que nunca passou por nenhuma dessas situações, como se alguem nunca tivesse passado por algo nisso. Sei que cada um vive a sua vida como quer, mas, é como se ajuda-se um poco a enfrentar, é como se uma serie que relata a vida, te ensinase a viver, adolescentes não sabem viver, não sabe como é a vida. isso é apenas uma ajudinha a nós adolescentes, não entrarmos em panico, com toda a preção que é imposta pra gente e mais, quando se fala de algo que retrata a vida em sí, como ela é. Ta ai o resultado. Todos se calam, e fingem não estar vendo no que virou tudo.

    enfim, cada um é cada um. Vamo ver até quando vocês todos vão se calar a esse assunto.

  • Eu sou muuuito fã de Skins UK, dsd o primeiro episodio ja fiquei muito amarrado na serie. Como comecei a pouco tempo ainda estou terminando a 3ª temporada. Fiquei triste pelos fato dos primeiros personagens terem saído da trama, mas vi que foi até bom, pq ficaria repetitivo e cansativo. Dar lugar a novos prsonagens pôde mostrar mais historias e problemas e tenho certeza de que TODOS q assistem se indetificam com algum! Ainda não vi o Skins US, mas vejo comentarios dizendo que não é tão bom qnto Skins UK.

  • bom eu to começando a ver a serie agora, e eu vi o primeiro episodio das duas versoes, e claro, vi de cara que a versão US é bem mais censurada.. mas eu gosto mt da versão US pq (nao sei talvez nao) mas eu acho que na versão US eles tem mais inteimidade entre eles, sabe? parece que eles sao realmente amigos, e se gostam e eu nao vi isso na versão UK, parecem que ele sao um grupo que so querem zoar e que ninnguem ta nem ai pra ninguem…. e tbm eu gostei mt mais do ator que faz o Sid, no caso o Stan.. nao sei pq oiaioasa

    • Ariana

      O que mais me simpatizei foi o Stan também. Não sei porque.

      • ateh q enfim alguem falou do stanley,para mim o unico q me amarrou na serie foi ele .

  • Mais de um ano depois que esse post foi publicado eu resolvo comentar… rs
    A MTV BR fez o favor de fazer maratona na primeira semana de janeiro e, honestamente, gostei do remake. Pesquisando um pouquinho mais sobre a série, vi que a original vinha de UK e assisti a alguns episódios também.
    Acredito que cada um tem sua essência, a história não deveria seguir exatamente igual, o que acontece com qualquer outro (a) série/programa/filme. Mas, opiniões são apenas opiniões e lamento não terem continuado com o projeto nos EUA. Hipocrisia lamentável se tratando de um país como US.

×