11.22.63

Assisti ao piloto de 11.22.63, do Hulu, sem grandes expectativas, muito mais para escrever o post…

When Calls The Heart

When Calls The Heart é mais uma produção da Hallmark Channel que possui 4 temporadas já…

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars

Por: em 28 de agosto de 2017

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars

Por: em

Levando premiações para casa e novas indicações a cada ano, não é surpresa pra ninguém que RuPaul’s Drag Race é o novo hit do gênero reality show no mundo todo. O programa eleva e dá visibilidade para a arte drag no mundo e torna suas participantes verdadeiras estrelas. Bastou RuPaul Charles anunciar que gravaria uma nova temporada nesse verão americano, que as especulações e olhares dos fãs baixaram sobre as estrelas do programa que estariam fora das redes sociais durante esse período (e a lista das possíveis participantes da terceira edição está rodando solto por aí). Então, enquanto o anúncio oficial do elenco não é divulgado, nos resta especular sobre o possível tema dessa nova temporada de estrelas: quem poderia ter chegado até o final e não usou todo o seu potencial?

Shangela Laquifa Wadley – Temporada 3 (Top 5)

Laquifa! I SAID WHAT? Se há uma lista de participantes estelares do programa, Shangela é uma presença certa. Mesmo com sua participação pequena, mas marcante no primeiro episódio da segunda temporada, a falta de experiência da queen foi seu grande obstáculo e mesmo assim não impediu que RuPaul enxergasse o grande potencial que nascia ali. Ganhando uma segunda chance na temporada seguinte, Shangie não abaixou a cabeça e bateu de frente com grandes participantes como Raja e Manila, conseguindo um lugar entre as cinco melhores numa temporada com vários desafios de costura, outra das suas grandes dificuldades. Atualmente, importante nome da cena drag americana com uma carreira bem construída, não seria o momento perfeito de Shangela finalmente vir buscar a coroa pela qual lutou tanto? Certamente nos presentearia com novos mantras, como I Don’t Have a Sugar Daddy e You‘ll Never Be Glamour. Halleloo?

Laganja Estranja – Temporada 6 (Top 8)

Se há uma queen que necessita de redenção é a filha drag de Alyssa Edwards. Lidando com sua insegurança e ansiedade, Ganja não estava pronta para uma competição, muito menos no nível da sexta temporada. Suas fraquezas eram visíveis e a necessidade de se encaixar e chamar atenção também, as diversas tentativas de se destacar com concorrentes que transbordavam carisma e espontaneidade no mesmo cenário a fizeram ter vida curta e zero oportunidade de explorar um crescimento. Atualmente, quem costuma acompanhar as participantes pós-programa, sabe o quanto ela cresceu, conquistou fãs que torcem pelo seu retorno e pode finalmente mostrar seu talento. Não da pra passar em branco uma das participantes com uma das melhores entradas no workroom e que deixou diversos bordões para o fandom. Okrrrr?

BenDelaCreme – Temporada 6 (Top 5)

A Miss Congeniality do sexto ano é a única simpatia (e Ivy Winters) das antigas temporadas que ainda não deu as caras numa temporada só com estrelas. Mesmo com sua recusa em participar da segunda edição do All Stars, DeLa conquistou o grande público com seu talento e carisma, mantendo-se memorável pela maioria, seja pela sua icônica personificação de Maggie Smith no Snatch Game ou por sempre manter-se no topo na maioria dos desafios, muitos já enxergavam a queen disputando a final com Bianca Del Rio. Infelizmente, a sina de cair no bottom com Darienne Lake (duas vezes) não lhe deu sorte na segunda tentativa e a redenção de BenDeLaCreme seria justamente chegar numa final na qual muitos esperavam que ela estivesse e por que não entrar no Hall of Fame do programa?

Trinity K. Bonet – Temporada 6 (Top 7)

A.K.A. realeza das participantes killer lip sync, TKB além de cultivar muitos fãs e campanhas para sua entrada numa temporada All Stars, ela é aquele importante personagem que tem problemas de confiança e não consegue mostrar todo o talento que guarda como deveria, além da torcida do público, Trinity ganhava apoio até das próprias companheiras para que superasse seus problemas de autoestima. Ofereceu looks e três lip sync’s lendários na grande sexta temporada e, infelizmente, acordou tarde demais para a competição, depois de uma performance ruim como entrevistadora, caiu no bottom com Adore Delano (algo que divide opiniões até hoje, já que muitos consideram que Joslyn Fox deveria estar no seu lugar). O retorno para uma redenção seria benéfico em todos os sentidos, seja provando para si mesma o quanto pode chegar longe, renderia belas runways e torcida para que estivesse na maioria dos Lip Sync for Your Legacy onde pudéssemos conferir o show de dublagem que ela costuma dar.

Jessica Wild – Temporada 2 (Top 6)

I Love That Drink! Considerada por muitos uma das finalistas morais da segunda temporada (no lugar de Jujubee) e a participante que oferecia grande ameaça no caminho da inevitável coroação de Tyra, Jessica está no limbo das participantes maravilhosas esquecidas pelo público e programa antes do reality alcançar seu auge. O sexto lugar foi pouco para a queen porto-riquenha que transbordava carisma, superava suas dificuldades com a língua e ainda mantinha-se no topo por diversas semanas durante a competição, nos cortando o coração quando foi eliminada logo depois de dominar um desafio com sua performance rock star do episódio Rocker Chicks. Depois de sete anos, assim como Tatianna, não seria o momento de Jessica Wild renascer das cinzas e finalmente ter uma redenção digna de seu talento?

Manila Luzon – Temporada 3 (Runner-Up)

Por que não uma terceira chance? É de consenso geral o quão o elenco maravilhoso do primeiro All Stars foi desperdiçado com o trabalho de duplas e desafios pouco criativos, fazendo Manila uma de suas maiores vítimas. A queen foi uma pedra no sapato e fez o trabalho de Raja ser extremamente difícil durante o terceiro ano e a torcida para que ela tivesse levado a coroa foi o suficiente para crescer os boatos da real vencedora ter sido cotada desde o inicio. Em sua edição de estrelas, foi eliminada em um episódio onde nem deveria estar entre as piores, infelizmente não conseguiu vencer Jujubee e acabou indo para casa com Latrice sem ter a chance de disputar com Chad Michaels e Raven a primeira vaga no Hall Of Fame.

Dida Ritz – Temporada 4 (Top 5)

Eis aqui outra realeza killer lip sync. A participante que deu um show dublando This Will Be, apagando as chance de The Princess e deixando a bancada de jurados e a própria intérprete da musica, Natalie Cole, orgulhosa. Dida foi uma participante que sempre demonstrava garra nos desafios e justamente por ser muito energética, acabava se atrapalhando. É bem verdade que metade do elenco da quarta temporada era composto por queens pouco memoráveis e diante de finalistas do nível como Latrice, PhiPhi, Chad e Sharon, ela não tinha muitas chances de ir mais longe sendo que não conquistou nenhum desafio. A redenção de Dida seria justamente demonstrar que não conquistou o quinto lugar por pura sorte e não custa nada um retorno para nos oferecer mais um lip sync histórico, né?

Yara Sofia – Temporada 3 (Top 4)

Outra vítima da primeira edição All Star. Quem não ficou desolado com o momento em que Yara ficou tão decepcionada por estar no bottom que nem conseguiu dublar contra sua amiga, Alexis? A participante saiu nas duas edições sempre com a sensação de que poderia mostrar mais, se o idioma era uma grande fraqueza, a porto-riquenha compensava com o talento para a costura e looks memoráveis, o que foi aquela peruca com uma hélice? Uma nova participação seria perfeita para que os novos fãs do programa conhecessem seu trabalho. E o amor que ela tem pelo nosso país é um mero detalhe por ela estar nessa lista.

Mimi Imfurst – Temporada 3 (Top 11)

Uma escolha polêmica, eu sei. É verdade que Mimi passa longe da lista de fãs favorites, mas se há injustiças que aconteceram no programa, seu nome está nele. Claro, foi ela mesma que estragou suas chances de chegar longe na competição (com um histórico muito bom para três episódios que participou) ao levantar India Ferrah no meio da dublagem. Como não bastasse, ela recebeu uma segunda chance em All Stars, o que não foi bem aceito por nenhuma de suas colegas. Restou-lhe Pandora Boxx como dupla, que preferiu imediatamente entregar suas chances no programa ao invés de lutar com Mimi e provar seu crescimento. Além disso, considerando o grande nome na cena drag que Imfurst possuía antes de entrar no programa, ela só teve a perder com suas participações na drag race.

Lineysha Sparx – Temporada 5 (Top 9)

Outra queen porto-riquenha que poderia ir longe, outra vítima do Snatch Game. É claro que o jogo de imitações tornou se temido por fazer muitas vítimas que não vão bem nele, tornando-se pior ainda quando mesmo tendo um histórico lindo e cheiroso, seu desempenho naquela semana é o que importará para RuPaul, além de Lineysha, tiveram outras vítimas como Max e Acid Betty que nos ajudaram a ter essa constatação do jogo. Além de nos dar a impressão de ter muito mais a mostrar, o fato de Alyssa Edwards ter tido um desempenho horroroso naquela semana e ter se livrado de dublar somente por sua imunidade (o que alimenta os boatos do programa ter eliminado esse recurso) tornou a sensação de que ou Detox ou Lineysha poderiam ter sido poupadas de correr o risco de ir pra casa. Infelizmente, deu ruim para a garota Sparx, nos deixando aquele gostinho amargo imaginando o quanto ela poderia ter rendido a longo prazo.


Eu sei, eu sei. Falta muita gente nessa lista (cadê Chi Chi Devayne?), mas a lista de drags que precisam de uma nova chance é enorme e nada como a preparação de uma parte dois do especial pra discutirmos sobre quem será as sortudas de apresentar uma redenção para o público, ou continuar com a mesma imagem, é possível. Então, marca aí no calendário que dia 12 de Setembro tem uma nova lista pra gente especular e discutir sobre possíveis elenco de estrelas do programa! Até lá!


Pedro Fernando

Paulistano e nerd. Viciado em livros e séries que possuem bons dramas, seja de fantasia ou ficção científica. Apaixonado por séries desde a época das tardes de ouro do SBT, com Um Maluco No Pedaço e Eu, a Patroa e as Crianças. A partir disso o amor só cresceu!

São Paulo - SP

Série Favorita: The Fosters

Não assiste de jeito nenhum: CSI: Criminal Scene Investigation

  • Bruno D Rangel

    Não concordo em dar terceira chances, mesmo que tenha sido o esquecível All Stars 1, e mesmo Yara sendo a minha favorita dentre todas as mais de 100 participantes.

    Mesmo All Stars 2 sendo o sucesso que foi, acho que erraram em colocar tanta gente da Season 5 e espero não se repetir colocando muitas da Season 6 (a melhor).

    Dentre as grandes favoritas da Season 9 (Shea, Valentina e Trinity) eu gostaria de ver Peppermint. Ainda hoje sonho com seus lip syncs e vestidos da final e kid club.

    É amanhã!

×