Revenge – 1×10 Loyalty

17 de dezembro de 2011 Por:

Os dois últimos episódios deste ano deixaram a desejar, não é? Não que eles tenham sido ruins por completo, mas alguma coisa faltou em tela. Talvez seja porque essa cruzada de Amanda/Emily esteja confusa e, olhando superficialmente, não parece estar chegando a lugar algum. O cara que ensinou tudo a ela (e eu esqueci seu nome) percebeu que as emoções dela colocaram em risco um plano para o qual ela se preparou muitos anos. Porém, colocando isso de lado por um segundo, desde a entrada da verdadeira Emily Thorne, as coisas desandaram, como se a costura não conseguisse manter junta os pequenos retalhos.

Quando eu ainda via série pela TV, Vanished passou na FOX e, no início, tudo parecia muito encaixadinho, tudo muito misterioso e atrativo, até que a série não teve desfecho e os fãs ficaram a ver navios. E já sofrendo por antecipação aqui, arrisco dizer que Revenge pode ser tão frustrante quanto Vanished foi, por dois principais motivos: o primeiro deles é a estranha confusão em relação à Amanda/Emily. Ultimamente ela tem parecido tão indiferente ao que acontece que a sensação é a de que ela não dá a real atenção às ameaças de seus inimigos. Talvez essa seja eu querendo mais ação, ou pelo menos um pouco mais de foco, mas é a impressão que tenho ao vê-la entregando um diário para Emily ou quando o japonês diz que ela se apaixonou por Daniel. Neste ponto, aliás, eu não consigo ver esse amor, nem mesmo um pequeno envolvimento dela com ele, ao mesmo tempo em que não acredito que ela seja fria o suficiente para usá-lo.

O segundo motivo é que cada vez mais que a série se aproxima dos eventos que vimos no piloto e a medida em que isso fica mais forte, o ponto de interrogação é maior. Por enquanto, não vejo muita relação no que estamos vendo com o que acontece mais a frente (o noivado de Daniel e Emily, Jack na praia e etc.). Ainda assim, Revenge consegue a nossa atenção. O emaranhado de mentiras, a manipuladora Emily e a dissimulada Victoria são pontos fortes e que cumprem o seu papel, e, no entanto, não são os melhores plots da série. Ou alguém vai negar que Tyler e Nolan estão roubando a cena? 

Eu admiro quem não esconde o que é e corre atrás de seus objetivos, é mais fácil saber como lidar com essas pessoas porque você sabe do que ela é capaz. Tyler, desde que chegou, sempre se mostrou ambicioso e sua meta é conseguir o que Daniel tem. Se a história dele de os pais terem perdido tudo é verdade ou não, não sei, mas tanto Nolan, quanto Ashley, sabem com quem estão lidando e escolherem mesmo assim se envolverem. Para um cara inteligente como Nolan, ou ele é muito carente ou Tyler é mesmo bom de cama, porque ele deixou a guarda baixa, tão baixa que acabou se dando mal. Para uma garota ressentida como Ashley, por sua vez, não há outra saída – ruim com Tyler e pior sem ele.

E se não fosse por Nolan e Tyler confesso que teria dormido neste episódio. Nada é mais desagradável do que ver Jack e Emily juntos. Ê garota cara de pau! Daniel é outro que não me desce, em um episódio ele odeia os pais e não consegue viver com eles, no segundo ele só odeia a mãe, e no terceiro ele odeia o pai, ou seja, um homem feito tão inconstante quanto um adolescente.

“Meu pai escreveu: sempre questione onde sua lealdade está. As pessoas que você confia irão esperar por isso, seus maiores inimigos irão desejar isso, e aqueles que você mais estima, vão, sem falhar, abusar disso.”

E fechamos o ano assim. Agora só 04/01 pra sabermos como fica Tyler e Nolan e o que Amanda/Emily reserva para o advogado de seu pai. Ainda bem que não demora muito pra série voltar né?

P.S: Pessoal, desculpem a demora da review. Meu computador resolveu sambar na minha cara este final de ano. Ele deu problema, depois o modem da internet deu problema, e eu fiquei sem internet. Queria agradecer por acompanharem as reviews e pelo carinho. Em 2012 estaremos de volta ^_^.

Colatina - ES

Série Favorita: Friday Night Lights

Não assiste de jeito nenhum: Friends

  • Luisa B

    O preview do próximo episódio é melhor que os dois últimos juntos! haha

  • Wander

    Olá Lara! 🙂

    Olha, esse ultimo episodio eu gostei muito! Foi meio paradinho e tal, mas eu acho que nem todos episodio devam ser “ohhhhhhhhh, omg, morri com tal cena!!”. Eh dificil manter esse ritmo.

    Revenge me surpreendeu positivamente no sentido de, no inicio parecia aparentemente uma trama simples, a garota rica voltou pra vingar seu pai. ponto. Mas depois o roteiro foi se emaranhando, a tal ponto, que esta tudo tão complexo que eu ja nao sei de mais nada!

    Por exemplo, o Tyler: A Emily armou tudo, traiu seu unico aliado, a fim de desmascará-lo frente aos Grayson, mas ela sabia exatamente o que el iria fazer depois, tentar chantagear o Conrad com a historia que ele soube pela carta; entao qual foi a intenção dela com isso, no fim das contas ele continuou ainda por cima, afinal de contas ela conseguiu ou nao seeu objetivo??

    Outra: Porque ela falou pro Daniel que a fake Amanda se chama Amanda Clarke, sabendo que isso iria chegar aos ouvidos da Victoria?? Pensei que ela queria manter a Amanda anoninma, como morta, qual o objetivo dela com isso??

    Falando na fake amanda, mas que garota insuportavel; nossa essa historia dela namorar o Jack, gentee, vontade de afogar ela no mar, o Jack eh mt idiota msm, coitado!

    Fikei com dó do Nolan nesse episodio, mas eu apoei a Emily. Ela fez o que tinha que fazer, ja que ele nao era capaz. Se envolver emocionalmente com o Tyler, so pq ele eh bom de cama, por favor neh Nolan; eu tou aki e nao sou bandido, ahuah! 😀

    O promo do proximo episodio, PERFEITO!!! Axo que eh o mais perfeito promo que eu ja vi de uma serie que assisto!!! Com o coração na mao a espera desse episodio.. omg!!!

    Valeu Lara, feliz natal, ano novo, e estarei de volta aki em janeiro! LOL

  • Marcela Frota

    Oi!

    Sabe que eu não dei bola nenhuma pra Revenge nas estreias… dai como tava demorando pra lançar episódios novos das séries que já acompanho resolvi baixar os 9 episódios de uma só vez, e assistí-los juntos também.

    Confesso que no início vi por causa da Emily (a atriz hehe) que já gostava desde everwood, e B&S… e me apeguei assim como em apeguei a Hart of Dixie!

    E é como novela mexicana (as caras e bocas sao iguais haha) mas é impossivel deixar de acompanhar!

    Também acho que os plots tao soltos, primeiro o japa lá que resolve abandonar o barco, depois o Nolan, e a Amanda/Emily tá sozinha, sozinha!!

    Vamos ver no que vai dar, e digo que to esperando os proximos episodios!!

    Feliz Natal/ Ano Novo!!!

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars – Parte 2

1 semana atráscomentarios

Comemorando que RuPaul’s Drag Race acaba de conquistar o Emmy de Melhor Apresentador de Reality, Melhor Edição de Fotografia e Melhor Figurino (pelo episódio: Oh! My! Gaga!), além da VH1 não perder tempo em agendar a próxima edição All Stars para Janeiro de 2018 (está quase chegando!), em breve teremos a lista oficial das queens que estarão retornando para brigar por um lugar no Hall Of Fame do programa e ter a oportunidade de reescrever parte da sua história na competição. Assim como na primeira parte desse especial, eis aqui uma outra lista de participantes que não conseguiram atingir seu potencial e chegar longe na competição. Então, shall we begin? Trixie Mattel – Temporada 7 (Top 6) Oh honey! Quem não […]

Leia o post completo

Stephen King na televisão

1 semana atráscomentarios

Stephen Edwin King sem dúvida alguma é um (se não for “o”) maior escritor de terror e suspense de todos os tempos. Nascido em Portland, no estado de Maine, cenário da maioria das suas histórias, em 21 de setembro de 1947, teve uma infância complicada, tendo seu pai abandonado a família quando ainda tinha dois anos, e testemunhou um acidente com a morte de um amigo. Já escrevia desde criança, e vendia suas histórias aos amigos. Estudou inglês na Universidade do Maine, casou-se com Tabitha Spruce, em 1971, e lecionou sua formação em Hampden, enquanto isso escrevia para revistas masculinas. Teve problemas com álcool, e em 1999 sofreu um acidente sério, em que foi atropelado enquanto caminhava aos arredores de […]

Leia o post completo

Os piores plots das melhores séries

2 semanas atráscomentarios

Nós podemos até ser Apaixonados por Séries, mas vamos encarar a realidade: se tem uma coisa que não falta neste mundo são séries ruins. Tem aquelas que a gente sabe que são ruins, mas ama mesmo assim, tem aquelas que ficaram ruins por esquecerem da hora de acabar, e tem aquelas que são ruins porque são ruins mesmo. Mas já reparou como mesmo as séries muito boas – recheadas de prêmios e consagradas pelo público e pela crítica – têm aqueles momentos horrorosos, que a gente precisa aturar só porque o resto da trama vale a pena? Neste post, você vai reviver momentos de dor e sofrimento que já passou assistindo àquelas séries que só costumam trazer alegria. Aqueles plots […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter