Continuum – 2×11 Second Guess e 2×12 Second Last

12 de agosto de 2013 Por:

Antes de seu season finaleContinuum apresentou dois bons episódios, que deixaram muitas pontas para serem amarradas em seu último episódio da temporada.

2×11 – Second Guess 

Continuum

Em Second Guess aconteceu um ataque ciberterrorista alguns dias antes da eleição para prefeito, em que várias informações privadas contidas na internet foram liberadas para quem quisesse ver. Como os Liber8 estão bem divididos, quando a polícia os culpa pelo ataque, não significa que eles realmente saibam quem é o responsável. Normalmente eles querem culpar todo mundo relacionado ao grupo. Desta vez, quem liberou o caos foi Lucas, que estava alucinando com Kagame.

Realmente achei que todo o caos tivesse vindo da loucura de Lucas. No entanto, Julian me surpreendeu. Kiera tende a culpar o rapaz por tudo que acontece de ruim na cidade, mas a protetora também tem uma tendência a estar errada e ter julgamentos precipitados. Julian é inteligente, mas até agora, eu só conseguia ver seu potencial para se tornar o homem que será famoso por sua revolução, mas ele ainda não era, em 2013, aquele homem. Depois deste episódio, resolvi dar mais crédito ao garoto.

A polícia está ficando cada vez mais fora de controle. Por mais que a situação da polícia seja absurda, faz sentido que a série encaminhe a situação política para alcançar o futuro como Kiera conhece. Só acho que a série foca muito na política da cidade individualmente, deixando de lado o resto do mundo. É estranho que ninguém – além dos Liber8, óbvio – se oponha à loucura que está a ação policial.

Desta vez, Dillon decidiu se aproveitar das informações vazadas para apreender qualquer pessoa que poderia ser considerada pró-Liber8. Qualquer pessoa. Qualquer um que demonstrou o mínimo de simpatia pela causa foi fortemente reprimido. Esta ação policial pode (e deve!) gerar um resultado oposto, pois a população pode começar a notar a repressão em que vivem.

Jim Martin pensou que estava sendo muito esperto armando para Sonya e Travis. Claro que deu errado, mas estou feliz por os dois terem feito as pazes, porque já estava ficando chata a briga entre os dois subgrupos do Liber8. Os dois são muito melhores juntos do que separados. Fora isto, tivemos o drama de Alec com o Arco. Não gosto da Emily. Acho chato este drama de espionar Alec e depois ficar chorando porque se apaixonou pelo menino. Chora e reclama o tempo todo, mas no fim das contas ela roubou o Arco.

2×12 – Second Last

Continuum

A combinação dos acontecimentos recentes – Sonya e Travis juntos, Kellog ajudando os Liber8, Kiera sendo investigada e toda a situação entre Esher, Emily e Alec – fez com que o clima esquentasse. Emily está sendo pressionada por todos os lados, já que Kellog já sabe quem realmente é a moça. Ela quis fugir de tudo isto com Alec, mas Travis os encontrou no laboratório antes. Os dois conseguiram escapar, mas agora Travis tem um traje semelhante ao de Kiera.

Muitos segredos foram revelados neste episódio. Nós já sabíamos da maioria, mas os personagens não. Emily disse a verdade para Alec (que pelo visto está tão apaixonado que nem ficou bravo) e Alec contou para ela sobre o dispositivo de viagem no tempo. O casalzinho estava agindo bem impulsivamente, mas a confusão ficou grande mesmo quando os freelancers chegaram.

Depois disto tivemos uma cena de ação incrivelmente longa e com um tiroteio infinito. Deu tempo de ir até a cozinha, fazer um pão com ovo e voltar antes que os tiros acabassem. Brincadeiras à parte, vamos combinar que daria para a cena ser bem mais curta. A questão é que, para todos os efeitos, Kiera conseguiu o dispositivo e a chata da Emily morreu.

O episódio foi interessante em geral, mas serviu mais para preparar para o season finale do que para ter muita história. Duas coisas importantes foram mostradas, mas não foram muito elaboradas: No futuro de Kiera, uma engenheira da SadTech que trabalhava com antimatéria foi assassinada. O assassino usou uma tecnologia mais avançada do que a da polícia para cobrir seus rastros. Mas Kiera foi misteriosamente tirada da investigação.

A outra coisa é que finalmente, depois de muita enrolação, todos descobriram que Gardner estava morto. Claro que Kiera se tornou a principal suspeita, principalmente porque Gardner desconfiava que ela tivesse relações com o Liber8. Carlos passou quase todo o episódio tentando tirar Kiera desta enroscada, mas ele não conseguirá segurar a bomba por muito tempo.

P.S.1: Kellog apanhou demais nestes episódios! Até deu um pouquinho de dó.

P.S.2: review do season finale sai no início desta semana.

Uma paulista vivendo em Minas esperando pacientemente o momento de sair para conhecer o mundo. Ou, quem sabe, o universo... Tudo depende de um certo Doutor e sua...

Ler perfil completo

Lavras / MG

Série Favorita: Joan of Arcadia

Não assiste de jeito nenhum: Séries médicas

  • Renato Lustosa

    Keyla Mendes pelas suas reviews de Continnum as vezes tenho a impressão que vc não curte mt a série.

    • Curto sim, Renato. A série não é perfeita, mas é boa.
      É que como comento o episódio, acabo falando sobre as coisas que não gostei. Por exemplo, achei a cena do tiroteio em Second Last muito longa e chata. Daria para ser mais curta. Mas no geral, ainda gostei do episódio.
      Eu vejo alguns problemas na série sim, mas ela já melhorou muito desde a primeira temporada. Na temporada passada eu reclamei demais da enrolação e dos “casos da semana”. Esta temporada a história desenvolveu bem melhor.

      Eu gostei do season finale, vai ter elogios =)

      • Renato Lustosa

        Apesar de concordar com todos os seus pontos negativos vejo mt coisa boa nela, a trama ta matando a pau, parece que a série foi bem planejada e os sabem pra onde estão indo, e eu como um órfão de Fringe aprecio bastante isso hehe

        • Renato Lustosa

          *roteiristas

  • Bruno

    Concordo, os reviews demoram tanto que parece que assiste por obrigação. Já até esqueci o que ia comentar dos episódios. Quiça da final que já tem duas boas semanas que passou.

    Melhor seria passar a bola pra outro comentarista…

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Guia da Trilha Sonora: Scream – Season 1

2 semanas atráscomentarios

Entre os poucos pontos positivos que posso destacar em Scream, a trilha sonora fica em primeiríssimo lugar (talvez porque seja da MTV). Misturando canções atuais, dançantes e tristes, que fazem parte da vida dos jovens de Lakewood, a série soube utilizá-las para compor a história e os personagens. Assim, nada melhor do que ouvir as músicas da primeira temporada, agora disponível em uma playlist na nossa conta do Spotify!

Leia o post completo

House of Cards e a Política Brasileira

3 semanas atráscomentarios

Primeiramente, #foratemer. E se você ainda não conferiu a última temporada de House of Cards, não se preocupe, esse texto não contém spoilers, – apenas reflexões. Pra gostar de House of Cards você precisa torcer pelos Underwood. Claro, a gente sabe o quanto eles são escrotos, mas é ficção, certo? Não tem problema torcer pelos vilões. Ou pelo menos era o que pensávamos em 2013, quando a série estreou. Mas de lá pra cá a política mundial virou de ponta à cabeça. Os Estados Unidos elegeram Trump e nós tivemos Temer enfiado goela abaixo. Isso sem contar os acontecimentos dignos da ficção, como a morte de Teori Zavascki, a delação do Joesley e os testes nucleares da Coréia do Norte. […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter