Hawaii Five-0 2×04 – Mea Makamae e 2×05 – Ma’ema’e

30 de outubro de 2011 Por:

Elogiar os roteiristas de Hawaii Five-0 todas as semanas depois de algum tempo começa a ficar chato e repetitivo, mas pelo menos por enquanto sou obrigada a dizer que eles mais uma vez acertaram a mão ao dosar humor e emoção na medida certa, tornando o capítulo dessa semana, Mea Makamae, quase perfeito.

A começar pelo caso. O que parecia se tratar da história de um homem que morreu pela sua ganância acabou se mostrando muito mais do que isso: trouxe valores familiares também. Falando em família, a cada semana vemos que a queda de Kono está sendo mais e mais profunda, e pior é que parece que ela está (ou vai levar, quem sabe) Chin com ela, afinal está usando não só a senha dele na polícia como também o colocando em perigo.

Mas aqui o grande destaque não foi Chin, Kono e muito menos Steve e sim Danno, que depois de semanas meio apagado voltou a fazer o que sabe de melhor: nos fazer rir, começando pelo momento em que ele conheceu a curadora do museu. Suas expressões, a forma como a encarava e como tentava a agradar eram hilárias. Difícil encontrar alguém que não deu uma única risada vendo como ele tentava paquerar a moça enquanto investigava um homicídio.

E o melhor não foi isso, e sim a “repercussão” do caso. Ver praticamente todos ali discutindo o que ele deveria fazer fez lembrar os ótimos episódios da temporada de estreia – inclusive a boa e velha discussão da relação entre ele e Steve, que claro não podia faltar. Embora a cada crise existência romântica que Danno tenha sempre acabe culminando com o segundo fim de seu casamento e o afastamento de sua ex-mulher e filha.

Falando em Danno mais uma vez, foi perfeita também a expressão de nojo dele e de Steve durante a análise da mão do mergulhador. Parecia que os dois (principalmente Danny) iriam passar mal a qualquer momento.

Agora, falando em Steve, que mistério será esse que cerca a gravação que eles encontraram logo no início da temporada e que mostra um acerto entre seu pai, a falecida governadora e Wo-Fat? A julgar pela recusa de White em analisar vídeo podemos deduzir que pode ser algo sérissimo, considerando também a fala dele no final do capítulo, quando recomenda a Steve que deixe de investigar a história, pois isso poderia não só prejudicar a memória de seu pai como também colocar em risco sua família. Muito suspeito.

E sobre Steve mais uma vez, mas que despedida mais fria entre ele e sua antiga namorada foi aquela? Depois de tantas cenas de romance protagonizadas pelos dois na temporada passada, os dois se despedem apenas com um abraço? Muito estranho… Houve algum rompimento que eu perdi? Não consigo me lembrar de uma cena assim.

Se bem que, em se tratando de Hawaii Five-0, praticamente tudo é possível, principalmente um trailer que vende 31 sabores de pratos feitos com camarão (e que chegam até a dar alguma vontade de comer).
Falando em tudo ser possível, se lembram do que eu disse sobre a Kono estar se perdendo? Pois esqueçam, afinal depois desse capítulo, Ma’ema’e, ficou mais do que claro que a personagem não estava trilhando o caminho errado, e sim fazendo aquilo que sabe de melhor: investigar criminosos.

Os roteiristas da série, que normalmente surpreendem, desta vez capricharam nos rumos dados à personagem, afinal tudo levava a crer que Kono estava se envolvendo com as pessoas erradas e fazendo escolhas equivocadas.

O mais interessante daqui foi que o mistério foi revelado não logo de cara, mas sim depois de alguns minutos de episódio e de angústia também, principalmente na sequência em que ela se envolve em uma fuga da polícia e dá de cara com Steve e os outros membros do Five -0 (menos Chin, claro). A sequência toda foi muito bem trabalhada, e a expressão de Danno retratou muito bem a surpresa de todos em vê-la no que parecia ser o lado errado.

Outro detalhe que agradou foi a sequência do banco. Apesar de estar óbvio que alguma coisa sairia errada em algum momento a adrenalina da espera compensou algumas falhas que possam ter havido no caso em si.
Mais um episódio perfeito de uma temporada que promete agradar tanto ou mais que a temporada anterior.

Até a próxima semana.

São Paulo - SP

Série Favorita: Smalville

Não assiste de jeito nenhum: Grey's Anatomy

A nova roupagem das tragicomédias

2 dias atráscomentarios

Não é de hoje que um peculiar mesclamento de gênero tem sido utilizado como recurso para dar vida a obras singulares que, no saldo geral, acabam por agradar o público, são peças de teatro, filmes, livros, séries, enfim,  que transitam entre um extremo e outro para dar vida a histórias e personagens meio que peculiares e diferentes do material fictício que somos acostumados a consumir diariamente. Esta mesma combinação não é mais novidade no âmbito das séries, poderíamos passar um longo tempo listando produções que misturaram o drama com a comédia, ora de forma sutil, ora de maneira mais escrachada, contudo, vem se tornando perceptível um determinado padrão adotado em algumas séries recentes, a fórmula consiste em criar o pior […]

Leia o post completo

Catfish Brasil: 5 motivos para acompanhar o novo reality da MTV

3 dias atráscomentarios

Há três semanas atrás, a MTV Brasil lançou a versão brasileiríssima do reality Catfish. Para quem ainda não conhece o formato, trata-se de um programa que busca conectar fisicamente pessoas que só se relacionam no ambiente digital e, seja por falta de oportunidade, seja por esconder mentiras assombrosas, acabaram nunca tendo o contado pele na pele. Muitos, mas muitos casos mesmo, são histórias de amor. Pessoas que se apaixonaram em momentos mais vulneráveis da vida e, agora, não sabem como lidar com essa situação que soa estranha em qualquer perspectiva que você decida observar. E como o programa conecta essas pessoas? No melhor estilo stalker. Fuça as redes sociais, verifica as últimas atualizações, liga para os amigos, joga as fotos […]

Leia o post completo

Primeiras Impressões: Supermax

3 dias atráscomentarios

Supermax veio cheia das promessas. Com uma divulgação massiva que vem durando quase um ano, a escalação de grandes nomes ou fora da zona de conforto ou exatamente naquilo que fazem de melhor (ei Bial, vamos sentir sua falta no BBB!) e a criação de uma aura de mistério e expectativa, a nova série da Globo parecia ser tudo aquilo que a TV aberta brasileira precisava para se reconectar com um público que cada vez mais prefere gastar seu tempo em outras mídias. De alguma maneira entendendo essa demanda, a Globo fez a linha Netflix e pôs no ar uma série que não é muito mais do que uma colagem organizada de grandes referências do audiovisual contemporâneo: de Big Brother […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter