Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Séries – quase – desconhecidas que valem cada minuto

Por: em 12 de dezembro de 2013

Séries – quase – desconhecidas que valem cada minuto

Por: em

Sabe aquela série que você adora e quando vai indicar pra um amigo, ele até acha que você errou o nome, de tão desconhecida que é? Isso aconteceu comigo algumas semanas atrás quando disse pro Douglas que curtia a britânica Hustle e ele já me corrigiu: “você quis dizer Hunted, né?”.

Não, até assisti Hunted (e amei), mas agora eu quis dizer Hustle mesmo. Depois dessa conversa, veio a ideia de montar o post com algumas sugestões de séries desconhecidas do público em geral, mas que valem cada minuto. Com número reduzido de episódios por temporada, são ótimas sugestões para maratona em tempos de hiatus.

 

Being Erica por Bianca

Being-Erica

Being Erica é um dos melhores exemplos de séries “feel good” que foram produzidas recentemente. Sabe aquela série bem despretensiosa, que você assiste não dando nada, mas quando termina, está se divertindo demais? A história acompanha a Erica Strange, uma mulher que tinha tudo para ser muito bem sucedida depois da faculdade, mas, como a grande maioria de nós, não conseguiu ainda atingir os objetivos que tinha traçado. Ela vai ao terapeuta, porém ele tem a habilidade de mandá-la de volta ao tempo para reviver alguns momentos e, talvez, mudá-los – e aprender com eles. Misturando realidade e fantasia, Being Erica também pode ajudar o telespectador a refletir um pouco sobre as próprias atitudes e nos incentiva a crescer junto da protagonista. A série é canadense e tem somente 4 temporadas com cerca de 13 episódios cada.

 

Call the Midwife por Olívia Carvalho

miranda-in-call-the-midwife-

Call the Midwife estreou em 2012 e é hoje uma das maiores audiências do canal britânico BBC1.  A série conta a história de Jenny Lee, uma jovem enfermeira que começa a trabalhar, nos anos 50, como parteira na Nonathus House, um convento que presta serviços de saúde para a população de Poplar, bairro pobre de Londres. Jenny vive e trabalha com três outras enfermeiras, além das freiras e todas, cada uma com sua personalidade distinta, têm como missão garantir que o maior número de mães e bebês consigam sobreviver ao parto. Call the midwife é um drama simples, sem grandes reviravoltas, mas que te prende com as histórias de cada paciente, sempre bem trabalhadas, e das enfermeiras e freiras que equilibram o trabalho com sua vida pessoal. A série tem 6 episódios na primeira temporada (disponível no Netflix) e oito da segunda, ou seja, dá pra ver toda a série antes do episódio de natal desse ano e o início da terceira temporada, em janeiro.

 

Hustle por Andrezza

hustle

Hustle é um drama britânico com pitadas de comédia que narra a história de um grupo de vigaristas e seus golpes na Inglaterra. O que torna Danny, Mickey, Albert, Ash e Stacie um time especial, além das habilidades de cada um, são as regras dos golpes, que incluem, por exemplo, nunca enganar um honesto. Por quê? Simples: o honesto pode ir até a polícia te denunciar, enquanto um desonesto, envolvido na maracutaia, vai ficar caladinho pra não se comprometer. O melhor dos golpes são as reviravoltas. Nós, os expectadores, sabemos apenas de parte do plano, sempre tem uma surpresa a mais na execução. Animou a assistir? Antes de falar que você está sem tempo pra maratonas, saiba que Hustle tem apenas sete temporadas com seis episódios cada um.

 

Utopia por Douglas Tribek

utopia

Inteligente, ousada e intrigante. Essas três palavras se encaixam perfeitamente com essa série do Channel 4 que, com um elenco afiadíssimo e uma fotografia estonteante, merece ser vista por todos. Na história, acompanhamos um grupo nerd que, ao encontrar o manuscrito de uma HQ não publicada, se vê envolvido em uma série de eventos de caráter conspiratórios. Por conter apenas seis episódios a temporada não perde tempo com nenhuma cena desnecessária e a trama vai direto ao ponto. A ousadia corre solta e o roteiro trás alguns assuntos polêmicos e atuais como a superpopulação, além de uma cena chocante de um assassinato em massa em uma escola. A fotografia provavelmente será uma das mais bonitas que você verá, além de uma trilha sonora que combina totalmente com o clima retratado. Apesar das baixas audiências, a emissora renovou a série para um segundo ano, que provavelmente começará a ser exibido no começo de 2014. Ainda há tempo para um maratona, está esperando o que?

 

Hello Ladies por Douglas

hello ladies

Das novas séries da fall season, Hello Ladies era uma das únicas que de fato merecia ser vista pelo público, uma pena que passou despercebida pelos olhos da maioria. Na comédia da HBO, vemos Stuart, um inglês desajeitado de 2 metros de altura que busca a mulher dos seus sonhos em Los Angeles. Também acompanhamos a adorável amiga do protagonista, Jessica, pela qual é quase impossível não se apaixonar. Já vou logo avisando: a maior parte do humor usado aqui é aquele de vergonha alheia, então se você não curte esse tipo de coisa, provavelmente não gostará de Hello Ladies. Não pense que a tal vergonha alheia retratada é cair em público ou algo bobinho assim, mas é algo vergonhoso MESMO. Vergonhoso ao ponto que em alguns momentos você não sabe se ri ou se começa a se sentir mal pelos personagens.

 

Dates por Douglas

Dates

Dates é uma série britânica que estreou em junho desse ano, mas recebeu pouco reconhecimento entre os Apaixonados por Séries. A história é extremamente simples, pois em cada episódio (de 20 minutos) vemos uma história diferente do primeiro encontro de algum casal. Apesar disso, alguns personagens retornam, como pode ser visto nos títulos dos episódios. É tudo tão simples, mas tão bem explorado e executado que torna difícil não gostar do seriado. Como no episódio inteiro vemos o casal no seu encontro, geralmente em algum restaurante, tudo poderia se tornar cansativo ou os atores poderiam ser medianos e não conseguissem passar a sintonia desejada. Pura loucura, pois isso de fato não ocorre. O elenco é excelente, e os casais possuem uma interação fantástica, sendo que as vezes parecia que eles estavam em um encontro de verdade. Mas não pense que você assistirá um romancezinho bobo com final feliz, pois irá se decepcionar. Os personagens são complexos e com características bem variadas, e poucos finais são de fato felizes. Durante a curta 1ª temporada, vários temas são discutidos, tais como religião, cleptomania, homossexualidade e assim por diante. É uma prato cheio para qualquer um!

 

Vicious por Douglas

vicious

O maior atrativo de Vicious está no elenco: os protagonistas são ninguém mais ninguém menos que Ian McKellen (isso mesmo!) e o não-tão-conhecido Derek Jacobi, além dos coadjuvantes Iwan Rheon (de Misfits) e Frances De La Tour (que participou de alguns filmes de sucesso, como Harry Potter e o Cálice de Fogo). Na história, Freddie e Stuart são um casal de idosos que estão juntos à décadas e que brigam constantemente. Suas vidas são viradas de cabeça para baixo pelo vizinho do andar de cima, Ash, que certamente, causará problemas em suas vidas mundanas. A série poderia ser igual a tantas outras lançadas por aí em que os protagonistas são homossexuais, mas não se engane. Apesar de algumas piadas sobre o tema, o maior foco do humor é para as alfinetadas que os dois senhores dão um no outro, além dos momentos em que dão destaque para a idade avançada deles. No fim, Vicious é uma comédia bastante leve e divertida, mas que dificilmente será uma das coisas mais geniais que você verá. Entretanto, isso não tira seus méritos e mesmo assim merece ser assistida. A série já foi renovada para a 2ª Temporada, programada para meados de 2014, além de apresentar um episódio especial no natal desse ano.

 

Você também assiste alguma outra série – quase –  desconhecida que vale cada minuto? Indica pra gente nos comentários!


Andrezza

Mineira apaixonada por séries policiais, dramas jurídicos e séries teen de qualidade (Saudades, Greek!).

Belo Horizonte - MG

Série Favorita: Grey´s Anatomy

Não assiste de jeito nenhum: House

  • Camila

    Adorei o post!
    Já to procurando umas da lista para assistir agora!

  • Julia

    Não consigo achar site nenhum pra assistir “Utopia” online!Se você souber de algum , me mande o link por favor u.u

  • Assisti a By any Means e fiquei apaixonada, é meio que um procedural mais cheio de ação, comédia e excelente texto e personagens. Lembra bem Leverage só que da policia, muito bom.

  • Larissa

    Destas séries, só assisti DATES, que vale mto a pena, a séria é uma deliciaa de acompanhar…. e tem sotaque britanico, pra quem gosta, vai se apaixonar pela serie… heheheh… vou maratonar uma ou outra da lista…

  • Su

    Até hoje Being Erica tem um espacinho especial no meu coração de apaixonada por séries 🙂 Muito boa mesmo, leve e divertida, mas ao mesmo tempo bem profunda..pena não haver mais séries assim, tenho saudades de Being Erica!

  • Augusto

    Hello Ladies é simplesmente genial.
    Pena que não faz o perfil da “massa”. É a típica comédia que eu gosto, assim como “Wilfred” (outra subestimada).
    Estou de dedos cruzados esperando uma renovação. Mas a esperança é pouca. 🙁

    • Julia

      Wilfred foi renovada para uma última temporada , foram encomendados somente 10 episódios , 🙁

  • Andressa

    Uma das melhores séries q já assisti é Being Erica!!

  • Luna

    Valeu pelas dicas. Das citadas,assisti e AMEI Dates.Vou procurar Hustle.

  • Juliana

    Faltou nessa lista Undercover. 🙁

  • Patricia

    Assisto My Mad Fat Diary, mas nenhum dos amigos que acompanham séries conhece.

    • Juliana

      Ai meu Deus, MMFD!!! Não consigo explicar o quanto eu AMO essa série, mal posso esperar pela segunda temporada. A trilha sonora não podia ser melhor e a “gangue” tem uma sintonia tão boa e uma relação tão legal que faz você querer fazer parte do grupo de amigos. Fico muito feliz que MMFD esteja ganhando o reconhecimento que merece, indique a série pros seus amigos e insista pra que eles assistam, foi assim que eu comecei a ver e não me arrependi nenhum pouco de ter dado uma chance.

    • talles

      assisti agora no final de ano, simplesmente apaixonante, VALE CADA MINUTO. esperando 2 temporada.

  • Melissa Plocharski

    Acrecentaria Father Brown, Atlantis e Witches of the east end

  • lucrrrr

    bom post, boas dicas! Só uma pequena correção na parte escrita pelo Douglas: o termo homossexualismo traz uma conotação negativa relacionando a pratica homossexual à doença, o correto é homossexualidade.
    Bom trabalho pessoal!

  • CAmila

    Eu assisiti Dates mas nao gostei muito vou procurar as outras para ver acrecentaria Hot in Cleveland, uma serie tao boa e tao pouco comentada..

  • Atila

    Dessas assiti e amei demais da conta Beign Erica, realmente maravilhosa!! Leve mais ao mesmo tempo tão profunda… Impossível não se identificar com a Erica. Recomendo demais!!

  • Gislene Rosa

    Uma serie que eu gostei muito e já está na Season 3 é Brooklyn Nine nine, não sei se é desconhecida pela maioria ou não, mas é muito legal pra passar o tempo e tem bons atores.

  • marylavy

    Duas séries desconhecidas que eu gosto demais pq são perfeitas são : “my mad fat diary” e “please like me”, super recomendo

×