Séries que nos embalaram com Wonderwall, do Oasis

4 de novembro de 2016 Por:

I said maybe
You’re gonna be the one that saves me
And after all
You’re my wonderwall

A banda inglesa Oasis lançou Wonderwall em 1995, como parte do álbum (What’s the Story) Morning Glory?. Na época, o autor e guitarrista Noel Gallagher revelou que a canção seria uma homenagem à então namorada Meg Matthews. Mas, quando o casal se divorciou em 2001, Gallagher desmentiu: a letra falava de um amigo imaginário.

Pouco importa. O hit fez tanto sucesso que, ao longo de 21 anos e sei lá quantas adaptações, ainda mexe com os fãs. O cover mais famoso foi gravado em 2000, pelo cantor Ryan Adams, e ganhou elogio de Noel Gallagher, em entrevista à Spin, em 2008: “Acho que foi o único a acertar [na melodia]. Eu gostaria de tocar a versão dele, mas é impossível fazer isso para um público de 60 mil fãs do Oasis.” Ele não resistiu e acabou tocando mesmo assim.

Wonderwall emplacou na trilha sonora da recém-chegada Frequency, cujo piloto foi exibido no início de outubro nos EUA, e nos lembrou de outras séries que também trouxeram a música para a TV. Prepare-se para aquele momento em que o controle remoto vira microfone!

frequency-1x01

Girls (2×04)

Na segunda temporada de Girls, Hannah canta Wonderwall na banheira e, em seguida, ouvimos a música original no desenrolar dos créditos. Acreditem ou não: no dia seguinte em que o episódio foi ao ar na TV americana, em fevereiro de 2013, o hit voltou à tona e assumiu a 50ª posição da Billboard, superando a fama de Glee.

The O.C. (1×19)

Se você está acompanhando nossa maratona The O.C., provavelmente já viu Seth e Summer dançando ao som de Wonderwall – desta vez, a versão mais romântica, do Ryan Adams.

 Lost (3×08)

Desmond viaja no tempo e encontra o roqueiro Charlie, na rua, tocando Wonderwall em troca de moedas. Os fãs de Lost apostam que essa música não foi mera coincidência: Charlie canta exatamente o refrão para Desmond, que, na série, frequentemente salva sua vida. You’re gonna be the one that saves me…

Smallville (3×13)

Pardon my French… Não encontrei essa cena de Smallville em inglês ou dublada em português, mas será que alguém se incomoda de ver Tom Welling falar francês? E ainda ouvir Wonderwall? Acho que não. Clark e Pete têm uma D.R. sobre sua amizade.

 

 


Curtiu? Pega o controle remoto e aumenta o som, DJ!

Jornalista que não bebe café, mas vai ao Central Perk com frequência. Gostaria de viver em todas as séries filmadas em Nova York.

Rio de Janeiro - RJ

Série Favorita: Friends

Não assiste de jeito nenhum: Game of Thrones

  • Muito legal Alice!
    Eu confesso que não conhecia a música, apesar de ter assistido Smallville e de estar fazendo a maratona de The OC. E isso acontece com várias outras canções, rende bastante post haha

    • Alice Reis

      Que bom que agora vc já conhece, Lou, essa música é demais!!!

  • Giovanna Hespanhol

    Quando vi o nome desse especial, logo me veio My Mad Fat Diary na cabeça, tive que até ir conferir pra ver se não tava confundindo haha
    Ótimo post, Alice <3

    • Alice Reis

      A Cristal também lembrou de My Mad Fat Diary, pena que não achei vídeo, mas já botei na lista!!

  • Lívia Guimarães Sandes

    Faltou falar de Chuck #chatiada

    • Alice Reis

      Lívia, você sabe qual foi o episódio de Chuck? Sei que toca outra música do Oasis, que também é ótima!

      https://www.youtube.com/watch?v=w0qLw_YD2o0

      • Lívia Guimarães Sandes

        Tava procurando exatamente essa cena pra te mandar…. Essa cena junto com a trilha sonora do Oasis Don’t Look back in anger me marcou!! Até hoje quando assisto a cena fico com uns ciscos no olhos huahauahua Agora que você falou, realmente não lembro de tocar Wonderwall em Chuck =/

  • É impressionante como essa música parece fazer parte de todos os momentos da minha vida. Não importava a fase, ela sempre estava junto hahaha ela aparece em tantas séries, mas sempre parece ser a primeira vez que estou ouvindo. Ótimo texto!

  • Hilton Silva

    Essa é a música da minha vida…

Guia da Trilha Sonora: Parenthood – 4ª temporada

2 semanas atráscomentarios

Parenthood é o tipo de série que sempre nos emociona de alguma forma: seja com o clima familiar, com os dramas dos personagens ou com a alegria de suas conquistas. E na 4ª temporada a gente sofreu bastante com alguns personagens, e claro que a trilha sonora contribuiu bastante pra que tivéssemos o maior impacto possível de tudo que a temporada queria nos passar. Abertura: Forever Young – Bob Dylan Abertura Internacional: When We Were Young – Lucy Scwartz 4×01 – Family Portrait Just As Loud – PAUL MCDONALD Corner – ALLIE MOSS Call Me the Breeze – BETH ORTON Amen – ROCCO DELUCA A Little One – PEASANT Counting Stars – PAUL MCDONALD T-Bone Shuffle – T-BONE WALKER 4×02 […]

Leia o post completo

Maratona Parenthood – 6ª temporada

2 semanas atráscomentarios

Pegar a última temporada de Parenthood para fazer o post de maratona foi um imenso desafio. A expectativa era grande, junto com o medo de não conseguir terminar o texto. Mas é isso que uma série faz conosco, não é? Nos encher de emoções e deixar aquele gelinho na barriga no final. Família é uma coisa difícil. Você não vive sem ela e não consegue, muitas vezes, ficar perto dela. Talvez porque família não tenha o dever de ser um amigo e dizer que certas atitudes estão corretas. Ela tem o dever de apoiar, apesar dessas atitudes e estar ao lado nas horas mais importantes, sejam elas felizes ou tristes. E isso define bem o que os Braverman são. O sexto ano da […]

Leia o post completo

The Good Fight

2 semanas atráscomentarios

The Good Wife é uma das séries jurídicas mais queridas dos fãs do gênero. Mesclando casos jurídicas repletos de reviravoltas com escândalos políticos num roteiro afiado com protagonistas cativantes e coadjuvantes de luxo, os contornos da vida pessoal e profissional de Alicia Florrick e cia conquistaram nossa atenção. Mas como tudo que é bom tem um fim, a série acabou caindo na qualidade e foi cancelada após sete temporadas. Era o fim da criatividade? Graças a Deus (e aos King), não. Menos de um ano após o final de The Good Wife foi lançada The Good Fight, um spin off dos mesmos produtores e que não deixou a desejar comparando com a série mãe. TGF deu sinais de que seria interessante logo […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter