Séries que nos embalaram com Wonderwall, do Oasis

4 de novembro de 2016 Por:

I said maybe
You’re gonna be the one that saves me
And after all
You’re my wonderwall

A banda inglesa Oasis lançou Wonderwall em 1995, como parte do álbum (What’s the Story) Morning Glory?. Na época, o autor e guitarrista Noel Gallagher revelou que a canção seria uma homenagem à então namorada Meg Matthews. Mas, quando o casal se divorciou em 2001, Gallagher desmentiu: a letra falava de um amigo imaginário.

Pouco importa. O hit fez tanto sucesso que, ao longo de 21 anos e sei lá quantas adaptações, ainda mexe com os fãs. O cover mais famoso foi gravado em 2000, pelo cantor Ryan Adams, e ganhou elogio de Noel Gallagher, em entrevista à Spin, em 2008: “Acho que foi o único a acertar [na melodia]. Eu gostaria de tocar a versão dele, mas é impossível fazer isso para um público de 60 mil fãs do Oasis.” Ele não resistiu e acabou tocando mesmo assim.

Wonderwall emplacou na trilha sonora da recém-chegada Frequency, cujo piloto foi exibido no início de outubro nos EUA, e nos lembrou de outras séries que também trouxeram a música para a TV. Prepare-se para aquele momento em que o controle remoto vira microfone!

frequency-1x01

Girls (2×04)

Na segunda temporada de Girls, Hannah canta Wonderwall na banheira e, em seguida, ouvimos a música original no desenrolar dos créditos. Acreditem ou não: no dia seguinte em que o episódio foi ao ar na TV americana, em fevereiro de 2013, o hit voltou à tona e assumiu a 50ª posição da Billboard, superando a fama de Glee.

The O.C. (1×19)

Se você está acompanhando nossa maratona The O.C., provavelmente já viu Seth e Summer dançando ao som de Wonderwall – desta vez, a versão mais romântica, do Ryan Adams.

 Lost (3×08)

Desmond viaja no tempo e encontra o roqueiro Charlie, na rua, tocando Wonderwall em troca de moedas. Os fãs de Lost apostam que essa música não foi mera coincidência: Charlie canta exatamente o refrão para Desmond, que, na série, frequentemente salva sua vida. You’re gonna be the one that saves me…

Smallville (3×13)

Pardon my French… Não encontrei essa cena de Smallville em inglês ou dublada em português, mas será que alguém se incomoda de ver Tom Welling falar francês? E ainda ouvir Wonderwall? Acho que não. Clark e Pete têm uma D.R. sobre sua amizade.

 

 


Curtiu? Pega o controle remoto e aumenta o som, DJ!

Jornalista que não bebe café, mas vai ao Central Perk com frequência. Gostaria de viver em todas as séries filmadas em Nova York.

Rio de Janeiro - RJ

Série Favorita: Friends

Não assiste de jeito nenhum: Game of Thrones

  • Muito legal Alice!
    Eu confesso que não conhecia a música, apesar de ter assistido Smallville e de estar fazendo a maratona de The OC. E isso acontece com várias outras canções, rende bastante post haha

    • Alice Reis

      Que bom que agora vc já conhece, Lou, essa música é demais!!!

  • Giovanna Hespanhol

    Quando vi o nome desse especial, logo me veio My Mad Fat Diary na cabeça, tive que até ir conferir pra ver se não tava confundindo haha
    Ótimo post, Alice <3

    • Alice Reis

      A Cristal também lembrou de My Mad Fat Diary, pena que não achei vídeo, mas já botei na lista!!

  • Lívia Guimarães Sandes

    Faltou falar de Chuck #chatiada

    • Alice Reis

      Lívia, você sabe qual foi o episódio de Chuck? Sei que toca outra música do Oasis, que também é ótima!

      https://www.youtube.com/watch?v=w0qLw_YD2o0

      • Lívia Guimarães Sandes

        Tava procurando exatamente essa cena pra te mandar…. Essa cena junto com a trilha sonora do Oasis Don’t Look back in anger me marcou!! Até hoje quando assisto a cena fico com uns ciscos no olhos huahauahua Agora que você falou, realmente não lembro de tocar Wonderwall em Chuck =/

  • É impressionante como essa música parece fazer parte de todos os momentos da minha vida. Não importava a fase, ela sempre estava junto hahaha ela aparece em tantas séries, mas sempre parece ser a primeira vez que estou ouvindo. Ótimo texto!

  • Hilton Silva

    Essa é a música da minha vida…

Maratona Parenthood – 1ª temporada

6 dias atráscomentarios

Começamos a maratona da série preferida de muitos Apaixonados por Séries com uma pequena temporada de 13 episódios, muito curta pra desenvolver todos os personagens de maneira apropriada, ou ao menos do jeito que gostaríamos, mas foi suficiente para nos fazer torcer e querer acompanhar cada um da família Braverman, não é mesmo? Isso acontece com todos eles logo no piloto de Parenthood – ou nos primeiros episódios – mesmo que a série nos apresente alguns personagens de uma forma ainda duvidosa, não sabemos se iremos amar ou odiar alguém, mas aquele conjunto… Os primeiros episódios foram os mais emocionantes, os que mais apelaram para o lado sentimental do público ao nos mostrar como cada um dos Braverman (que nome!) estava fragilizado, quais […]

Leia o post completo

As narrações de Grey’s Anatomy – Season 12

7 dias atráscomentarios

Para aqueles que pensavam que o drama médico mais famoso da emissora americana ABC estava com os dias contados, a 12ª temporada de Grey´s Anatomy veio com fôlego para mostrar que Shonda Rimes ainda tem muita história para contar nos corredores do Grey Sloan Memorial Hospital. A partida de  Derek Sheperd abalou Meredith Grey, mas fez com que a médica brilhasse como o sol que merece ser. As narrações que marcam o começo de cada episódio continuam importantes e interessantes. Vamos conferir?   12×01 – Sledgehammer Então, você deve estar pensando, ‘Eu já estive aqui. Isso é familiar. Isso é coisa antiga.’ Talvez você esteja se perguntando ‘Por que estamos aqui?’ Mas eu prometo, você está prestes a descobrir que […]

Leia o post completo

American Crime e o sucesso das séries antológicas

1 semana atráscomentarios

A cada temporada um contexto divergente. Esta é a principal característica das séries que se classificam como antológicas, um formato que não é novo, mas, que voltou a se popularizar recentemente e tem feito sucesso tanto com o público quanto com a crítica especializada, o justificado alarde se deve a genial premissa da reinvenção – mesma série, contudo, novos personagens e tramas a serem exploradas a cada ano – as possibilidades se mostram infindáveis, além de se mostrarem como uma opção a um específico público que prefere não se comprometer a acompanhar uma série do começo ao fim, sem perder nada, uma tarefa que todos os Apaixonados por Séries possuem ciência de que pode levar muitos anos para se concluir. É impossível discutir o cenário antológico sem mencionar a […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter