Shooter

22 de janeiro de 2017 Por:

UsaNetwork já é meu canal americano favorito de séries americanas há muito tempo, sempre oferecendo vários motivos para ser amado. Assim, não é surpresa que uma das minhas estreias preferidas em 2016 seja de lá. Shooter é um drama político baseado no livro Point of Impact, de Stephen Hunter. Em 2007, o mesmo livro inspirou um filme estrelado por Mark Wahlberg, que é produtor executivo da série.

Ryan Phillippe (Secrets & Lies) estrela a série como Bob Lee Swagger, um atirador de elite vivendo no exílio que é persuadido a voltar em ação depois de ser informado um plano para matar o presidente americado. Omar Epps interpreta Isaac Johnson, um ex-militar e ex-comandante de Swagger. Agora um agente de Serviço Secreto, Isaac solicita a ajuda de Swagger para uma operação sigilosa que tem resultados desastrosos, com Bob Lee sendo acusado de traição contra seu país. Para provar sua inocência, ele pede ajuda à agente do FBI Nadine Memphis (Cynthia Addai-Robinson).

Se você ainda não viu o filme, aconselho que não veja para não perder algumas surpresas. Além disso, a série trabalha muito melhor a história e seus personagens. Além disso, a atuação do protagonista é mais densa que a do filme. Aos 42 anos, Rhyan Phillippe mostra que está super em forma, o que inclui tanto a forma física quanto sua atuação. Seu Bob Lee sabe ser frio, preciso e letal com os inimigos e ao mesmo tempo ser doce e carinhoso com a esposa Julie (Shantel VanSanten) e filha Mary (Lexy Kolker ).

Bob Lee Swagger é um personagem com muitas nuances a serem exploradas. Toda a conspiração e o drama que se desenrolaram logo no piloto já são capazes de deixar os telespectadores completamente seduzidos e esperando por mais. Quando falaram da renovação, fiquei com receio de como as tramas seriam conduzidas. Mas talvez o mais bacana da série seja justamente a coragem de Shooter em não enrolar a apresentar diversas reviravoltas. E para facilitar a sua maratona, a primeira temporada está disponível na Netflix com o título O Atirador. Ainda tem dúvidas? Confira o trailer da série:


Conhece Shooter? Curte a série? Pensou em dar uma chance depois desse post? Conta pra gente nos comentários.

Mineira apaixonada por séries policiais, dramas jurídicos e séries teen de qualidade (Saudades, Greek!).

Belo Horizonte - MG

Série Favorita: Grey´s Anatomy

Não assiste de jeito nenhum: House

  • Até o momento só assisti o piloto. Só não assisti o resto por falta de tempo, mas achei a série ótima. Parabéns pelo texto!

  • Gostei bastante de Shooter e achei que a série melhorou bem na reta final. Volta pra 2ª temp. com certeza.

  • Lino

    N achei o piloto mt bom,achei mais do msm mas dps d ler esse texto acho q talvez ela mereça mais uma chance

  • Renata Nana

    A série é ótima, só não vi todos no mesmo dia por falta de tempo, pois a cada episódio terminado eu queria ver mais e mais… não assisti ao filme, nem sei se vejo ainda ou deixo pra lá… nossa o Ryan Phillippe já está com 42 anos? tá inteiro mesmo..

  • Vinícius Alves

    Assisti o filme há uns 3 anos, e considero um filme ok, confesso que me lembra muito mais das cenas da Kate Mara que do Mark. Mas com a surpreendi positivamente com a série, principalmente com a reta final. Sem contar que foram ousados em trazer uma família para o protagonista, isso faz com que você dê mais importância para o mesmo.

  • Reader

    Também estou na turma do só assisti o piloto. é série de mais e tempo de menos, mas tenho prestado atenção na USA Network no último ano, principalmente por conta de Queen of the South.

  • Paulo Adriano Rocha

    Eu vim acompanhando a série desde o começo e achei muito massa. Aqueles momentos tensos, o elenco com uma interação perfeita e introduções no tempo certo (da Mary ao russo lá, que esqueci o nome). Enfim, uma série muito bem feita. Só não sei como vai ser para a 2ª temporada. Acho que podiam colocar outro atirador. Penso que o ciclo do Bob foi bem fechado, não vejo porque fazer aquela família sofrer mais…
    Parabéns pelo texto. Era uma pena não ler reviews da série…

  • Luccas Pereira

    Uma das melhores séries de 2016 e uma das melhores que já assisti, recomendo muito!

  • Andre Filmes

    alguem sabe me dizer quando sairão novos episódios ?

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

1 semana atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Guia da Trilha Sonora: Scream – Season 1

2 semanas atráscomentarios

Entre os poucos pontos positivos que posso destacar em Scream, a trilha sonora fica em primeiríssimo lugar (talvez porque seja da MTV). Misturando canções atuais, dançantes e tristes, que fazem parte da vida dos jovens de Lakewood, a série soube utilizá-las para compor a história e os personagens. Assim, nada melhor do que ouvir as músicas da primeira temporada, agora disponível em uma playlist na nossa conta do Spotify!

Leia o post completo

House of Cards e a Política Brasileira

2 semanas atráscomentarios

Primeiramente, #foratemer. E se você ainda não conferiu a última temporada de House of Cards, não se preocupe, esse texto não contém spoilers, – apenas reflexões. Pra gostar de House of Cards você precisa torcer pelos Underwood. Claro, a gente sabe o quanto eles são escrotos, mas é ficção, certo? Não tem problema torcer pelos vilões. Ou pelo menos era o que pensávamos em 2013, quando a série estreou. Mas de lá pra cá a política mundial virou de ponta à cabeça. Os Estados Unidos elegeram Trump e nós tivemos Temer enfiado goela abaixo. Isso sem contar os acontecimentos dignos da ficção, como a morte de Teori Zavascki, a delação do Joesley e os testes nucleares da Coréia do Norte. […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter