Stephen King na televisão

12 de setembro de 2017 Por:

Stephen Edwin King sem dúvida alguma é um (se não for “o”) maior escritor de terror e suspense de todos os tempos. Nascido em Portland, no estado de Maine, cenário da maioria das suas histórias, em 21 de setembro de 1947, teve uma infância complicada, tendo seu pai abandonado a família quando ainda tinha dois anos, e testemunhou um acidente com a morte de um amigo.

Já escrevia desde criança, e vendia suas histórias aos amigos. Estudou inglês na Universidade do Maine, casou-se com Tabitha Spruce, em 1971, e lecionou sua formação em Hampden, enquanto isso escrevia para revistas masculinas. Teve problemas com álcool, e em 1999 sofreu um acidente sério, em que foi atropelado enquanto caminhava aos arredores de sua casa. Super produtivo, o autor escreve pelo menos 60 páginas por dia, e costuma lançar ao menos dois livros por ano.

Pronto, você conhece um pouco sobre a pessoa que Stephen King é. Mas precisa, precisa mesmo, muito mesmo, é conhecer suas obras. IT (2017) é a mais nova produção cinematográfica a ganhar as telonas baseada em um romance de Stephen King quebrando recordes e fazendo sucesso com o público. Mas ele tem uma larga história de adaptações de suas histórias. Tanto nos cinemas, quanto nos quadrinhos, e também na televisão. It mesmo já foi lançado em uma minissérie em 1990.

IT – A coisa (1990)

Palhaço do Mal

O passado de Derry, no Maine, esconde um histórico de terror, promovido por algo conhecido como “A Coisa”. A cidade pacata teve crianças vítimas de um palhaço conhecido por Pennywise, que retorna ao mesmo lugar 30 anos depois. Mike Hanlon (Tim Reid de That ’70s Show), um bibliotecário de Derry, sente que há algo errado na cidade. Ele é o único de um grupo de sete amigos que continuou vivendo em Derry, e convoca Richard Tozier (Harry Anderson de Dave’s World), Eddie Kaspbrak (Dennis Christopher de Deadwood), Stanley Uris (Richard MasurOrange Is the New Black), Beverly Marsh Rogan (Annette O’Toole a Martha de Smallville), Ben Hanscom (John RitterKing of the Hill) e William Denbrough (Richard ThomasThe Americans). Juntos os sete viram “A Coisa” quando crianças e juraram combatê-la, caso retornasse.

A minissérie não teve uma grande produção. Contando com dois episódios de 1h30 cada, sequer tem nomes muito famosos no elenco. Pouco tempo depois recebeu uma edição encurtando para ser exibido na TV como filme. Os anos 90 foram muito favoráveis ao terror, e por expor um palhaço como vilão na capa, ganhou grande notoriedade, tanto que retorna com a nova adaptação nos cinemas este ano.

Nightmares & Dreamscapes: From the Stories of Stephen King (Pesadelos & Paisagens Noturnas) (2006)

Foi uma série de oito episódios adaptando contos do livro com o mesmo nome. De elenco variado tivemos nomes como William Hurt (Humans) e William H. Macy (Shameless). Filmada em Melbourne, e com produção da TNT, no Brasil foi exibida pela Warner em 2007.

 

The Dead Zone (2002-2007)

Johnny Smith (Anthony Michael Hall de Warehouse 13) sofre um acidente de carro, que o deixou em coma por seis anos. Ao acordar descobre que ativou sua “Zona Morta”, uma região do cérebro que aparentemente não tem função. Assim ele passa a prever o futuro ao tocar em pessoas e objetos. A série chegou a ser exibida no Brasil nos anos 2000, pela AXN e pelo SBT, com o título de “O Vidente”.
A obra teve uma adaptação em 1983, no cinema, estrelada por Christopher Walken.

 

Under the Dome (2013 – 2015)


Mais uma cidade do interior do Maine protagoniza a história de Under the Dome. Chester’s Mill, é uma pequena cidade onde uma enorme e transparente cúpula surge e os isola sem comunicação do resto do mundo. Os habitantes devem encontrar uma forma maneiras de sobreviver sem recursos e com seus dramas pessoais, além de desvendar o mistério do que é a redoma, e como saírem de lá.

Com produção de Steven Spielberg (Falling Skies), a série conta com Dean Norris famoso por Breaking Bad, Mike Vogel (Bates Motel) e Rachelle Lefèvre (Life on a Stick). A série, que a princípio teria apenas uma temporada, acabou se estendendo por mais dois anos e adotando uma narrativa muito diferente da proposta pela obra original.

 

11.22.63 (2016)


Um professor de inglês do ensino-médio e recém-divorciado, descobre uma passagem para o passado, onde visita 1960. Herdando a missão de salvar a visa de John F. Kennedy em 1963, ele investiga a vida do assassino, e se apaixona por uma bibliotecária.

James Franco (The Deuce) protagoniza a minissérie em 8 episódios com Chris Cooper (Beleza Americana), Sarah Gadon (World Without End) e Daniel Webber (The Punisher). 11.22.63 foi, sem dúvidas, uma das melhores adaptações das obras de Stephen King para a TV.

Talvez pela duração curta, a história foi contada com o ritmo adequado e sem tramas paralelas desnecessárias. Além de tudo, a série do Hulu tem um dos melhores series finales dos últimos anos. Você pode conferir nossas impressões aqui.

Mr. Mercedes (2017 – em andamento)


Um atropelamento de várias pessoas em uma feira de empregos faz o Detetive Bill Hodges investigar “Mr. Mercedes”, um psicopata que começa a atormentar a vida do policial. A série está em andamento pelo canal Audience nos Estados Unidos. Com Brendan Gleeson (Braveheart) no papel de Bill Hodges e Harry Treadaway (Penny Dreadful) no de Brady Hartsfield aka Mr. Mercedes. Diferente da maioria das obras de Stephen King, Mr. Mercedes não lida com nenhum tipo de fenômeno sobrenatural, apenas mazelas tipicamente humanas. Apesar do conceito diferenciado, Mr. Mercedes traz diversas referências ao universo criado pelo autor, que os fãs podem reconhecer com facilidade desde o piloto.
Você pode conferir nossas primeiras impressões da série clicando aqui.

 

The Mist (2017 – em andamento)


Uma misteriosa névoa encobre a pequena cidade de Bridgton, no Maine (de novo). Os habitantes descobrem que a situação é pior, quando descobrem que, escondido dentro da névoa, existem monstros bizarros de diversos tamanhos atacando quem encontrarem.
Com Morgan Spector (Boardwalk Empire) e Alyssa Sutherland (Vikings). Antes da adaptação para TV, The Mist ganhou uma versão cinematográfica homônima em 2007, tão desastrosa quanto a série. Sua primeira temporada disponibilizada no Netflix, e você pode ler nosso review aqui.

The X-Files – Chinga (1998)


Stephen King não apenas inspirou as séries, mas também contribuiu mais ativamente nelas. No décimo episódio da quinta temporada de The X-Files, King escreve uma história que parece uma sinopse de Anabelle. Rumores de bruxaria envolvem um caso em que Scully (Gillian Anderson) trabalha, e tudo parece estar ligado a uma boneca amaldiçoada.

 

Castle Rock (2018)

Ainda sendo filmada e com produção de J.J. Abrams (Lost), Castle Rock interligará diversas histórias do Rei do Terror, em mais uma cidadezinha do Maine, com o nome da série. Um tipo de King Television Universe em uma só série.
Terry O’Quinn (também de Lost), Melanie Lynskey (a Rose de Two and a Half Men), Andre Holland (American Horror Story), Jane Levy (Suburgatory) e Scott Glenn (Daredevil) já estão confirmados no elenco.

 

Muitas outras séries foram adaptadas das histórias de King. Estas que apresentamos são as de maior sucesso e qualidade. Além de escrever e servir de material bruto, o autor ainda participou de diversas dessas séries com papéis a lá Stan Lee no universo Marvel, mas uma série fora de suas produções é que teve sua principal participação. Sons of Anarchy, no terceiro episódio da terceira temporada, ele interpreta Bachmen – curiosamente um pseudônimo que usou diversas vezes, um cara bizarro que se livra de problemas envolvendo corpos.

Certamente Castle Rock não será a última adaptação do escritor. Ainda não se teve noticias de adaptações do livro de sucesso Joyland, por exemplo, e com todo o sucesso de It nos cinemas, com certeza Pet Semetary que ganhou filme em 1989, será “ressuscitado” em um futuro próximo, assim como outras de suas mais de 200 obras.

E que Stephen King continue produzindo, nos mantendo entretidos, empolgados e tremendo de medo, com sua mente criativa.

Formado em administração, assisto quase tudo que apareça com o título de "episódio piloto". Sou fã de Hockey, Star Wars e Dave Matthews Band, além de pai da...

Ler perfil completo

Curitiba/PR

Série Favorita: Breaking Bad

Não assiste de jeito nenhum: Once Upon a Time

  • Rodrigo Caetano S

    Excelente texto, hein Zotto. Parabéns!!!

  • Thais Gonzaga De Oliveira

    A melhor série de TV de Stephen King, que não é dele, chama-se Stranger Things kkkkk

1 Contra Todos

1 semana atráscomentarios

Com a lei de incentivo à produção nacional, várias produções poderiam sair do papel. Muitas delas não têm a menor pretensão de introduzirem uma ideia nova ou em mesmo de fazer sucesso. É por isso que uma série estoura na medida em que 1 Contra Todos fez, a gente tem que prestar atenção e dar os louros. Cadu (Júlio Andrade) é um advogado de Taubaté que será pai pela segunda vez, mas perde o emprego devido seus princípios éticos. Para piorar sua situação, é injustamente preso ao ser confundido com o Doutor do Crime, maior traficante do país. Para tentar sobreviver, e com o apoio de sua esposa Malu (Julia Ianina), ele decide se passar pelo criminoso como única forma […]

Leia o post completo

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars – Parte 2

1 semana atráscomentarios

Comemorando que RuPaul’s Drag Race acaba de conquistar o Emmy de Melhor Apresentador de Reality, Melhor Edição de Fotografia e Melhor Figurino (pelo episódio: Oh! My! Gaga!), além da VH1 não perder tempo em agendar a próxima edição All Stars para Janeiro de 2018 (está quase chegando!), em breve teremos a lista oficial das queens que estarão retornando para brigar por um lugar no Hall Of Fame do programa e ter a oportunidade de reescrever parte da sua história na competição. Assim como na primeira parte desse especial, eis aqui uma outra lista de participantes que não conseguiram atingir seu potencial e chegar longe na competição. Então, shall we begin? Trixie Mattel – Temporada 7 (Top 6) Oh honey! Quem não […]

Leia o post completo

Stephen King na televisão

1 semana atráscomentarios

Stephen Edwin King sem dúvida alguma é um (se não for “o”) maior escritor de terror e suspense de todos os tempos. Nascido em Portland, no estado de Maine, cenário da maioria das suas histórias, em 21 de setembro de 1947, teve uma infância complicada, tendo seu pai abandonado a família quando ainda tinha dois anos, e testemunhou um acidente com a morte de um amigo. Já escrevia desde criança, e vendia suas histórias aos amigos. Estudou inglês na Universidade do Maine, casou-se com Tabitha Spruce, em 1971, e lecionou sua formação em Hampden, enquanto isso escrevia para revistas masculinas. Teve problemas com álcool, e em 1999 sofreu um acidente sério, em que foi atropelado enquanto caminhava aos arredores de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter