The Originals – 4×05 I Hear You Knocking

18 de abril de 2017 Por:

Em um episódio fraco e sem novidades, o roteiro desta quarta temporada finalmente se mostra confuso e raso demais (era o que eu temia!). Desde a volta de The Originals comentei aqui que tudo estava acontecendo de forma apressada e que talvez essa alternativa de criar um novo inimigo não fosse a melhor escolha. Com “I Hear You Knocking” esse medo se concretizou.

A luta entre Marcel e Klaus, que deveria ser o clímax deste quinto episódio, foi apenas previsível e sem emoção. Era óbvio que o tal Hollow iria querer o sacrifício de um dos dois maiores predadores do planeta. Achei super sem graça e cansativo essa briga entre eles. A dinâmica com o pai do Klaus e Elijah, misturando com visões fantasmas e incorporações foi a única parte interessante deste trecho.

Perto de New Orleans, Hayley descobre o que aconteceu com seus pais. De longe foi a melhor parte do episódio. Uma boa alternativa mostrar um pouco do passado da híbrida e essa ligação da sua família com o Hollow. Acredito que esse plot pode desenrolar muito melhor do que a rixa entre Klaus e Marcel. Espero que os roteiristas também percebam isso!

Enquanto estava tudo indo bem no episódio anterior, em que revelaram um pouco desse novo inimigo, neste tudo ficou distorcido. Até tentaram, mas não conseguiriam explicar direito o que é o Hollow e o que, de fato, ele quer. Só eu notei isso?

No finalzinho, o bruxo que a nova namorada do Marcel (como é o nome dela mesmo?) arranjou na verdade só queria ajudar a vampira a acabar com Klaus. Achei bem fora dos trilhos essa parte. E o fim de “I Hear You Knocking” terminou sem nenhuma deixa suficientemente interessante para o sexto episódio. Quase na metade da temporada, que terá apenas 13 episódios, e The Originals não tem entregado uma trama de tirar o fôlego, como a anterior. Isso é uma péssima notícia, pois pode custar sua renovação.

Outras observações:

– A nova namoradinha de Marcel, que só depois fiquei sabendo que era a antiga informante de Lucien, é a mais deslocada da trama, só perde para o Josh, é claro!

– Achei bem forçado esse início de romance entre Freya e a loba Keelin. Ela perdoou a bruxa original rápido demais e para quem estava louca para ser livre, a loba voltou correndo para o cativeiro sem nenhuma explicação lógica.

– Uma pena não termos visto mais cenas com a Hope neste episódio.

– E a nova “arma” criada para matar os Originais não foi nada original, né?


Gostaram do episódio? Eu não!

Jornalista fascinada por boas histórias. Curte moda, cinema, livros e séries que tenham mulheres como centro das atenções. Ah, e o mais importante, ama escrever sobre tudo isso.

Salvador/BA

Série Favorita: Orphan Black e The 100

Não assiste de jeito nenhum: American Horror Story

  • Helena

    Não vi o episódio ainda, mas pelo seu post tô com zero vontade de assistir. Não estou gostando do desenvolvimento dessa temporada. Tenho uma teoria: é a maldição da 4ª temporada. TVD desandou e agora é a vez de TO. Mas pela temporada reduzida eles provavelmente não vão se arrastar tanto e logo acaba a série né. Triste mas é melhor do que continuar com uma trama fraca e manchar a imagem de uma história que começou tão boa (desde a introdução dos originais em TVD).

    • Isabel Tavares

      Verdade, Helena! Talvez TO seja realmente cancelada. Na minha opinião, pelos cinco episódios exibidos, o enredo não está nada interessante.

      Obrigada por comentar!

  • Nickolas Girotto

    Parece que eu estou vendo a ultima temporada de TVD, a mesma formula, uma formula ruim, em TVD ainda tinha aquela vontade de ver a Elena no final e realmente era o final, não tinha uma chance de renovação, portanto se seguir o mesmo caminho acho que não renova não.
    Esse Hollow é praticamente o Cade mesmo, versão The Originals, já esta na hora de explicar mais sobre ele.

    • Isabel Tavares

      É uma pena isso, as outras três temporadas foram muito boas e agora tudo começou a desandar.

  • Isabel Tavares

    Brenda, obrigada por me lembrar o nome dela! Sofya! Agora não vou mais esquecer! kkkk
    Realmente esse episódio foi bem ruim!

Músicas que conhecemos através das séries

5 dias atráscomentarios

Uma das melhores coisas que as séries podem nos proporcionar são suas incríveis músicas. Algumas dessas músicas já conhecemos, mas não dávamos tanto valor até ouvir de novo; outras ouvimos pela primeira vez e nos apaixonamos logo de cara. É tão bom assistir um episódio, ir procurar no Youtube e depois baixar no computador ou no celular aquela canção que fez parte da abertura, de um beijo esperado do casal, dos minutos finais… Enfim, de muitos momentos expressivos que precisavam de um toque ou uma letra no fundo. Então, vem comigo embarcar nesse post de sentimentalismo e ouvir as músicas que eu tive a oportunidade de conhecer pelas séries. Bad Reputation Freaks and Geeks tem toda aquela inspiração de ser jovem e livre, […]

Leia o post completo

CCXP Tour – Dia #3 – 15/04 Diário de Bordo (ou Aquele do Painel da Netflix)

7 dias atráscomentarios

Quem conhece um pouco de CCXP, sabe que a primeira regra de qualquer Apaixonado por Séries é: Dia de Netflix é dia de acordar junto com o sol, pegar uber ou metrô, uma fila imensa, passas horas em pé… Tudo pra curtir aquelas horinhas já reservadas ao painel daquele que já é o “canal” favorito de provavelmente 8 entre 10 fãs de seriados. E, é claro, eu não ia deixar o ritual falhar. Mesmo tendo ido dormir tarde (pós meia-noite), 5h da madrugada estava de pé e cheguei ao Centro de Convenções de Pernambuco entre 6h30 e 7h. Problemas de falha de comunicação aqui e ali (algo que acontece muito em dias como esse), consegui entrar no auditório Twitch mais […]

Leia o post completo

Easter Eggs: a origem das mensagens secretas nas séries

1 semana atráscomentarios

O coelhinho já te visitou hoje? Então, enquanto você se delicia com chocolates, te convido para ler a história dos famosos Easter Eggs (ovos de Páscoa, na tradução) – que não têm nada a ver com cacau. É assim que chamamos as mensagens que roteiristas escondem nas séries, em referência a elementos da cultura pop ou da própria narrativa. O apelido Easter Eggs deve-se à tradicional caça aos ovos e à surpresa que geralmente há dentro deles. A Páscoa não costuma ser representada na TV, igual a outras datas festivas – como Natal, Réveillon, Halloween e Thanksgiving -, mas a homenagem está aí. Por ora, esqueça tudo que você já aprendeu sobre a origem da Páscoa. No mundo geek, essa história começa com o vídeo game Atari 2600, em 1979. O criador da linha Adventure, Warren Robinett, cansado de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter