The Prisoner – Vale cada minuto!

24 de novembro de 2009 Por:

ep6-110-end

Uma obra prima, por mais que tenha sido bombardeada pela crítica americana. The Prisoner é um remake da série de mesmo nome dos anos 60, uma reinterpretação. Me apaixonei de cara por essa trama extremamente confusa, porém, propositalmente. Roteiro, direção, fotografia, cenário, figurino, filmagem e principalmente elenco transformam The Prisoner na melhor coisa que já vi nessa fall season. A sinopse é essa:

“Um homem, conhecido como Six, se encontra inexplicavelmente preso na Vila, sem lembrar de como chegou lá. Explorando o lugar, ele descobre que os habitantes são identificados por números ao invés de nomes; não possuem memória de suas existências anteriores a Vila e estão sob constante vigilância Sem saber em quem confiar, Six é levado a descobrir a verdade por trás da Vila; a razão por estar lá e mais importante: como escapar.”

ep6-7-lennie

A Vila se encontra no meio do deserto, toda construída com estilo dos anos 60, onde todos vivem suas vidas tranquilamente. Mas Six sonha com uma vida em New York, onde ele trabalhava em uma empresa e pediu demissão por descobrir coisas que o levaram a pular fora. Na Vila, Six conhece Two, o grande homem por trás do local, que diz não existir qualquer outro lugar além da Vila. Mas Six tem lembranças remotas de sua antiga vida e quer descobrir a verdade, fazendo novos amigos e aliados, além de potenciais inimigos.

Se você espera histórias reais e explicações embasadas em fatos concretos, esqueça. A série é uma ficção e explora a fundo o consciente humano e suas fraquezas. É uma viagem do improvável com o real, do presente e do passado. Chega uma hora que tudo parece beirar a insanidade, porém a história logo lhe coloca na posição de ajudar Six a desvendar sua vida. Prepare-se para ficar tenso durante muito tempo e querer ver logo o próximo episódio depois dos cliffhangers. Para falar a verdade, só fiquei menos entretido durante umas duas cenas no episódio 4.

ep6-5-caviezel

The Prisoner me lembrou o filme Vanilla Sky, no qual realidade e imaginação se confundem e não sabemos até o final o que exatamente é real. Conspiração? Sonho? Vidas passadas? Esteja pronto para questionar qualquer teoria e hipótese durante essas 6 horas de show. Pelas atuações, cujos responsáveis eu falo mais abaixo, você se apegará com os personagens e torcerá por uns ou irá querer a morte de outro. A busca por respostas e pela verdade motiva qualquer ser humano, então espere estar bem motivado.

Não tem como não ficar preso nessa história intrigante. E não se preocupe, os plots principais serão explicados com o tempo. Os primeiros dois episódios são bem confusos, propositalmente, para que o telespectador se sinta na pele de Six e sua luta para descobrir a verdade por trás da Vila. The Prisoner é realmente de quebrar a cabeça e você se sentirá confuso a maior parte do tempo, porém, com a chegada ao final da trama, as histórias irão se resolvendo.

A série foi produzida pelo canal AMC, responsável por grandes nomes como Mad Men e Breaking Bad, que vem ganhando cada vez mais prêmios, como o Emmy. São 6 episódios ao todo e foram exibidos dois a dois de 15 a 17 de Novembro. Por ter sido uma reinterpretação da série dos anos 60, o roteiro mudou bastante pelos olhos dos escritor e diretor Bill Gallagher e Nuck Hurran. As críticas foram sobre esse mesmo problema, as mudanças. Eu nunca vi a versão original, por isso essa nova produção me agradou tanto, mas se você viu The Prisoner de 1960, apenas encare essa minissérie como algo novo.

ep4-7-415-six

Para ajudar, a cada episódio assistido, leia as recaps do site da AMC, pois me deixaram a par de todos os acontecimentos importantes. Outra coisa necessária é paciência, pois The Prisoner não é para ser assistido sem prestar atenção. E posso garantir que a série é uma deliciosa viagem pela mente humana através de infinitas possibilidades.

Porém, o trunfo é o elenco. Six é interpretado por Jim Caviezel, que é conhecido por ter feito Jesus no filme A Paixão de Cristo, além de trabalhos notáveis em O Conde de Monte Cristo, Além da Linha Vermelha, Outlander: Guerreiro vs. Predador, Déjà Vu e A Corrente do Bem. Caviezel tem a ajuda de Ruth Wilson (série Jane Eyre e filme Capturing Mary) como 313, Haley Atwell (filmes O Sonho de Cassandra e A Duquesa) como 415, Lennie James (Robert Hawkins de Jericho) como 147, Jamie Campbell Bower (filmes Sweeney Todd – O barbeiro demoníaco da Rua Fleet e Lua Nova, além de estar filmando Harry Potter e as Relíquias da Morte) como 1112 e Rachel Blake (série Suburban Shootout e filme Lantana) como M2.

Todos esses atores arrasaram em seus personagens, principalmente Jamie Campbell Bower como o filho de Two. Aliás, quem interpretou Two? Ninguém mais, ninguém menos do que o magnífico e extraordinário ator Sir Ian McKellen!! McKellen é conhecido atualmente por seus personagens como Magneto em X-Men, Sir Teabing em O Código da Vinci e Gandalf na trilogia O Senhor dos Anéis. Ele arrasou em todas as cenas e merece muitos aplausos por sua ótima atuação e forte presença em cena.

ep4-1-bower-mckellen

The Prisoner merece ser degustada aos poucos e com muita calma para desvendar todos os mistérios da Vila e fora dela. Mas o que posso dizer é que com roteiro, produção e elenco igual a esse, tudo isso vale cada minuto. Porém, como sabemos que séries dependem de gosto particular, assista o trailer de 9 minutos de The Prisoner, e se gostar, embarque nessa intrigante jornada…

São Bento do Sul – SC

Série Favorita: Lost

Não assiste de jeito nenhum: Séries policiais

  • Camila

    Parece muito interessante a série, o tema é bacana, e se a produção é boa…
    Com atores como esses, difícil dar errado.

    Achei curioso os nomes dos personagens que vc citou, six, two… os outros são four, five…? hahaha

    parabéns pelo post!

    • Nossa, a série é show. Uuhau, os outros são tipo Eleven Twelve, Four Fifteen e por ai vai

  • Quero assistir! Foi exibido em novembro aqui Caio? Ou na AMC de lá?

    • Na AMC de lá, de 15 a 17 de novembro.

  • Já baixei os dois primeiro episódios. Vi os 10 primeiros minutos e parece ser bem legal.

    • Pois é. Como eu disse, se vc gosta do tema, não tem MESMO do que reclamar, pq eh perfeito =]

  • Caralho! Esqueci que eu ainda não terminei ;( Perdi completamente a sequência agora, acho que vou rever quando as férias começarem, finalmente, semana que vem.

  • Livia Gregorin

    Entendi direito?? 6 episódios e a história chega ao fim??
    Que excelente! Vou procurar pra baixar!

    • Isso mesmo Livia. Apenas 6 episódios.

  • Livia Gregorin

    “Se você espera histórias reais e explicações embasadas em fatos concretos, esqueça.” Eu deveria ter lido isso direito! DETESTO séries “sem sentido” (pra mim, claro)…

    Ainda estou procurando um post que discuta a série (completa)… pelo menos pra eu conhecer a interpretação de outras pessoas.

    Mas valeu pelos atores… pelo menos a série é muito bem feita.

  • Eduardo

    Nunca assisti a nada tão imprestável em toda a minha vida. Os roteiristas e produtores desta porcaria deveriam ser banidos do meio artístico. Uma verdadeira afrinta ao intelecto humano.

  • Pyetro

    Achei genial a série, e a 1ª eu sei que foi inspiração para a músisa “The Prisoner” do Iron Maiden, é muito inteligente a série e também muito bem produzida, e os atores estão de parabéns.

  • Pyetro

    MAIS TEM ALGUMAS PESSOAS QUE NÃO GOSTAM POR QUE TEM QUE PENSAR.

  • edson

    assisti a serie dos anos e 60 e a atual. ambas são excelentes, cada uma a sua epoca. muito superiores a “lost” com tema semelhante(plagio?)e q, em minha opinião, foi muito ruim com atores idem.

  • Paulo França

    Amei a série na época. Pena que ficou prisioneira da midiocracia mercantilista. 🙁

Painel de Timeless na Comic-Con 2017

2 horas atráscomentarios

A volta dos que não foram! Timeless, drama sobre viagem no tempo da NBC que estreou no ano passado, ganhou fama por ter sido cancelada e ressuscitada três dias depois pela emissora, algo inédito até então na TV aberta dos Estados Unidos. Como não poderia ser diferente, todos os presentes no painel da série na Comic Con San Diego 2017 agradeceram imensamente ao público pelo salvamento. Os ‘clockblockers’, como são chamados os fãs da série, armaram uma verdadeira operação de guerra nas redes sociais assim que souberam que o seriado seria cancelado, o que acabou tendo um resultado positivo. O painel começou com a exibição de um vídeo de agradecimento aos fãs, que levou o público presente ao delírio. O […]

Leia o post completo

Painel de Colony na Comic-Con 2017

2 horas atráscomentarios

Colony foi um dos primeiros painéis de séries que tivemos nesta Comic Con 2017. Com muita expectativa para saber qual vai ser o andamento da série na sua confirmada terceira temporada, os produtores e o elenco foram recebidos pela audiência em San Diego. Estiveram presentes no painel, os protagonistas Josh Holloway e Sarah Wayne Callies, os atores Peter Jacobson (Snyder), Tory Kittles, os criadores Carlton Cruise e Ryan Condal. Sem muitos spoilers, Condal antecipou que muitas das respostas que buscamos virão logo nos primeiros episódios da terceira temporada. Entre elas, claro, como está o resto do país e do mundo, uma vez que no finale da segunda temporada os Bowman deixam de vez a Colônia de LA. Como disse Carlton […]

Leia o post completo

Painel de Van Helsing na Comic-Con 2017

3 horas atráscomentarios

Após um final de temporada sofrido, a equipe de Van Helsing tinha a grande missão de convencer o público de que a série ainda tem fôlego e merece mais uma chance. Pois eles chegaram ao painel sedentos (ops) de sucesso e conseguiram deixar os mais incrédulos bastante interessados. Presentes à mesa estavam os atores Jonathan Scarfe (Alex), Rukiya Bernard (Doc), Christopher Heyerdahl (Sam), Paul Johansson (Dmitri) e Aleks Paunovic (Julius). Também estavam Missy Peregrym, que terá sua personagem apresentada nessa temporada, o showrunner Neil LaBute e os produtores executivos Mike Frislev e Chad Oakes (que foi o moderador do Painel). A protagonista Kelly Overton (Vanessa) não pode comparecer, pois acabou de dar a luz à sua segunda filha, mas fez […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter