The Vampire Diaries – 5×13 Total Eclipse of the Heart

11 de fevereiro de 2014 Por:

“After a while I stopped waiting for him to fail because I liked the person that he’d become. And I don’t wanna lose that person.” – Stefan

 tvd513_steferine

E depois de semanas reclamando do que The Vampire Diaries vinha apresentando, chegou o momento em que eu consegui ver um episódio e até ficar um pouco ansioso para o que pode vier pela frente. Vejam bem, não que a história em si tenha andado muita coisa ou que algo surpreendente tenha acontecido, mas o episódio fluiu de uma maneira que seus anteriores não vinham conseguindo há muito tempo. Talvez esses tempos sem Elena resultem no frescor que a série precisa para continuar sua caminhada. Antes de entrarmos no episódio dessa semana, alguns comentários que valem a pena serem ressaltados: realmente, Elena foi uma anta de só ter deixado Nadia e a viajante desacordadas – uma das situações mais retardadas da série, sendo que ela vampira poderia ter resolvido aquilo na mesma hora -, o argumento foi de que Elena não tem o extinto de matar em suas veias (engraçado que na hora de salvar Damon de Jesse, ela tinha né roteiristas?). Enfim, vamos ao episódio da semana.

O que eu mais gostei foi que para mim Katherine sempre funciona muito bem, mas ainda não aceito a maneira tonta que deixaram ela na série. Só que a personagem toma o espaço e faz de todas as tramas em que se envolve muito interessantes, o que é um grande mérito de Nina que consegue interpretar duas personagens tão diferentes – Nina que vem enfrentando críticas pela sua atuação nos últimos tempos da série, algo que soa um pouco incoerente para mim já que não vejo tantas mudanças. Mas voltando a nossa vampira sem escrúpulos, ela está definitivamente decidida a reconquistar Stefan, o que para os fãs do casal é muito maneiro. Eles compartilharam cenas memoráveis nesse episódio e não temos como deixar de citar a conversa dos dois ao som de ‘Say Something‘, uma das minhas canções preferidas doe 2013. Naquele momento pudermos ver a real motivação da personagem e foi realmente uma grande cena, com ela confessando de que tudo que faria a partir de agora seria por Stefan e não mais por Damon. Me pergunto a confusão que vai ser quando Elena voltar a tona.

tvd513_damon

Outro ponto importante dessa cena ficou pela participação meio constrangedora de Caroline. Não sei se fui eu que vi demais, mas para mim todo o comportamento da garota durante o episódio soou um pouco ciumento além da conta, o que poderia ser o primeiro indicativo de um casal que muitos fãs já torcem fazem anos. Claro que isso não passa de uma especulação minha, mas ainda assim, vale ficarmos atentos nos próximos passos desses personagens.  Quem apareceu para fazer coisa nenhuma (mais uma vez) foram Bonnie e Jeremy. Sério, é implicância minha ou eles perderam a serventia na série? Eles só servem para ser motivo de barganha de alguém, que droga! Agora teremos ainda que aguentar a Bonnie pagando de professora para a tal da bruxinha que apareceu em Whitmore. Já que falamos na faculdade, porque não falar de Augustine, a trama morta que renasceu das cinzas como uma fênix para atormentar nossas vidas? Pensei que já tinham dado um jeito em Wes, mas não. Ele tá vivinho da Silva e ainda tem mais coisas para experimentar nos vampiros.

A grande salvação pode ser a tal Sloan que chegou para proteger Wes e parece estar envolvida com os viajantes – algo que nos remete diretamente a cena do 100º episódio, quando Elena e Stefan tem seus sangues capturados. A parceria desses dois parece um tanto perigosa e a grande cartada já foi dado no final desse episódio: a transformação de Damon em um vampiro que se alimenta de vampiros. Isso influencia diretamente na vida da maioria dos personagens e a vontade de beber parece ser algo bem incontrolável. Ele podia aproveitar e começar por Enzo, que vem se mostrando, semana após semana, um personagem com pouco propósito na série. Ao menos tivemos Tyler e Matt descobrindo mais de Nadia e também colocando o único humano da série em risco – mais uma vez. Agora paramos e voltamos daqui a duas semanas com ‘No Exit‘, que você pode dar uma conferida no vídeo promocional aqui abaixo. Até mais!

P.S.: Passei a semana cantando o clássico que deu título ao episódio, já que é impossível ler esse nome e não lembrar da música!

Caiçara, viciado em cultura pop e uns papo bobo. No mundo das séries, vai do fútil ao complicado, passando por comédias com risada de fundo e dramas heroicos...

Ler perfil completo

Santos - SP

Série Favorita: Arrow

Não assiste de jeito nenhum: The Walking Dead

  • Mateus

    Jeremy por ser caçador, não deveria ser imune à qualquer ação de vampiros? Foi isso que ele disse ao Silas, o que os fez brigar de igual para igual, sem a ultraforça vampiresca para detê-lo. Estranho ele ter sido detido com tanta facilidade por Enzo.

    Acho que a própria filha vai acabar ferrando com a Khat, já que ela dá sinais que apenas está usando a “menina”.

    E espero também que eles não deixem esquecido que a Matt possui a faca capaz de matar um viajante.

    Episódio melhor que o anterior.

  • gans

    Stefan é um amor, adoro muito ele. Mas essa gente tá sendo burra de achar que a gente vai aturar essa história de Katherine/Elena por mt tempo. e Damon não faz falta alguma na série, sinceramente.

    • ruth

      Falou o que penso.Não guento mais o Damon e suas infantilidades…aff

  • Helena

    TVD está se tornando só decepção. Esse episódio realmente foi melhor do que o anterior, mas ainda assim essa trama não está convencendo. Espero que esse lance do Damon leve à algum lugar satisfatório, e que parem de querer jogar fora toda a evolução do personagem. Por que me desculpem, mas fazer ele tratar o Jeremy deste jeito depois da reação dele com a morte da Bonnie é forçar a barra. Sim, adoro o personagem e o que estão fazendo com ele me deixa chateada com a série. Mas poxa produção, Katherine se arrastando para o Stefan? Poderiam fazer algo melhor com a personagem. Espero que a Nadia faça alguma coisa para ela se dar mal, porque ela continua sendo a mesma egoísta de sempre e não dá a mínima para a filha que fez de tudo para salvar ela. Espero que o Matt consiga revelar logo a verdade, porque se ficar nessa até o final da temporada vai ser difícil. Por fim, favor providenciar uma explicação para a existência dos viajantes!!

  • Nath

    Episódio melhor do que o anterior. Mas… PELAMORDEUS que desconstrução que estão fazendo com o Damon!
    Como o personagem passa por 5 temporadas de crescimento e evolução para chegar e retornar a estaca zero? O Damon estava apagado? Estava. Mas isso faz parte de personagens de série: abrir caminhos para outros para depois mostrar que, mesmo apagados, ainda tem força e desperta o interessa do público. Recriar esse Damon vidaloka é uma forma desesperada de recuperar os “tempos dourados” da série. Como se pra conseguir a audiência da primeira e segunda temporadas, fosse necessário reviver os personagens desse período. Quantas vezes já não vimos isso acontecer? Damon melhora como pessoa, acontece alguma merda, Damon joga tudo para o alto. E quantas vezes mais TVD vai insistir nesse plot? Acredito que depois de toda a trajetória percorrida (ser abandonado por Kath, se apaixonar por Elena, se aproximar do irmão, passar a viver entre os humanos, lutar contra Klaus, procurar a cura, namorar Elena) não há mais espaço para o retorno do Damon.meninomau.com simplesmente por que terminou o namoro com Elena. Como se o personagem só crescesse quando estivesse namorando com Elena. Elena despertou o melhor de Damon mesmo antes deles namorarem! E isso não deveria adormecer apenas por que o relacionamento amoroso dos dois terminou. Sinceramente, isso é coisa de roteiro preguiçoso e com medo de ousar, que tenta usar o velhos truques pra conquistar audiência.

  • Nath

    Episódio melhor do que o anterior. Mas… PELAMORDEUS que desconstrução que estão fazendo com o Damon!
    Como o personagem passa por 5 temporadas de crescimento e evolução para chegar e retornar a estaca zero? O Damon estava apagado? Estava. Mas isso faz parte de personagens de série: abrir caminhos para outros para depois mostrar que, mesmo apagados, ainda tem força e desperta o interessa do público. Recriar esse Damon vidaloka é uma forma desesperada de recuperar os “tempos dourados” da série. Como se pra conseguir a audiência da primeira e segunda temporadas, fosse necessário reviver os personagens desse período. Quantas vezes já não vimos isso acontecer? Damon melhora como pessoa, acontece alguma merda, Damon joga tudo para o alto. E quantas vezes mais TVD vai insistir nesse plot? Acredito que depois de toda a trajetória percorrida (ser abandonado por Kath, se apaixonar por Elena, se aproximar do irmão, passar a viver entre os humanos, lutar contra Klaus, procurar a cura, namorar Elena) não há mais espaço para o retorno do Damon.meninomau.com simplesmente por que terminou o namoro com Elena. Como se o personagem só crescesse quando estivesse namorando com Elena. Elena despertou o melhor de Damon mesmo antes deles namorarem! E isso não deveria adormecer apenas por que o relacionamento amoroso dos dois terminou. Sinceramente, isso é coisa de roteiro preguiçoso e com medo de ousar, que tenta usar o velhos truques pra conquistar audiência.

The Fall é uma série misógina?

3 dias atráscomentarios

Ano passado, chegou ao fim a série The Fall, que contava a história da investigação criminal liderada pela detetive superintendente Stella Gibson (Gillian Anderson) para capturar o serial killer Paul Spector (Jamie Dornan). Stella é uma investigadora experiente chamada pela polícia para resolver o assassinato de uma jovem na região de Belfast, mas ela acaba descobrindo uma ligação com casos anteriores. A série, tida por muitos como feminista, foi alvo de críticas. Alguns críticos defendem que em vez de ser uma série feminista, The Fall acabou se tornando uma série misógina. Entretanto, os argumentos que ancoram a tese parecem frágeis: 1 – Stella Gibson é objetificada Dizem os críticos que ao ser apresentada como uma mulher muito atraente, que está […]

Leia o post completo

Desventuras em Série

4 dias atráscomentarios

“Se você estiver interessado em histórias com finais felizes, vá procurá-las em outro lugar. Nesta história não há um final feliz, nem começo feliz e poucas coisas felizes entre uma coisa e outra.” Inspirada na saga de 13 livros, escrita por Daniel Handler sob o pseudônimo de Lemony Snicket, Desventuras em Série finalmente chegou à Netflix, para uma temporada de oito episódios. A expectativa era gigantesca, afinal além dos fiéis leitores dos livros, a história já era conhecida do grande público, em função do filme estrado por Jim Carrey, em 2004. Sendo assim, fico contente em afirmar que a obra não decepciona, porém, dificilmente conseguirá agradar a gregos e troianos. Em seu primeiro episódio – Mau Começo: Parte Um – […]

Leia o post completo

Victoria

6 dias atráscomentarios

Estávamos dividindo as séries para fazermos análises nessa mid-season e me deparei com Victoria, que estreia de 15 de janeiro pela PBS nos Estados Unidos, mas quando fui pesquisar mais sobre ela, descobri que se trata de uma série produzida originalmente pela ITV, emissora britânica, e que já tem a primeira temporada encerrada. Muitas vezes a gente acaba dando muita ênfase apenas para séries americanas e se esquece de que em outras partes do mundo, coisas incríveis estão sendo feitas, como disse a Virgínia em sua análise de Please Like Me. Mas eu digo que isso acaba agora, vem ver porque Victoria não é apenas uma das melhores séries que eu já assisti como é a primeira que eu daria […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter