Top 5 showrunners de sucesso das séries

28 de março de 2017 Por:

Na TV americana, os showrunners são para as séries o que os técnicos são para o futebol: maestros responsabilizados pelo sucesso ou pelo fracasso de toda a equipe. Existem nomes que já fizeram história e arrastam uma multidão de, no mínimo, curiosos quando estão associados a um novo trabalho. Nosso especial de hoje é pra falar, em ordem alfabética, de cinco produtores que ocupam grande espaço na minha wachtlist.

 

Bruno Heller

Nascido em 1960 em Londres, na Inglaterra, Bruno Heller é o  nome por trás de Roma, The Mentalist e Gotham. O talento do britânico me chamou a atenção na série de Patrick Jane, pois, além do ótimo trabalho no conjunto da obra, ele era o escritor dos meus episódios preferidos. Gotham começou com grandes expectativas, mas decepcionando. Felizmente, a série foi crescendo e desenvolvendo boas histórias com excelentes personagens com gás pra permanecer no ar por várias temporadas.

Greg Berlanti

Greg Berlanti, nascido em 24/05/1972, estudou roteiro de peças na Northwestern University. Em seu currículo, Greg acumula séries que agradam gostos variados: Brothers and Sister, Eli Stone (para o qual ele foi nomeado para um prêmio WGA), a minissérie Political Animals (para a qual foi nomeado para um WGA, DGA e Globo de Ouro), Everwood, Jack & BobbyThe Mysteries of Laura, Supergirl, The Flash, ArrowThe Tomorrow People,. Se analisarmos os roteiros, podemos afirmar que Greg é o mais versátil da lista.

Julie Plec

Julie Plec fez alguns trabalhos na ABC, mas foi na querida CW que conquistou seu espaço com The Vampire Diaries, The Originals e The Tomorrow People, em parcerias com Greg e Kevin. Sempre super simpática em todas as entrevistas, Julie é querida tanto pelos fãs das séries quanto pelos atores, que adoram postar fotos com ela em redes sociais.

Kevin Williamson

Kevin Williamson, nascido em 14/03/1965, é o nome mais sombrio dessa lista. O produtor começou a conquistar seu espaço após o sucesso do filme Pânico ,lançado em 20 de dezembro de 1996, que revolucionou a história dos filmes de terror. Em seu currículo de séries, Kevin possui Dawson’s Creek, The Vampire Diaries, The Following, Stalker e a novata Time After Time (que mistura viagem no tempo com a história de Jack, o Estripador). Se você gosta de um bom suspense e boas emoções, com certeza tem alguma série do Kevin na sua lista.

Shonda Rhimes

E pra fechar nosso top de hoje, a mulher mais comentada da TV nas noites de quinta: Shonda Lynn Rhimes, carinhosamente apelidada pelos fãs de Grey’s Anatomy como Shondanás. Nascida em 13 de janeiro de 1970 em Chicago, Illinois, EUA, Shonda trabalhou durante alguns anos como assistente de desenvolvimento de filmes antes de vender seu primeiro roteiro. O sucesso bateu forte à sua porta com Grey’s, que já atingiu audiências astronômicas na TV americana e mesmo que não reviva constantemente seus tempos áureos, ainda é um  show rentável da TV. O spin-off Private Pratice permaneceu no ar por seis temporadas. Scandal e How to Get Way with Murder seguem firmes, esta última causando cada dia mais comentários. Vale lembrar que a Shondaland, empresa de Shonda, é responsável por cerca de 70 horas na TV americana por temporada.

 


Agora é a sua vez de contar pra gente: quem são seus showrunners preferidos?

Mineira apaixonada por séries policiais, dramas jurídicos e séries teen de qualidade (Saudades, Greek!).

Belo Horizonte - MG

Série Favorita: Grey´s Anatomy

Não assiste de jeito nenhum: House

  • Adriano

    Boa lista, que apesar de não ter colocado os mais talentosos, colocou os que sabem fazer trabalhos populares. Só acho q faltou colocar o mais famoso atualmente: Ryan Murphy.

    • Andrezza

      Oi, Adriano!
      É sempre ótimo escrever especiais que merecem continuação. Ryan já está anotado para os próximos.
      Obrigada pelo comentário.

  • Vinicius

    Podia ter colocado Ryan Murphy e Tina Fey, mas boa lista!

    • Andrezza

      Oi, Vinícius!
      Minha lista pra mais posts só aumenta, obrigada pelas sugestões.

  • Andréia Viana

    Julie não tá muito pra querida ultimamente não, criticada demais por suas escolhas nas séries (mania de querer agradar fandom), mas faz sucesso mesmo, Guggenheim não tá na lista, mas é outro, odiado pelos fãs das HQ’s e amado pelas Olicity, ele sempre chama a atenção.
    Berlanti, Shonda e Kevin Williamson são os mais respeitados.

    • Andrezza

      Oi, Andreia!
      Já tô colocando Guggenheim na lista da parte 2.

  • emerson gouveia

    Senti falta de dick wolf e tina fey

    • Andrezza

      Ótimas sugestões, Emerson.
      Ja podemos pensar na parte 2!

  • Caio

    Tenho minhas dúvidas quanto ao Kevin, stalker e time after time foram canceladas ainda na 1º temporada.
    E ainda tenho uma relação de amor e ódio após ele ter praticamente abandonado tvd após a 3º temporada.

  • Lucas

    Bryan Fuller (American Gods, Hannibal, Pushing Daisies) é perseguido pelos cancelamentos precoces, mas é um showrunner muitíssimo talentoso e tem uma legião de fãs.

    • Caio

      Talvez as coisas esteja melhorando para ele. American gods foi renovado (muito) antes da estreia. Renovamento precoce? Kkkk

  • Luisa Lak

    Julie e Kevin,responsáveis por uma das piores personagens femininas que EU já vi.Elena Gilbert,a eterna mulher de malandro, hipócrita,sem amor próprio,fraca,sempre esperando um macho pra salva-la,mesmo quando vampira.Vergonha alheia resume.Vou nem entrar na área,Bonnie e o racismo em TVD.

  • Pri Rezende

    Faltou Dick Wolf

  • Su

    Interessante esse post. Nem vejo nenhuma série deles, mas entrei pensando que Shonda e Ryan Murphy eram obrigatórios nessa lista e qual não foi o meu espanto quando não encontrei o nome dele…

    Kevin Williamson penso que caiu um pouco na perpepção da maioria desde que saiu de TVD e nunca mais teve nenhum sucesso, seja a nível de audiências, hype ou crítica. Entusiasmei-me com The Following no início mas rapidamente a série se perdeu e acabei por largar no final da primeira temporada, assim como TVD foi ladeira abaixo desde que ele saiu. E essa desgraça, muita gente culpa a Julie Plec, então não tenho ideia que ela seja tão querida assim pelos fãs. Pelo contrário, a maioria dos comentários que encontro, o pessoal foge de qualquer coisa que tenha o nome dela, depois de ela ter conseguido estragar por completo uma série que já foi tão boa como TVD nas primeiras 3 temporadas. Mas adoro The Originals! Não sei se a qualidade da série é mérito dela ou não.

    Os outros dois nem conhecia. Pessoalmente acrescentaria o Joss Whedon, actualmente de Agents of SHIELD, que conta no seu currículo com ligações a várias séries emblemáticas de temáticas que gosto, mais tipo fantasia, ficção científica e sobrenatural como por exemplo Firefly.

  • Andrey Raphael

    Acho que faltou o aclamado J.J Abrams se não me engano (não sei como se diz corretamente) Ele foi o criador da série de sucesso dos anos 90 Felicity, inclusite eu nunca vi nada dessa série incrível aqui no site e gostaria muito que fizessem um post falando especialmente de Felicity, por favor seria um sonho.

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Guia da Trilha Sonora: Scream – Season 1

2 semanas atráscomentarios

Entre os poucos pontos positivos que posso destacar em Scream, a trilha sonora fica em primeiríssimo lugar (talvez porque seja da MTV). Misturando canções atuais, dançantes e tristes, que fazem parte da vida dos jovens de Lakewood, a série soube utilizá-las para compor a história e os personagens. Assim, nada melhor do que ouvir as músicas da primeira temporada, agora disponível em uma playlist na nossa conta do Spotify!

Leia o post completo

House of Cards e a Política Brasileira

2 semanas atráscomentarios

Primeiramente, #foratemer. E se você ainda não conferiu a última temporada de House of Cards, não se preocupe, esse texto não contém spoilers, – apenas reflexões. Pra gostar de House of Cards você precisa torcer pelos Underwood. Claro, a gente sabe o quanto eles são escrotos, mas é ficção, certo? Não tem problema torcer pelos vilões. Ou pelo menos era o que pensávamos em 2013, quando a série estreou. Mas de lá pra cá a política mundial virou de ponta à cabeça. Os Estados Unidos elegeram Trump e nós tivemos Temer enfiado goela abaixo. Isso sem contar os acontecimentos dignos da ficção, como a morte de Teori Zavascki, a delação do Joesley e os testes nucleares da Coréia do Norte. […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter