Um Dia De Cada Vez – 1×05 Strays

10 de janeiro de 2017 Por:

Em seu quinto episódio, Um Dia de Cada Vez abordou outro tema que ainda é muito sensível à sociedade, principalmente se considerarmos a sociedade norte-americana: a imigração. No contexto da série a trama caiu como uma luva abrindo espaço para descobrirmos um pouco mais sobre o passado de nossa nova família cubana preferida.

Como já sabíamos, Elena e Carmen estavam trabalhando em um projeto sobre imigração para a escola, o que foi o início da discussão sobre o assunto. Schneider começou a falar de sua “difícil” história como imigrante ilegal canadense e como foi difícil sua vinda para o país, o que obviamente, Penélope não deixou barato.

Deve ter tido muita coragem, Schneider, ao vir para cá com tudo. Conhecendo apenas todo o idioma e se esforçando para desaprender o sistema métrico

Foi legal ver uma série abordando esse  “vitimismo” branco que sempre tende a maximizar seus dramas e colocá-los como se fossem o povo mais sofrido do mundo, sendo que claramente são os mais privilegiados.

Um Dia De Cada Vez - 1x05

Mas o personagem que melhor define a  imagem do americano alienado que se acha o centro do mundo é Scott. Como a própria Penelope disse, ele só abre a boca para falar besteira e com sua fala mostrou bem que não sabe nada sobre o tema, descrevendo o processo de imigração como se fosse algo simples e fácil. Novamente Penelope foi brilhante e deu um sermão em todos presentes na mesa, fazendo-nos aplaudir de pé seu discurso.

Um Dia De Cada Cada Vez - Schneider

E para ilustrar esse quadro de vez, tivemos o caso de Carmen, amiga de Elena cujos pais foram deportados de volta ao México. Diferentemente das suspeitas da abuelita, de que sua neta estava em um relacionamento lésbico, o buraco era mais embaixo e Elena na verdade estava fazendo uma boa ação por sua amiga. Essa foi a parte que comprovou tudo que Penelope havia falado sobre imigração: o sistema não liga se sua vida já está estabilizada no país, ou se você tem família e só expulsou os dois de lá, expulsou os dois de casa. Sentiremos falta de Carmen e do arsenal de piadas de bruxa de Penelope.

Um Dia De Cada Vez - Carmen

Um ponto alto de Um Dia de Cada Vez é como a série está conseguindo levantar questões polêmicas e desconstruí-las principalmente por meio do sarcasmo e da ironia, sem perder o tom humorístico que tanto estamos gostando.


Observações:
– A Lori bêbada dando em cima do Schneider foi a melhor pessoa!
– A performance do parabéns de Lydia foi sensacional!
– Me identifiquei 100% com a Elena no jantar de família: de cara fechada, obviamente querendo estar em outro lugar.

 

E vocês, o que acharam do episódio? Contem nos comentários!

Futura jornalista, viciada em séries e louca dos signos. Adora músicas pop punk e passa muito tempo em redes sociais. Só abandona a Netflix quando chamam pra ir...

Ler perfil completo

Rio de Janeiro / RJ

Série Favorita: Freaks and Geeks

Não assiste de jeito nenhum: Orange Is The New Black

Misfits e o uso de poderes em benefício estritamente próprio

2 semanas atráscomentarios

O tema dos super-heróis tem sido bastante explorado nos moldes atuais, existem por ai séries de bastante qualidade e que fazem a cabeça de um grande público onde o enfoque são os indivíduos/as que ganham poderes e os usam para salvar o mundo, só que muito antes disso tudo uma série britânica teve a audácia de retratar um cenário onde jovens deturbados e a margem da lei ganham poderes bizarros e os usam para os mais egoístas e cômicos interesses,  criando situações inimagináveis. Esta é Misfits, uma série britânia que foi ao ar entre os anos de 2009 e 2013, totalizando 5 temporadas de grande sucesso ao mesclar com eficiência, humor, comédia e ficção científica. A série narra as peripécias […]

Leia o post completo

Girlboss: guia do que NÃO fazer na vida adulta

2 semanas atráscomentarios

Teve gente que gostou de Girlboss, teve gente que achou a série fraca. Mas em uma coisa todo mundo certamente concorda: Sophia é um dos piores seres humanos que já vimos como protagonista de uma série. E com ela a gente pode aprender muito sobre o que não fazer para ser uma pessoa melhor. 5. Não roubar Em GirlBoss, uma das primeiras coisas que descobrimos sobre Sophia é que ela acha normal roubar. Não, ela não rouba porque precisa, porque quer ajudar alguém, ou se quer por uma questão de princípios contra uma sociedade capitalista. Sophia rouba porque se sente superior e simplesmente não respeita os outros, – muito menos suas propriedades. 4. Não ser egoísta com a melhor amiga […]

Leia o post completo

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter