Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

The Fosters

Por: em 9 de junho de 2013

The Fosters

Por: em

Nota

 

 

Quando escolhi escrever o Primeiras Impressões de The Fosters, não sabia nada sobre a série, somente que seria da ABC Family. Depois, cheguei a escrever um plantão sobre ela, mas sneak peeks fora do contexto não impactam tanto quanto assistir à cena na sequência correta. Com isso, foi com grande surpresa que comecei a assistir ao piloto e me deparei com um drama quase sem espaço para o humor (por ser da ABC Family, esperava uma série bem mais leve, estilo Jane by Design) e envolvente do começo ao fim.

Elenco de The Fosters

Mas vamos por partes: a vice-diretora de uma escola comunitária, Lena Adams (Sherri Saum), e a policial Stef Foster (Teri Polo) são as matriarcas da família Foster (foster, em inglês, quer dizer “alguém que cuida ou toma conta de outra pessoa” e é usado para se referir às pessoas adotadas ou lares adotivos), que estão criando Brandon (David Lambert), filho biológico de Stef, e os gêmeos adotados Mariana (Cierra Ramirez) e Jesus (Jake T. Austin). Como se o fato de serem uma família completamente fora do comum não fosse o suficiente para render histórias, começamos a série com Lena sendo chamada para abrigar em sua casa por algumas semanas a adolescente Callie (Maia Mitchell), recém saída do reformatório após arranjar uma briga em sua casa adotiva.

Porém, Lena só esqueceu de um pequeno detalhe: contar aos filhos e à esposa (que não atendeu ao telefone, diga-se de passagem) que eles teriam uma nova moradora por um tempo. Sem esse aviso prévio, todos são pegos de surpresa com a mãe chegando em casa com uma pessoa nova, mas a adaptação é melhor do que o esperado. Callie não fala muita coisa em seu primeiro dia na casa, a não ser um pequeno espanto por descobrir que Lena e Stef são um casal e para ter um momento de cumplicidade com Mariana, quando pega esta roubando os remédios de Jesus.

Durante o piloto, vemos um pouco da rotina da casa e a relação entre os irmãos (como os gêmeos falando em espanhol quando sozinhos e Brandon ficando meio de lado, mas sem se importar muito com isso) e descobrimos que Lena estava tentando encontrar a mãe biológica dos gêmeos a pedido principalmente de Mariana, apenas para ver a garota recusando encontrar a mãe quando Lena a encontra. Conhecemos também Mike (Danny Nucci), pai biológico de Brandon, policial assim como Stef e que pede para ser parceiro de trabalho dela. Ainda não vimos muito do trabalho de Stef, mas sabemos que a presença mais constante de Mike em sua vida pode causar alguns atritos não só na polícia como também em casa, já que Lena não é fã número um dele.

The Fosters

Entre os adolescentes, vimos desde a primeira cena surgir uma química interessante entre Brandon e Callie, que provavelmente se tornará um triângulo amoroso, pois o garoto tem uma namorada, Talya (Madisen Beaty), que não pareceu estar muito contente com a atenção que ele dá a Callie.

A série também abre espaço para uma dose de humor, quando Callie tenta agir casualmente na casa dos Fosters e pega uma caneca de café de manhã, em um ambiente onde somente aos adultos é permitida a bebida.

Os 40 minutos de The Fosters passam voando com a ótima dinâmica das cenas. Elas são bem amarradas e não há um minuto sequer desperdiçado com algo que não seja relevante para o enredo. Com personagens tão fora do tradicional, percebemos que essas diferenças não serão neutralizadas e serão tratadas de forma natural, como quando Callie pergunta se Lena e Stef são gays (mas usando um termo pejorativo) e Jesus responde simplesmente que elas preferem ser chamadas de pessoas, mas sim, são gays. Os diálogos, aliás, são um show à parte, sendo sabendo colocar as palavras exatas nos momentos certos.

A série não tem medo de pisar em terreno polêmico ao tratar do abuso de crianças em lares adotivos e mostrar também como, em alguns casos, os pais biológicos não têm condições de tomar conta das crianças e as chantageiam emocionalmente para conseguir um dinheiro extra.

O elenco é composto praticamente de rostos pouco conhecidos, mas não decepcionam. Todos parecem confortáveis nos papéis que interpretam, entendendo o universo dentro de cada personagem. A cantora, atriz e ex-jurada do American Idol, Jennifer Lopez, assina a produção executiva de The Fosters, que quando o piloto foi anunciado em agosto, chegou a sofrer boicote por um grupo conservador nos Estados Unidos que não aceitava a “redefinição do casamento e da família ao ter duas mães criando os filhos juntas”. Em resposta, a ABC acabou atrasando a estreia da série, mas afirmou que ela era perfeita para a rede de televisão e teria os mesmos relacionamentos “profundos, de coração, próximos e autênticos” que os telespectadores estavam acostumados.

O piloto teve audiência de 1,42 milhões de telespectadores e 0,6 na demo e o canal já anunciou que pelo menos 10 episódios irão ao ar. E eu pessoalmente espero que ela consiga uma segunda temporada.


Bianca

Feminista interseccional, rata de biblioteca, ativista, ama filmes, séries, cultura pop e BTS. Twitter sempre vai ser a melhor rede social.

São Paulo - SP

Série Favorita: Grey's Anatomy

Não assiste de jeito nenhum: Lost

×