Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

No Limite: Ceará – Episódio 05

Por: em 14 de agosto de 2009

No Limite: Ceará – Episódio 05

Por: em

E quando metade da população mundial já tinha desistido e a outra metade tava quase lá…
…AS REGRAS MUDAM! Finalmente sai de cena o voto popular e entra a voz dos participantes pra decidir quem que eles querem fora do jogo. Claro que não é só mudando o esquema de votação que o programa vai se tornar perfeito, mas não dá pra negar que já anima bastante. De qualquer jeito, vamos deixar esse assunto pro próximo domingo, já que as regras de hoje ainda foram as mesmas, e o episódio dessa quinta veio pra definir qual seria a última decisão do público em No Limite.
No início da semana, devido às desistências e à eliminação precoce de Luiz, 3 novos participantes entraram no jogo, mas sem que a gente tivesse muito tempo pra conhecê-los. E talvez fosse melhor continuar desse jeito. O começo do episódio mostrou um pouco de cada um deles, e fiquei com a impressão de que a única personalidade que pode trazer algo de interessante pro jogo é a da Isabel. Taritza – que já conhecia o Gilson da faculdade – me pareceu meio sem sal, e Cebola, da tribo Manibu, tem aquela pinta de bobo alegre, perfeita pras antigas regras do voto popular, mas que deve ser um dos primeiros alvos no novo estilo de votação. Ou não. Se a tribo Manibu continuar forte como demonstrou nas provas desse episódio (até pela força física do próprio Cebola), eles terão enfrentarão o Portal poucas vezes.

A (primeira) prova de recompensa foi a mais divertida de se assistir desde o começo de No Limite. Um participante ia até um barco, pegava um peixe, que ia sendo passado de um participante pra outro, até que o último teria que cortar a cabeça e o rabo do animal pra que o ciclo continuasse. As mulheres demonstraram uma habilidade fora do comum nessa última etapa. Praticamente todas elas cortavam o peixe da maneira mais tosca possível. Uma tentava serrar com um facão sem serras, outra tirava a cabeça cortando o peixe pela metade, outra quase cortava um dedo da mão… Se No Limite me fez chorar de desgosto nos primeiros episódios, conseguiu compensar nessa prova com BOAS risadas, mesmo que não intencionais. E antes que eu me esqueça, quem ganhou a prova foi a Manibu, levando pro acampamento comida e um kit de churrasco (não me espanto mais).
Comemoração num acampamento, galera um pouco mais triste no outro… Sem nada de muito importante pra detalhar aqui, vamos logo pra segunda prova do episódio. Dessa vez a imunidade não estava em jogo, porque, como eu já disse lá em cima, as regras mudaram. Então, sem formação de Portal, não havia sentido em disputar o ídolo. No lugar dele, os participantes concorreram a um Fiat Strada 0km. Utilizando o próprio carro, um grupo de 4 – sem trocadilhos – deveria encontrar algumas marcas na areia e cavar pelas peças do quebra-cabeça – que, de fato, não parecia ser fácil. Mas levar DUAS HORAS pra montá-lo achei um pouco demais… O que importa é que o grupo mais rápido menos devagar novamente foi Manibu. Mas o carro era apenas um e, numa decisão de sorte, quem levou foi o Marcelo (E também ri muito da Jéssica comemorando antes da hora, achando que tinha ganhado).
O sortudo, porém, não tá sendo visto com olhos muito bons pela tribo. Algumas integrantes da equipe acham que ele reclama demais, que ele é arrogante na hora de expor suas ideias… E o interessante foi ver como isso o levou a ser tratado como uma ameça, já que a sua pose de coitadinho era uma concorrência forte no esquema de eliminação pelo público. Ruim pra Bia, que talvez fosse a que melhor entendesse o jogo dentro desse estilo e ficou um pouco chocada quando Zeca Camargo anunciou a mudança no formato de eliminação no Portal.
Apesar de ter vencido as duas provas do episódio, a tribo Manibu estava lá junto com Zeca pra decidir o assunto do episódio de domingo: quem seria eliminada, Júlia ou Luciana? Ponto pra mim, que no último post de comentários, acertei que a Luciana ficaria. Com uma boa diferença – 66% dos votos – Júlia foi a última participante a deixar o No Limite através da votação popular. Vamos torcer pra que, junto com ela, também tenha ido embora boa parte dos defeitos do programa. Até que enfim, tô ansioso pelo próximo episódio.
P.S.: Depois de ganhar a segunda prova, a tribo Manibu também ganhou uma festa de recompensa. Mas como não aconteceu absolutamente nada de interessante nela, tô colocando nesse Post Scriptum só pra não passar em branco.
P.S. 2: Ahhh, o post ficou todo laranja, só deu Manibu ontem à noite.
Pra equilibrar um pouco: Taíba, Taíba, Taíba, Taíba, Taíba.

Guilherme Peres

Designer

Rio de Janeiro - RJ

Série Favorita:

Não assiste de jeito nenhum: