6 Séries de ficção científica para fazer maratona

2 de janeiro de 2015 Por:

Hoje (2 de Janeiro) é o aniversário de Isaac Asimov, celebrado escritor de ficção científica, autor de livros que mexem com a nossa imaginação, levanta diversas possibilidades de futuros. A sua obra é vasta e aclamada, dentre elas algumas deram origens a filmes, como Eu Robô ou o Homem bicentenário, com Robin Williams. Ele escreveu livros de mistérios, social Sci-fi (não envolve viagens espaciais ou super tecnologia, mas sim condições e interações humanas diferentes), hard sci-fi (como a ciência pode impactar a história).

Sua obra de maior impacto foi a trilogia Fundação, onde apresenta um universo imperialista com humanos espalhados por todos os cantos, e a burocracia do império é a única maneira de controlar a todos. Um psico-historiador prevê com uma série de cálculos avançados o declínio do império e um período negro para os humanos que durará por muito tempo. A única saída que ele apresenta é a criação de uma fundação.

Sugerimos que leiam os livros, valem cada minuto. E no mesmo estilo sugerimos algumas séries também de Sci-fi para assistirem:

Sci-fi no espaço

Aqui sugerimos três séries para quem gosta de Sci-fi no modo hard, com viagens no espaço e que se passam num futuro da raça humana, se gostava (ou gosta) de assistir Star trek, Star Wars, estas séries são um prato cheio para você.

Battlestar Galáctica

a-battlestar-galactica

É a querida série de todos que gostam de Sci-fi. Em 4 temporadas acompanhamos uma nave de batalha espacial (Battlestar Galactica) escapar de um ataque genocida às 12 colônias e seus tripulantes iniciarem uma jornada para tentar encontrar um meio de sobreviver no universo, e ainda lutar contra os Cylons, robôs criados pelos humanos que declararam guerra aos seus criadores. Os personagens buscam além de um outro mundo absolvição moral. A série discute ética, inteligência artificial e o relacionamento humano além de ter muita conspiração e aventura.

Firefly

a-firefly

A série se passa no ano de 2517, depois que o planeta Terra passou a não comportar o número cada vez mais crescente de habitantes, levando a busca de outros sistemas para colonizar. Havia um poder centralizador, mas este não apoiava economicamente os planetas distantes que foram modificados para suportar a vida humana. Houve uma guerra em busca de liberdade, e Firefly mostra justamente o dia a dia dos perdedores, que vivem nos limites do universo. Criada por Joss Whedon, Firefly tem apenas uma temporada mas é aclamada pelos fãs e já é um cult.

Stargate SG1

 

a-stargate-sg1

Stargate SG1 talvez seja a mais hard das séries de ficção científica. O seu nome remete a um artefato encontrado na Terra, no Egito antigo, que permite viagens interestelares. Aqui eles fazem viagens para colonizar outros planetas, lidam com diferente raças, aprendem e exploram a cultura e a mitologia de diferentes galáxias. Também há a discussão ética e moral sobre viagens espaciais, sobre a busca de novas tecnologias, sobre o uso de armas de fogo e diferentemente das outras séries mencionadas aqui, não se passa no futuro, mas nos dias atuais. A série vem após o filme Stargate de 1994, e estreou em 1997, tem 10 temporadas e alguns spinoffs.

Sci-fi na terra:

Se você gosta de ficção científica mas nem tanto de viagens espaciais, sugerimos algumas séries que mantêm os dois pés na Terra:

The X-Files

a-the-x-files

Juntamente com Stargate, The X-Files é uma das mais longas séries de Sci-fi norte americanas. Fox Mulder e Dana Scully são dois agentes do FBI que investigam eventos paranormais que ocorrem na Terra, que não são resolvidos por meios comuns. Eles se envolvem em (ou tentam revelar e são sempre envolvidos nos interesses dos outros) conspirações para ou ocultar contatos imediatos. Os dois são ridicularizados e tem que lutar para descobrir a verdade sobre aliens e suas aparições. Mulder é quem acredita, e Scully é a parte cética da dupla.

Fringe

 

a-fringe

Fringe também acompanha investigações do FBI, aqui a agente Olivia Dunhan esbarra em um caso que não pode explicar sozinha e pede ajuda a um grande cientista, Walter Bishop. Diferente de X-Files, Fringe é totalmente sobre ciência e humanos, nada de alienígena na série. Também se passa nos dias atuais e a proposta dos criadores es escritores é forçar os limites da ciência. A medida que a série avança, aumenta-se a discussão sobre o papel do homem em sua própria evolução. Ética relacionamentos, ciência e investigação. Está tudo aqui.

Orphan Black

 

a-orphan-black

Orphan Black difere das séries de investigação citadas acima. Nesta série vemos como a ciência está avançando no lado da biologia, na clonagem humana e nos interesses financeiros que esta possibilidade gera. Após presenciar um suicídio, Sarah descobre que está no meio de uma grande conspiração e que ela é na verdade uma clone, e tem que se proteger do mundo ao mesmo tempo que ela e suas irmãs tentam descobrir quem está por trás dessa pesquisa, e quais os interesses destas pessoas.


Com um estilo diferente, sem deixar de ser um Sci-fi, temos também boas séries que deveriam assistir: A novata Outlander com viagem no tempo, Person of Interest com sua discussão sobre inteligência artificial e hiper vigilância, Forever e a imortalidade, Life on Mars e Ashes to Ashes com viagens no tempo, Almost Human e um futuro onde robôs viverão no meio de nós. E Doctor Who, Claro!

Mineira, designer, professora que gosta tanto de séries que as utiliza como material didático.

Belo Horizonte/MG

Série Favorita: Fringe

Não assiste de jeito nenhum: Supernatural

  • Janaina Helena

    Preciso começar a assistir Orphan Black, pensei em começar Fringe, porém li que ela se perdeu. Confere?

    • Camila

      Não!! Não. Para tudo. Fringe é vida!
      A última temporada foi apressada porque a fox encomendou só metade dos episódios, mas mesmo assim a série é foda.

      Orphan Black também, mas com 2 temporadas curtas rapidinho você vê.

      • Jackeline

        Concordo sobre Fringe! Essa série é foda demais!!!

      • Aline

        Fringe é tudo nessa vida! Amém!

    • Wander

      Fringe nunca se perdeu! A terceira temporada é simplesmente masterpiece! A quarta ótima. Só nao gosto muito da última; nao apenas por que acho corrida, mas como também por ser totalmente deslocada com o restante da série; mas, ainda assim, é otimo entretenimento e serviu pra série chegar ao episodio 100! <3

    • Fringe é maravilhosa!!! É muito boa. Já Orpham black eu não gostei.

    • Eliza Vitório

      Não, a série Fringe não se perdeu. É a melhor série de ficção científica que eu já vi. Muito boa mesmo, vale à pena assistir. 😉

  • Beto

    Firefly é excelente, gostei muito de ver.

    Orphan Black é das melhores séries da actualidade. Aconselho as duas a quem nunca as viu.

  • Janaina Helena

    Ok… vcs me convenceram – irei ver Fringe. rs

  • Heitor Oliveira

    Estou feliz em saber que Battlestar e Firefly nunca saem do seus TOP séries de Ficção científica, eu acho BSG especialmente muito desvalorizada sendo que é uma das melhore obras de ficção científica, independente da mídia. Estou achando Orphan Black maravilhosa, melhor série do gênero atualmente. Mas esse ano minha maratona mesmo vai ser para as 10 temporadas de Stargate SG1 e seus spin-offs, e depois vou seguir para Fringe 😀

    • Camila

      Battlestar é excelente, uma das melhores séries que já vi! Sempre tento convencer outras pessoas à assistir também.
      Orphan Black tem muito potencial, não é? Espero muita coisa pra série!

      Fringe deveria vir antes de Stargate hein?! hehe

    • José Roberto

      Fala Heitor,tudo bem,SG-1 10,ARQUIVO X 10, mas são séries cult,que o tempo tirou o interesse,porem se ao assisti-las vc tentar acompanhar a realidade da época você ficará viciado.A tecnologia e o conhecimento atuais tornam as séries antigas obsoletas porem se tentarmos nos transportar para essa época veremos muita coisa interessante,lembro que em 1994 computador e celular eram raridade,o meu era um tijolão e se vc me ligasse pagava metade da conta.Abraço.

  • João Raimundo

    Vocês já assistiram Under the Dome? Estou assistindo e estou gostando.

    • Camila

      Oi João, eu particularmente não vi, mas tem gente no Blog que já viu e gosta bastante.

    • Miri

      João, assista que não irá se arrepender, porém teremos que aguardar até julho para que a terceira temporada comece, aqui no Brasil não tem previsão ainda.
      Uma dica assista Terra Nova, são duas temporada e também é bem legal.

  • Cesar Adr

    Ficcao científica é vida… ainda mais nos dias de hoje.
    Excelentes recomendações Camila, Battlestar Galactica acabou me trazendo uma dor de cabeça, pois minha adoração pela franquia Star Trek ficou abalada, pois das series modernas acho BSG a melhor serie de tv, melhor que dramas como B.Bad.
    Samantha Carter… Jack O Neil…Daniel…ah Stargate, quantas aventuras …
    Fringe é vida dupla!
    Recomendo a todos, no estilo espacial as series da franquia Star Trek, todas as 5 series são interessantes, em especial Deep Space Nine, que discute temas como religião, política e guerra… muita guerra … DS9 é o lado sombrio da Federação

  • Cesar Adr

    Battlestar Galactica é a melhor produção a tratar de IA desde Matrix e ainda tem a serie Caprica como um complemento.

    • Camila

      Acho que como Battlestar Galactica é remake de uma da década de 80, ela deveria ser a referencia de Matrix.

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

5 dias atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

5 dias atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

5 momentos incríveis da 2ª temporada de Master of None

6 dias atráscomentarios

Somos apaixonados por Master of None por aqui. Depois de uma primeira temporada sucinta, porém arrebatadora, esperamos quase dois anos (ou foi mais que isso?) para reencontrarmos Dev em um novo momento da sua vida. E, ao longo de dez episódios, tivemos a oportunidade de passear por muitos momentos incríveis na companhia do personagem, com um roteiro extremamente crítico e que faz com que a gente pare, reflita e mude algumas atitudes tão intrínsecas do nosso ser. Por isso, separamos (só) cinco dos grandes momentos dessa nova temporada, para revisitarmos e te convencermos de que, se você ainda não viu, essa é a hora para parar tudo que está fazendo e devorar o segundo ano de Master of None.   […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter