A Young Doctor’s Notebook

26 de maio de 2016 Por:

De bruxo mais famoso da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, a um médico recém-formado em um pequena vila na Rússia… Esse foi um dos recentes trabalhos (na televisão), que o nosso eterno Harry Potter (Daniel Radcliffe) encarou após terminar os filmes da perfeita saga escrita por J.K. Rowling (The Casual Vacancy).

Intitulada A Young Doctor’s Notebook (and Other Stories) – Diário de um Jovem Médico, aqui no Brasil, a série britânica do canal Sky Arts apresenta apenas 8 episódios divididos pela metade em duas temporadas curtíssimas! Conclusão: vale uma maratona, né? Mas antes, vamos saber mais sobre a história! Vem comigo que eu te conto tudo!

As duas versões do médico Vladimir em A Young Doctor's Notebook.

O seriado é baseado em um livro (A Country Doctor’s Notebook) composto de diversos contos, que relatam a experiência de vida do autor Mikhail Bulgakov, que se formou em Medicina no período da Revolução Russa em 1917.

O personagem principal é o médico Vladimir Bomgard, que tem duas versões de si mesmo: o mais velho – interpretado pelo ator Jon Hamm (Don Draper de Mad Men) – um homem desapontado com os rumos da própria existência e, além disso, é perseguido pelo opressor regime soviético, enquanto o mais novo (interpretado por Radcliffe) vive as experiências que levaram o ingênuo estudante a se tornar um homem amargurado e viciado em morfina.

Logo no começo vemos que, após transcrever falsas prescrições de morfina para si mesmo, Bomgard acaba sendo investigado colocando a sua carreia em risco. Consequência? Ele acaba ficando em casa, em Moscou, no ano de 1934, lendo o seu velho diário. Durante esse tempo, volta 16 anos ano atrás e acaba relembrando de suas “desventuras” como recém-formado médico, quando o jovem tenta se adaptar à rotina do hospital, vivenciando a partir daí os fracassos juntamente com a equipe à qual se integra (que não confia muito no pobre rapaz). Situações bizarras são vividas por ele e seus pacientes! Uma coisa eu já vou avisando: muito sangue vai rolar! Mas pode ficar tranquilos, não é de uma forma cruel ou assustadora, pois a  minissérie é uma dramédia.

Elenco de A Young Doctor's Notebook.

A versão mais velha vai interagindo de uma forma bastante interessante com sua versão mais nova, na tentativa de corrigir seus erros. É super divertido e engraçado as cenas entre os dois atores, pois são repletas de um bom humor negro e ironias. Um fator que deixa esse aspecto ainda mais evidente é a diferença de altura entre Daniel e Jon, sendo um ponto positivo para a trama, pois vamos combinar, né? Os dois se parecem de verdade!

“Sou obcecado por Mikhail Bulgakov, e este é um dos projetos mais interessante e original que tive o prazer de trabalhar. Saber que a série está viajando para tão longe faz o projeto ainda mais valioso para mim e para todos os envolvidos na criação.”RADCLIFFE, Daniel.

Três aspectos que deixam a série com um certo charme é o seu estilo retrô (figurino e cenário impecáveis do passado, principalmente na cor escura e em madeira), a forte nevasca que atinge o vilarejo (todo mundo ama neve, menos os moradores do vilarejo, pois ela causa muitos transtornos para o deslocamento) e o sotaque britânico (considero super elegante e pretendo um dia falar como eles). Por fim, como é baseada em uma obra, A Young Doctor’s Notebook não foi renovada para uma terceira temporada, já que tem um final (não irei contar, claro!). Confira abaixo o trailer do primeiro ano (contém legendas). Vejam:

 

No elenco ainda podemos ver os seguintes atores: Adam Godley (Breaking Bad), Charles Edwards (Downton Abbey), Daniel Cerqueira (Rome), Margaret Clunie (Doctors), Rosie Cavaliero (Spy), Tim Steed (O Jogo da Imitação) e Vicki Pepperdine (Getting On).


p.s.1: Uma curiosidade: Jon Hamm foi o responsável por indicar Radcliffe para o papel, pois o considerou que uma versão jovem de si combinaria com ele. Acertou em cheio! =)

p.s.2: A primeira temporada está completa na Netflix! Você acaba rapidinho, já que cada episódio dura aproximadamente 20 minutos. Vai lá e faça sua maratona! Depois corre aqui nos comentários para a gente conversar mais sobre esse divertido seriado! Até qualquer hora, gente!

20 anos, técnico em Química de Beagá. Usa esse cantinho para expor suas ideias, pois adora escrever sobre séries... É vestibulando de Medicina e pretende se graduar na...

Ler perfil completo

Belo Horizonte / MG

Série Favorita: Sense8 e Stranger Things

Não assiste de jeito nenhum: Smallville

  • Gabriela Pagano

    Adoro esta série, Arthur! Aliás, comecei a ver por indicação sua também 🙂 E tenho que concordar com o Daniel: é mesmo o projeto mais interessante e original que eu tive o prazer de vê-lo! É incrível e bastante diferente do que se tem por aí.

    • Obrigado Gaby! Fico feliz que tenha gostado da minha indicação. O projeto é diferente mesmo. Li uma entrevista em que o ator Jon Hamm relata que prefere séries assim: curtas e dinâmicas, fugindo do padrão americano.

      Beijos! =)

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

2 semanas atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Guia da Trilha Sonora: Scream – Season 1

2 semanas atráscomentarios

Entre os poucos pontos positivos que posso destacar em Scream, a trilha sonora fica em primeiríssimo lugar (talvez porque seja da MTV). Misturando canções atuais, dançantes e tristes, que fazem parte da vida dos jovens de Lakewood, a série soube utilizá-las para compor a história e os personagens. Assim, nada melhor do que ouvir as músicas da primeira temporada, agora disponível em uma playlist na nossa conta do Spotify!

Leia o post completo

House of Cards e a Política Brasileira

3 semanas atráscomentarios

Primeiramente, #foratemer. E se você ainda não conferiu a última temporada de House of Cards, não se preocupe, esse texto não contém spoilers, – apenas reflexões. Pra gostar de House of Cards você precisa torcer pelos Underwood. Claro, a gente sabe o quanto eles são escrotos, mas é ficção, certo? Não tem problema torcer pelos vilões. Ou pelo menos era o que pensávamos em 2013, quando a série estreou. Mas de lá pra cá a política mundial virou de ponta à cabeça. Os Estados Unidos elegeram Trump e nós tivemos Temer enfiado goela abaixo. Isso sem contar os acontecimentos dignos da ficção, como a morte de Teori Zavascki, a delação do Joesley e os testes nucleares da Coréia do Norte. […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter