As possíveis despedidas de Fringe, House e Chloe King, e mais

10 de janeiro de 2012 Por:

Os presidentes da Fox e da ABC Family, respectivamente Kevin Reilly Michael Riley, conversaram sobre a situação das séries dos canais, trazendo boas notícias para os fãs de Make It Or Break It, Terra Nova, The Secret Life of The American Teenager e The Nine Lives of Chloe King e deixando pouca esperança para os telespectadores de Fringe, Allen Gregory e House.

Kevin Reilly disse que será difícil dizer adeus a House, hit que foi o carro-chefe do canal em suas primeiras temporadas: “Honestamente, acho que viemos evitando o assunto. É difícil imaginar a Fox sem House, mas a série não vai terminar de uma hora para outra. […] Nós [ele, o showrunner David Shore e o protagonista Hugh Laurie] concordamos em deixar esta conversa para depois do primeiro episódio do ano. Então, vamos sentar e analisar a situação. […] Não é segredo  nenhum. No ano passado, dissemos que a série estava por um fio, e este provavelmente será o último ano, mas nós ainda não tomamos a decisão final.”

O presidente garantiu que a trama terá um encerramento. “Ela com certeza terá uma conclusão satisfatória nesta temporada. Se for mesmo o fim, eu garanto que David Shore não vai deixar os fãs com a sensação de que o final foi abrupto“. A possibilidade de um spin off, entretanto, foi descartada. “Acho que já não é mais tempo para isso, e nós não estamos em uma posição desesperada, tentando manter algum vestígio da série no ar. O fim desta temporada será poderoso.  Se haverá uma nova temporada, eu não sei, mas com certeza não faremos uma versão mais fraca da série só para vê-la continuando“.

Em relação a Terra Nova, Reilly, é mais otimista: “Eu não sei se a série vai voltar, isso ainda não foi decidido. Foi uma aposta excitante, e acho que provou que vale a pena. Haviam quatorze novos dramas este ano, e Terra Nova foi o segundo melhor em audiência. […] As expectativas talvez estivessem altas demais, mas o fato é que nós fizemos dinheiro com a série, o estúdio [20th Century Fox Television] também, a audiência gostou e a série ficou fantástica. Está aí uma série para se trazer de volta. […] Então, estamos tentando descobrir se há espaço para a série na nossa emissora. Esta decisão será feita em breve.

 Fringe não teve um prognóstico tão positivo. Reilly declarou-se fã do sci-fi protagonizado por Anna Torv e John Noble, mas o show não está mostrando-se rentável. “Eu também sou apaixonado pela série, e adoro o fato da Fox, depois de ter decepcionado os fãs do gênero durante anos,  levou uma [série de ficção científica] para frente. A série melhorou muito nossas sextas-feiras. O problema é que ela é cara e nos faz perder muito dinheiro. Então, também precisamos sentar e conversar sobre essa série, descobrir motivos para mantê-la no ar. Eu não quero desistir dela e decepcionar os fãs. Espero ganhar créditos com eles, por ter investido em uma ótima série que os agradou. Não estou fazendo um cancelamento suave, só estou explicando a situação. Nós nem mesmo conversamos com os produtores do estúdio, e sei que eles querem que a série continue.

Ele ainda comentou o cancelamento de Allen Gregory e o futuro de Bob’s Burger: “Tivemos uma ótima experiência com Jonah [Hill, dublador do protagonista] e vamos continuar trabalhando com ele. Nosso objetivo era continuar com as animações clássicas intactas e nos arriscar com as novas. Sinto que Bob’s Burger e Napoleon Dynamite fazem parte da nova geração. Acontece que Allen Gregory não faz.

Quanto a um spin-off de Glee, o presidente disse: “Ryan [Murphy] e os roteiristas tiveram uma ideia muito bacana em relação aos personagens que vão se graduar. Não haverá um spin-off de Glee, mas a formatura desses personagens vai nos levar a algo muito interessante na próxima temporada.Lea Michele ainda fará parte da série. É tudo o que eu posso dizer.

Michael Riley divulgou a data dos retornos dos dramas teen da ABC Family: a terceira temporada de Make It Or Break It e a segunda metade da quarta temporada de The Secret Life of the American Teenager começam no dia 26 de Março.

Ele disse ainda que The Nine Lives of Chloe King, que já foi oficialmente cancelada, pode ganhar uma chance de concluir sua trama: “Nós nunca falamos sobre cancelamento na ABC Family. Adoramos nossas séries e Chloe King é um exemplo de uma série maravilhosa. Adoramos o elenco e o roteiro, mas tivemos que escolher as séries que estavam tendo mais repercussão. […] Estamos às vias de começar o desenvolvimento de um telefilme. […] A ideia é continuar a história que estávamos contando.

A protagonista Grey Damon comentou os rumos que a segunda temporada seguiria [spoilers a seguir]: “A ideia é que eu [Chloe King] estaria em coma depois do beijo, porque Chloe e Ben tinham um amor verdadeiro, que de alguma maneira quebrou o feitiço, sendo a exceção da regra. Eu estava ansiosa para explorar esta storyline, mas é assim que as coisas são“. Existe a possibilidade desta ideia ser utilizada no telefilme.

Riley também comentou os telefilmes musicais que o canal exibirá este ano, começando no dia 22 de Janeiro, com A Cinderella Story: Once Upon a Song, uma versão musical e contemporânea do conto de fadas. Na primavera, será exibido Elixir, onde os personagens interpretarão músicas populares, no estilo de Mamma Mia, e no Natal deste ano, o filme Mistletones, sobre dois corais natalinos rivais. Ele disse que vê nos filmes a oportunidade de levar as características das comédias românticas de sucesso da emissora para “um próximo passo“: “Eu me perguntava como poderíamos adicionar música dentro desta fórmula“. Riley está empolgado com o elenco de Elixir, que inclui Chelsea Kane (de Jonas) e Jane Seymour (de Smallville), e que, apesar do filme não ser um piloto, se fizer sucesso suficiente, a emissora pode transformá-lo em uma série.

E você? Torcendo para alguma das séries que estão na corda bamba? Triste por algum dos cancelamentos? Ansioso pelas próximas temporadas das séries da Fox e da ABC Family?

Bela Vista do Paraíso - PR

Série Favorita: Arquivo X

Não assiste de jeito nenhum: Reality Shows

  • Wicttor

    É… acho que dessa vez nem um #SaveFringe pintado na estátua da liberdade vai salvar a série.

    • João Miguel

      parece que o J.J. tava pensando em continuar a série em outro canal. acho que no SyFy ela daria certo, faz o perfil da audiência do canal, mas não costumo gostar das séries de lá (só de BSG)… não sei se os roteiristas vão junto quando acontece esse tipo de transição, e pra ter uma quinta temporada mal escrita, prefiro que termine agora, mesmo. só espero que eles façam uma season finale que funcione como uma series finale, também, se for o caso. se eles terminarem essa temporada num cliffhanger e não tivermos uma quinta temporada vai ser muuito frustrante.

  • Juh Mazaro

    Deprimidissima com o cancelamento de Fringe =/

    • JM

      não foi cancelada ainda, Juh, e a Warner quer uma quinta temporada. é esperar e torcer.

      • Juh Mazaro

        Torço muuuitissimo, tanta série capenga por ai e querem acabar justo com Fringe, que está ótima e tem tanto potencial.
        É triste que mais pessoas não vejam =/

  • House, já vai tarde!
    Eu amava a série até a quinta temporada; agora só assisto porque comecei e tenho que acompanhar até o final. Pelo menos ver se vai ter um final decente (embora seja triste demais ver como a série está se arrastando).

Maratona Parenthood – 5ª temporada

4 dias atráscomentarios

Infelizmente, nossa maratona do choro está perto do fim e hoje é dia de revelar o que achamos da quinta temporada de Parenthood. Já começamos constatando o fato de que a cada temporada da série o golpe é maior e ainda não se sabemos como sairemos ilesos no fim dela. Cada uma de nós que está seguindo esta maratona se apaixonou completamente pelos Braverman – que já entram na lista de melhores famílias das séries junto com os Cohen, os Scott, os Walker e outros clãs maravilhosos que já tivemos o orgulho de acompanhar. Mas voltando para a quinta temporada, foi impossível segurar as lágrimas, principalmente depois que achávamos que teríamos episódios um tanto mais leve – para compensar a […]

Leia o post completo

Primeiras Impressões: Girlboss

6 dias atráscomentarios

Com o fim de Girls, a Netflix mais uma vez prova que não está no mercado para brincadeira. A sua nova aposta é Girlboss, uma comédia baseada no livro de Sophia Amoruso, lançado em 2014. Com 13 episódios de 30 minutos em média, a série traz moda, empoderamento feminino, muita loucura e diversão – tudo isso em uma única pessoa. Para quem não conhece, Sophia Amoruso é a mente por trás da Nasty Gal. Com seus vinte e poucos anos, ela teve uma epifania sobre a vida e descobriu o emprego dos seus sonhos: vender roupas vintage em uma lojinha no eBay. Em apenas sete anos, a lojinha evoluiu para um site e chegou, logo depois, conquistou duas lojas físicas […]

Leia o post completo

Primeiras Impressões: Famous in Love

1 semana atráscomentarios

Começo este texto avisando que tenho gostos peculiares (você não entenderia). Sou a rainha dos guilty pleasures e meu coração bate forte por séries adolescentes repletas de clichês, pieguice e que ultrapassam os níveis aceitáveis de atuações sofríveis e vergonha alheia. Quanto mais farofa melhor! Se você, assim como eu, não resiste a um drama teen cheio de defeitos, que de tão ruim se torna épico, Famous in Love fará sua vida mais feliz, te rendendo severas gargalhadas. Se esse não é o seu caso, recomendo que feche agora este texto e desista, essa série não foi feita para você. Vamos aos fatos, Famous in Love é ruim. Muito ruim, na verdade. Inspirada na série literária, de mesmo nome, escrita por Rebecca […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter