Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Feliz Dia do Legista!

Por: em 7 de abril de 2013

Feliz Dia do Legista!

Por: em

No dia 07 de abril, comemora-se o dia do legista, um profissional muito importante na vida real e especialmente querido em séries policiais. Curiosos e competentes, as equipes de legistas são fundamentais na solução dos crimes, além de nos divertirem muito em determinadas situações. Sendo assim, listamos alguns profissionais queridos:

Megan, Kate, Ethan e Curtis (Body of Proof) por Andrezza

“Não basta ser legista, tem que participar.” Esse poderia muito bem ser o lema da Dra. Megan Hunt, a médica legista que não pensa duas vezes antes de dizer o que vem à mente e que não se intimida por ninguém. Megan não se contenta a analisar causa da morte e circunstâncias, fazendo questão de acompanhar a equipe de detetives durante a investigação dos corpos que chegam na sua mesa. Metida? Sim. Convencida? Sem dúvidas. E acima de tudo, muito competente quando se trata de autópsias. Felizmente, nem só de seriadamente vive o ambiente de trabalho que é composto ainda pelo atrapalhado, nerd e divertido Dr. Ethan, o sarcástico Dr. Curtis e a bela chefe Dra. Kate.

Lanie Parish (Castle) por Andrezza

Dra. Lanie Parish, uma das melhores amigas da detetive Kate Beckett, é responsável por diversas autópsias importantes no drama policial Castle. Além de ajudar a solucionar muitos crimes, a legista é protagonista de diversos momentos de alívio cômico na série, especialmente quando o assunto gira em torno da vida amorosa de Kate ou de implicar Castle. Se não bastasse tudo isso, ela ainda tem um romance com Esposito, fazendo boa parte dos fãs da série torcerem pros dois ficarem juntos sempre.

Max Bergman (Hawaii-Five-0por Andrezza

Em H-5.0, o legista poderia ser apenas um desconhecido que entrega um laudo. Felizmente, Max Bergman integra o seleto time de ótimos personagens secundários da série da CBS. Tal como Castle, H-5.0 é um drama recheado de momentos cômicos, muitos deles protagonizados por Max. O legista nerd não poupa esforços pra descobrir a origem das mortes no Hawaii e não se contenta com a resposta mais óbvia, enquanto não investiga todas as possibilidades.

Camille Saroyan (Bones) por Camila

A Dra. Saroyan entrou para o time do Jeffersonian depois de um tempo, e todos começaram a estranhar a legista, porque além de ser “de fora” do grupo, ela chegou já assumindo um cargo de chefia, até acima da nossa querida Brennan, e porque ela teve um caso no passado com o agente Booth. E se durante alguns episódios ela no irritou, hoje já gostamos da Camille e de toda a sua participação na série, ficamos curiosos com a sua enteada, com o seu namoro, e já aguardamos em todo episódio as cenas em que ela vai ficar completamente suja por uma das experiências do Hodgins. Além de tudo, a Dra. Saroyan é fundamental para a solução dos diversos casos que o FBI traz para a equipe, e ela gerencia a equipe muito bem.

Tru Davies- Tru Calling por Cristal

No Dia do Legista, não dava pra deixar de fora a quase-legista com poderes paranormais: Tru Davies. Tru na verdade ainda era estudante de medicina, mas trabalhando em um necrotério, ela começou a ter uma experiência bastante bizarra com mortos. Eles pediam para ela salvá-la. Depois de ouvir o chamado, e praticamente sem nenhuma pista, o dia era resetado e ela tinha que correr contra o tempo para tentar impedir a morte do ex-futuro cadáver. Se aquela era a decisão certa, ela não tinha como saber.

Donald Mallard (NCIS) por Camila

Se você acha que ser legista é trabalho tranquilo, que os mortos não podem fazer nada, não sabe o trabalho que é ser o legista de uma agencia federal, Dr. Donald “Ducky” Mallard recebe tarefas complicadas e sua vida já esteve em risco várias vezes por causa do trabalho. Ele acaba sempre se salvando, ou por causa da sua sabedoria, ou porque tem verdadeiros amigos dentro da agencia, que estão sempre pronto a ajudar. Ducky tem um vasto conhecimento aleatório, sempre com comentários sobre variados assuntos durante suas autópsias, que são sempre interrompidas pelo Gibbs. Sorte é que seu ajudante de legista, Palmer, está sempre interessado nas histórias e na conversa fiada.

E você, quem gostaria de homenagear hoje? Capriche no comentário!


Andrezza

Mineira apaixonada por séries policiais, dramas jurídicos e séries teen de qualidade (Saudades, Greek!).

Belo Horizonte - MG

Série Favorita: Grey´s Anatomy

Não assiste de jeito nenhum: House

  • Duck tem todo o meu amor! Acho ele tão culto, espirituoso e companheiro queria ser amiga dele, neta dele ou uma agregada querida da familia dele.

    Amo Max tb e a relação dele com o Danno é demais.

    • Andrezza

      “Amo Max tb e a relação dele com o Danno é demais.” Os dois formam uma das melhores duplas cômicas de H-5.0. Aliás, o Danno me faz rir conversando com qualquer um! hahaha

  • Ah faltou falar do melhor legista de todos. O Woddy de Psych que tem as melhores tiradas da série, tem pensamento e primeiras impressões absurdas que são falas em alto e bom som. Como ser melhor do que um legista que vai visitar um amigo levando um saco preto daqueles como prevenção?Hahaha

    • Andrezza

      Não assisto Psych. Ainda bem que tem você pra falar do Woddy nos comentários. Thanks 😉

      • Ainda tem a inteligentíssima,”supersincera” e dona do mais lindo guarda roupa de todas as séries Dra Maura Isles legista-chefe da cidade de Boston da seríe Rizzoli and Isles.

  • Amanda

    Não iporta quantos papéis o Max fassa, ele sempre será o Hiro para mim u.u

  • Vinny

    Tru Calling! <3 Meu primeiro trauma no mundo das séries…

  • Priscila Darley

    Faltou a Jordan de Crossing Jordan, ela foi a Megan Hunt original.

    Vivia encrencada e não conseguia ser apenas legista, acabava sendo uma policial quase tão boa quanto era excelente legista.

    Tinha um parceiro que era policial e se chamava Wody (assim como a Brennan tem o Booth)e era tão inteligente quanto a Bones. Trabalhava em um necrotério onde o time de “squints” era tão ou mais engraçado que os da Bones!

    Amava a série, só que reconheço a minha velhice em dizer que acompanhei ela!!!

×