Girlboss: guia do que NÃO fazer na vida adulta

16 de junho de 2017 Por:

Teve gente que gostou de Girlboss, teve gente que achou a série fraca. Mas em uma coisa todo mundo certamente concorda: Sophia é um dos piores seres humanos que já vimos como protagonista de uma série. E com ela a gente pode aprender muito sobre o que não fazer para ser uma pessoa melhor.

5. Não roubar

Em GirlBoss, uma das primeiras coisas que descobrimos sobre Sophia é que ela acha normal roubar. Não, ela não rouba porque precisa, porque quer ajudar alguém, ou se quer por uma questão de princípios contra uma sociedade capitalista. Sophia rouba porque se sente superior e simplesmente não respeita os outros, – muito menos suas propriedades.

4. Não ser egoísta com a melhor amiga

A única pessoa que a Sophia parece amar de verdade é a Annie. A amizade das duas é bonita de se ver e a gente acaba esperando que elas tenham a relação mais importante da série. E de certa forma até tem, mas isso não impede Sophia de tratar a amiga como lixo. A amizade das duas é abusiva e Sophia parece não se importar com nada que acontece na vida de Annie. A única vez em que Annie resolve se fazer ser ouvida, toma um sonoro não da amiga. Annie já trabalhava extraoficialmente pra Girlboss, então nada mais justo do que ela ser remunerada por isso, certo? Não pra Sophia.

3. Não tratar os outros como lixo

E se Sophia é capaz de tratar a melhor amiga como lixo, imagina o que ela não faz com as outras pessoas? Desde um dos primeiros momentos da série, ao vermos Sophia arrematando aquela jaqueta, fica claro que ela não sabe a diferença entre ser divertida e descolada e ser uma completa idiota com as pessoas. E esse comportamento se repete durante toda a série: com o namorado (enquanto ele era um bom namorado), com os novos amigos, com a concorrente, com o chefe. Se fez parte da vida de Sophia, de duas, uma: ou ela trata da pior maneira ou menospreza e nem se dá ao trabalho.

2. Não trair a namorada

Mas que uma coisa fique clara: por mais que Sophia não seja um exemplo de pessoa com ninguém, isso não faz com que não tenhamos pena dela em certos momentos. Seu namorado, Shane, passou 90% da série sendo um cara bacana… Até que não foi mais. Seja o fato de Sophia não tê-lo tratado bem em determinados momentos, ou de ter puxado brigas sem motivo, nada dava a ele o direito de trai-la como ele fez. Shane foi machista e escroto ao transformar sua insatisfação com Sophia em traição, e foi triste vê-la tentar remendar a relação, ainda que só por uma noite.

1. Não se comportar como uma criança mimada

Tem jeito melhor pra definir Sophia do que uma criança mimada? Um adulto que não cresceu? A personagem parece sofrer de white people problems, versão aguda. Uma menina cheia de privilégios e que se acha injustiçada pela sociedade. Ah, mas pelo quê mesmo? Sua mâe a deixou, seu pai não foi um grande exemplo de pai. Mas e daí? Desde quando isso dá a alguém o direito de passar pela vida se sentindo superior a todas as pessoas?

E, sentindo quase sempre tão pouca empatia pela protagonista, Girlboss entra pra lista de séries boazinhas mas com protagonistas insuportáveis.


Mesmo assim, se a Netflix confirmar uma segunda temporada, você vai voltar pra conferir mais da história de Sophia? Conta pra gente!

Soteropolitana, blogueira, social media, advogada, apaixonada por séries, cinéfila, geek, nerd e feminista com muito orgulho. Fundadora do blog.

Salvador / BA

Série Favorita: Anos Incríveis

Não assiste de jeito nenhum: Procedurais

  • Olívia Carvalho

    Que personagem insuportavel!!! E o pior que ela é inspirada em uma pessoa de verdade! Serio, não sei como consegui ver a série toda, ja que o piloto apresenta ela com uma pessoa horrivel. Ela rouba, pq esta afim; trata a chefe como um lixo, mas fica putinha por ser demitida, trata o pai super mal…

  • Lorena

    Achei a série zzzzzz! A atriz que faz Sophia nao convence, sei lá! Parei no 3 ep., acho.

  • Vitch

    A Série é muito boa.
    Não concordo com um monte de coisa que a PERSONAGEM faz e muito menos aplico na minha vida. Não é por isso que a série ou a personagem pode ser dita como ruim, na minha opinião.
    Ela tem uma personalidade extremamente interessante pra se ver numa SÉRIE DE TV e nos divertir. E ela apresentou muitos momentos engraçados.
    Chatice do politicamente correto. Aliás, gosto desse site para acompanhar as coisas, mas aqui está cheio disso.

  • Super numa boa, a Sophia é o máximo. É infantil, mas cresce no seriado, amadurece… mesmo que pouco. E a atriz é boa sim. Sabe porque? Justamente por ser a insuportável que deve ser. Como Vitch escreveu, ela é interessante para uma série de TV.

O que você precisa saber de Jessica Jones antes de Defensores

6 dias atráscomentarios

A primeira série da Marvel protagonizada por uma mulher começa quando os pais de Hope Shottman (Erin Moriarty) pedem a ajuda de Jessica Jones (Krysten Ritter) para investigar o paradeiro da filha, e ela então descobre que o sequestrador da moça é ninguém mais ninguém menos que Killgrave (David Tennant): aquele que a traumatizou através de um relacionamento abusivo. A moça não é então a típica heroína a qual estamos acostumados, e algumas vezes até chegamos a duvidar se podemos chama-la assim. Por ter um passado marcado pelo abuso sua personalidade se torna um tanto ácida e sombria, além de deixar para a personagem um descontrole no consumo de álcool e a ideia de que desistir é a melhor saída, e […]

Leia o post completo

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

7 dias atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

1 semana atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter