Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

Os discursos de Stella Gibson

Por: em 21 de julho de 2015

Os discursos de Stella Gibson

Por: em

Stella Gibson (Gillian Anderson) é conhecida no mundo das séries por belos discursos em favor da igualdade entre homens e mulheres. Ela é, sem dúvidas, uma profissional competente e qualificada! Já falamos mais sobre ela quando publicamos o VCM de The FallAbaixo separamos alguns dos principais discursos das duas primeiras temporadas!

31a6b42daa1e72d2794d1ef990638733

 

– Ao analisar o perfil do assassino ela dá uma aula de competência:

Tudo bem, vejam onde estou com este cara: há uma capacidade atlética nesses crimes, que sugere que ele é um homem jovem, ele está levantando-as, ele é forte. Fiona Gallagher pode ter sido sua primeira morte. Mas eu duvido que ela foi seu primeiro ataque. Há uma progressão, um aumento do nível de sofisticação criminal, que sugere que ele entende o trabalho da polícia e ele conhece criminologia. Sendo assim eu diria que a idade dele está entre 25 e 35 anos. E ele é inteligente, até muito inteligente. (…) Menos qualificado que essas mulheres, talvez ele seja um fracassado ou pelo menos aos seus próprios olhos. Ele seleciona as vítimas que ele se sente inferior e em seguida as domina e as humilha.

– Continua Stella:

E os banhos? Os banhos é mais que limpar? Mais que destruir provas? Será que eles as lava na banheira? Que tipo de liberação sexual que ele está tendo no local? Não há ejaculação na cena. Para mim a liberação sexual vem depois, quando ele está sozinho. É tudo parte da fantasia. A fantasia que o sustenta entre as mortes. É uma questão de poder, o controle e de emoção. Ele se excita por perseguir estas mulheres, por entrar em suas casas, por roubar suas roupas íntimas. Trata-se de intimidade! O que poderia ser mais íntimo do que espremer a vida de outro ser humano? Ter o corpo da pessoa a sua disposição. Nós já vimos muitas cenas de crimes bem degradantes, corpos com objetos deixado dentro deles. Isso é diferente. É como uma forma de arte para ele.

– Sobre o medo de ser atacada que ronda a vida de muitas mulheres:

Uma mulher, esqueci quem disse que perguntou a um amigo, por que os homens se sentiam ameaçados pelas  mulheres? Ele respondeu que eles tinham medo que as mulheres rissem deles. Quando ela perguntou a um grupo de mulheres por que elas se sentiam ameaçadas pelos homens… Elas disseram: temos medo que eles nos matem.

– Seria Spector um monstro?

Você pode ver o mundo da maneira que quiser, mas você sabe que isso não faz sentido para mim. Homens como Spector são humanos e compreensíveis. Ele não é um monstro, ele é só um homem. (Após uma interferência do Chefe de Polícia) (…) Mas mesmo assim, você foi ao meu quarto sem convite, e tentou me atacar bêbado. O que você queria? Transar comigo?

 

GillianAnderson_Fall2

 

– Sobre as técnicas de interrogatório

Quando eu era detetive passei anos interrogando e anotando. E as técnicas são bem básicas: você tenta estabelecer um relacionamento. Você começa com o que sabe , depois apresenta os fatos à sua disposição e então continua a partir dai.

– É possível um serial killer amar alguém?

A maioria das emoções humanas existem de forma automática. As pessoas falam em falta de empatia, mas todos temos limites para a nossa empatia. Algumas pessoas ficam muito comovidas pelas crianças famintas do outro lado do mundo e algumas pessoas quase não ligam. Para elas as coisas precisam ser perto, literalmente, mais perto de casa. Tenho certeza que é o jeito dele, no seu automático de sexo, mas todos conhecemos homens que fantasiam ter uma mulher sob seu controle total ou iniciar uma jovem garota a fazer sexo. Talvez não é que ele não possua emoção. Talvez seja o contrário, o sadista sexual não se alimenta de emoção? O pânico cego? o terror abjeto? Acho que ele sente a dor delas em detalhes, só que ele tira prazer disso.

– Mulheres e homens com direitos iguais:

É isso que realmente incomoda você, não é? Fica uma noite só? O homem transa com a mulher, o sujeito é o homem, o verbo é transar e o objeto é a mulher. Isso tudo bem. Mulher transa com homem. A mulher é o sujeito e o homem o objeto. Isso não é tão confortável para você é?

 


Outro discurso de Stella o interessou e não falamos aqui? deixe nos comentários!


Janaina Helena

Mineira vivendo em Maceió. Viajante por vocação. Advogada por profissão. Séries, cinema, livros, corrida e torresmo!

Maceió-AL

Série Favorita: The Good Wife e Gilmore Girls

Não assiste de jeito nenhum: Arrow

  • Mari

    Acho que foi o que de primeira me deixou apaixonada por essa série. Nada me deixa mais empolgada do que me ver sendo representada por uma personagem principal tão claramente feminista.

    • Janaina Helena

      Também gosto muito dela e acho que a série ganha muito tendo uma protagonista de personalidade tão distinta e forte! Uma bela representação para as as mulheres!

×