Painel de Gotham na Comic-Con 2017

23 de julho de 2017 Por:

O Batman do cinema pode até tá pronto pra montar a Liga da Justiça, mas no universo televiso da DC, ele ainda está dando os primeiros passos. E que primeiros passos. De promessa a decepção a novamente uma promessa (agora cumprida), Gotham segue para seu 4º ano, mostrando – depois de alguns problemas de tom já ajustados – que pode sim ser uma boa série de origem do Homem-Morcego e sua famosa cidade.

Estiveram presentes no painel da série na San Diego Comic Con, os atores Ben Mckenzie (Gordon), Sean Pertwee (Alfred), Camren Bicondova (Selina), Jessica Lucas (Tabhita), Cory Michael Smith (Charada/Nygma), Erin Richards (Barbara), Robin Lord Taylor (Pinguim), Alexander Siddig (Ra’s al Ghul) e Drew Powell (Butch).

Um dos primeiros assuntos foi a transformação que Nygma passou recentemente. Cory comentou que acha que esse avanço já aconteceu até um pouco atrasado, porque conhecemos Nygma desde a primeira temporada, mas só agora finalmente estamos vendo um personagem que combina muito bem inteligência e astúcia e que isso é empolgante.

A relação complicada dele com o Pinguim também foi assunto. Perguntado se existia a possibilidade deles repararem sua relação danificada, Lord Taylor respondeu que “os inimigos e os amigos não estão muito distantes neste show. Muitos personagens entram e se relacionam uns com os outros. Todos estão conectados entre si. Amigos e inimigos são mais parecidos do que as pessoas pensam em Gotham, então tudo pode acontecer.”

A possibilidade de qualquer um acabar saindo da série a qualquer momento também foi discutida. Sean disse que sentiu isso durante o episódio 21 da temporada passada, mas que agora está tudo bem. Erin disse que o medo de ser cortado é um dos maiores dos atores, mas que a comunicação está ótima entre toda as partes do show e que por isso, eles estão tranquilos.  Questionada sobre a possibilidade de um romance entre Tabitha e Barbara. Segundo o elenco, a questão maior é como, onde e quando essa costura entre as duas irá acontecer novamente e que Selina pode ser a cola que elas precisam, já que a personagem foi para as Sirens atrás de Barbara, mas acabou encontrando Tabitha lá.

Falando em Barbara, Erin comentou que veremos uma Barbara diferente na quarta temporada, não apenas em questão visual/físico, mas também no psicológico. Questionado, então, se uma Bárbara diferente seria atrativo para um Jim agora também diferente, Ben desconversou e disse apenas que “nunca diga nunca”, já que deveria até mesmo existir um filho desse relacionamento, então tudo é possível.

Depois, o assunto se voltou para Ra’s Al Ghull, o vilão da 4ª temporada. Seu intérprete, Alex, comentou que há quase 200 anos, Ra’s procura por aquele que acredita que seja seu herdeiro e, agora, ele vê isso em Bruce. “Ra’S está trazendo Bruce para o lado negro e isso é muito importante para este enredo. Ele continuará empurrando seu personagem para a frente e para o papel que ele deve empenhar. Ele não pode mais ser um garoto ingênuo”.

Os produtores então comentaram os rumos de Bruce no novo ano: “Na quarta temporada, Bruce terá armadura corporal, e terá ganchos de luta, e usará uma máscara, mas ele não será o Batman. Ele passará muito tempo com Ra’S e começará essa transição, mas temos tantas coisas para explorar e passar para o papel. Para que David possa fazer tantas transições e ir a lugares muito escuros que ninguém viu ainda. Mas ele não fará essa transição completa. Ele ainda não será Batman. ”

Outros anúncios importantes também foram feitos, como o retorno de personagens importantes como o Espantalho e Lee. O primeiro já tem presença confirmada no primeiro episódio e conheceremos mais sobre seu pai e como seus atos levaram ao surgimento do Espantalho. Já Lee, voltará diferente e terá que lidar com o fato de que ela foi um instrumento na propagação de um vírus. Outra coisa bem bacana foi a confirmação de que Crystal Reed, a Alison de Teen Wolf, terá um papel na nova temporada, como Sofia Falcone.

Veja abaixo o trailer exibido no painel:

Jornalista, nerd, viciado em um bom drama teen, de fantasia, ficção científica ou de super-herói. Assiste séries desde que começou a falar e morria de medo da música...

Ler perfil completo

Petrolina / PE

Série Favorita: One Tree Hill

Não assiste de jeito nenhum: The Big Bang Theory

O que você precisa saber de Jessica Jones antes de Defensores

6 dias atráscomentarios

A primeira série da Marvel protagonizada por uma mulher começa quando os pais de Hope Shottman (Erin Moriarty) pedem a ajuda de Jessica Jones (Krysten Ritter) para investigar o paradeiro da filha, e ela então descobre que o sequestrador da moça é ninguém mais ninguém menos que Killgrave (David Tennant): aquele que a traumatizou através de um relacionamento abusivo. A moça não é então a típica heroína a qual estamos acostumados, e algumas vezes até chegamos a duvidar se podemos chama-la assim. Por ter um passado marcado pelo abuso sua personalidade se torna um tanto ácida e sombria, além de deixar para a personagem um descontrole no consumo de álcool e a ideia de que desistir é a melhor saída, e […]

Leia o post completo

O que você precisa saber de Demolidor antes de Defensores

1 semana atráscomentarios

Com o sucesso do universo cinematográfico desenvolvido pela Marvel nos cinemas, um dos personagens mais interessantes e queridos dos fãs de quadrinhos foi ansiosamente aguardado para voltar a fazer parte do mesmo mundo. Homem-Aranha? Não, na verdade Demolidor. Após a Fox deixar os direitos de uso do personagem retornar para a casa das ideias, Marvel e Netflix fecharam uma parceria para desenvolver diversas séries de heróis. Demolidor abre essa parceria com maestria, trazendo uma série obscura, e violenta, diferente do que o personagem já viveu nas telas até então (abraço Ben Affleck!) Charlie Cox (Broadwalk Empire), dá vida a Matt Murdock, sofrido e realista. A série apresenta ele como advogado com o escritório associado em Hell’s Kitchen, e em seguida suas […]

Leia o post completo

Com pais como estes, hoje é um dia para esquecer

1 semana atráscomentarios

Existe um ditado que diz que a vida imita a arte (ou vice-versa) e isso sempre se mostra realidade quando comparamos as séries que assistimos à vida real. Claro que ainda não descobrimos um universo paralelo, uma cabine telefônica que nos transporte por aí ou que alienígenas têm planos de conquistar a Terra, mas muitas vezes a realidade é espelhada nos roteiros das histórias que mais amamos. House of Cards está aí para comprovar essa teoria, se compararmos os acontecimentos aos fatos que vemos nos noticiários todos os dias. Com os pais não poderia ser diferente. Existem pais que assumem o papel integral da criação da criança, pais que são os melhores amigos dos filhos, filhos que têm dois pais, pais de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter