Personagens que roubam a cena

28 de janeiro de 2017 Por:

No universo das séries é mais comum do que se pensa que certo personagem, ou personagens, se destaquem mais do que os próprios protagonistas do show, com histórias e desenvolvimentos mais interessantes e consistentes do que aqueles que deveriam ser o destaque principal, os ditos coadjuvantes vão ganhando espaço em tela e em nossos corações a cada episódio de maneira que merecem ser reconhecidos neste post, segue então a sucinta lista de dez personagens que roubam a cena:

Claire Underwood – House of Cards

A ultima temporada de House of Cards veio comprovar aquilo que boa parte do público já previa com gosto e apreensão: Claire (Robin Wright) se tornou maior que o próprio marido e ansiou por um real espaço em sua administração, melhor dizendo, naquilo que ajudou a tomar. A personagem vem roubando a cena desde sempre no drama político como sombra e alicerce de Frank, e é excitante assistir a sua merecida reivindicação por um cargo a qual ela é mais do que qualificada, assim como o seu crescente equilíbrio e convicção naquilo em que acredita, enquanto isso o marido sem o seu apoio direto leva literalmente tiros por todos os lados em sua presidência usurpada. Claire merece tudo aquilo o que deseja e muito mais. #Claire4President

Edith Crawley – Downton Abbey

De irmã do meio apagadinha e invejosa a dona de si mesma, eis que surge das cinzas uma das melhores personagens de Downton Abbey; A jornada de Lady Edith (Laura Carmichael) não foi nada fácil, mas das maiores quedas surgem as mais surpreendentes vitórias, a personagem juntou suas infinitas desgraças e se refez numa jornada de superação pessoal, se constituindo como uma mulher forte, feminista, mãe solteira, chefe de uma editora, dona de si, isso tudo em pleno século XX. Sofredora desde sempre nas mãos da irmã mais velha, e indiretamente da própria família, Edith mereceu o espaço que conquistou em tela e em nossos corações, sua ascensão foi de lavar a alma e encontrar o amor no final foi só a cereja em um deslumbrante bolo.

Cristina Yang – Grey’s Anatomy

Para falar bem a verdade Grey’s Anatomy sempre foi uma série que soube trabalhar, nem sempre bem, com todo o seu elenco, nos anos iniciais do drama a personagem de Cristina (Sandra Oh) roubou a cena por não ser nada complexa, ela tinha um objetivo e faria tudo para alcança-lo! Ao contrário da real protagonista do show, a deusa da cardio já chegou se estabelecendo como alívio para todo o drama envolto em Meredith e, sendo sincera, evoluiu de forma mais consistente que sua person, Cristina era sincera, íntegra, possuía brilho próprio e a capacidade de alçar voos mais altos, tanto que o fez, se despedindo da série e levando uma parcela de seus fiéis telespectadores com ela. (A série sobreviveu bem viu, quem largou pode considerar voltar!).

Janice Goralnik – Friends

OH MY GOD!! A personagem de Janice (Maggie Wheeler) dispensa apresentações convencionais, a ex-namorada e guilt pleasure de Chandler deixou sua marca em Friends com suas aparições engraçadíssimas em momentos chaves na vida do ex, sempre soltando seu marcante bordão com sua voz pra lá de irritante, em cada pequena participação Janice roubava a cena, ofuscando os outros personagens e arrancando gargalhadas.

Georgina Sparks – Gossip Girl

Durante as temporadas de Gossip Girl, as boas, mas principalmente as ruins, era sempre um deleite para os olhos se deparar com a personagem de Georgina (Michelle Trachtenberg) em cena, a inconsequente adolescente colocava o terror em todos a sua volta, a maior bicth que a gente respeita não era nada confiável, sendo melhor estar ao seu lado do que contra ela, Serena e sua trupe que o diga, já que experimentaram os dois lados da moeda.  Com o passar das temporadas Georgina se tornou uma verdadeira aparição no drama adolescente, sendo utilizada constantemente como recurso ultimate para ajudar ou ferrar de vez com alguém, a coitada até tentou melhorar, seguindo os caminhos de Jesus, constituindo família, mas os maus hábitos sempre a chamavam de volta, Georgina roubava a cena com louvor e devolvia a GG o brilho jovial de seus anos iniciais.

Titus Andromedon – Unbreakable Kimmy Schmidt

Titus (Tituss Burgess) possui e exala brilho próprio, não roubando nenhuma atenção da real protagonista desta genial comédia da Netflix, o personagem é a personificação de um coadjuvante ideal, segura uma história consistente sozinho, é carismático e afiado, demonstra entrosamento com as loucuras de Kimmy, enfim, chama a atenção de uma maneira bastante positiva, se a intenção da direção e roteiro era utilizar o personagem de Titus como apoio para desenvolver uma das garotas toupeira a missão não foi bem sucedida, o aspirante a cantor/ator de musicais arranca gargalhadas a cada aparição.

Barney Stinson – How I Met Your Mother

Quando toda a busca pelo amor verdadeiro se tornava um pouco pesada e depressiva para o público acompanhar o maior alívio cômico da comédia era posto em cena, o personagem de Barney (Neil Patrick Harris) era de todo inacreditável, as situações em que se metia e narrava, as cantadas que passava e a sua própria personalidade, e a graça estava justamente neste ponto, Barney roubou sem precedentes as atenções da série para si sem diminuir nenhum dos outros personagens, num equilíbrio invejável de roteiro, direção e interpretação.

Debra Morgan – Dexter

Corajosa e explosiva, Debra (Jennifer Carpenter) tinha mesmo ”sangue nos zói”  e constantemente roubava as atenções do protagonista, seu pragmático e sociopata irmão adotivo, a personagem passou por maus bocados na infância e na vida adulta que formaram uma personalidade meio inconsequente, típico de gente que quer se provar e revalidar o tempo inteiro, ao longo das temporadas acompanhamos a sua impressionante evolução dentro da polícia e como pessoa, Debra foi um alívio necessário na série, era para quem voltávamos as atenções quando o próprio Dexter se tornava maçante, o que aconteceu mais vezes do que gostaríamos de admitir.

Ellie Torres – Cougar Town

De humor excêntrico e único, a relutante esposa de Andy roubava as atenções da comédia de maneira escrachada, não somente da protagonista desesperada interpretada pela incrível Courteney Cox, mas de todo o elenco da finada Cougar Town, que foi uma série composta por absurdos; dona de uma personalidade prática e concisa, a simples aparição e diálogo rápidos de Ellie (Christa Miller) já garantiam risadas que as vezes não vinham em um episódio inteiro do show, arrisco dizer que a personagem foi quem me fez acompanhar a série até o seu tardio e inevitável final.

Sue Heck – The Middle

Não é complicado identificar a presença do Sol de The Middle aqui nesta lista, a premissa da comédia é a de contar os problemas e desleixos da família Heck como um todo, mas Sue (Eden Sher) roubou quase todo o brilho para si, cada aparição da personagem é presságio de risada certa tanto pela a sua falta de habilidades sociais e esportivas quanto pelas situações hilárias em que se mete, encarando tudo com muito bom humor e confiança raras estes dias, deixando os membros da sua própria família no chinelo.

 


E vocês, concordam com a lista? Acrescentariam mais algum personagem?
Não deixem de comentar!

Jovem bahiana simpática e gente boa que curte um bom número de séries e por este motivo tem a audácia de escrever suas opiniões positivas e negativas sobre...

Ler perfil completo

Itamaraju/BA

Série Favorita: How i Met Your Mother/Friends

Não assiste de jeito nenhum: The Vampire Diaries

  • Maria Leonor

    Deb <3 <3 <3 Sdds da minha diva boca suja </3
    Eu ainda acredito que faltaram ai nessa lista esses personagens aqui :
    -Alec e Isabelle Lightwood e Magnus Bane(Shadowhunters)
    -Cisco Ramon(The Flash)
    – Leonard Snart/Capitão Frio e Mick Rory/Onda Térmica(The Flash/Legends of Tomorrow)

  • Alice Reis

    Gente, nunca soube o sobrenome da Janice!
    Eu odiava a personagem da Georgina. Não por ser vilã, sei lá, achava ela sem credibilidade. Mas Debra, Barney, Sue e Titus são ótimos mesmo.

    • Ana Rebeca Tamandaré

      A-M-A-V-A a Georgina, achava ela engraçadíssima e que dava aquele gás que a série tanto precisou em seus anos ruins, mas entendo seu ponto de vista… Janice apareceu casada uma porção de vezes, este deve ser um dos sobrenomes que ela teve hahahahahahaha

  • Diego Rodrigues

    faltou Bonnie Plunket 😀

    • Ana Rebeca Tamandaré

      Bem lembrado Diego, Bonnie vem ofuscando a própria filha em Mom a muito tempo, merecia mesmo um lugar na lista. Mas fica aqui a menção honrosa!

  • Giovanni Meireles

    Gostei da lista mas senti falta de Naomi Clark de 90210, uma vez que de coadjuvante a mesma se tornou protagonista absoluta a partir da segunda temporada.

  • Karine
    • Ana Rebeca Tamandaré

      Amém Georgina! Maravilhosa do início ao fim, ao contrário da série… hahahahahaha

  • Dra. Caitlin Summer

    Eu detestei a Edith do início ao fim Hahaha

    A história do bebê até foi interessante. Mas eu tinha mais apreço por personagens que apareceram na metade da série, como a Lady Rose, do que por ela.

    • Ana Rebeca Tamandaré

      Não acredito!!! Sou fissurada pela evolução da personagem, mas é assim mesmo, as pessoas curtem mais alguns personagens do que outros, eu por exemplo, detestei a Mary do início ao fim! hahahahahahaha

      Valeu pelo comentário!

  • Andrezza

    Georgina me irritava e divava em GG.
    A evolução da Edith em DA foi uma das coisas mais lindas da série.
    Adorei esse post, quero mais! =)

Desafio: você se lembra de quem foi essa declaração de amor?

1 semana atráscomentarios

Ah, o dia dos namorados. Aquele momento do ano para espalhar aos quatro cantos nosso sentimento por aquela pessoa especial, que faz o coração acelerar e as palmas da mão suarem. Aquela pessoa por quem você faria qualquer coisa, até mesmo deixar a vergonha – ou o medo – de lado para professar seu amor. Nas séries, existem muitos personagens  que não esperam data especial nenhuma para declarar seu amor, seja num momento de desespero, num pedido de casamento ou só para reforçar aquilo que o parceiro já sabe e Tom Jobim cantava aos quatro ventos: é impossível ser feliz sozinho. Você também acredita nisso e se derrete toda vez que sabe que chegou a hora de surtar, porque vai ter […]

Leia o post completo

Guia da Trilha Sonora: Scream – Season 1

2 semanas atráscomentarios

Entre os poucos pontos positivos que posso destacar em Scream, a trilha sonora fica em primeiríssimo lugar (talvez porque seja da MTV). Misturando canções atuais, dançantes e tristes, que fazem parte da vida dos jovens de Lakewood, a série soube utilizá-las para compor a história e os personagens. Assim, nada melhor do que ouvir as músicas da primeira temporada, agora disponível em uma playlist na nossa conta do Spotify!

Leia o post completo

House of Cards e a Política Brasileira

2 semanas atráscomentarios

Primeiramente, #foratemer. E se você ainda não conferiu a última temporada de House of Cards, não se preocupe, esse texto não contém spoilers, – apenas reflexões. Pra gostar de House of Cards você precisa torcer pelos Underwood. Claro, a gente sabe o quanto eles são escrotos, mas é ficção, certo? Não tem problema torcer pelos vilões. Ou pelo menos era o que pensávamos em 2013, quando a série estreou. Mas de lá pra cá a política mundial virou de ponta à cabeça. Os Estados Unidos elegeram Trump e nós tivemos Temer enfiado goela abaixo. Isso sem contar os acontecimentos dignos da ficção, como a morte de Teori Zavascki, a delação do Joesley e os testes nucleares da Coréia do Norte. […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter