Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Primeiras Impressões: Ghosted

Por: em 6 de outubro de 2017

Primeiras Impressões: Ghosted

Por: em

Não são poucas séries que investem numa dupla dinâmica para ser carro-chefe de suas histórias, principalmente comédias. Então, Ghosted poderia ser mais uma entre tantas outras a tentar um lugar sob o sol, se não fosse sua premissa interessante, mas clichê, que nada contra a corrente das comédias familiares atuais. E ainda, ajudar a Fox a acertar na sua encomenda anual de séries, algo que vem fracassando terrivelmente nos últimos anos e parece dessa vez apostar na fantasia.

Bebendo da fonte de MIB e Ghostbusters, a série criada por Tom Gormican apresenta Leroy Wright (Craig Robinson de The Office) é um homem cético e divertido que é contratado pelo Serviço Investigativo Oculto para verificar atividades inexplicáveis que se espalham por Los Angeles. Para equilibrar a investigação, ele vai trabalhar com Max Jennifer (Adam Scott de Parks and Recreation), que é um gênio e acredita em tudo. Os dois acabam esbarrando em um mistério que ameaça toda a humanidade.

Reprodução/FOX

Assumindo mesmo ser trash com efeitos especiais básicos (modelo que parece se encaixar muito mais no canal TBS), a comédia tinha uma boa história pra contar se não fosse a fraqueza de seu piloto, muita coisa que poderia funcionar, não aconteceu. Já no começo do episódio é perdida uma bela oportunidade de explorar as diferenças dos protagonistas e suas respectivas vidas monótonas. A partir dali, tudo pareceu muito corrido para apresentar os personagens e chegar ao resultado final. Entendo que um piloto é feito para apresentar o enredo de forma geral, mas Ghosted peca também pelo fato de não aproveitar a potência de sua dupla protagonista e os coadjuvantes que ali integram. Completam o elenco, Ally Walker como a chefe do Serviço Investigativo, Amber Stevens West como a hacker Annie e Adeel Akhtar como o cientista Barry. Existe uma boa química entre Craig e Adam e os dois podem muito bem acertar a dinâmica da dupla e não apelar para cenas como tapas na cara ou momentos de união exagerados, o que torna forçado para quem assiste dois caras que acabaram de se conhecer sendo eles tão diferentes. E infelizmente, não houve espaço para explorar os personagens secundários, que nesse primeiro momento não despertaram nenhum vislumbre de características que se destaquem.

Reprodução/FOX

Mas existe aquela luz no fim do túnel e o trunfo de Ghosted é que ela é capaz de divertir quem curte o gênero e o quanto seu enredo pode ser promissor e explorar diversos caminhos que agradem o público. Apesar de ter esperado que seguissem o modelo de B99 com casos por semana, existe um mistério rondando a história que chega a despertar leve curiosidade para os episódios seguintes, mas seria o suficiente para a série se manter? O piloto teve uma boa estréia domingo passado, segurando toda a audiência de The Simpsons, restando-lhe a missão de manter esses números para garantir seu espaço na grade de domingo.

E aí, vai dar uma conferida em Ghosted? Comente também suas impressões!


Pedro Fernando

Paulistano e nerd. Viciado em livros e séries que possuem bons dramas, seja de fantasia ou ficção científica. Apaixonado por séries desde a época das tardes de ouro do SBT, com Um Maluco No Pedaço e Eu, a Patroa e as Crianças. A partir disso o amor só cresceu!

São Paulo - SP

Série Favorita: The Fosters

Não assiste de jeito nenhum: CSI: Criminal Scene Investigation

×