Merlí

Merlí é uma produção catalã de 2015, exibida pela TV3 e estrelada por Francesc Orella que…

Primeiras Impressões: Mindhunter

Mindhunter estreou na Netflix nesta sexta-feira (13) sob toda a expectativa que uma série de David…

Séries jovens que fizeram história

Por: em 30 de março de 2011

Séries jovens que fizeram história

Por: em

Hoje, 30 de março, comemoramos o dia mundial da juventude recomendando a vocês, queridos leitores do Apaixonados por Séries, as séries jovens que fizeram história. Nesse dia tão significativo, gostaríamos de dividir com vocês nossas impressões sobre séries jovens que fizeram muito sucesso e que de alguma forma nos atingiram, quando éramos jovens, saudáveis e bonitos. Vamos a elas:

Anos incríveis (1988 – 1993) por Cristal:

The Wonder Years é uma série da ABC que, em 1988, encantou os Estados Unidos, conquistando Emmy e Globo de Ouro logo em seu ano de estreia, com apenas seis episódios exibidos. Por aqui, a história é um pouco diferente. Em 1993, Anos Incríveis estreava na Tv Cultura, formando nos anos seguintes uma dupla inesquecível junto com a nacional Confissões de Adolescente (de 1994). Em 1996 a série migrou para a Band e Multishow, aumentou exponencialmente o seu número de fãs brasileiros e passou a fazer parte, em definitivo, da infância e da adolescência daqueles que nasceram, principalmente, na década de 80.

E não tinha como ser diferente. Anos Incríveis conta a história de um garoto, sua família e seus amigos, de uma forma tão singular que, em incontáveis momentos da série, esquecemos que não é a nossa história que está sendo narrada, e sim a de Kevin Arnold. Seu primeiro beijo, a descoberta da sexualidade, os conflitos com seus pais, a primeira decepção, as confusões no colégio… Momentos pelos quais todos passamos na vida e que se tornam ainda mais especiais aos olhos de Kevin, seu melhor amigo Paul e seu primeiro amor Winnie. O melhor? A série se passa no final da década de 60 e tem na sua trilha sonora um dos seus maiores trunfos. Gostinho de nostalgia até pra quem não viveu a época!

Beverly Hills, 90210 (1990 – 2000) por Bruna:

Foram dez bem sucedidas temporadas contando a história de um grupo de amigos morando em um dos zipcodes mais desejados da América nos anos 90. Inicialmente, dois irmãos gêmeos são transferidos de Minneapolis para Los Angeles – por seu pai ter sido promovido-, e precisam enfrentar essa mudança de realidade. Logo na primeira temporada eles formam um grupo de amigos no colégio; esse grupo segue junto por 10 temporadas. Apesar de algumas mudanças de elenco, 5 integrantes do grupo inicial se mantém até o fim da série, passando juntos por muitas mudanças e transformações que essa fase complicada pode trazer.

Se tratando de um grupo de amigos, entre 16 e 27 anos, em constante mudança – de modo de pensar, de estilo de vida, e até de aparência – a série teve um apelo muito forte a juventude da época. A primeira temporada fez tamanho sucesso, que até a Globo comprou seus direitos de exibição e mostrava em suas tardes de domingo – um horário bem nobre na época – com o nome “Barrados no Baile”. Ao longo dos dez anos de série, foram abordados muitos temas polêmicos e envolventes para o público jovem: drogas, virgindade, religião, primeiro namoro, gravidez na adolescência, entrada na faculdade, segundos (ou terceiros, ou quartos) casamentos dos pais, fidelidade, formatura, primeiro emprego, irmãos muito mais novos, saída da casa dos pais, violência, até chegarem os casamentos.

Blossom (1991 – 1995) por Bruna:

Uma menina de 15 anos vivendo uma fase complicada sem a presença da sua mãe. Morando com seu pai – presente e carinhoso, que é músico e incentiva o lado artístico da filha-, e dois irmãos:  Joey, muito pouco inteligente, doido por garotas e basquete, e Anthony, o irmão mais velho atencioso que tenta viver sem drogas. Além da família, a amiga Six é presença constante, bem caracterizada por sua habilidade de falar tão rápido que as vezes não é compreendida.

Blossom é a caçula, muito inteligente e sarcástica, sofre um tanto pela ausência da mãe em momentos cruciais da vida de uma mulher: a primeira menstruação, o primeiro beijo, a primeira bebedeira, o primeiro namorado. Com o tempo, mais personagens são agregados a trama, mostrando o crescimento de Blossom e o desenvolvimento das relações da família Russo. A série mostra o amadurecer de uma menina muito esperta, de uma forma leve e engraçada. A série foi trazida ao Brasil pelo SBT, em 1997, e fez grande sucesso.

Confissões de Adolescente (1994 – 1996) por Bruna:

A série conta a história de 4 irmãs, criadas pelo pai, morando na zona sul do Rio de Janeiro. Diana, Bárbara, Natália e Carol passam pelos conflitos que todo jovem passa: primeiro beijo, horas ao telefone – e as consequências disso, primeira vez, gravidez na adolescência, brigas entre irmãs, trabalho, religião, ciúmes do pai, etc. Confissões de adolescente deve muito do seu sucesso ao personagem Paulo, o pai das garotas, interpretado por Luís Gustavo: Paulo era um pai compreensivo, preocupado, carinhoso e presente, o pai que muita adolescente sonhava ter. A série também teve participações muito especiais de atores famosos: Marieta Severo, Débora Bloch, Cláudia Gimenez, Maitê Proença, Lília Cabral, Lucélia Santos, Drica Moraes e Pedro Cardoso.

Único seriado brasileiro da nossa lista por um simples motivo: foi a melhor programa direcionado ao público jovem já feito no Brasil. A série inovou no formato, por dialogar diretamente com o telespectador, por ter cenários famosos do Rio – que todo brasileiro conhece ou sonha conhecer um dia e por criar uma identificação direta com seu público: e isso se deve a escolha dos temas abordados, que faziam parte do cotidiano do jovem brasileiro de classe média.

Buffy – A caça vampiros (1997 – 2003) por Camila:

Buffy foi uma série de grande sucesso que teve origem em um filme de mesmo nome, e já nos anos de 1997 pegava carona nas ideias vampirescas. A personagem principal, que dá nome a série, é a mais jovem de uma linhagem de caçadoras escolhidas pelo destino para lutar contra forças do mal. Buffy (Sarah Michelle Gellar) ainda era adolescente e estudante, contando com um círculo de amizade que a auxiliava nessa empreitada, e com um mentor mais velho, afinal, Buffy queria ser como todas as garotas mas não conseguia se encaixar por causa deste segredo e da convivência com outros seres sobrenaturais. A série teve 7 temporadas exibidas pela Warner (a CW de hoje), e ficou em 3º lugar na lista TV Guide com as séries mais cults de todos os tempos.

Toda a luta que Buffy travou nos anos da série é uma metáfora para essa fase de transição entre adolescência e maturidade, onde tem-se que lidar com a responsabilidade dos seus atos, pensar em outras pessoas, em faculdades, amor e se preocupar com o futuro. Nada é tão fácil e Buffy tem uma paixão impossível por Angel, um vampiro com alma, chegando a ter um complicado relacionamento, com empecilhos extraordinários, metáfora para todos os que se encontram na vida real. Mas ela não está sozinha, tem amigos que a acompanham, Xander e Willow, que se tornam muito importantes para a série e para a Buffy, tanto na sua luta contra o mal quanto em questões sobre entrar na faculdade, sair de casa e sobre suas responsabilidades do dia a dia.

Dawson’s Creek (1998 – 2003) por Alexandre:

Exibida entre os anos de 1998 e 2003, no canal WB, Dawson’s Creek escreveu sua história no mundo das séries jovens, retratando os temas tão recorrentes a essa fase com uma sutilieza e uma maturidade que, até então, pouco tinha se visto na TV americana. UsandoCapeside, uma pequena, pitoresca e fictícia cidade do litoral de Boston, como cenário principal, o seriado contou a história de Dawson, Pacey, Jen, Joey e Jack, um grupo de amigos que sentiu na pele o que a palavra “crescer” significa. Em seis bem construídas temporadas, o seriado usou e abusou de um roteiro primoroso, que trouxe diálogos que permitem diferenciá-lo de diversas produções do gênero. Dawson’s Creek também fez história por ser a primeira série direcionada ao público adolescente a exibir um beijo gay no horário nobre, e com um dos seus personagens centrais, e lançou no mercado de atores nomes como Katie HolmesMichelle WilliamsJoshua Jackson.

Ao longo de seus 6 anos, foram diversos os temas abordados pelo show, todos sempre relacionados a idade de seus personagens, que começaram a série aos 15 e terminaram aos 21. Perda de virgindade, mentiras, auto estima, modo de se vestir, divórcio na família, suicídio, descoberta e aceitação da homossexualidade, primeiro amor, a dificuldade de se dar o primeiro beijo, formatura, almas gêmeas, caminhos diferentes, sucesso profissional, triângulos amorosos, câncer, gravidez e a morte em diferentes ocasiões foram apenas alguns dos pontos tocados por Dawson’s Creek em sua trajetória. Sua primeira temporada chegou a ser exibida por um tempo nas manhãs de sábado da Rede Globo, o que foi, para muitos, uma porta de entrada para a série. Como os últimos promos da série bem anunciaram, “o seriado que definiu uma geração.

Felicity (1998 – 2002) por Rodolfo:

Criada por JJ Abrams (o mesmo de Lost), Felicity foi uma série sobre adolescentes que estavam prestes a passar para a fase adulta. A protagonista homônima (interpretada por Keri Russel, do filme “Garçonete”) mudava-se para Nova York, onde moraria os próximos quatro anos até se formar. Felicity era uma personagem cativante e palpável, um dos maiores méritos da série. Uma garota comum (e um garoto também, por que não?) podia se identificar facilmente com a personagem que, pouco a pouco, estava descobrindo o mundo e descobrindo a si mesma. Seu visual, principalmente no que diz respeito aos cabelos ondulados, chamavam a atenção de todos. Para se ter uma idéia, quando a personagem cortou os cabelos na 2ª temporada ocorreu uma grande manifestação dos fãs que reclamaram do novo penteado. Foi uma das primeiras vezes na história da TV americana que o publico reagiu com tanta intensidade a uma personagem.

Felicity não foi uma série tão popular (comercialmente falando), mas marcou a história das séries adolescentes devido ao seu formato diferenciado e marcado fortemente pelo drama (dispensando o humor comum em séries do gênero) e por um roteiro bem escrito, não muito acessível à massa, mas que primava por um texto maduro e inteligente. Há quem diga que Felicity foi uma série chata. Já os que acompanharam até o final só têm elogios à série (é preciso “degustá-la” e cinco episódios depois já estará entre suas favoritas). Os mesmos temas recorrentes em outros seriados surgiram em Felicity: relacionamentos mal resolvidos, traições, dúvidas quanto a carreira profissional, desentendimentos em família, todos tratados com muita delicadeza e interpretados não somente pela ótima protagonista, como também por um grupo de coadjuvantes muito competente. Foram 84 episódios transmitidos entre 1998 e 2002 com direito a um Globo de Ouro (merecido) de melhor atriz de drama para Russel.

The O.C. (2003-2007) por Lucas:

The O.C. foi uma série produzida pela Warner e criada por Josh Schwartz, com estreia no dia 5/6 dos idos de 2003 e que teve 4 temporadas. A história do seriado girava em torno de Ryan Atwood, interpretado por Benjamin McKenzie. Vindo de uma família super problemática, o garoto se envolvia em grandes roubadas por conta do irmão mais velho. Entretanto, o advogado Sandy Cohen (Peter Gallagher) (pai de Seth – Adam Brody– e marido de Kirsten – Kelly Rowan) foi designado para o caso do menino, que iria parar na prisão ou em algum reformatório, não fosse a intervenção de Sandy. A família Cohen acaba adotando o garoto e Seth ganha o irmão que sempre quisera. Já no piloto, conhecemos Marissa Cooper, interpretada por Mischa Barton e, com certeza, um dos personagens mais polêmicos da série (e quem é fã sabe do que falo, pois a relação da audiência com a personagem é extremista: ou amor ou ódio), por quem Ryan se apaixona. Além da história muito envolvente e coerente, com referências à cultura pop do roteiro à trilha sonora, The O.C. marcou muito. Parte disso se deva, talvez, por mostrar que o mundo rico pode (e é, na maioria das vezes) ser podre e, ao mesmo tempo, acolhedor.

Na série, os personagens principais (Ryan, Marissa, Seth e Summer – Rachel Bilson) são adolescentes que passam a série toda no High School (nosso Ensino Médio) e por situações que todo jovem passa na caminhada que é a adolescência. Assuntos sérios e envolventes são abordados durante toda a trama e vão desde o problema inicial de Ryan, passando pela fase de dúvidas e vida-louca (homossexualidade, drogas e, enfim, morte) de Marissa Cooper, até o alcoolismo de Kirsten. A série transgride a classificação de somente mais uma série por dois grandes motivos. O primeiro deles, é que o roteiro fala de assuntos sérios de forma direta e sem rodeios e, para o adolescente, isso é mais do que importante. O outro grande motivo é que a série fez uma iniciação dos vários seriadores de hoje em dia, sendo a série que abriu as portas do mundo televisivo para vários destes.

One Tree Hill (2003 – ?) por Alexandre:

Uma das mais longas séries voltadas ao público jovem, One Tree Hill se encontra hoje em sua 8ª temporada, exibida semanalmente pelo canal CW. Seu ponto de partida foi a rivalidade declarada entre Lucas Scott e Nathan Scott, irmãos por parte de pai e rivais no basquete, que tiveram criações totalmente diferentes. Daí em diante, o seriado contou a história do quinteto habitante de Tree Hill e formado pelos dois irmãos e por Haley, Brooke e Peyton. Seus amigos, seus problemas (na quadra de basquete e principalmente fora dela), seus familiares e todos as diversas situações pelas quais adolescentes podem passar. Cenários como o Karen’s Coofe e a Quadra do Rio são marcantes para os fãs da série, o que prova que mesmo sem um grande alcance, ela conquistou uma base sólida e fiel, cujo uma boa parte segue firme até hoje, mesmo após a saída de dois personagens de seu elenco principal. Fãs esses que, durante as temporadas iniciais da série, se reuníram em fóruns ao redor do mundo, debatendo o famigerado triângulo amoroso protagonizado por Lucas, Brooke e Peyton.

Em 8 anos de série, muita coisa foi abordada. O tema família, representado pelos Scott, foi apenas um dos muitos. As quatro primeiras temporadas foram pontuadas por casamento na adolescência, sonhos, rótulos, amigos-irmãos, anabolizantes, familiares ausentes,bullying, suicídio, gravidez, morte, entre diversos assuntos pertinentes aos jovens e adolescentes. Da quinta temporada em diante, o show entrou em uma fase mais madura e abordou situações como casamento, adoção, sucesso e fracasso profissional, preço da fama, fofocas, câncer, acidentes, psicopatas, redenção. Os jovens que iniciaram a série com 16 anos, hoje estão com 24. Seus problemas, contudo, continuam a existir e a fazer parte do dia a dia de muitos de seus espectadores.

Gossip Girl (2007 – ?) por Bianca:

Gossip Girl começou em 2007, sendo um fruto da famosa série de livros de mesmo nome escrita por Cecily von Ziegesar. Tendo como tema central a vida (e as fofocas) dos jovens ricos de Manhattan, não tinha como não atrair uma audiência igualmente jovem. Após a primeira temporada, os produtores viram o grande potencial fashion e começaram a explorá-lo. Os uniformes ficaram um pouco de lado para dar lugar à alta costura e começar a ditar a moda entre os adolescentes americanos, numa espécie de Sex and the City atual. As tiaras da Blair, o estilo casual chique da Serena e até o roqueiro da fase rebelde da Jenny conquistaram as jovens e colocou Gossip Girl como uma série jovem que faz história.

Como toda série jovem que se preze, Gossip Girl começou com os personagens adolescentes, ainda estudando o Ensino Médio. Dessa forma, as fofocas da escola e as imaturidades dos riquinhos acabava passando batido e – por que não – nos divertindo e conquistando a cada episódio. A série começou abordando todos os assuntos presentes na vida de um jovem comum: o sexo, o amor, o bullying na escola, a vontade de ser popular, separação dos pais, a comunicação instantânea, o valor da amizade. Porém, como acontece em muitos seriados juvenis, a transição para a faculdade não conseguiu ser bem sucedida. O que tanto nos divertia nas duas primeiras temporadas acabou se tornando sem graça e deveras infantil na terceira, fazendo com que a audiência caísse e dando força aos rumores de cancelamento. Mas, mesmo com tantas controvérsias, Blair e companhia continuam influenciando o mundo da moda, principalmente com suas atrizes estrelando editoriais em revistas especializadas e a amizade de Blake Lively com a toda poderosa Anna Wintour.

Skins (2007 – ?) por Caio:

Skins é uma série em constante mudança. A ideia de mudar todo o elenco principal a cada duas temporadas dá um ar fresco e uma repaginada em suas tramas e ideias. No ar desde 2007, atualmente em produção para a 6ª temporada, Skins mostra a vida de um grupo de amigos e os problemas pessoais de cada um durante os dois últimos anos do Ensino Médio na cidade de Bristol.

Alguns reclamam que a série exagera no modo de vida dos jovens britânicos. Outros apontam que Skins é uma das séries mais realistas sobre a modernidade e vidas pessoais e educacionais que estão no ar. O importante é que Skins é essencialmente jovem. A equipe de produção tem uma média de idade de 21 anos!! E isso inclui diretamente produtores e escritores. A série não é como muitas dos Estados Unidos e como nossa Malhação onde os adolescentes são interpretados por atores de 25-30 anos… em Skins eles realmente tem a idade que aparentam. O ator mais velho da primeira geração é Joe Dempsie, que fez o querido Chris, e que hoje, três anos depois de sair da série tem 23 primaveras completadas. A líder da atual geração, Dakota Blue Richards, a Franky, tem apenas 16 anos. Isso ajuda na montagem dos personagens e na hora de passar a realidade, além de que quase todos os atores da série eram desconhecidos quando começaram, assim como o time de escritores e produtores, o que aumenta ainda mais o clima de ar fresco da série. Skins aborda temas atuais e corriqueiros como o uso de drogas, sexo na adolescência, abuso de álcool, homossexualidade, problemas psicológicos, e o famoso daddy issues, que são os altos e baixos entre pais e filhos e como isso influencia na personalidade do adolescente. Sinceramente? De dentro pra fora, mais jovem que Skins não há.

 

Esperamos que tenham gostado de relembrar, e que comentem suas impressões sobre as suas preferidas!

PS – Deixamos claro que essa nossa seleção não comentou algumas séries mais atuais pelo simples fato de ainda precisarem de mais tempo estáveis, mantendo a fama que atualmente tem, para que realmente façam história entre as séries jovens, são elas: GleeThe Vampire DiariesMisfits90210, entre outras.

Para mais posts como esse, siga a gente no twitter!


Bruna Antunes

Porto Alegre - RS

Série Favorita: Battlestar Galactica

Não assiste de jeito nenhum: Sex and the City

  • Gutotns

    A série principal, que fez muito mais sucesso do que One Tree Hill e a própria Gossip Girl, este site esqueceu: The O.C.

    • Renata

      Estou contigo… The O.C. fez muito mais história que Gossip Girl. É do mesmo criador e tem muito mais relevância, pois não caiu de qualidade com o decorrer do tempo.

    • Não esquecemos não. Tive uns problemas pessoais e não consegui enviar minha parte ontem. Já enviei. Daqui a pouco entra!

      • Carla

        The OC não caiu de qualidade?
        a 1ª temporada foi perfeita, a 2ª foi mediana, a 3ª ruim e a 4ª muito boa…

        • Concordo!

        • Eu concordo também, mas em partes. Gosto muito da 1ª, da 2ª e de muita coisa da 3ª. Gosto de metade da quarta, mas não numa sequência lógica… De alguns episódios, incluindo a series finale…

          • Luke

            a 4° foi horrível!!!
            Uma série que podia ter tido um final decente,e com mais temporadas foi cancelada por causa da morte prematura da Marissa.Até hj não entendo se ela morreu porque a Mischa Barton tava causando na série,ou se foi uma falha no roteiro mesmo.A

          • Luke

            a 4° foi horrível!!!
            Uma série que podia ter tido um final decente,e com mais temporadas foi cancelada por causa da morte prematura da Marissa.Até hj não entendo se ela morreu porque a Mischa Barton tava causando na série,ou se foi uma falha no roteiro mesmo.A ordem pra mim é 2°,1°,3° e 4°,só melhorando na series finale

          • Marcos

            Sinceramente, a Marissa foi tarde (amor e odio…) e a quarta temporada a meu ver foi a melhor, a Taylor dava de 10 a zero na Marissa!

          • Luke

            Nãaao,a taylor,além de feia é extremamente chata!!

          • Gustavo

            The OC é minha série favorita até hoje, mas é claro que como qualquer outra série, especialmente as teens, ela teve alguns erros como a morte da marissa, as repetições e tal.

            Mas nao dá pra negar que The OC tinha sim muita qualidade! Trilha sonora marcante, personagens muito consistentes e carismáticos, a serie tratava de assuntos serios ao mesmo tempo em que era muito engraçada!
            The oc foi um marco!

          • Nanna

            Pra mim, Taylor foi e sempre será uma substituta. Marissa não deveria ter morrido, não mesmo 🙁 Enfim, é uma série que me faz chorar até hoje.

          • Teka

            Na verdade a Marissa morreu porque a Mischa não quis dar continuidade com a personagem.

    • marcos

      the o.c está ali.
      fico entre the o.c e smallville

  • Cauê

    Cliquei aqui esperando ver logo The O.C. e vocês esquecem? @[email protected]

    • Camila

      Como o Lucas disse, ele atrasou um pouco, mas a parte dele de The O.C. já foi colocada no post!

  • Poliana

    Ter gossip girl e não ter The O.C.?
    esperemos então o post de the oc =D

    • Camila

      Já atualizei o post com a parte do Lucas sobre The O.C.

      😀

    • Nossa, não sabia que The O.C. tinha toda essa torcida.

      • Nem eu! 😛

        E que torcida rápida viu? Entrou no post com só 40 minutos de atraso e deu o que falar!

        • A gente pode falar mal de O.C mas sempre dá o que falar. E é inegável falar de como ela influenciou na cultura pop. Aliás. Lembro de ter visto uma lista das 10 séries que mais causaram influencia no cotidiano e The O.C estava no top 3 a frente até de Friends.

          Deixando claro que não falo de qualidade sobre quem é a melhor. Falo em termos de que causou mais tendência no modo de falar, agir, vestir dos jovens.

  • João Amaral

    The OC é a melhor serie deste estilo de sempre!
    Rachel Bilson <3

    Tambem tenho aqui Felicity para ver mas ainda não tive muito tempo para ver mais episodios alem do piloto.

    • Eu curto só a 1ª temporada. Depois, a meu ver, a série foi ladeira abaixo. O único que eu gostava era o Seth, mas depois comecei a perceber que aquele ator era Seth em todos os filmes que ele fazia :S

      • João Amaral

        Eu sou um bocado suspeito em relação a The OC porque foi a primeira serie que vi, de sempre.
        Mas tens razao, a serie baixou de qualidade mas na minha opinião continuou a dar boas historias aos fas.

    • carolina beker

      eu acho que vcs tem merda na cabeça ,tudo oque fazem é gostar dessas merdas que os americanos cagam e vcs comen e ainda pedem mais eu odeio series americanas

  • Bom demais lembrar dessas séries..
    Pra mim, as melhores da lista são Felicity, Confissões de Adolescente e, claro, One Tree Hill.
    Aliás, Confissões de Adolescente era de um nível tão bom que se passasse hoje, só a qualidade da imagem e o figurino denunciaria não ser atual. Os temas dos episódios eram sempre conflitos que os jovens possuem dentro de si, são temas atemporal. Foi uma obra-prima realmente.

    • Cresci assistindo Confissões de Adolescente na Cultura. Uma das melhores séries nacionais. Não poderia faltar nessa lista.

    • De tão boa que é, a série vai continuar, por muito tempo, atual. Que nem Anos Incríveis.

  • luê

    muito bom o post, é o meu gênero preferido.

    senti falta de “Popular”, que me marcou MUITO, mas entendo que ela não seja tão conhecida de todo mundo assim.

    falando nisso, alguem sabe onde posso acha-la?

    :*

    • Eu adorava Popular também. Não acho que tenha sido uma série marcante pra história, mas era muito boa.

      • luê

        me marcou muito :X haha
        e acho ela meio que precursora de GG e Glee

        tu sabe onde acho pra download?

        • Fran

          Gente juro que eu achava que era a unica na face da terra que havia assistido e gostado de Popular!!! Foi com ela Jack and Jill e Smalville que comecei a viciar em series ainda quando passava no SBT há uns 10 anos atras… mas quem me fez correr atras de serie na net foi Heroes mas isso já nao tem mais nada haver com o post huahuahahua

          • Jack e Jill!!! Nossa eu amava as tardes de sábado e as manhãs de domingo no SBT, Everwood, Sétimo Céu, etc, etc…
            E eu lembro de Popular tbm..

          • Gente, Popular!!! Eu assistia direto! =D
            Também achava que só eu tinha visto a série, hahahaha.

          • Flávia

            Adorava Popular! Lembro que passava às segundas na Sony, antes de Dawson’s Creek, que sempre foi minha série teen preferida!

      • keli

        Jack e Jill!!! Nossa eu amava as tardes de sábado e as manhãs de domingo no SBT, Everwood, Sétimo Céu, etc, etc…
        E eu lembro de Popular tbm..

        ha… achei que era só eu a viciada nas manhas de domingo do sbt

  • Gustavo

    Comecei a ver OC ano passado. É legal, consegue te fazer assistir. Mas é clichê ao extremo, e fica muito repetitiva. Ryan é adotado e apaixona-se pela girl nextdoor. Todo dia começa com o café dos Cohen, depois tem uma festa, Ryan briga com alguém, sua estadia na casa dos Cohen fica ameaçada, Marissa (chata) faz os draminhas (every single day). Ainda bem que tem o carisma de Summer, Seth e seus pais. Mas até o Seth achei chato, na segunda temporada com aquele draminha e revolta por Ryan ter ido embora.
    Acho o roteiro de OTH muito mais bem elaborado e maduro (as 3 primeiras temporadas são completamente viciantes).
    Buffy bem bacana, 1ª temporada normal, segunda bem legal, e to no meio da 3ª. A única coisa que desgosto são os efeitos, bem trash.
    Felicity vi completa. Gostei muito da 1ª temporada. Depois fui achando a série bem lenta e meio repetitiva. Não gostei da história de viagem temporal. O final foi bem óbvio, típico de novela.
    Gossip Girl acho bem fraca, nao consegui assistir.
    Dawson’s só vi alguns episódios, ainda vou completá-la, parece ser realmente boa.
    As demais não tenho opinião formada.

  • Arthur de Melo

    Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa To com todos ae por The OC! Foi a melhor série de todos os tempos e como eu sou grande fã vale destacar que amei tudo! Pena que

  • Diego H.

    Aaah, as séries teens… o que seria do mundo das séries sem elas! Adoro muitas séries que estão aí, e sobre GG acho que a série não caiu tanto assim, claro que a S1 foi perfeita e a 1ª metade da S3 foi fraca, mas a S2, 2ª metade da S3 e S4 continuam no mesmo nível, tanto que o único problema dela pra mim, é a audiência televisiva, mas o buzz que a ronda (e que pros produtores, sempre foi uma das coisas mais importantes) o merchandising e o ganho comercial que a série tem, continua o mesmo, se duvidar, maior até ;D

    • Se é maior, eu não sei… mas que continua forte, continua =)
      Por isso que a série não vai ser cancelada tão cedo, mesmo com audiência não tão boa =P

  • Arthur de Melo

    Haaaa The OC está no sangue ou melhor na alma de todos nós fãs!The OC Forever! kkkk
    Mas vale lembrar que a apartir da segunda metade da 3º Temporada a série perdeu um pouco da sua história e desandou muito e foi horrível! Concerteza a série não foi renovada pela morte da Marissa (Aff, quem é fã mesmo da série vai ter que concordar comigo! Foi cancelada porque a Marissa morreu! Tá! Tudo bem, ela não foi nenhuma santa, mas qual foi o sentido de Ryan ter ficado com a Taylor? Não tinha amor, química entre os dois, NADA! Era para ser Ryan e Marissa) Paia mesmo, muito ruim!) A 4º Temporada foi péssima e muito ruim! AAAAAAAA “Life is a Song” no último episódio!!Q isso, chorei d mais!! Tá! A parte legal foi a do casamento de Seth e summer, ela mostrando a língua pora ele kkkkk e ele quase achando que era um não kkkk bom d +++ !!!! E a parte onde mostra a cena do piloto onde Ryan sai da casa dos Cohen e ele olha para trás e vê a Marissa e os dois se despedindo kkkk q isso!!
    Gente agora, na parte do piloto quando ele oferece um cigarro a ela e Marissa pergunta: “Quem é você?”
    Ryan responde: “Quem você quer que eu seja?”
    FFFFOOOODDDAAA!!!!!! Ow aí já mostra o clima, o romântismo tudo entre os dois. Claro grandes personagens que vão deixar saudades, pois transformaram a juventudo mostrando a parte boa e ruim de ser jovem no século XXI.
    AAAAAAAAAAAA “Californiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa”. Que isso me dava arrepio na espinha só de ouvir, corria para o sofá assistir aquela música no piano! Perfeita sempre canto ela por ae!!
    A o Natal de Seth!!!!! Sempre coloco feliz Christmukkah no subnick do MSN!! Adoro!
    Para finalizar hehehehehe falei d +++ !! Estava até no último episódio esperando que Ryan chamasse os Cohen de pais e Seth de irmão! Poxa, eles viraram uma grande família, sempre estavam juntos em todos os momentos! Tinha a obrigação!!!
    Bem essa é a minha opinião, sempre vou sentir saudades, tivemos momentos perfeitos e outros nem chegando perto disso! Mas o amor que a série The OC deixou nos corações dos fãs é enorme e nunca vai se acabacar! Amo muito d +++!

    The OC Forever!!! Obrigado “Apaixonados por Séries”, por lembrarem desta e das outras! Vlw!

    • Arthur de Melo

      Calma esqueci d uma coisa! Será que Ryan ajudou aquele menino que estava no telefone precisando de ajuda??? Haaaaaaaaaaa Ele lembrando de sua dificuldade e na hora sentiu o desejo de ajudar o garotinho, pois não queria que acontecesse um destino ruim com ele!! A será?? Pq não mostrou! Deixou a desejar e ficou no ar!!! HHAA Queria saber kk
      PS: Acabou gente kkkk

  • Com tanta gente falando tão bem de The OC, estou começando a me sentir na obrigação de baixar, hahahahaha.

    Adorei o post, Bruna!

    Beijo!

    • Não se sinta.
      A série tem três personagens muitos bons e um deles só chega na última temporada: Seth, Summer e Taylor.
      Os outros dois protagonistas são uns malas. O ator que faz o Ryan é um dos caras mais inexpressivos que já vi na vida. E a Marissa era tão insuportável que morreu.

      Mas sim, a série tem ótimos momentos e duas temporadas boas.
      (Será que mesmo terminando esse comentário assim, elogiando a série, ainda vão cair matando em cima de mim? :P)

      • Você foi boazinha ainda. Na minha opinião, só tem uma temporada boa: A primeira.

      • Vou ser do contra. Acho válido que O.C seja assistido. Por questão de cultura mesmo. Ela entrete. O que a Cristal falou é verdade, só esqueceu que na verdade tem outros personagens fodásticos: JULIE COOPER, Sandy e Kirsten.

        Mas enfim… foi marcante O.C vale a pena ver nem que seja pra falar mal. Igual a Lost que pretendo ver. Não vi e não tenho interesse mas é questão cultural ver lost porque né?!

        • Klaus, concordo quanto a Julie e Sandy, mas só quis citar mesmo os protagonistas. A mini-Cooper também era legal.

          • Sim sim Cristal eu entendi o que você queria falar.Só fui citar mais pra poder não denegrir tanto a imagem da série né? porque tadinha é uma série boa vai!

            Mini-Cooper era diva na noite!

      • ingrid camila

        concordo muito com você Cristal.
        Ryan inesprecivel,Marisa era muuuuito chata.
        Os melhores eram Seth e Summer,e eu amava a Taylor,e tenho raiva de ter acabado sem ela e Ryan estarem ‘realmente’ juntos…

  • Amei a lista, principalmente porque retrata séries que foram a cara da adolescência através dos anos.

    Dessas, só acho Gossip Girl e The Oc (nunca vi Skins) mais “vazias” de conteúdo, superficiais, mas as acho que isso também faz parte do retrato de uma parte dos adolescentes de hoje.

    Enfim, muito boa a lista.

  • Andressa

    Faltou That 70s show! Donna, Eric, Kelso, Jackie, Fez e Hyde fizeram história também =)

  • Gutotns

    Quem acha que The O.C. pode ser uma série vazia, concerteza não chegou a assistir nem uma temporada inteira. E vc pode baixar concerteza, pois não irá se decepcionar. Qual é a série que, por mais que não tenha uma última temporada boa, ainda consegue se manter na recordação de todos os seus fãs como uma das melhores séries, não só do seu estilo, mas de todos os tempos?
    Além disso, pelo menos a série merece o mérito de ter aberto as portas do mundo dos seriados para muitos de nós apaixonadosporseries.
    E pra quem confunde ator com personagem, por mais que os atores que interpretavam Marissa e Ryan não fossem excelentes, a profundidade que a personagem de Marissa possuía a gente espera uma vida e não encontra nos seriados com maiores audiências dos dias de hoje.

    • Não sei se sua resposta foi pra mim, pq eu disse que acho The OC superficial… Mas deixa eu explicar: eu adorava The OC!

      É uma série ótima, divertida, com um elenco legal (não que sejam excelentes atores, mas eu gostava muito de todos eles), trilha sonora impecável, uma premissa bem boa…
      Mas olhando em comparação com as outras apresentadas no post, não foi uma série que influenciou ou marcou minha adolescência.
      Era um ótimo programa pra se assistir, me divertia… mas acabava, eu desligava a tv e vida que segue. Tudo ali era legal, mas extremamente distante da realidade: no final das contas, todo o drama que aparentemente é ser lindo, rico, morar de frente pra praia, estudar numa ecola que tem até fliperama, fazer o que quer da vida, etc etc não me convencia nenhum pouco.

      Enquanto série teen divertida e descompromissada, ótimo. Enquanto retrato da adolescência, acho que não. =)

      (Na minha humilde opinião, of course).

  • Michel

    Faltou FRIENDS ! Que por 9 anos mudou a história de comédias familiares na televisão e é uma comédia ‘timeless’.

    • Friends é incrível, mas não se encaixaria no tema do post.

  • Flávia

    Gostava de The OC, mas concordo com a Cristal. Quem não se irritava de vez em quando com a inexpressividade do ator que interpretava o Ryan?

    Sem dúvidas, a Taylor foi uma grande inserção à série! Me divertia horrores com ela, mas depois da morte da Marissa a série perdeu um pouco o rumo.

    Vale a pena assistir, mas na minha opinião, há séries muito melhores do mesmo gênero, como por exemplo, Dawson’s Creek, que era muito mais realista e madura.

  • Jailson

    Faltou popularidade, Jack e Jill

  • Ana

    Que bom que todo mundo reclamo de
    ñ ter The O.C. HAHHAA!

    Foi a série mais perfeitaa p mim ( apesar da 4 temporada ñ ser a melhor). Ela realmente me fez querer ir atrás de mais seriados , ela me fez viciar xD!

    The O.C. <3

  • Caroline®

    Ótimo post. Algumas dessas séries formaram meu caráter. Comecei pequena vendo Barrados no Baile (nem era pra eu ver, mas eu gostava :D), passei por Blossom, virei teen vendo Confissões e Anos Incríveis (passava na mesma época, eu super me identificava com a Carol de Deborah Secco), e assistia OC nos primeiros anos de faculdade. Hoje Gossip Girl é meu guilty pleasure – só vejo pela Blair, NY e pelas roupas.

    • elida

      Gente a atriz de Blossom, estava meio esquecida, tipo fizeram um esquadrao da moda (versao americana) para ela, pois ela, por estar fora da midia estava toda desleixada.

      Agora pelo menos está voltando devagarzinho, como a namorada do sheldon no big bang theory. O chuck lorne deu uma chance para ela voltar, legal né?

  • Ramon

    Faltou aí Party of Five, que gosto muito mas foi pouco assistida, e Smallvile !

    • Eu me lembro que a Record transmitiu Party Of Five durante alguns anos. De fato, a série é pouco comentada. Acredito que o grande público que acessa a internet hoje em dia ainda era muito pequeno na época. É uma hipótese.

  • Melissa

    Faltou Misfits! 😀

  • rita dri

    the oc eh legal mas galera naum comparem com one tree hill vamos e venhamos ela eh d+ e encanta cd dia + e ainda esta no ar

    ps.: a marissa quis sair p seguir carreira d modelo ae o autor fez aquela morte horrivel p ela ser sempre lembrada

  • natalia

    aah, minha Buffy *—*
    uma das minhas séries favoritas, me marcou muuuito, ainda hoje me pego vendo um ou dois episódios pra matar a saudade
    The OC também, Seth e Summer são um dos casais mais fofos da história da tv, a 1° temporada é uma das melhores coisas já produzidas

    • Rodolfo

      O curioso é que em Buffy, os Vampiros eram monstruosos, ao contrário das séries atuais, onde eles são sexys o tempo todo. Eu adoro Buffy, acho que a série foi pioneira no estilo e a Sarah Michelle Gellar estava ótima no papel.

  • Beto

    Eu prefiro um trilão de vezes Gossip Girl do que The O.C. e One Tree Hill.

    Embora eu goste de The O.C. eu prefiro Gossip Girl pq eu vejo GG desde da 1ª Temporada e acompanho até hoje e The O.C. eu via de vez em quando nas manhãs do SBT e só depois que virei fãn de GG começei a acompanhar The O.C. tanto que hoje tenho todas as temporadas de The O.C. em DVD e as 3 primeiras de GG e estou ancioso para a renovação da série para a 5ª Temporada e acho q a The Cw vai mesmo renovar.

    One Tree Hill eu cheguei a ver no SBT também mais não me pegou, tentei acompanhar com os dvd’s piratas da 1ª e 2ª Temporada e como eu tinha q comprar disco por disco acabei abandonando a série mais eu vi os quatro primeiros episódios da 3ª Temp e a 4ª Temp Completa no SBT mais a série não me pegou.

    Acho q nessa lista ainda faltam 90210(Spin-Off), Supernatural e Gilmore Girls.

    De coração espero que One Tree Hill seja renovada até a 10ª Temporada como “Beverly Hilss, 90210” pq eu não desejo para as séries dos outros o que eu não quero para as minhas mais espero anciosamente a renovação de Gossip Girl para a 5ª Temporada e para a 6ª Temporada e espero que 90210(Spin-Off) dure a até a 7ª Temporada.

    XOXO – B.

    • Beto

      Acho q os jovens de hoje preferem GG, 90210 e Glee e os geração passada prefiram The O.C., Gilmore Girls e One Tree Hill.

      Embora eu também goste de The O.C. e Gilmore Girls.

      • Samuel

        Concordo..
        Eu Gosto de GG, Mas Prefiro One Tree Hill e The OC..
        Eu acho que GG é Modinha Mais Só Pouco, mas Glee Essa ai é Super Modinha, os Caras Cantam Como no Corredor do Colegio como se Fosse Estudio Pow, Glee É Bagulhoo de Boiola, o Romace é Melado, os Personagem são um Bando De Retardados Metais…

        The OC e One Tree Hill Forever =)

    • Misy

      Na verdade eu ñ sou muito fã de The O.C. E One Tree Hill, mais concordo que as duas mesmo c seus altos e baixos são muito boas…Absolutamente melhores que Gossip Girl que na minha opinião é muito boba, e 90210 Q eu ñ posso nem comentar pq ñ vi…NA VERDADE eu juro q ñ consegui terminar o episodio 1, foi uma tortura! É sério mesmo! Com todo respeito Beto eu ñ pretendo nem tão cedo verificar se mudou alguma coisa. Pra mim q assisti Barrados no Baile foi uma decepção!

      Mais, atualmente existem muitas séries legais, eu gosto bastante de “Glee” que na minha opinião toca em assuntos atuais de forma criativa e divertida com um formato super inovador.

      Agora, séries como Anos Incríves, Barrados no Baile, Dawson’s Creek, Confissões de Adolescente e Felicity… essas sim é q eram/são emocionantes. Recomendo.
      Por isso fizeram parte de nossas vidas e conseqüentemente marcaram História! E olha q eu ñ sou da geração passada…

      Anos Incríveis e Felicity pra mim são simplesmente apaixonantes, MINHAS preferidas!

      • Samuel

        Não Ve The OC e One Tree Hill, Mas ve Glee… Puta que Pariu, Toma Vergonha Nessa Cara e Assiste Séries que Prestam e não Essa Boiolagem de Glee!

        • Ellen

          Sou produtora de TV, não vi One Tree Hill, por isso não posso dar opinião sobre essa série especificamente, mas vi The OC e vi Glee e é absurdamente incomparável.

          Do ponto de vista audiovisual (tenho que puxar sardinha pro meu lado), Glee é uma das séries mais brilhantes que já vi, super inovadora mesmo fazendo uso de vários clichês, exatamente pelo fato de que eles souberam usar os clichês de forma inversa em vários casos. A construção dos personagens é excelente, o timing, principalmente cômico, é ótimo, segue toda uma ideia de linguagem cibernética do século XXI, onde não se pode esperar por 50 mil episódios pro casalzinho principal resolver reatar. A proposta da série é um humor negro e sarcástico non sense que é muito bem feito e por isso é leve, rápida, daquelas que a gente digere rápido. Glee não é pra ver e ficar sofrendo com questões existencialistas estilo The OC, e mesmo assim ainda consegue abordar temas pesados, com emoção, sem fazer a choradeira durar horas. A escolha de repertório fez com que o público mais jovem tivesse acesso a músicas geniais, aos clássicos não só da Broadway, mas do soul, do rock, do blues, etc. E é um musical, portanto, a proposta é a galera sair cantando mesmo, no corredor, assim como todos os musicais. Boa parte dos cantores são muito bons, o elenco em si é bom, o texto nem se fala, a edição, a construção de linguagem audiovisual e narrativa, tudo isso faz a série ser um sucesso. Acho que gosto é gosto, mas pra qualquer um que trabalhe na mídia, ou que saiba um pouquinho de audiovisual é muito óbvia a superioridade de Glee em relação ao The OC, quanto produto. Acho super natural não curtir, e respeito isso por completo até porque não sou adolescente ou gleek, ou qualquer coisa do tipo, mas assisto e acompanho por uma questão profissional, agora acho imaturo e preconceituoso dizer que não presta porque é modinha (o que é totalmente questionável) ou porque é pra adolescentes, ou pra gays, ou o que quer que seja. Cara, estuda um pouquinho, pra você aperfeiçoar sua crítica, ok?

  • elida

    voces esqueceram Popular, que passava no SBT. Adorei ver o antigo Bervely Hills 90210, gente nao acredito nas roupas da epoca!

    *
    Confissoes de adolescene, somente a deborah secco quem manteve o sucesso. A daniele valente, ainda aparece um pouquinho vez ou outra fazendo uma coadjuvante, mas as outras duas sumiram do mapa!

  • laile

    OTH é tudo pra mi <3
    Gossip e OC tb são maneiros!

  • lucas

    ONE TREE HILL é minha preferida..e sempre vai ser!a trilha sonora é demais,as mensagens no inicio ou fim dos episódios são incriveis!
    MAS,uma serie que poderia ter entrado nessa lista se mais pessoas tivessem a sorte de olhar é FRIDAY NIGHT LIGHTS,em termos de qualidade ela bate qualquer uma!

  • Ícaro

    As melhores séries da lista na minha opinião são:

    1 – Anos incríveis
    2 – Buffy
    3 – One Tree Hill
    4 – The O.C.
    5 – Dawson’s Creek

    Olha que eu sou “novo” tenho 16 anos e não cresci com nenhuma dessas séries, mas elas são incríveis.

  • adaojvs

    Que saudade das series, Anos Incríveis marcou época,90210 dez anos no ar foi excepcional,third-watch foi outra.

  • Hugo Deleon

    The O.C é o melhor… Dawson’s tou assistindo… mas deu pra ver ki eh show tbem

  • VERONICA

    ESQUECERAM DE FRIENDS ? COMO ASSIM !

  • Liz

    Essa seleção realmente é das melhores séries.
    90210,marcou gerações.
    Skins é realmente inovador,não tem nenhum igual.The O.C embora o drama de sempre,era ótimo,e Gossip Girl sempre acontece algo novo.
    Só acho que faltou Pretty Little liars é á única do gênero suspense e drama teen.

  • Isabel

    Puxa esqueceram de That ’70s Show? Foram 8 temporadas divertidíssimas, tá certo que a última foi um pouco sofrida pela falta de alguns protagonistas. Adorava o Fez e a loucura dele por doces, a amizade da Jackie e da Donna que apesar de tão diferentes combinavam tanto, o Hyde que apesar de parecer todo durão era um grande amigo pro Eric que é neurótico e morre de medo do Red, que é o tipo paizão que não gosta de demonstrar que ama o filho, mas faz de tudo por ele. E a risada da Kitty, e as burrices do Kelso… Tanta coisa que nem tem como enumerar, essa série marcou minha vida.

  • Isabel

    E também tem Greek, que também é uma série jovem, pode ser curta, mas teve um final digno.

  • Amanda

    Faltou a maravilhosa Melrose Place.

  • Hugo Luz

    Doeu quando percebi que ‘Verônica Mars’ não tinha entrado. E apesar de ter gostado da 1 e única temporada que vi de GG fala sério não é a mesma coisa. A série já começa com uma amiga traindo a outra *-* Não é um The O.C da vida …

  • Thiago

    Caramba falaram bastante de The OC aki hehe.
    Enfim, The OC é na minha opinião a série teen mais bem feita que eu assiti…é comedia, drama, romance e tudo que uma serie desse estilo tem que ter. Ela deu uns escorregões mesmo, mas ainda assim foi muito boa e deixou muita saudade. Eu curtia a Marissa e fiquei triste pakas com a morte dela, mas a Taylor foi bem legal tbm e deu um up na vida do Ryan…enfim, gostei de todas as temporadas e todos episodios, The OC é d+ e n tem outro jeito kkk.
    OTH tbm é show de bola e ta entre as melhores ao meu ver tbm…axo q essas 2 são as melhores do gênero
    Valew gnt abraço

  • Thiago

    Ai galera tava lendo uns comentz aki e vi umas pessoas falando da inexpressividade do ator do Ryan de The OC…cada um tem sua opinião e tal…claro, mas ao meu ver ele não foi assim e acho essa uma ideia muito superficial. Tipo…quando me tornei fã da serie me tornei tbm fã dos atores e tal e procurei mais sobre eles. O cara que faz o Ryan, o Ben Mckenzie começou sua carreira de ator pouco antes de ser chamado para The OC e teve que assumir a responsabilidade de ser protagonista assim de cara. Ele começou meio mal mas no decorrer das temporadas ele cresceu muito e quem viu sabe disso…basta assitir o primeiro epi. da quarta e fica claro. Além disso ele fez outros trabalhos bem diferentes do Ryan que era um cara serio e tal, dai da pra ver ele de outra forma…quem puder veja esse video http://www.youtube.com/watch?v=AHf3bIQ9BcM
    é uma atuação diferenciada dele.
    No mais, n to aki pra mudar opiniões neim nada…só axei legal por em questão um outro lado dessa ideia sobre o ator.
    Valew galera.

    • J.

      Eu vi as quatro temporadas em maratona, tudo de uma vez num verão só, e tenho que concordar: o ator que fez o Ryan teve uma evolução nítida. Longe de ter atingido o ápice da boa atuação, ele pelo menos deixou de ser o ator terrível que era no início! Mas uma coisa que sempre pensei é que não consigo imaginar um Ryan que sabe expressar suas emoções! A verdade é que a atuação pobre do Ben McKenzie acabou se tornando uma característica muito forte do personagem dele! O Ryan é um cara todo desajeitado no trato das emoções, ou vai dizer que alguém quer um Ryan super protagonizando cenas tocantes, daquelas de encher o coração? Acaba que nem combina! 😀

  • Juliana Garcia

    The O.C, a melhor para sempre <3 (Com a Marissa, claro)

  • angélica

    Aguém se lembra de um seriado que foi ao ar em 1994/95 aos sábados na globo antes do xuxa park?as protagonistas eram adolescntes Amanda e Ziggy?

    • oi angélica!

      Eu não sei te responder, mas perguntei pra os colegas de blog e o Tobias me respondeu assim:
      “Acho que era Tudo em Cima, dei uma olhada na net e o nome em inglês é Ready or Not”
      Me conta se era essa mesmo. =)

  • Leonardo Jorge

    achei a lista linda, só ñ assisti confissões de adolescente e felicity

  • M a r c e l o

    Gostei do post mas parei de ver séries desse tipo depois de The O.C. (nem consegui terminar) acho tudo muito repetitivo, ou deve ser porque não sou mais adolescente, mas Anos Incríveis, Confissões de Adolescente e Felicity foram as minhas favoritas! Me divertia muito com Blossom mas depois que ela arranja namorado e se acha “linda” a série perde a graça!

  • Rafael

    Eu vi a maioria das séries dessa lista e posso afirmar que as melhores são as que passaram na década de 90. Agora das mais recentes gostei muito de The O.C e Dawson´s Creek. Vi que muitos comentaram a respeito de The O.C, mas na minha opinião é uma boa série sim e recomendo. Acho que os autores se perderam na terceira temporada quando passaram a focar a Marissa e se esqueceram dos outros personagens. Os personagens são marcantes e a galera adulta tbm dava show: Julie Cooper, Sandy Cohen e Kirsten Cohen. A quarta temporada é boa, mas sem querer a gente sente falta da Marissa. Sobre Gossip Girl é boa, mas somente as duas primeiras temporadas. O momento de transição dos personagens da escola para a faculdade é o grande problema das séries, e como os personagens cresceram se tornaram um bando de chatos. Serena virou uma piriguete chata, Nate parece um figurante às vezes, Chuck riquinho chato, Dan sempre idiota e a Blair que às vezes tem uns lampejos de bom humor, mas na maioria das vezes é irritante. É com muita paciência que estou acompanhando a quinta temporada e se nada de interessante realmente acontecer vou abandoná-la.

  • Skins é incrível ^^
    Mas eu prefiro a versão US
    Pena que foi cancelada =(

    • Samuel

      Versão US ?? Porra Essa Versão é Um Lixo! Não Chega Nem Perto da Original..

  • Rubérica

    Atualmente estou assistindo Glossip Girls… mas realmente nenhuma série bate OC Um estranho no Paraíso, pena q acabou… mas fico apenas com a 1ª, 2ª e 3ª temporada pq a 4ª foi horrível…

  • cade todo mundo odeia o chris que cu
    outra coisa minha mae ta maluca

  • Fran

    beverly hills 90210,dawson’s creek,Felicity,The oc e one tree hill dao um banho em gossip girl e 90210

  • rafaela

    Gente, cadê Gilmore Girls? como vocês esqueceram do drama mãe/filha?

  • Lísia

    Nunca gostei de assistir seriados, mais eu confesso que viciei em The Oc, e acabei assistindo as 4 temporadas em menos de um mês. Sei que era meio que clichê e tal a historia do Ryan, mais o divertido é que a série não focava somente nos problemas dele, mais também mostrava as contravenhas do Seth, da Summer, e de todos os outros. E embora a Marissa ser chata e mesquinha eu gostava dela, e não achei que ela fez tanta falta na 4ª temporada, a Kaitlin acabou substituindo ela com as suas maluquices Coop. Também acho que a Kristen, Sandy, Julie mandavam muito bem, tenho um carinho especial por eles, sem contar com o Bullit que também tenho muito carinho por ele, e achava ele uma comédia. Acho também que o Ben McKenzie evoluiu bastante da primeira para a 4ª temporada. Eu sei que é quase impossível, mais torço para The OC voltar de alguma maneira para a televisão.

    • Samuel

      Até que Enfim Alguém Disse a Coisa Certa.. Concordo Plenamente Com Você, The OC Não Ficou Chato porq a Marissa Morreu, a Taylor é Muito Mais Divertida e Engraçada do que a Marissa, a 4 Temporada é Super Legal e Seria muito legal se a série voltasse algum dia.

  • dos citados acima sem duvida o que achei amis foda foi the o.c.

  • the o.c até hoje é umas das minhas séries favoritas nunca vou esquecer dessa.

  • pra mim sem duvida alguma faltou smallville nessa lista.

  • Alex

    Gossip Girl pra mim é a melhor serie que ja assisti até hoje, o elenco é perfeito, trilha sonora, historia, muito bom! A 5 temporada ñ ta boa igual as anteriores mas nao consigo parar de assistir.
    The O.C comecei a assistir a pouco tempo, estou no ep 7 da 1 temp e gostei bastante. Assisti o primeiro ep de One Tree Hill e ñ me deu vontade de acompanhar.

    • Samuel

      The OC e Gossip Girl São Viciantes, tipo One Tree Hill Também, Se Voce acompanha vc vai adorar a Primeira temporada é meia fraca mais as outras são uma beleza, muito foda..

  • Jonathan Mendes

    Olá, meu nome é Jonathan e sou escritor, e a série adolescente que mais me inspira com certeza é skins, pois, o seu enredo é cativante, realista e com um toque especial de polêmica, essa série é pra um ideal inspirador, e eu me basiei em seus conceitos para escrever meu primeiro livro “Diários Escolares”, pois bem, só queria dizer que amo esta série, e que se por acaso se interessarem pelo meu livro, entrem em contato comigo pelo meu e-mail:[email protected]
    E eu mandarei uma copia para quem se enteresssar em lê-lo.

  • W

    THE O.C é muito boa, mas oq matou foi o Ryan, primeiro ele n eh de longo um bom ator, 2 ficou clichê ele ganhou a vida que qualquer um qria e sempre se metia em encrenca por causa da sem juízo da Marisa, o Seth todo mundo gosta, mas tinha hrs q eu ficava com nojo e como alguns falaram ele eh meio Seth em todo filme. a 4 temporada deu uma quebrada no drama mas a Taylor n tem nada haver com o Ryan e ela eh meio chatinha… A mão da marisa a summer o pai do Seth fizeram o elenco ficar legal, mas a série é digna de assisti-la toda.

    Dawson’s Creek pra mim sempre vai ser a melhor, tive a sorte de crescer assistindo ela, bons tempos, e vejo até hoje, nenhuma série pro publico jovem tem os dialogos igual DC, só estragaram na quinta e sexta temporada, mas isso eh detalhe, quem ver DC tb vai achar a melhor de todas… =D Hj em dia sinto falta de séries assim, eu assisto só Supernatural, o resto só dou uma olhada

  • michelly

    One tree hill é a melhor.

  • Daniela

    Adorei a lista!

    A minha lista seria:

    1) One Tree Hill (até a 6ª temporada é perfeita)
    2) Dawson’s Creek (5ª e 6[ temporada são + ou -)
    3) Gilmore Girls
    4) Blossom (olhava randomicamente no SBT)

  • Rafa

    Fiquei feliz ao ver essa lista, me senti até mais jovem…rs
    Algumas fazem realmente parte da minha história.

    One Tree Hill, Dawson’s Creek, Felicity, The O.C., Beverly Hills, 90210, Buffy, Anos Incríveis… com certeza merecem estar nessa lista!

    A única que eu não colocaria aí é Gossip Girl. Acho muito aquém quando comparada com as demais.

    Vale lembrar também de “Jack and Jill” e achei que faltou pelo menos uma lembrança de “My So-Called Life”, que mesmo tendo somente uma temporada chega a ser impressionante como é lembrada por muitos, até hoje!

  • Yaya

    One Tree Hill a melhor das melhores!!Com certeza!!!

  • Daniel

    The OC é marcante pra qualquer um que assiste, uma das melhores series q ja vi,

    mudando de assunto. é impressão minha ou a menina do Blossom é a namorada do sheldon do the big bang theory?

  • Sem sombras de dúvidas, THE OC foi a melhor, e a mais marcante! Li vários comentários sobre a série. e não concordo com alguns comentários kkkk mais cada um tem a sua opinião e pode se expressar como quiser. Pois bem, a 1ª temporada foi perfeita, historia muito bem escrita e episódios maravilhosos (tanto pelo drama como também pelo cômico), e momentos totalmente dentro do cotidiano de ricaços, desde a adaptação de Ryan: pobre, sem motivação na vida e longe de boas perspectivas futuras, devido a falta de motivação que recebia e ‘via’ em casa. A 2ª excelente, a sequencia da 1ª ficou demais de boa, historias vivificantes e interessantíssimas, e também coisas e momentos totalmente dentro do cotidiano de um ricaço. A 3ª fraca (pórem oscilou bastante), pois também, o que poucos entendem, é que os personagens precisavam crescer, amadurecer e evoluir, tanto que sobrava drama para a série, e os momentos cômicos praticamente sumiram, pois eles precisavam dar ar de ‘adultos’ e ‘maturidade’ aos personagens, mas, também não se veta, que, não foi tão bem escrita como as temporadas anteriores. E a 4ª terminou como devia.
    E mesmo com estes altos e baixos, não dá para esquecer THE OC, foi marcante e sempre será! Aaaaah, se desse para voltar! kkkk

  • Esta comunidade é destinada aos fãs das séries, filmes e desenhos que passavam na década 80 e 90.

    Convide seus amigos e familiares.

    Relembrar é viver.

    http://www.facebook.com/groups/tvanos80.90/

  • fabiano

    eu acho the oc uma das melhore séries que ja vi

    1 a série da minha opiniao é muito otima as 3 temporadas

    2 os melhores episodios sao do natanukka , foi incrivel

    3 a 4 temporada caiu a qualidade nao só pela falta da marisa , mais parece que a série perdeu o rumo , alem de ter tido um final chato

    4 o seth na minha opiniao é o personagem muito carismatico com seu humor . a marissa e summer tem muita personalidade na série , o ryan é legal , mais é muito perdido algumas vezes na série , talvez seja isso o nome ser um estranho no paraiso

    5 outra coias que errou foi a transição de jovens para adulto

    6 o casal que teve melhor quimica em série ou até qualquer outro tipo de dramaturgia na minha opiniao é ryan e marissa independente do que aconteceu depois na quarta temporada

    outra série que gostei bastante foi one tree hill

    1 a série foi otima nas 6 primeiras temporadas

    2 a série sem lucas e peyton nas temporadas 7, 8 , 9 perdeu a qualidade

    3 o final da serie ficou muito abaixo das minhas expectativas

    4 a aparição do lucas na 9 temporada quando ele vai cuidar de jimmy ficou muito pequena ,

    5 a transição de jovens para adultos na série ficou legal até a 6 temporada , depois ficou muito chato os personagens , como brooke , nate , halley ficaram muito certinhos ,e poucas aventuras

    6 eu achei nate , brooke e haley muito perdidos na sétima temporada até o fim da série , parece que o escritor esta empurrando a série com a barriga , até hoje queria entender a ausencia de lucas e peyton no resto da série , alem da ausencia da mãe do lucas no final

  • joao lucas

    skins é com certeza uma serie incrivel

  • Fran

    Tem series para adolescentes muito boas hoje em dia,mas nada se comapara a simplicidade e tom realistas de series como confissoes de adolescente, dawsons creek, one tree hill e felicity.Acho as series de hoje um pouco vazias superficiais, é tudo rapido demais,tudo muito ligado só a rostos bonitos,figurino bonitos e se esquecem do melhor que uma serie jovem tinha, falar ali com os jovens o que muitas vezes eles não tinham coragem de falar com os pais, amigos, conflitos que se identificassem, personagens palpáveis. Nao series cheias de açao e misterios, sim amo açao e misterios, mas tambem amo roteiros e dialogos bons.

  • one tree hill é uma das melhores series já feita e ela consegue fazer, você odiar um cara e depois você começa ter pena dele, é unico problema foi o lucas e peyton sair da serie ai caiu um pouco de qualidade mas mesmo assim uma das melhores series.

  • amanda

    Tem uma série pouco conhecida mas eu achei legal,mas só durou uma temporada. Young Americans, ela lembra A sociedade dos poetas mortos e tem muita coisa relevante como diferença de classe social e busca pela atenção dos pais.

  • Felicity a melhor serie que ja assisti até hoje, o elenco é perfeito, trilha sonora, historia, muito bom! Barrados no Baile marcou história, tenho muita saudades, quero juntar dinheiro para comprar o box que sonho Rsrsrs… Seu site é demais, parabéns pela dedicação, está nos meus favoritos!!

  • Krysthian Oliveira

    One Tree Hill, sempre será minha prefeirda, cresci assistindo essa maravilha no sbt intitulado “Lances da Vida”, frases, decisoes e culturas que vou levar p resto da vida, e me influenciou mt no meu gosto musical.
    Sou apaixonado pela série e por every single character, de coração <333

  • Nicky

    One Tree Hill, sem mais.

  • Gabriela

    Buffy em minha opinião é uma das melhores séries de todos os tempos, o roteiro é muito bem escrito mas concordo que nos efeitos visuais a série deixe a desejar, mas levando em consideração que é uma série de 98 podemos considerar uma série MUITO visionária! Tentei ver também felicity mas não me prendeu (mesma coisa c oth). Vi todos os episódios de Dawson Creek (amo o pacey), gilmore girls, the oc, gossip girl. Recomendo também uma série que é nova mas é extremamente foda: Reign! Assistam dois episódios e vão se apaixonar!!!! Terminei a primeira temporada em 2 dias…

  • norman

    Eu não sou um fã e assistir TV , mas a verdade é que Girls é das poucas séries que eu gosto de ver .

  • Marcelo Abreu

    Ninguem falou de Veronica Mars

  • Victor Arvoredo

    Faltou apenas Popularidade que passava no SBT

  • Lucas Reis

    Mais jovem que Skins não há <3

  • Marcus Vinicius

    Adorei a resenha de Confissões e vê-la nessa lista tb – tenho acompanhado a série agora (sou fã da Deborah Secco) e, mesmo não sendo da minha época (tenho 23 e a série estava começando qnd eu nasci), acho atual e me identifico… Amo The O.C. Tb. Era uma série que, junto de Smallville (Faltou essa na lista, hein? haha), eu assistia às tardes de domingo, no SBT – q saudade! One Tree Hill eu vi pouco, mas não marcou tanto quanto essas duas últimas q falei!

×