Teen Wolf – 6×17 Werewolves of London

13 de setembro de 2017 Por:

Ok, Teen Wolf finalmente voltou a ser Teen Wolf. Ou, pelo menos, algo minimamente próximo a série que aprendemos a amar ao longo dessas seis temporadas. Após sete episódios que me consumiram de desanimo e decepção, me encontro finalmente empolgada. Há um sorriso gigante em meu rosto e eu estou feliz – muito feliz –, porque a essa altura, já nem tinha esperanças que o desfecho dessa história poderia ser decente.

Divulgação/MTV

Sendo bem honesta, não acho que Werewolves of London tenha sido o episódio mais maravilhoso do mundo. Os problemas ainda existem, assim como a sensação de que tudo poderia estar se desenvolvendo de um modo infinitamente melhor. No entanto, esses quarenta minutos resolveram um dos meus maiores descontentamentos com a temporada e conseguiram trazer o clima de “estamos chegando ao fim”.

Pela primeira vez, desde que essa 6B se iniciou, vimos Scott McCall no centro da narrativa. Após o ataque a sua casa que deixou sua mãe, seu pai, Mason e Lydia feridos (ok, você me surpreendeu com essa, Jeff Davis), o alfa se viu obrigado a enfrentar a situação na qual se encontrava, ao invés de simplesmente tentar remediá-la. Com isso, vimos o surgimento de um conflito moral interessante e necessário.

Divulgação/MTV

Matar ou não matar: eis a questão. Scott chegou até aqui com um forte senso ético e de justiça e uma tendência a enxergar o mundo em preto e branco. Para ele tirar uma vida era simplesmente inadmissível e, embora eu tenda a concordar com seu ponto de vista, o rapaz está no meio de uma guerra e, como bem pontuado por Peter, não há como vencer – ou sequer sair vivo de – uma guerra sem derramar sangue.

Scott se encontra, então, em um impasse e na tentativa de formar um exército e descobrir como proceder acabou recorrendo a figuras pouco confiáveis de seu passado. A primeira delas foi Deucalion e, após tudo o que aprontou, o alfa dos alfas parece ter encontrado a paz, decidido se tornar uma pessoa melhor e recusado a violência. É interessante ver essa nova face do personagem, embora me soe levemente forçada, já que é uma mudança muito drástica e não nos foi mostrado nenhum vislumbre dela na última vez que o lobisomem esteve em cena. De qualquer forma, Deucalion é um novo homem e não tem qualquer intenção de usar suas presas para ferir outros seres humanos, mas foi o primeiro a verbalizar o que todo mundo já sabia: Scott só conseguirá vencer Gerrard se o matar.

Divulgação/MTV

Peter, por sua vez, segue sendo a mesma figura pouco confiável e egoísta que não se importa com (quase) ninguém além de si mesmo. Ou seja, o bom e velho Peter conhecemos – e amamos – tão bem. Sua jornada de redenção, entretanto, passa por Malia e, mesmo que não queria admitir, é pela filha e por perceber os sentimentos dela por Scott que ele resolve se unir aos dois. O Hale, de qualquer forma, tem um ponto de vista válido quando diz que a determinação de McCall em salvar todo mundo e nunca sujar as mãos pode acabar fazendo dele um homem morto.

Em meio a tudo isso, Liam e Theo, que seguem uma dupla fantástica, descobriram – de forma quase acidental – um pouco mais sobre o AnukIte, o corpo que está habitando e seus planos de testar criaturas sobrenaturais para descobrir sua outra metade. Foi bom voltarem a esse plot e já estava achando estranho ninguém nem cogitar fazer nada contra a criatura que está gerando pânico e influenciando no comportamento irracional de todos. É apenas o medo que gera o ódio e intolerância? Não, mas combater a fonte desse medo já é uma avanço, especialmente quando ninguém parece ter uma ideia melhor de como proceder na luta contra Gerard.

Divulgação/MTV

Por  fim, é preciso comentar sobre como os melhores momentos desse episódio vieram do retorno de Jackson e Ethan. Como um casal. Confesso que nunca havia cogitado a hipótese dos dois juntos, afinal são personagens que jamais haviam interagido. Ainda assim, amei vê-los retornando juntos e se amando. A dinâmica entre eles é incrível e rendeu momentos muito divertidos, algo que Teen Wolf vinha precisando. Além disso, voltar a ver Ethan e toda sua fofura e Jackson mais afrontoso do que nunca aqueceu meu coração e me deixou muito empolgada. É isso que deve ser feito em uma temporada final, Jeff Davis, trazer personagens amados de volta e não focar em coadjuvantes com os quais ninguém se importa.

Sendo assim, Werewolves of London foi o melhor episódio até aqui. As tramas paralelas tiveram menos destaque e o foco voltou para os personagens que deveriam estar no centro de tudo desde o princípio. O retorno de figuras consagradas e amadas como Jackson, Ethan e Peter também foi um acerto, trazendo frescor e aquele tipo de fanservice bem feito e bem-vindo. Ainda assim, nada disso muda o fato que a série continua a enrolar e Scott mais fala do que faz. Faltam apenas três episódios para que Teen Wolf chegue ao fim e o medo que tudo terá que ser resolvido de forma corrida e sem o desenvolvimento necessário apenas cresce. Esse episódio fez a esperança tomar conta de mim, mas, mesmo assim, sigo temendo pela qualidade desse desfecho. Espero sinceramente que meus temores se mostrem infundados!

Observações:

— Lista de pessoas que Scott poderia pedir ajuda antes de apelar para uma alcateia tensa, esquisita e aleatória: Stiles, Derek, Kira, Ethan, Jackson (eles vieram por conta própria), Isaac, Braeden, Cora, Hayden… É claro que nem todos os atores aceitariam voltar pra série – há obviamente uma treta louca entre Daniel Sharman e alguém da equipe, por exemplo – , mas seria infinitamente mais plausível do que isso;

— A coitada da Lydia não passa uma temporada sem ir parar no hospital. Não é fácil essa vida de Banshee;

— Melissa consegue ser maravilhosa até depois de levar um tiro. Se tocarem em mais um fio de cabelo da Mama McCall eu vou atacar;

— Eu estou shipando Jackson e Ethan com tudo que existe em meu ser;

— Deucalion agora é a Universal;

— Aparentemente o Nemeton brasileiro fica em Brasília. No mapa estava no Nordeste, mas tudo bem;

— Estou começando a achar que o Theo realmente nunca será membro da alcateia do Scott, na verdade, ele vai ser um membro da alcateia do Liam;

— Ok, eu amei o retorno do Jackson e amei ainda mais a série confirmar sua bissexualidade (coisa que o fandom sempre soube), mas fiquei incomodada com ele flertando com um garoto e uma garota, quando entra no colégio, estando do lado do Ethan. Quem flerta com duas pessoas ao lado do namorado? Sei lá, sei que a cena queria ser divertida, mas achei que só serviu para reforçar os estereótipos ridículos de bissexuais como promíscuos.  Esperava mais, Jeff Davis!

— A gente tem que acreditar que Monroe, que é caçadora há, sei lá, dois meses, conseguiria capturar um lobisomem que foi parte de uma alcateia de alfas e um lobisomem meio kanima? Aliás, como o Jackson pode ser tanto lobisomem quanto kanima?

— Lydia está sendo caçada, levou um tiro, foi mandada para o hospital e ninguém pensou em avisar Stiles?

— Falando nele, é sério que Stiles só vai aparecer no último episódio? Não poderia estar mais descontente.

Uma fangirl desastrada, melodramática e indecisa, tentando sobreviver ao mundo dos adultos.

Mariana/ MG

Série Favorita: My Mad Fat Diary

Não assiste de jeito nenhum: Revenge

  • Nickolas Girotto

    Realmente melhorou um pouco, mas ainda não esta bom, apesar da trama ter sido bem desenvolvida nesse episodio, parece que ainda esta enrolada, tu fica com aquela sensação de que as coisas podiam andar mais rápidas, fora isso eles acertaram muito no fan service e principalmente no fato de focar no personagem principal que é o SCOTT e nao o Liam.
    Sempre é legal ver o Deucalion, ja percebeu que em qualquer série, desenho ou filme que se coloca uma pessoa que é muito mais poderosa que o personagem principal, eles dão um jeito de tirar ele de cena ou enfraquecem ele, aqui no caso ele virou um cara da paz que não mata e não briga mais, na minha opinião seria legal que ele se sacrificasse, tipo desse um jeito do Scott matar ele pra que o Scott ficasse com os poderes dele , na minha cabeça isso ficaria muito legal.

  • Paulo Adriano Rocha

    Eu ainda não gostei, não vou mentir.
    Muito cheio de furos esse negócio. Lobikanima? Desde quando? Forçadíssimo. Aí eles descobrem quase tudo lá e são pegos pela zinha lá, que só essa semana eu vim saber o nome dela? Gente, vilões que amamos odiar são Peter, Deucalion, até o Theo aliado aos doutores lá, mas a mulher fala e age como uma menina mimada, um saco! Outra coisa, ela prendeu (COMO???) os dois com o mesmo selo plástico que o Theo tava preso. Quem coloca uma porcaria daquela que pode derreter numa grade elétrica? Por mais que eu queira, tá dando pra defender essa temporada não.
    Deucalion, mais inútil que nunca. se era pra trazer a galera antiga pra o final da série, que fosse pra servir pra alguma coisa e não apenas receber o cachê. Ele não disse nada que o Peter não tenha dito, mas o papai pelo menos ficou pra se vingar dos dois carros explodidos (Sério? Que desculpa ridícula).
    A cidade está toda armada e já sabe quem é quem, mas Scott vai pro hospital e fica lá numa boa? Sério?
    E a chatinha lá toma a delegacia. MINHA DELEGACIA e ainda expulsa o nosso Stilinski? E os policiais ainda ficam do lado dela depois daquele discurso? Porque ela deixou bem claro que Gerard não se importa com a vida e ninguém contanto que vença. Ou seja, a gente vai ser bucha de canhão, mas não tem problema, porque o nosso líder vai sobreviver? Por favor…
    Enfim, cadê o Derek? cadê o Stiles? Cadê o Corey? (Por falar nisso, como deixam o Corey sumido e dão destaque pro Gabe e Nolan? Ele num serve pra nada, mas é do pack, merece muito mais que aqueles dois bostinha). Cadê o pai da Alison?
    Enfim, eu ainda tô decepcionado. Apelar que tenha guerra nos instantes finais e que a professora seja transformada em lobisomem e morta por Gerard. Só peço isso!
    Valeu pela review!

  • Gabi Valentim

    “A gente tem qu
    e acreditar que Monroe, que é caçadora há, sei lá, dois meses, conseguiria capturar um lobisomem que foi parte de uma alcateia de alfas e um lobisomem meio kanima?” – OBRIGADA! Fiquei pensando sobre isso desde que saiu o teaser. Gente… como? Como ela fez isso? Em todos os portais de teen wolf que eu ia nao vi ninguem falando isso. Mulherzinha enjoada.

    “Falando nele, é sério que Stiles só vai aparecer no último episódio? Não poderia estar mais descontente” – Somos duas descontentes. Mas é por que? Agenda cheia do Dylan? O menina mal apareceu na 6A, até agora nao entendi como um dos personagens principais some assim da ultima temporada

  • Até agora o melhor tá sendo os retornos porque a trama tá enrolada. São os episódios finais! Não dá pra ficar fazendo joguinho agora e sem falar que só agora deu a entender que está chegando ao fim.
    Gostei do retorno do Jackson e do Ethan, também achei a melhor parte do episódio.
    Adoraria que o Isaac retornasse #meusonho
    E a Breaden, Kira, Danny e a Cora.

    PS: Também tô muito descontente com a ausência do Stiles. 🙁
    Bendita agenda cheia do Dylan kkkkk

1 Contra Todos

1 semana atráscomentarios

Com a lei de incentivo à produção nacional, várias produções poderiam sair do papel. Muitas delas não têm a menor pretensão de introduzirem uma ideia nova ou em mesmo de fazer sucesso. É por isso que uma série estoura na medida em que 1 Contra Todos fez, a gente tem que prestar atenção e dar os louros. Cadu (Júlio Andrade) é um advogado de Taubaté que será pai pela segunda vez, mas perde o emprego devido seus princípios éticos. Para piorar sua situação, é injustamente preso ao ser confundido com o Doutor do Crime, maior traficante do país. Para tentar sobreviver, e com o apoio de sua esposa Malu (Julia Ianina), ele decide se passar pelo criminoso como única forma […]

Leia o post completo

Queens que merecem redenção em RuPaul’s Drag Race: All Stars – Parte 2

1 semana atráscomentarios

Comemorando que RuPaul’s Drag Race acaba de conquistar o Emmy de Melhor Apresentador de Reality, Melhor Edição de Fotografia e Melhor Figurino (pelo episódio: Oh! My! Gaga!), além da VH1 não perder tempo em agendar a próxima edição All Stars para Janeiro de 2018 (está quase chegando!), em breve teremos a lista oficial das queens que estarão retornando para brigar por um lugar no Hall Of Fame do programa e ter a oportunidade de reescrever parte da sua história na competição. Assim como na primeira parte desse especial, eis aqui uma outra lista de participantes que não conseguiram atingir seu potencial e chegar longe na competição. Então, shall we begin? Trixie Mattel – Temporada 7 (Top 6) Oh honey! Quem não […]

Leia o post completo

Stephen King na televisão

1 semana atráscomentarios

Stephen Edwin King sem dúvida alguma é um (se não for “o”) maior escritor de terror e suspense de todos os tempos. Nascido em Portland, no estado de Maine, cenário da maioria das suas histórias, em 21 de setembro de 1947, teve uma infância complicada, tendo seu pai abandonado a família quando ainda tinha dois anos, e testemunhou um acidente com a morte de um amigo. Já escrevia desde criança, e vendia suas histórias aos amigos. Estudou inglês na Universidade do Maine, casou-se com Tabitha Spruce, em 1971, e lecionou sua formação em Hampden, enquanto isso escrevia para revistas masculinas. Teve problemas com álcool, e em 1999 sofreu um acidente sério, em que foi atropelado enquanto caminhava aos arredores de […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter